27/04/10

CHAMPIONS 2010-2011: um pequeno exercício

Se a questão do título ainda não está totalmente decidida, a da qualificação para a Liga dos Campeões, depois da vitória bracarense na Figueira da Foz, parece definitivamente arrumada. Em muitos países europeus passa-se o mesmo, sendo pois altura de fazer um pequeno exercício de antecipação, e tentar perceber o que poderá ser a próxima edição da principal prova da UEFA.
Partamos de dois axiomas de base: 1) os campeonatos nacionais terminam com a classificação actual; e 2) nas pré-eliminatórias passam as equipas com melhor ranking.
Seguindo este critério chegamos rapidamente às 32 equipas qualificadas, e podemos então reparti-las pelos quatro potes do sorteio.
Vejamos então, no quadro que se segue, os nomes dos clubes presumivelmente apurados, quer directamente, quer para as pré-eliminatórias:
Atendamos agora às pré-eliminatórias, repartindo as equipas segundo a sua posição actual no ranking, encontrando desse modo os cabeças-de-série, tanto no alinhamento dos principais países, como no dos campeões nacionais. Se os teoricamente mais poderosos forem ganhando, chegamos aos apurados:
Com todos os 32 apurados encontrados, é pois possível distribuí-los pelos quatro potes, sendo que o Benfica iria para o segundo. O Sp.Braga, caso conseguisse ultrapassar um dos cabeças-de-série na 3ª pré-eliminatória (por exemplo o Basileia), conseguiria provavelmente entrar no terceiro pote:
Para finalizar, resta escolher um grupo para os encarnados. Que tal um constituído por Lyon, Copenhaga e Cluj? De evitar seria, por exemplo, algo como Barcelona, Schalke 04 e Spartak de Moscovo.
Veremos até que ponto tudo isto se confirma, a começar pela própria qualificação directa do Benfica, que, como sabemos, ainda não é uma realidade matemática.

15 Comments:

Anonymous Mário said...

Caro Lf, a discussão que lhe vou lançar não está relacionada com este assunto.

Segundo Uma notícia do jornal Abola, o Benfica está ponderar terminar com o Hóquei em Patins. Sabendo eu que é uma modalidade que lhe diz muito, assim como a mim, gostaria de saber a sua opinião.
Parece que esta decisão está relacionada com os recentes acontecimentos: candidatura de Torres Novas à final Four da taça CERS, mesmo no último dia do prazo, sabendo que seria o Benfica a organizar a prova em casa, pois mais nenhum clube dos presentes tinha apresentado candidatura; e com a inacreditável situação que aconteceu com a federação devido ao castigo do Caio.

http://www.abola.pt/nnh/ver.aspx?id=202942, está aqui o link da notícia.

O hóquei português tem vindo a definhar ao longo dos anos, e as não vitórias do Benfica no campeonato contribuíram muito para esta situação. Os mesmos senhores que quase aniquilaram o benfica e o futebol português com "fruta", viagens ao Brasil e “conselhos matrimoniais”, estão a aniquilar o desporto que mais títulos deu a Portugal.

O que acha LF desta posição do benfica?

saudações Benfiquistas

parace que esta decisão está relacionado com os recentes acontecimentos: candidatura de Torres Novas à final Four da taça CERS, mesmo no último dia do prazo,sabendo que seria o Benfica a organizar a prova em casa, pois mais nenhum clube dos presentes tinha apresentado candidatura; e com a inacreditável situação que aconteceu com a federação devido ao castigo do Caio.

http://www.abola.pt/nnh/ver.aspx?id=202942, est´aqui o link da notícia.

O hóquei português tem vindo a definhar ao longo dos anos, e as não vitórias do Benfica no campeonato contribuíram muito para esta situação. Os mesmos senhores que quase aniquilaram o benfica e o futebol português com "fruta", Viagens ao Brasil e conselhos matrimoniais, estão a aniquilar o desporto que mais títulos deu a Portugal.

