PISTAS PARA PERCEBER A CRISE

Comecemos com um Benfica campeão nacional, batendo recordes de golos e vitórias com uma equipa assente na formação do Seixal, depois de 5-0 ao Sporting na Supertaça, e de, já em 2019-20, ter entrado de rompante na Liga com uma série de 18 vitórias nos primeiros 19 jogos. Chegamos então a Janeiro de 2020.
- A contratação de Weigl, por 20M, e certamente com salário chorudo, pode não ter caído bem no balneário, num momento em que ainda havia, para a posição, Fejsa, Florentino e Samaris. Na altura chegou também, por empréstimo, Dyego Souza. Chego a pensar se os prémios relativos à “Reconquista” já haviam sido liquidados integralmente. A verdade é que, coincidência ou não, após aquele mercado de Janeiro o Benfica não mais foi o mesmo;
- A seguir ao empate com o Tondela em casa, e antes do autocarro ser apedrejado (coisa que ajudou imenso, como se viu…), Vieira terá gritado no balneário, chamando ingratos aos jogadores. Constou que, ao contrário do FC Porto, o Benfica tinha mantido os salários integralmente, e daí a acusação;
- A prestação de André Almeida nos jogos com Santa Clara e Marítimo foi inquietante (veja-se o 4º golo do Santa Clara e o 1º do Marítimo). Tal como havia sido a de Pizzi, primeiro no Dragão, com uma exibição miserável, depois com três penáltis falhados nos jogos com Moreirense e Setúbal. Almeida disse que não percebia o que estava a acontecer, e que os jogadores faziam o que se lhes pedia;
- Bruno Lage, mesmo perante uma intrigante sequência de apenas 2 vitórias em 13 jogos (isto depois de, com praticamente a mesma equipa, ter batido recordes de pontos, vitórias e golos) afirmou que os jogadores estavam com ele. Mas quando saiu, a equipa soltou-se um pouco, realizando um final de campeonato, digamos, normal;
- Na final da Taça o Benfica volta a baquear, mesmo jogando toda a segunda parte com mais um jogador;
- Para a nova época, o Benfica voltou a investir forte, e a contratar atletas internacionais de vários países com salários elevadíssimos. Recorde-se que chegaram a ser oferecidos a Cavani qualquer coisa como 6M por ano. É provável que os capitães do plantel não tenham visto com bons olhos tanto desafogo para quem acabava de (ou estaria para) chegar;
- Em sentido oposto, Jorge Jesus logo na apresentação falou de construir uma grande equipa, e de arrasar. Na altura dizia-se que o Benfica, para além de Cavani (e daí ter recusado… Taremi), pretendia também Gerson, Arão e Bruno Henrique do Flamengo, mais um guarda-redes, Garay, William Carvalho, João Mário, Enzo Perez e até James Rodriguez, entre outros possíveis reforços. Ruben Dias parecia de pedra e cal na Luz. A verdade é que, com a eliminação em Salónica, essas ideias parecerem ficar a meio caminho, e por exemplo o meio-campo, como as laterais, não saíram reforçados. Quem saiu foi Ruben, tal como Vinicius – melhor marcador do campeonato anterior. A equipa ficou algo desequilibrada (no valor desportivo, e presumivelmente também nos salários);
- No Bessa, poucos dias depois das eleições, e após uma sequência de sete vitórias, o Benfica perde estrepitosamente. Foi o primeiro jogo em que Rafa foi suplente. Grimaldo estava indisponível, assim se mantendo na derrota seguinte, com o Braga na Luz. Pelo meio um empate milagroso com o Rangers, obtido no último segundo. Numa semana, nove golos sofridos. Era tempo de se questionar Otamendi;
- Otamendi, esse mesmo, tornado capitão do Benfica ao terceiro jogo de águia ao peito. Na altura, em Poznan, não estava nenhum dos capitães em campo. Mas depois, em Liége, até Vertonghen chegou a usar a braçadeira, aí com Jardel a seu lado no onze;
- Na Supertaça, e na ausência de Tiago Pinto, Luisão senta-se no banco. No fim, manifesta veementemente o seu descontentamento com alguns jogadores, desautorizando Jesus – que na conferência de imprensa desvaloriza o sucedido. No jogo em Alvalade volta a passar-se algo idêntico. O que é certo é que em Roma, antes do jogo com o Arsenal, Luisão é o único membro do staff que não cumprimenta Jesus à saída do balneário, talvez porque não calhou, talvez por qualquer outro motivo;
- Quem também não cumprimentou Jesus, mas no jogo com o Standard na Luz, foi Gabriel, após ser substituído, ocasião em que não escondeu total desagrado, ignorando a abordagem do treinador. A situação foi desvalorizada, e o brasileiro foi titular no Bessa. Mas desde então, em 14 jogos de campeonato só entrou de início em três deles;
- Jesus não é um hábil comunicador. Mas terá passado as marcas quando comparou Pizzi com Taarabt, dizendo que a atacar eram iguais (Pizzi havia marcado 30 golos na época anterior, e era rei das assistências), e que a defender o marroquino era superior. De resto, o transmontano tem perdido influência no onze, sendo suplente nos últimos jogos.
- O técnico substituiu com frequência também Rafa, por vezes sem razão aparente, e chegou a criticá-lo numa conferência de imprensa. Culpou Vlachodimos por golos sofridos, quando tal nem acontecera nos dois jogos anteriores à perda da sua titularidade. Acusou os centrais de lentidão. E também responsabilizou os avançados pelo zero no último jogo;
- Darwin é o jogador mais caro da história do clube. Mas o rendimento tem sido intermitente: começou bem, mas a pouco e pouco tem vindo a apagar-se, evidenciando enorme ansiedade em frente das balizas. Em Faro foi substituído bem cedo, mesmo com o nulo no marcador, e não escondeu a frustração ao chegar ao banco. Manifestou insatisfação também nas redes sociais;
- Darwin, como Everton, chegaram a eliminar as suas páginas pessoais, dado o nível de críticas, acusações e ameaças que alguns pseudo-adeptos entenderam fazer-lhes, como se isso servisse para algo mais do que desestabilizar ainda mais os jogadores e a equipa;
- Rui Costa falou após a derrota de Alvalade, e não escondeu as críticas aos jogadores a quem, segundo ele não bastava fazer um carrinho ou um malabarismo em campo, sendo preciso também treinar no duro todos os dias. A reacção da equipa foi absolutamente inexistente, e seguiu-se um tristonho empate com o Guimarães na Luz;
- João de Deus, quando confrontado com essas declarações, e questionado sobre quais seriam os jogadores em causa, respondeu “perguntem ao Rui Costa”, como que desautorizando o vice-presidente, em mais um episódio desta saga.
Agora, como num filme de David Lynch, cabe ao leitor filtrar o que interessa, e tirar as suas conclusões.
Fica também, para aquilo que se entender por útil, um quadro com a utilização dos jogadores do plantel actual nos jogos mais negros das últimas três temporadas

