11/04/11

AUSÊNCIAS

Os jogadores titulares não estiveram lá. Jorge Jesus não esteve lá. Eu também não estive lá. Nem em corpo. Nem em espírito.

8 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Estiveram lá 18 jogadores representando o SLB mas que não formaram uma equipa,nem era possível que o fizessem pois uma equipa exige rotinas,conhecimentos, motivação, confiança, etc.que aqueles não têm.
Gestão, sim mas não esta!Não se aprendeu nada com o jogo do Portimonense!
Manuel Vieira

11.4.11  
Blogger Jotas said...

Não há muito a dizer sobre este jogo, há muito que que a cabeça dos jogadores e treinador deixou de estar nesta competição e nem sequer vou aqui estar a dizer se é ou não correcto, certamente as opiniões dividem-se.

11.4.11  
Anonymous EAGLEHEART said...

«ficar a 5 pontos ou a 22, no segundo lugar, é igual.» esta é das putas das frases mais absurdas e ridiculas que já ouvi saír da boca de um Benfiquista, se é que que este tal de anónimo é Benfiquista. isto escrevi num outro blog criticando um gajo que escreveu a anterior frase. 19 pontos , 19 e se calhar nem ficarão por aqui. o Campeão nacional da época passada só não esta actualmente em quarto ou quinto porque quem vem atras tá muito pior. isto é patético, o Jorge jesus é ridiculo e quem permite na direção que vergonhosas derrotas destas aconteçam ainda mais o é. ontem foram pero de 30 milhoes de euros mesmo sendo segundas escolhas a defrontarem uma equipa que não deve chegar a um milhão no seu total orçamento. simplesmente patéticos, tudo para seguirem uma UTOPIA, legitima mas que não passa de uma utopia, que é conquistar a Liga europa, se calhar nem a final da taça da liga ganhamos ao Paços. foda-se, isto não é o Benfica. jogadores que ganham milhoes não podem fazer dois jogos numa semana, enquanto que eu trabalho 40 horas semanais, podem lesionar-se? foda-se tambem eu posso me magoar ao serviço da minha profissão e nem por isso deixo de ir trabalhar. os jogadores são uns meninos mimados com o apoio de tecnicos, dirigentes, media e até adeptos. que vergonha. Cosme Damião eu em nome de muitos milhares de adeptos que pensam como eu pedimos-te humildemente desculpa por esta merda que é o Benfica actual que tão dificil foi para ti construires.

11.4.11  
Anonymous Nós Sébio said...

É muito negativo que, em nome de uma gestão muito mal feita, se maltrate os benfiquistas que se dignam a ir aos estádios ou a dar duas horas da sua vida para ver uma coisa destas na tv.

Temos o direito de ver a camisola jogar com brio. Não têm o direito de cuspir desta forma na camisola, entregando o jogo de bandeja.

Uma época normal não acaba em Abril, e não é a acumular derrotas destas que se cria essa tal "cultura de vitória" de que se fala.

A "gestão" não se faz assim, trocando 11 jogadores quando já não há nada a ganhar. Faz-se dando ritmo *competitivo* a quem pode, a qualquer momento, ser chamado à competição. Gestão não é usar sempre os mesmos quando os jogos importam e meter os toalheiros a correr quando já não há troféu à vista.

Como benfiquista, tenho direito a ver o SLB jogar até ao fim da época, mesmo com o campeonato entregue.

11.4.11  
Anonymous Pedro said...

Estas medidas de poupar jogadores, como sempre agradam a uns e desagradam a outros. Acho é graça aos críticos que não acreditam na equipa, mas depois exigem que se ganhem estes jogos a feijões. Serão mesmo Benfiquistas?

É óbvio que o objectivo da equipa deve passar pelas provas que ainda é possível ganhar. No campeonato estamos numa situação em que o 1º lugar já está matematicamente atribuído e o 2º está quase. Relembro que enquanto os críticos diziam que o campeonato já estava mais que perdido, Jorge Jesus continuava a acreditar (e curiosamente foi criticado por isso) e jogou sempre na máxima força até o 1º lugar ficar definitivamente entregue, por isso não percebo as queixas.

Se poupar jogadores nestes jogos sem importância nos permite ter a equipa a um melhor nível nas provas que interessam, então que assim seja. Penso que não haveria pior sensação que perder uma competição por ter jogadores fatigados ou lesionados à conta de jogos que nem aquecem nem arrefecem.

12.4.11  
Blogger Manuel said...

Sim, pode-se discutir o assunto até à eternidade. No entanto, os dois pontos de vista têm vantagens e desvantagens. E só depois dos factos consumados é que ficamos a saber quem tinha razão.

O ano passado, por exemplo, deixámos a Taça de Portugal e a Liga Europa porque nos quisemos concentrar no campeonato. Com este ganho, verificou-se que a opção feita antes foi a mais correcta. Mas ninguém o sabia. Antes. Foi um risco. Como arriscados são todas as decisões de gestão. Só depois sabemos se fizemos bem ou mal.

Por isso é muito fácil, para quem não tem de tomar decisões, criticar um ponto de vista ou o outro. Especialmente se os críticos são adeptos benfiquistas bipolares.

Eu, se tivesse no lugar do JJ, provavelmente teria feito o mesmo que ele fez.

Vantagens: dar confiança aos suplentes que têm treinado todo o ano e que nunca tiveram a recompensa do seu esforço. É uma questão da mais elementar justiça. Para além disso precisam de jogar para crescerem e criarem rotinas e resistência. Especialmente se tiverem de entrar num futuro próximo, agora que vamos disputar três finais, umas atrás das outras. Para além disso havia 3 jogadores lesionados e 3 jogadores castigados.

Desvantagens: arriscar perder o jogo, se se verificar que o adversário vai jogar e dar o tudo por tudo e tiver a sorte toda do mundo. Foi o que aconteceu. Se o Luis Filipe tivesse marcado aquele golo no fim não estávamos aqui a falar desta maneira.

Paciência, é futebol!

PS. Quinta-feira, e apenas três dias depois é que interessa. São duas finais.

12.4.11  
Blogger André Pedro said...

Acho que o maior representante do Benfica neste jogo ainda foi o Mozer.

12.4.11  
Anonymous Vitória do Benfica said...

Eu gostei da vitória da Naval se isto for para ajudar este clube a ficar na 1 liga em detrimento do setúbal outra sucursalç do Porto, ainda bem.

12.4.11  

Enviar um comentário

<< Home