O que acha LF desta posição do benfica?

saudaç~~oes Benfiquistas

27.4.10  
Blogger LF said...

Mário,
Se isso se confirmar, trata-se de uma péssima notícia e, quanto a mim, um erro estratégico.
Mas tenho a esperança, e até a convicção, de que tal não seja mais do que uma forma de pressão.

Acabar com o Hóquei seria fazer a vontade aos senhores Fernando Claro e Ilídio Pinto, personagens que têm assassinado a modalidade, tentando fazer dela um desporto meramente regional. É questão de compararmos o que era o Hóquei em Patins em Portugal antes de Fernando Claro ser colocado na federação, e o que é agora, para se perceber do que falo.
O FCP domina a federação, a federação é uma força na Europa, e todos juntos vão matando o hóquei só para garantir, por portas e travessas, alguns títulos para as suas cores.

O que o Benfica tem de fazer é reforçar ainda mais a equipa (se possível), e promover uma guerra sem tréguas a esta federação, procurando aliados para a tirar de lá.
Só assim salvará o hóquei.
Tem esse dever, e essa responsabilidade.
Fugir nunca é a melhor solução.

Para já há que ir a Torres Novas conquistar a taça, que seria o segundo título europeu das modalidades numa época.
Depois esfregá-la na cara da federação.
Deixar lá o troféu e as medalhas era uma boa iniciativa. Mas para tal é preciso ganhar os jogos.

Há que perceber também quem foram os fantoches que estiveram ligados a esta candidatura (Torres Novas) e extrair consequências. O Benfica tem, também nestes casos, de saber utilizar a sua enorme força.

27.4.10  
Anonymous Mário said...

Tenho a mesma opinião.

Só ganhando o Benfica conseguirá vencer todas estas vicissitudes.
Tem de ser como no futebol, dentro do campo, neste caso dentro do ringue. Apostar forte na modalidade, contratar jogadores estrangeiros de qualidade que façam a diferença e se juntem aos bons portugueses que temos, para formarem uma equipa que bata o Porto.

Quanto a essa "guerra sem tréguas", acha que as pessoas que estão no Benfica estão aptas para isso? O que quero dizer é se não será preciso fazer uma limpeza de quem comanda o Hóquei do Benfica? Serão as pessoas que comandam o Hóquei do Benfica capazes de exercer a força que o clube tem? Tenho sentido muito conformismo, pelo que vejo e leio, dos responsáveis do Benfica.

Quanto a taça CERS será importante e espero que os jogadores e equipa técnica percebam a importância deste título europeu. Pelo que vejo dos poucos (infelizmente) jogos que passam (obrigado Benfica TV), sinto os jogadores muito mais motivados para esta prova que para o campeonato.

27.4.10  
Anonymous Anónimo said...

o livro «Apito Dourado - as entranhas do polvo» entrou directo para os tops nacionais...
já o li e penso que é uma reportagem excelente sobre a vergonha que foi o futebol português durante dezenas de anos...
é importante que muita gente o compre!!!!
não podemos deixar esquecer esta vergonha
AM
Odivelas

27.4.10  
Blogger LF said...

É natural, o campeonato está perdido há muitas semanas, e ficar em segundo, terceiro ou quarto é igual.

Quem comanda a secção do Benfica é o António Ramalhete.
Perceber de hóquei ele percebe, quanto ao conformismo, só estando por dentro é que poderia ter uma opinião.

Mas a equipa tem bons jogadores, um bom treinador, e com mais um reforço ou dois poderia fazer frente ao Porto (até porque os Filipes Santos, Reinaldos Venturas e Edos Boschs não duram para sempre).

Se no futebol derrotámos o polvo que existia, mais depressa o conseguiremos no hóquei, que é mais maneirinho.
Desistir é que não.