24 comentários:

Jorge Gonçalves disse...

Pensei que "Pistas para perceber a crise" fosse uma análise desportiva com uma sequência explicativa e um fio condutor.
Mas não. O início está truncado, pois começa com o Benfica campeão com Bruno Lage. Ora, a crise não começou aí. Talvez, se formos à época de 2017/2018, sejamos mais rigorosos.
Depois, é apresentada uma lista de factos soltos que passam por várias personagens cuja avaliação, de um modo geral, é negativa. Que personagens? Jogadores e técnicos, essencialmente (até João de Deus, que disse o óbvio, que eu também diria). Outras pontas soltas: Gabriel não cumprimentou o treinador, Luisão desautorizou o mesmo e João de Deus desautorizou Rui Costa.
Bem, no meio disto tudo, não se vê qual o papel do Presidente! Existe, mas não aparece nesta sequela de "episódios diversos", quase todos negativos, mas não teve nada que ver com a "desgraça"?! Não existe e o Clube está sem Presidente? Ou teve muito que ver com tudo, pois deve ser ele a principal figura, mas vamos fazer de conta?
Saudações benfiquistas

Joca Vilar disse...

David Lynch? Que presunção. Um texto sem nexo, tal com um filme de Ed Wood. O habitual branqueamento de quem dirige no passa culpas a quem é dirigido. Luís Filipe Vieira é o presidente com mais títulos perdidos em toda a história do clube. Então com as modalidades já vai próximo de 500. Em 20 anos foi o segundo melhor presidente em toda a história para o FCP. Só Pinto da Costa foi mais útil ao clube do qual foi sócio 24 anos. Nunca houve nem haverá nenhum benfiquista que queira ficar com estes rótulos. Acabaram-se os esquemas, acabou-se o sucesso. Que chegue um Benfiquista que dirija o SLB antes que seja tarde.

