27/04/10

CLASSIFICAÇÃO REAL

Suponho que esta tenha sido uma das semanas de maior acerto por parte dos árbitros, e só a necessidade de arranjar argumentos (um cartão amarelo, um livre, um cabelo…) faz com que a discussão prevaleça.

V.SETÚBAL-FC PORTO
Depois de uma série de erros cometidos - nomeadamente nos Benficas-Sportings que ano após ano, invariavelmente, apitava -, e que todos foram atribuindo ao seu estilo permissivo de deixar jogar, Pedro Henriques perdeu a inocência quando, na época passada, anulou um golo limpo ao Benfica (vendo uma falta que não existiu) em pleno Estádio da Luz, no último minuto de compensação de um jogo com o Nacional, impedindo então os encarnados de se destacarem na classificação antes da pausa de Natal.
Ficou aí demonstrada a sua má fé (diz-se que é sportinguista fanático), pois afinal o seu “deixar jogar” só valia para alguns, como Tonel (para agarrar Nuno Gomes na área), ou João Moutinho (para rasteirar Freddy Adu também na área), em dois derbys lisboetas quase consecutivos.
Dizer-se que o cartão amarelo mostrado a Falcão serviu para beneficiar o Benfica é pois um absurdo. Um duplo absurdo, aliás. Primeiro porque Pedro Henriques nunca beneficiou o Benfica (foi, de resto, o árbitro escolhido por Pinto da Costa para uma final da Taça de Portugal), depois porque o lance é, à primeira vista, efectivamente passível de sanção disciplinar, já deixando de lado o facto de o alegado benefício daí resultante para os encarnados ser tão residual (quero lá saber se o Falcão joga ou não joga…) quanto desnecessário (o Benfica nem precisa de pontuar no Dragão).
No Dragão subsiste a dramática e desesperada necessidade de justificar, com terceiros, quartos ou quintos, a extraordinária época do Benfica (a melhor dos últimos 20 anos), e o correspondente fracasso do FC Porto (um dos três piores campeonatos dos últimos 34 anos). Para isso qualquer argumento é válido, seja um castigo da CD Liga, seja um simples cartão amarelo, seja um cão que entra dentro do relvado, ou um pássaro que pousa sobre o banco de suplentes.
Há pois que entender, desvalorizar, e seguir em frente.
Resultado Real: 2-5

BENFICA-OLHANENSE
Assisti ao jogo no estádio, e, na televisão, apenas vi um curtíssimo resumo num dos telejornais do fim-de-semana.
Fiquei com a sensação de que a arbitragem de Lucílio Baptista foi razoável, dando de barato que, no lance do quinto golo, Aimar tenha efectivamente ajeitado a bola com a mão.
Tanto no penálti assinalado, como na expulsão, nada há a dizer. Ambos os lances são claros e indiscutíveis.
Resultado Real: 4-0

NAVAL-SP.BRAGA
Apenas vi os golos, mas os ecos que me chegaram foram os de uma boa arbitragem.
Resultado Real: 0-4

U.LEIRIA-SPORTING
Idem, idem, aspas, aspas.
Nem sei como é que alguém ainda perde tempo a ver os jogos do Sporting. É sintomático que em Leiria estivessem menos de metade do número de pessoas que, no Pavilhão Atlântico, assistiram à final da Futsal Cup.
Resultado Real: 1-1

CLASSIFICAÇÃO REAL
BENFICA 78
Sp.Braga 60
FC Porto 59
Sporting 47

9 Comments:

Anonymous Anónimo said...

O fanático que conseguiu não assinalar um penalti descarado de um jogador do benfica quando o fiscal de linha lhe deu indicação nesse sentido.

E tudo porque não viu...

A ser fanático, será para o mesmo lado que o LF...

27.4.10  
Blogger troza said...

Só para lembrar que o lance do jogo do Nacional não foi bem como dizes. Foi mais assim: há dois penaltys na mesma jogada que o arbitro não marca, um deles o defesa cortou a bola com a mão. O que aconteceu depois é que houve uma bola na mão do jogador do Benfica que ele marcou. Acho que a mão influênciou o lance e até podia ter sido marcada, mas nunca depois de deixar tudo passar e, incrivelmente, tudo eram lances a favor do Benfica. Depois aparece um lance a favor do Nacional e ele marca... e ele a ver tudo de bem perto. Ninguém me tira da cabeça que foi de propósito...

Mas (agora vou gozar com o raciocinio dos tripeiros) aquilo foi para favorecer o Benfica pois, se tivessemos sido campeões, o Jorge Jesus era bem capaz de estar a treinar o Porto em vez do Benfica...lol :P

27.4.10  
Anonymous Anónimo said...

Caro Luis Fialho,

Segundo rezam as crónicas no jogo de Setúbal terão ficado 2 grandes penalidades por marcar contra o FCP. Não sei se da marcação e concretização das mesmas e dos momentos de jogo em que terão ocurrido teria resultado alguma alteração no resultado final (eventual não vitória do FCP), mas também nesta altura do campeonato pouco interessa, uma vez que o 3º e o último lugares são os únicos que neste momento, por já estarem atribuidos, não sofrerão qualquer alteração.

Saudações benfiquistas
F.P.

27.4.10  
Blogger Gustavo said...

como é possivel dizer que o Aimar ajeita a bola com a nao?? o Castro remata a bola a metro meio de distancia de Aimar! e reparem que eu disse remata! ele nem tem tempo de se desviar! e ainda por cima fiquei com a sensaçao de que a bola de lhe bateu no peito e nao no braço...

27.4.10  
Anonymous Anónimo said...

"Gustavo disse...
como é possivel dizer que o Aimar ajeita a bola com a nao?? o Castro remata a bola a metro meio de distancia de Aimar!" E o Weldon quande cruzou a bola contra o braço do Delson tava há quantos metros?!?! 50???

27.4.10  
Anonymous Anónimo said...

o 1ºlance é simplesmente o tipo de penalty e falta que anda a matar o futebol. Independentemente da cor. Não sou fanático como tu. Força nisso, destruam o jogo que já foi bonito.

27.4.10  
Anonymous Anónimo said...

LF, o que diria se bruno alves tivesse dado uma cotovelada num jogador do olhanense ? já era o fim do mundo, nao pode ir a selecção e nao sei que n sei que mais. e a entrada do maxi pereira nao referencia pk? a verdade é que o benifca deveria ter terminado com 9 e nao com 11. ou nega?

quanto ao F.P. houve um penalti por assinalar contra o FCP. a outra falta é fora da area.

28.4.10  
Blogger Gustavo said...

tava bem mais longe, mas nao me viu a escrever que era penálti... é um lance em que se admite que o árbitro marque falta, como admitia se nao marcasse...

28.4.10  
Anonymous Anónimo said...

E os vermelhos poupados ao cardozo e ao Maxi Pereira? Foi o Pinto da Costa?!

28.4.10  

Enviar um comentário

<< Home