13/02/08

A HORA DA EUROPA

Sporting e Benfica iniciam esta semana a sua participação na Taça Uefa, juntando-se na prova ao Sp.Braga, proveniente das primeiras rondas. Basileia, Nuremberga e Werder Bremen são os adversários.
Deve dizer-se que, para todos estes três clubes (grandes incluídos), dado o seu momento actual, a Taça Uefa é a competição adequada. Há dois anos que Sporting e Benfica entram juntos na Champions League, e há dois anos que saem logo na primeira fase, após alguns floreados, mas manifestamente sem estofo para ir mais além. Numa prova com adversários de segunda linha europeia (embora nem todos, é certo) as hipóteses de êxito sobem claramente, e sabe-se como são importantes os pontos obtidos, quer para o ranking nacional, quer para o posicionamento dos próprios clubes nos sorteios das temporadas seguintes.
Enquanto ao Sp.Braga ninguém exigirá muito mais do que já fez, já de Benfica e Sporting se espera que possam ir um pouco mais longe. A fasquia deve ser posta, na minha perspectiva, nos quartos-de-final, isto é, caso passem duas eliminatórias poder-se-á falar de uma prestação positiva, caso não o consigam ficará um travo a desilusão. Estando ambos objectivamente afastados da luta pelo título nacional, esta competição pode e deve ser encarada para ambos como uma excelente oportunidade de dar algumas alegrias aos seus apaniguados, e poder reforçar o prestígio internacional dos seus emblemas.
Se o sorteio aparentemente bafejou mais o Sporting – o futebol suíço não é o futebol alemão -, num olhar mais profundo, perspectivando já a eliminatória seguinte, o Benfica terá mais motivos para sorrir. Enquanto leões poderão ter pela frente nos oitavos-de-final Bolton ou Atlético de Madrid, Benfica, caso ultrapasse o Nuremberga, terá que se haver com AEK ou Getafe, manifestamente mais acessíveis.
Quanto ao sonho de um triunfo final, esse parece neste ano bastante difícil de realizar. Caso cheguem aos oitavos-de-final, os rivais lisboetas poderão encontrar no sorteio equipas como Bayern de Munique, Fiorentina, Everton, Tottenham, Villarreal ou PSV, lote digno de uma Champions League. Isso não os deve desmobilizar face a esta prova, pois cada eliminatória passada faz e fará parte do seu historial internacional, dar-lhes-á pontos, prestígio e dinheiro, além de um sorriso nos lábios dos seus ora tão entristecidos associados e adeptos.
Para já, nesta eliminatória, Sporting e Benfica são claramente favoritos.
Vamos pois atacar a Taça Uefa.