ChakraIndigo disse...

A crise de valores do benfiquismo começou com a entrada do "melhor presidente de sempre do Benfica" no nosso Clube. Um sócio dos 3 grandes, nunca visto ou conhecido no Benfica, e mais tarde reconhecido como um pato bravo da construção, e que dizia que tinha de pegar nesse clube de merda.

Sem qualquer competência, ganhou 1 campeonato, que nas suas palavras foi ganho cedo demais, nos seus primeiros 12 anos como director do futebol e depois presidente. Passou esses 12 anos a calcetar a Luz e a repor o stock de papel hgienico.

Depois do Tetra histórico, em vez de olhar para o que se passava nos campos e nos bastidores, destruiu a equipa de futebol, destrui toda a capacidade competitiva das modalidades, para ganhar o titulo do lucro de 100M!

Lucro esse que vai ser desbaratado em 2 epocas, enquanto ve 2 clubes com elevados prejuizos, e um deles com capitais proprios negativos superiores a 100M, vencer 3 dos ultimos 4 campeonatos, e tirar-nos provavelmente de 2 épocas consecutivas na Champions.

O "melhor presidente de sempre do Benfica", é uma tragédia sem fim no nosso Clube.

Viva o Benfica.

joão carlos disse...

pelos vistos o melhor treinador de sempre português e dos melhores do mundo já passou a ser só o melhor treinador possível de contratar qualquer dia até chegam à conclusão que afinal já esta ultrapassado e o seu tempo passou.
e que o melhor é ser bode expiatório, ele ou qualquer outro membro da estrutura.

difícil parece mesmo chegar ao cerne da questão.

mas o que mais acho estranho é passado, quase quatro anos, o melhor presidente de sempre ainda não tenha dado com o problema.

Anónimo disse...

A culpa é do Weigl, pois...
Vai dar banho ao cão, pá!

ibupuspitawati disse...

Ass.wr.wt.saya Ibu Puspita Wati sangat berterima kasih kepada Aki Soleh. berkat bantuan angka jitu yang di berikan Aki Soleh. saya bisah menang togel singapura 4D yaitu (4774) dan alhamdulillah saya menang (200,57 juta) sekarang saya sudah bisah melunasi hutang-hutang saya dan menyekolahkan anak-anak saya. sekarang saya sudah bisah hidup tenang berkat bantuan Aki Soleh. bagi anda yang termasuk dalam kategori di bawah ini:
1.di lilit hutang
2.selalu kalah dalam bermain togel
3.barang-barang berharga sudah habis buat judi togel
4.hidup sehari-hari anda serba kekurangan
5.anda sudah kemana-mana tapi belum dapat solusi yang tepat
6.Dukun Pelet Sakti
7.Dukun Santet Ganas
8.Pesugihan Dana Gaib, dan dll
dan anda ingin mengubah nasib melalui jalan togel seperti saya hub Aki Soleh di no; 082-313-336-747.
" ((((((((((( KLIK DISINI ))))))))))) "

UNTUK JENIS PUTARAN; SINGAPURA, HONGKONG, MACAU, MALAYSIA, SYDNEY, TOTO MAGNUM, THAILAND, LAOS, KAMBODIA, TOTO KUDA, ARAB SAUDI,

AKI SOLEH dengan senang hati membantu anda memperbaiki nasib anda melalui jalan togel karna angka gaib/jitu yang di berikan AKI SOLEH tidak perlu di ragukan lagi.sudah terbukti 100% akan tembus. karna saya sudah membuktikan sendiri.buat anda yang masih ragu, silahkan anda membuktikan nya sendiri.
SALAM KOMPAK SELALU.DAN SELAMAT BUAT YANG JUPE HARI INI

..( `’•.¸( `‘•. ¸* ¸.•’´ )¸.•’´ ).. 
«082-313-336-747»  
..( ¸. •’´( ¸.•’´ * `’•.¸ )`’•.¸ )..

TheWall disse...

