13/02/08

QUEM FALA DEMAIS...

O colunista de "A Bola" (e de mais uma infinidade de órgãos de comunicação social) Miguel Sousa Tavares insurge-se hoje contra a sorte do Benfica nos sorteios da Taça de Portugal, dizendo não se lembrar da última vez que os encarnados tiveram de jogar fora da Luz (eu por acaso lembro-me, infelizmente, de ainda na temporada passada ser eliminado na Póvoa de Vazim...). Mal sabia ele que o sorteio de hoje oporia o Benfica, em casa, à equipa teoricamente mais fraca ainda em prova.
Acontece que as pessoas que falam ou escrevem sem saber o que dizem, sem dados objectivos, baseados apenas em estados de alma, obviamente, muito pouco isentos, correm o risco de se enganar, ou mesmo caír no ridículo.
Desconfiei da tese, e dei-me ao trabalho de consultar os dados. Cheguei à conclusão que o Benfica, nas últimas quatro épocas, disputou precisamente tantos jogos da Taça fora de sua casa como o clube de MST, ou seja, um total de quatro jogos.
Os encarnados visitaram a Académica em 2004-05, visitaram o Leixões e o Tourizense em 2005-06, e o Varzim, de má memória, na época passada. Enquanto isso, os portistas deslocaram-se à Figueira da Foz e ao Funchal em 2005-06 para defrontar Naval e Marítimo respectivamente, e já na corrente temporada foram a Chaves, e agora à Sertã. É verdade que em 2004-05 e 2006-07 o F.C.Porto apenas disputou um jogo na prova, sendo desde logo eliminado em casa por V.Guimarães e Atlético, e que o Benfica tem, neste período, bastantes mais eliminatórias . Mas disso mais ninguém tem culpa...
Juntando esta questão à afirmação de que não seria lícito investigar as transferências do F.C.Porto se não se fizer o mesmo com outros clubes - como se por haver um ladrão em liberdade se tivessem de soltar todos os outros - é caso para dizer que MST estava, quando escreveu esta crónica, num dia muito pouco feliz, o que aliás nele até é bastante frequente.

2 Comments:

Blogger ChuckE said...

Sem querer defender esse MST, compara lá o grau de dificuldade dos adversários fora do Porto com os do Benfica. Epa, com estados de espírito, lá respondeste com estados de espírito. Não soubeste engolir uma boca perfeitamente inofensiva.

Bem como a das transferencias. É certo e sabido que neste canto, muita gente faz dinheiro com essas. Chamem-se eles Pepes ou Mantorras ou Derleis. Agora, que te chateia que o Pinto o faça há mais tempo... Mas a culpa dele deve ser a mesma que a culpa de o Porto ter feito menos jogos prá taça de portugal que o benfica, não é?

13.2.08  
Blogger LF said...

Desculpa mas respondi com objectividade e dados concretos.

Não acho o caso importante, mas é bom desmistificar e clarificar certas coisas, mesmo sabendo que há 200 mil pessoas a lerem o que ele escreveu, e apenas 200 a lerem o que eu escrevi, entre as quais sei que ele não está, pois faz gala em afirmar que não lê blogues.

Não me parece que exista assim grande diferença entre os adversários. O F.C.Porto defrontou duas equipas da I divisão, uma da II B e uma da III. O Benfica defrontou uma da I, duas da Liga de Honra, uma das quais subiria nesse ano, e uma da II B.
Acho francamente equivalente.

Relativamente às transferências sou o primeiro a considerar que devam ser todas investigadas. Aliás, enquanto benfiquista e sócio pagante, até me interessava mais saber das do meu clube.
O que não concordo é com a lógica de "ou se investigam todas ou nenhuma".
Acho que se tem de começar por algum lado, e convenhamos que no "campeonato" das suspeitas de corrupção, o F.C.Porto e Pinto da Costa também vão na frente destacados.

13.2.08  

Enviar um comentário

<< Home