27.4.10  
Anonymous Anónimo said...

oh LF sera que lhe custa mt admitir que no hoquei o FCP é mt melhor que o benfica? isso é que sao umas palas ha? tudo o que o benfica ganha é por merito e nao sei que. o que o FCP ganha é injusto, a roubar nao sei que. faltam 5 jornadas para o fim e o FCP já é campeao. qual é a duvida? n entendo o que as vezes diz sinceramente, voce que ate parece perceber alguma coisa dod esporto, mas essas palas vermelhas estao a faze-lo perder alguma credibilidade.

28.4.10  
Anonymous antonioSLB said...

Neste momento a máfia no hoquei é mais forte que no futebol. Vale tudo! As vergonhas começam nas camadas jovens e seguem por aí acima até aos seniores. É uma modalidade sem futuro, não conseguiram com que se tornasse olimpica porque é praticada em poucos países, mesmo em Espanha só nas províncias da Galiza e Catalunha. Em Portugal também querem transformá-la numa modalidade regional, dominada por um clube apenas. O que o Benfica deveria fazer é o que fez no basquetebol, deixar o campeonato principal, continuar apenas com formação, deixá-los a jogar sózinhos, sem interesse televisivo, sem audiências, sem publicidade. Lembram-se o que aconteceu? Os regulamentos mudaram, tudo ficou mais transparente, a liga funciona, onde a máfia não domina, o Benfica é campeão, é a lei do mais forte. Eles sabem que qualquer modalidade sem o Benfica perde o interesse mediático e publicitário, não sobrevive. Enquanto não tomarmos uma medida drástica, o hóquei não será uma modalidade limpa e séria e não teremos qualquer hipótese de voltar a ganhar.

28.4.10  
Blogger Sry Lanka said...

A máfia do hokei q falam é tentaram 500 formas de campeonato, com play-off, sem play-off, com metade dos pontos na 2ª fase, com mais isto, mais aquilo, e o FCP limpar tudo ano após ano??? Em q se baseiam para dizer q o à máfia no hokie?!!??!?
Será q o FCP deveria começar com 20pontos de atraso?? Ou começar só na 2ª votla?? Haja paciencia para tanta cegeueira e fanatismo!! Depois querem q os outros vos atribuam mérito quando vencem!

28.4.10  
Anonymous Anónimo said...

oh antonio SLB, claro que o absquete é uma coisa seria, o benifca ganha. aposto que o futebol este ano tambem ja fois erio, o benfica vai ganahr. e aposto que o andebol para si tambem tem mafia este ano já que o SLB é o ultimo da Fase final

28.4.10  
Blogger LF said...

A máfia está onde está o FCP.
O problema não são as modalidades, o problema é o FCP.
Ou melhor, o seu presidente.

O esquema para vencer é sempre o mesmo, seja no hóquei, no basquete, no andebol, no futebol ou no berlinde.
Dominar as instâncias de poder, gozar dos favores da arbitragem, aliciar jogadores adversários, recorrer ao doping se necesssário for, e assim, por todos os meios (incluindo, há que dizê-lo, boas equipas), garantir as vitórias.

No hóquei a coisa chegou mais longe porque dada a quantidade de clubes no norte (o campeonato está quase todo centrado nas associações de Porto e Braga), tornou-se muito mais fácil impor um domínio total na federação e na arbitragem.

Só quem não tenha visto a última supertaça é que não percebe do que estou a falar.
Este caso do Caio é outro exemplo, como foi no passado o castigo a Mariano Velasquez na véspera de um Porto-Benfica. Como foi agora o caso da Taça CERS (e o FCP, ano após ano, na Liga Europeia, vai ganhando influência também a nível internacional, sobretudo numa modalidade dominada por portugueses e espanhóis).
A estapafúrdia alteração do formato foi também para proteger o FCP, pois ao jogar quase sempre perto de casa tem uma vantagem enorme face ao Benfica, vantagem essa que (nesse ponto em particular) no play-off era de algum modo diluída.