Quando o título do texto é "PISTAS PARA PERCEBER A CRISE" e depois em momento algum é apontada responsabilidades a estrutura e consequentemente a Luis Filipe Vieira...e que sugere que a crise começou em Janeiro 2020 com Weigl nao em 2017/18 com a perda do Penta...

Depois "cabe ao leitor filtrar o que interessa, e tirar as suas conclusões."

Oh sim, sei exatamente as conclusões que devo tirar deste artigo! Sei sei!

paulojcduarte disse...

Vendo os jogos não acredito em birrinhas de jogadores, são vários fatores, salários e titularidade estão nos últimos. Lage tinha um plano A que se desmoronou quando perdeu o joker Félix, nunca teve a flexibilidade para fazer diferente, Jesus é mau. Já o era na primeira passagem pela Luz, com os jogadores que teve até o professor Neca. Mas o ponto central é Taarabt, mau demais a atacar e defender num ponto crítico do campo, os jogos após Lage sair com a equipa solta correspondem a Taarabt lesionado e bola a circular muito mais rápido. Pizzi é mais rápido mentalmente como eram Félix e antes Jonas

LF disse...

Se estavam à espera de um Rua Vieira, Rua Rui Costa, Rua Jesus, Rua Pizzi ou Rua todos, não contem comigo.
As pistas são mesmo isso: pistas. Conclusões? Cada um tire as que quiser. Eu posso suspeitar de A ou B, mas não tenho fundamento para pontar o dedo, e como tal, acho que não o devo fazer.
Obviamente que todos têm a sua parte de responsabilidade, mas sem estar lá dentro não faço ideia qual o quinhão deste ou daquele.
Se Vieira cumpriu aquilo com que se comprometeu com jogadores, e estes não se esforçam, a culpa será mais destes do que daquele. Se prometeu a Jesus algo que não cumpriu, a culpa não pode ser do técnico e será do presidente. Se há conflitos, terão de ser sanados.
Ora nem eu, nem qualquer dos leitores sabe em rigor o que se passa no interior do futebol do Benfica. Eu também gostava de saber, e já questionei, tanto aqui, como no próprio jornal do clube. Espero respostas. Sem elas até podia ser fácil apontar o dedo, mas corria o risco de estar a ser injusto.

Uma coisa é certa: Jesus ganhou 10 trofeus no clube e foi a duas finais europeias.
Vieira ganhou 22 trofeus, dos quais 7 campeonatos.
Estes jogadores fizeram parte, na sua maioria, da época da Reconquista, em que se bateram todos os recordes de golos e vitórias. O plantel foi reforçado com internacionais da Bélgica, Alemanha, Argentina, Brasil e Uruguai. Isto são factos.
Outro facto é que, por muitos erros que houvesse na construção do plantel, o Benfica podia perder o campeonato, fracassar na Europa, mas certamente ganhava alguns jogos a Farense, Nacional ou Moreirense, e jamais estaria a 15 pontos. Há alguma coisa, para além do investimento ou da estratégia, para além da valia do plantel ou do treinador.
O que está a acontecer não é normal. E sai para lá de tudo aquilo que sejam críticas legítimas à contratação do técnico ou à construção do plantel.
Era isso que eu gostava de saber. Mas sem o saber, não dou palpites. Apenas pretendi relembrar alguns factos, que podem, ou não, ter a ver com a crise. Alguns certamente terão, outros terão sido coincidências. Quais? Só quem lá está dentro saberá. Eu não sei, e conheço pessoas bem mais próximas da estrutura que também não sabem...ou não dizem.

Gus disse...

Caro LF, a conclusão é clara....qual o denominador comum aos insucessos do Benfica nos últimos anos....Vieira. Mas é dificil apontar esse senhor como principal responsável, certo?

Uma nota, Vieira falou aos jogadores depois do autocarro ser apedrejado, não antes. É uma grande diferença.

E sabes porquê? Porque estava possuido por não ter cortado nos salários e terem empatado com o tondela. Mas esse era o alibi perfeito para sacudir a água do capote. Mesmo aumentado em 10M€ os custos operacionais, não aderir ao lay-off era a desculpa perfeita....."então o homem nem deixou de pagar os salários, que culpa é que ele tem?"

Nojo, é o que essa personagem me mete. Nojo.

paulojcduarte disse...

LF, já não estando ligado à área do Desporto e não tendo a sapiência de alguns ilustres advogados/ex políticos comentadores televisivos de bola apenas faço as minhas análises com o que vou observando e lendo com a minha costela benfiquista e formação de base em ciências do desporto (com um curso de árbitro de futebol pelo meio) sem ter nenhumas fontes internas nem conhecendo (além das posições públicas) os intervenientes.

Não faço parte das equipas de futebol anti LFV e pró LFV que as redes sociais se estão a tornar, passando os olhos pelos blogs e temos blogs que atacam a direção por respirar (NGB), o Coluna na sua luta quixotesca contra o Grimaldo e Weigl e os que aproveitam as marés dos resultados para atacar a direção, os outros andam calados neste momento. Critico LFV quando acho que devo criticar e defendo quando tenho que defender, e acho que se os resultados desportivos continuarem assim corremos o risco de meter o glorioso nas mãos da oposição que vão fazer o BdC parecer um menino de coro.

Um clube como o Benfica, num país com o nível de literacia que temos não dá para planos a longo prazo, o plano era sólido, estávamos a criar fortes alicerces, mas nada chega para os "verdadeiros benfiquistas", a bater recordes que vinham do tempo de Belá Gutmann não descansaram enquanto não despacharam o treinador.

A direção está MIA desde o ataque do Altis e o tempo da justiça não é verdadeiramente o tempo das redes sociais, a defesa dos treinadores do glorioso tem sido miserável, não sei se devido ao atrito causado pelo ataque ou se há rabos de palha, não vou fazer esses juízos, apenas que resultou e acabou com o Penta a ser literalmente espoliado por ASD na Luz, num campeonato que poderia ter sido ganho a jogar com juvenis, que levou ao treinador na altura não poder fazer rotação no plantel ou baixar a intensidade com o resultado a nível europeu que nos lembramos.

A partir daí foi um mar de equívocos que acabou com a chegada do mestre das arábias,
(com o qual sempre fui contra), e esta época e o reflexo disso. (também escrevi quando estávamos a ganhar por muitos que não se jogava nada, estamos a jogar o mesmo. O primeiro jogo com o Farense esta época foi igual ao último, por isso não culpo a maré de maus resultados. O trunfo eleitoralista de LFV foi um tiro no porta aviões. Mas culpo os adeptos pela saída do nosso último treinador de qualidade (Lage acho ainda mais limitado que JJ).

Culpar Covid, tempo de treino, os árbitros... basta ir ler a ficha de jogo de Tel Aviv, mas os problemas hoje são maiores porque a qualidade dos jogadores diminuiu e os treinadores adversários cresceram, resta culpar os outros pelos nossos insucessos. Não espero mais de um treinador que um dia culpou o vento.




Mark Trencher disse...

LF, é muito simples e não é necessário puxar muito pela cabeça.

Depois de Janeiro de 2017, naquilo que foi o culminar de um ano (quase) de sonho. Campeonato, Taça de Portugal, Supertaça, passagem na fase de grupos da Champions, só falhou a já habitual Taça da Liga. Como fomos Tetra; fizemos a Dobradinha três anos depois, e não 27 como anteriormente; e ganhámos o troféu em que temos o pior registo, a Supertaça; ninguém deu alguma importância à perda da Taça da Liga, até porque os moldes tinham mudado, a arbitragem da meia-final foi "alternativa", e foi apenas um muito curto período de tempo em que tivemos uma quebra de forma, o que acontece todas as épocas, e às vezes mais do que uma vez.

Mas foi aqui, em Janeiro de 2017 que se notaram os primeiros tiros nos pés. No final dessa época, uma boa receita em vendas, talvez até demasiado tendo em conta que saíram jogadores com peso na equipa, e não foi só um ou dois. Reforços, ou emprestados ou a custo zero. OK, tão a ser rigorosos nas contas, mas podiam ter sonhado mais um pouco. Resultado, primeira época sem troféus em anos, OK ganhámos a Supertaça, mas no Benfica dos tempos recentes isso não é nada. E já começavam a notarem-se ainda mais sinais.

Por aqui me fico, porque a parte seguinte já é muito mais presente nas nossas memórias. Com a perda do título em 2018, acordámos do sonho em que nos encontrávamos.

paulojcduarte disse...

"Com a perda do título em 2018, acordámos do sonho em que nos encontrávamos."

Acho que isto diz tudo, não tem sido tudo mau. Valorizar os feitos não só criticar.