Eu não tiro mérito à equipa de hóquei do Porto, que é , de facto, muito forte.
Mas sem as costas quentes como têm, talvez não tivessem ganho os nove campeonatos seguidos, mas sim uns quatro ou cinco.
Em todas as situações em que a sua hegemonia foi, mesmo que ao de leve, ameaçada, lá estavam os seus anjos da guarda.
Os jogos no pavilhão de Fânzeres eram terrorismo puro. Lembro-me de cair um petardo em cima do Pedro Afonso, e o jogo prosseguir normalmente (ele até ficou surdo, não sei se irreversivelmente).
Tudo isto era favorecido pelas arbitragens e por uma federação decadente e corrupta, que tem enterrado por completo a modalidade.

O Andebol vai pelo mesmo caminho.
As arbitragens são do mais anti-benfiquista que há. E desde que o Benfica foi campeão com Donner, a coisa intensificou-se.

E no basquete, viu-se nos play-offs do ano passado, na eliminatória SLB-FCP, tudo o que foi feito pela arbitragem (sobretudo no segundo jogo, na Luz), para derrubar o Benfica.


No Futsal não há FCP, não há corrupção, não há polémica.
É por isso que a modalidade tem crescido tanto em popularidade e mediatismo, enquanto as outras (sobretudo o hóquei) vão morrendo aos poucos.

Em certos momentos gostava que o FCP entrasse no Futsal, mas quando me lembro do que tem sucedido em todas as competições onde metem a unha, logo me arrependo.

28.4.10  
Blogger dezazucr said...

"se no futebol derrotámos o polvo que existia"...

Isso só demonstra inocência.

O Benfica ainda não ganhou nada, mesmo ganhando este campeonato será só um. Só os derrotaremos quando recuperarmos a hegemonia com ciclos de 2 títulos em cada 3 anos durante pelo menos uma década.

Se bem que de forma diferente, em 2005 também ganhámos o campeonato e depois disso, em vez de capitalizarmos para um 2º campeonato, entregamos de bandeja mais 4 ao porto.

28.4.10  
Blogger Sry Lanka said...

Òh LF, mais uma vez, VA DAR BANHO AO CÃO!!

Numa ou duas frases resumiu o seu estado de demência e de fanatismo!

"O problema não são as modalidades, o problema é o FCP"

O SEU problema e de outros dementes como vc é o FCP...mas só quando ganha...pq senão...é tudo limpinho!!

"O Andebol vai pelo mesmo caminho"...pois claro...o FCP ganha e o alarido todo com o Mourinho do andebol deu em tretas!

"No Futsal não há FCP, não há corrupção, não há polémica."

Não há polémica?? Pergunte ao Alípio Matos como foi a final do ano passado!!

""Dominar as instâncias de poder (Quem?? CD da Liga??), gozar dos favores da arbitragem (Lucilio e Olegário??), aliciar jogadores adversários (Jorge Ribeiro e Makukula??), recorrer ao doping se necesssário (Hernani e Nuno Assis??)""

"Os jogos no pavilhão de Fânzeres eram terrorismo puro." Kerem o kê?? Chazinho e bolachinhas?? Nunca matamos ninguém num campo de jogo, nem pusemos jogadores adversários em coma com stikadas!!

Sabe quando é q não há polémica?? Quando vcs ganham! Aí não há polémica! Tirando Estorilgates, Lucílios, Olegários, Túneis, CDs de Ligas e por aí fora!!

Òh LF...nem digo mais nada!

28.4.10  
Anonymous iBenfiquista said...

Concordo completamente com o LF.

E isto são factos, não opiniões.

Os andrades têm espalhado a trafulhice, a chico-espertice, os esquemas por tudo o que é país. É a única maneira que sabem para ganhar. Independentemente de passado uns tempos, terem boas equipas. Pudera!

A única razão para não terem entrado no futsal é porque AINDA não lhes surgiu a OPORTUNIDADE para entrar. Se lhes surgir uma oportunidade de, por exemplo, conseguirem roubar 3 ou 4 jogadores ao Benfica, e mais 2 ou 3 a outro clube de topo, começam logo uma equipa de futsal.

Mas só assim. São muito pouco éticos.