LF disse...

Gus,

Também foi Vieira que ganhou o Tetra. Não podemos esquecer tudo o que fez até 2019.
E estou quase certo de que a conversa depois do jogo com o Tondela foi ainda no balneário da Luz, logo, antes do apedrejamento.

LF disse...

Paulo Duarte,

Concordo com muito do que diz.
Também já pensei se o ataque do Altis não poderá ser a razão. Mas o certo é que 2018-19 foi uma época de sonho (pelo menos a segunda volta), e mesmo em 17-18 acho que só não fomos penta-campeões porque o Jonas se lesionou e não disputou os jogos decisivos (aquando da lesão já estávamos no 1º lugar depois de enorme recuperação).

LF disse...

Mark,

Erros houve em 2017 e também antes e depois. Mas em 2019, volto a repetir, fizemos uma segunda volta de sonho. E com a equipa assente na formação que sempre tinha sido prometida.
Na época seguinte só saiu Félix. Um grande jogador, é certo, mas nada justificava a hecatombe a partir de fevereiro de 2020.

Eu acho que temos de procurar razões para o que está a acontecer agora, em janeiro, mas de 2020.

paulojcduarte disse...

LF, não acho que seja só, mas foi sem dúvida um dos factores contribuintes.

Numa questão mais de campo acho que o Benfica está orfão de Luisão, Félix é um super craque que disfarçou nesse ano, mas após a saída e a não chegada do Luca (o mais próximo que temos), deixou Lage que só tinha plano A sem o joker. Não entendo como alguém acha Taarabt jogador para futebol após 1980. A preparação mental para os jogos a partir do Lage foi uma miséria, especialmente nos jogos com Porto e SCP. Coisas simples como uma simple preleção sobre os árbitros que se vão encontrar, aos níveis de dureza nas entradas, cuidados a ter com os jogadores adversários parece que deixaram de existir.

Todos se lembram da sanha persecutória feita ao Pizzi a exigir um amarelo, quando Pizzi não cometia faltas, aliás, era tão poupado devido à importância na equipa que sofremos um par de golos pois os avançados chegavam ao Luisão embalados.

Já com Lage, no início da época passada estava-se a jogar bem, o Sef fazia o trabalho de um avançado moderno e os médios pareciam a finalizar dentro da área, Pizzi marcava todos os jogos, obviamente que isso não era importante, importante era bater no Sef, vitórias não interessavam, tinha que se bater em alguém.

Por um lado entendo a chegada de JJ, era preciso alguém com mão para a CS, pena o covid e a chegada da versão novo testamento de JJ

Gus disse...

LF, preferia 5 títulos não seguidos do que o tetra nesse período. Vieira está no Benfica desde 2003 (como presidente) e tem 7 títulos. 7 titulos em quase 20 anos? De que vale o tetra? Isso é reductor, é atirar areia para os olhos.

Vieira teve o seu papel na recuperação económico-financeira, organização empresarial e criação de infraestruturas. Depois disso, devia ter saído para que outras pessoas, com capacidade e foco na vertente desportiva, colocassem o Benfica a ganhar. Serão necessárias mais provas (insucessos) que Vieira não consegue levar o Benfica para outro patamar desportivo?

Branquear a incompetência e falta de foco no que interessa e de benfiquismo é um mau serviço que prestas ao Benfica.

paulojcduarte disse...

Gus, indo por aí, nos mesmos quase 20 anos anteriores fomos campeões 3 vezes, é preciso recuar aos anos 80 para encontrar uns campeonatos de jeito e todos sabemos a qualidade do treino desportivo pré anos 90 e das diferenças entre os 3 grandes e o resto.

Num país sério tínhamos ganho o penta com os júniores e o SCP declarava falência e fechava as portas. E não tínhamos nem a maçonaria nem os betinhos da linha a querer meter as mãos no glorioso a prometer unicórnios e nenúfares.

Até ao ano do penta estávamos a ganhar tudo em quase todos os desportos, com as contas em dia, um dia ainda vamos perceber as reais implicações daquela reunião do Altis. Espero que antes do Expresso libertar os Panama Papers.

Uma nota, prefiro um benfica a perder do que ter adeptos do glorioso a ameaçar filhos de árbitros e afins.

ChakraIndigo disse...

Paulojcduarte
não vale a pena desvirtuar a verdade.

Antes de Vieira Presidente, nos 20 anos anteriores fomos 5 vezes Campeões e ganhamos 5 Taças de Portugal.

Fomos a 2 finais da Taça dos Campeões, não foram finais da LE.

Há muitos benfiquistas que infelizmente só viveram os anos 90 para a frente, e não conheceram o Benfica vencedor.

"Não tínhamos a maçonaria nem os betinhos...".

São essas afirmações que fazem parecer cada vez mais que não é Vieira que é do Benfica, é o Benfica que é de Vieira.
E há muitos benfiquistas que gostam.

Viva o Benfica.

paulojcduarte disse...

Não Chakra, para ser preciso são 4 campeonatos em 17, como o total de anos durante a presidência de LFV.

LC87/88 - Partizan, Aarhus, Anderlecht, Steaua, PSV

LC89/90 - Derry City, Honvéd, Dnipro, Marseille, Milan

Sequer comparar a Champions no modelo atual com isto é de uma falta de seriedade ou ingnorância avassaladora, e nem vou falar da lei Bosman, ou de estatísticamente a facilidade com que um clube fora das 5 major leagues conseguir chegar às finais, tens que recuar 17 anos com o FCP.

Eu sei que a nostalgia tem esse poder de nos fazer acreditar em realidades muito particulares e que vemos tudo numa luz muito positiva, mas batam no LFV por outros motivos como ir buscar novamente JJ, política de contratações, agora acreditar numa narrativa de um Benfica europeu é de loucos, o PSG investiu valor do PIB de um pequeno país e apenas conseguiu perder uma final, se alguém viu o jogo e acredita que um clube português joga o mesmo desporto tenho um time share para venda.

Primeiro tínhamos que mudar os direitos televisivos para tentar aumentar um pouco a competitividade interna, 4 a 6 jogos/ano de dificuldade elevada internamente é pouco, depois tínhamos que ter equipas que causassem os mesmos problemas e com processos semelhantes ao longo do ano, não é passar 80% do jogo nos últimos 30m a bater numa parede, diminuir o anti jogo, mesmo assim num país que não produz riqueza não consegues reter talento.

O famoso soundbyte de 0 pontos na Champions, que é giro para mandar para o ar foi o resultado de vários factores, árbitros a levar o FCP ao colo que não permitiu o treinador que tinha uma equipa curta fazer rotação ou baixar intensidade no campeonato, em conjunto com a derrota com o CSKA, há quem diga que com decisões arbitrais também discutíveis, num jogo controlado pelo Benfica, no primeiro jogo que hipotecou logo alí todo o percurso nesse ano, aliamos isso á passagem à reforma de 3 nomes importantes, Luisão, Júlio César e Jonas (os últimos 2 tinham que viajar de carro pois o autocarro era demasiado duro para a condição física débil), RV nesse ano também usou a taça da liga para descansar/dar rotação a outros jogadores. Ninguém se lembra de várias decisões extremamente corajosas de RV (decisões que eram do superior interesse do clube mas que iam contra a percepção dos adeptos), e que acabaram com o ASD a espoliar o penta no estádio da Luz. Digo-te que foi o único jogo na minha vida que fui rever em diferido apenas para fazer a análise arbitral, uma vergonha (não sei de por dolo ou receio, não conheço o árbitro), mas não são os penalties por assinalar ou foras de jogo que mudam jogos.

Eu como benfiquista bato em LFV por ter mudado o rumo desportivo, por ter investido apenas para ganhar eleições, o mesmo investimento nos treinadores anteriores teriam muito mais resultados, por ter ido buscar JJ, por deixar JJ andar a pairar nas mentes nos últimos 2 anos, pela execrável defesa dos treinadores do glorioso a partir da reunião do Altis, pela política de contratações que não entendo, por tudo isso. Mas por muito que não goste do que se está a passar nunca na minha vida preferiria votar num BdC para destruir o clube. O rumo que quero era o que tínhamos, não isto, e muito menos as propostas irresponsáveis e populistas da oposição.

TheWall disse...

Caro LF,

Em momento algum no seu blog faz uma única crítica que quer que seja a estrutura do SBL ou mais concretamente a LFV. Em momento algum responsabiliza LFV pelo quer que seja de negativo.. Sendo LFV o responsavel maximo...nao deixa de ser peculiar a ausência de uma única crítica quando fala em pistas para perceber a crise!