Os andrades queixam-se de que ninguém dá valor ás suas conquistas. Pudera! Alguém gosta de batoteiros, de trafulhas? Ninguém!

Se eu soubesse que o melhor jogador do mundo, fosse de futebol ou outra modalidade, fosse membro da máfia italiana, garanto-vos que tudo o que ele ganhasse perdia, aos meus olhos, todo e qualquer valor. Não valia nada!

E quem diz máfia, diz outra coisa organização semelhante qualquer.

O desporto quer-se com "fair-play", com saber ganhar e perder, com galhardia e nobreza, coisa que os andrades nunca souberam fazer. Basta olhar para a sua história para perceber isto.

Sabem a razão por que se chamam "andrades"?
Sabem a razão porque foram "fundados" em 1893?

Sabem como ganharam a 1ª taça dos Campeões e a intercontinental a seguir?

Basta ouvir as escutas e ler alguns livros já publicados para perceber muita coisa. As pessoas não são estúpidas. Mas eles são estúpidos quando desculpam todos esses atropelos à ética e as pessoas que os cometeram. Em vez de dizerem "mea culpa", como fariam pessoas de boa vontade e nobreza. Pelo contrário, acusam os outros do mesmo, não se importando neste caso de mentir e de fabricar casos que nunca existiram.

Uma pessoa, ou instituição, que quer ser respeitada, tem de se dar ao respeito, tem de agir de uma maneira respeitosa e éticamente irrepreensível. Não é isso que acontece com o fcporto.

Dou apenas um exemplo recente: 2 jogadores de futebol agrediram seguranças dentro do estádio de um rival, abrindo a cabeça a um deles, e em vez de pedirem desculpa a esses seguranças, à empresa que os emprega, ao clube visitado e ao pais inteiro, não! acusaram tudo e todos de cumplicidade e de conspiração. E ainda os elogiaram como se tivessem cometido um acto digno e merecedor de admiração. E depois querem reconhecimento pelas vitórias? Com que direito?

29.4.10  
Anonymous antonioSLB said...

Luís, se as equipas do porto foram assim tão fortes nos últimos 9 anos, porque será que não o confirmaram nas competições internacionais? Porque será que na Europa o porto ganhou ZERO? Numa modalidade que só interessa a dois países europeus, Portugal e Espanha, os únicos onde as equipas são profissionais, o porto já foi eliminado por equipas italianas, muito mais fracas que há 10 anos atrás, devido ao desinvestimento no hóquei em Itália! Porque será que a federação concorreu à organização da Taça Cers contra um seu clube filiado, quando mais nenhum clube estrangeiro se candidatou? Vale tudo para o Benfica não ganhar, mesmo contra equipas estrangeiras. Em outra modalidade já muito mais forte na Europa, o futsal, o Benfica, ao contrário do porto, ganha em Portugal e foi agora Campeão da Europa, depois de já ter sido vice-campeão! E não é só no futsal que não há mafia, no vólei também não há, no raguebi também não há, ganham os mais fortes, coincidência ou não, o porto não participa. Porque será? Porque é que o porto há muito não tem ciclismo? Já sei ... porque é uma modalidade que não tem árbitros!
Luís, a máfia não depende só do presidente do porto! Desengane-se quem pensa o contrário. O sistema está de tal modo montado na sociedade, desportiva e não só, que muita coisa é feita e ele nem sabe ou só o sabe mais tarde.

29.4.10  
Anonymous antonioSLB said...

Só para dizer ao sry lanka, que ao contrário das invenções e mentiras que ele refere, num jogo de hóquei no antigo pavilhão da Luz, um miúdo meu vizinho, que pertencia aos Diabos Vermelhos, levou uma stikada de um jogador do porto, que lhe abriu a cabeça, foi parar ao hospital. O miúdo nunca mais foi o mesmo, nunca recuperou dos efeitos da agressão, e passados uns meses ... morreu!

29.4.10  

Enviar um comentário

<< Home