Eu nao vou estar aqui a enumerar ponto por ponto ou justificar a incompetência desta estrutura que tem sido os últimos anos. É nesta altura mais que nítido que ha muito que deixamos de ter um presidente focado no SLB enquanto clube desportivo.

O LF, diz nos seus comentários que basicamente não podemos ter memória curta. Eu digo-lhe é que nao podemos ter memoria selectiva. Sei perfeitamente o que foram estes quase 20 anos de Vieira. Ja o defendi, mesmo em anos seguidos de seca...porque ninguém nasce ensinado e eu tal como muitos benfiquistas, estavamos com ele! Agora com a experiencia acumulada, nao ha desculpa para o descalabro dos ultimos 4 anos.

Diz LF que "Uma coisa é certa: Jesus ganhou 10 troféus no clube e foi a duas finais europeias.
Vieira ganhou 22 trofeus, dos quais 7 campeonatos."

Correcto, reconheço que são o treinador e presidente que mais títulos amealharam no clube. Mas também são os que mais perderam títulos no clube! Olhar apenas para um lado da moeda...é ser desonesto e tendencioso! Fala também em finais europeias...nao tenha medo e diga que sao finais perdidas da liga europa, a 2a divisao europeia!

Ninguem intelectualmente honesto pode ilibar LFV e a sua dita estrutura da crise que se arrasta desde 2017. Estar identificar pistas na equipa de futebol...é como estar a olhar para as folhas de uma árvore e ignorar o problema de fundo que é a floresta!

"Se estavam à espera de um Rua Vieira, Rua Rui Costa, Rua Jesus, Rua Pizzi ou Rua todos, não contem comigo."

Claramente que nao contamos consigo! E que tal contar consigo para defender o Sport Lisboa e Benfica e os seus valores enquanto a maior instituição portuguesa?

ChakraIndigo disse...

Caro Paulo

Vieira foi Director do futebol do Benfica, integrando a SAD, e com total autonomia , em 2001. Foi comunicado na altura, é so procurares.

Depois, ainda antes de ser eleito, foi Presidente do CA da SAD, também foi comunicado, inclusive a CMVM.

Portanto, Vieira foi direto responsável pela área do futebol, seu planeamento e gestão, desde 2001. Basta ver os 5M que achou que um clube sem dinheiro para papel higiénico podia pagar ao Borussia do Alverca pelo Mantorras, ainda no ano de 2001.
Deve ser coincidência ele ter acabado de sair da SAD do Alverca, que deixou falida, como muitas das suas empresas.

Portanto, Vieira tem um historial no Benfica de 20 anos, a cumprirem-se em Maio deste ano.

Nos 20 anos anteriores, fui verificar de novo, afinal foram 6 Campeonatos e 6 taças de Portugal.

Mas o ponto nem era esse, cada um tem o deus que quer, e falta de seriedade é falar das actuais condições como se elas não fossem iguais em cada momento para todos.

Dantes aliás, era facílimo ganhar a Taça dos Campeões, como comprovam os números da história.

Hoje em dia é que é dificílimo ganhar a Liga Europa ou chegar a uma final, como demonstram os 5 títulos do Sevilha, o do clube do Porto, a final do Braga e do Sporting, tudo colossos do futebol, e que no tempo da nostalgia como lhe chamas, ganharam inúmeras Taças dos Campeões.

A nostalgia de que falas, é o respeito pelos nossa história, de que eu tenho sorte de ter assistido desde o final da década de 70.

O Benfica tem na sua história como "melhor presidente de sempre", um individuo sócio dos 3 grandes, que tratou o Clube como todos que querem saber sabem, e que em 20 anos a mandar no futebol ganhou 7 Campeonatos e 3 Taças de Portugal. Dito de outra forma, perdeu 13 Campeonatos e 16 (falta a provável final desta época) Taças de Portugal.

Há quem se sinta feliz, eu sinto-me triste.

Viva o Benfica.

Gus disse...

Paulo Duarte, o Benfica nasceu em 1904. Usar como referência de comparação o período do vietname é desonesto.

Eu prefiro um Benfica a perder do que ter presidente a agredir um sócio ou a mentir descarada e deliberadamente, ou a direcção a apelidar de aventureiros e sem sentido sócios que queiram ser alternativa.