O QUE AINDA FALTA AO BENFICA

Prometido é devido, e é agora tempo de analisar, sector por sector, o plantel benfiquista que se antevê para a temporada que se avizinha, identificando aquilo que está ainda por fazer no sentido de capacitar Fernando Santos para, agora sim, poder construir uma equipa vencedora, que é como quem diz, uma equipa campeã. Vejamos então:
BALIZA:
Com Quim, Moreira e Moretto no plantel não se entende a procura de um novo guarda-redes. Qualquer um destes – sobretudo os dois primeiros – pode assegurar sem problemas a titularidade. A possível contratação de Cássio (guarda-redes da selecção do Brasil de sub-20) não faz qualquer sentido, até porque o jovem brasileiro, embora bastante alto, não me pareceu demonstrar grande segurança nos jogos que vi dele neste Mundial.
Entendia-se bem melhor a venda de Moretto e a integração de um jovem da formação como terceiro guarda-redes, mas seja como for este é um sector com o qual os benfiquistas podem dormir descansados.
RECTAGUARDA:
Se nas laterais a contratação de Zoro parece resolver o problema -já havia Nelson, e do lado esquerdo Léo e Miguelito, o que perfaz dois jogadores para cada lugar -, já no centro da defesa há ainda um certo défice que perdura desde as saídas de Alcides e Ricardo Rocha, quase no mesmo dia, em Janeiro passado.
Luisão é indiscutível, mas ao seu lado falta alguém que dê inequívocas garantias de segurança, senão vejamos:
-David Luíz tem talento mas ainda está em fase de amadurecimento, e como tal não lhe deverá ser ainda demasiada responsabilidade. Pode e deve ser uma primeira alternativa de banco.
-Anderson está claramente desmotivado e as suas últimas declarações revelam uma personalidade algo infantil e pouco orientada para o espírito que deve presidir a uma equipa altamente profissional (qualquer jogador tem de jogar onde o técnico entender e ponto final, pois ganha o dinheiro suficiente para o fazer sem lamentos). O ideal seria talvez a sua venda, pois supõe-se que tenha mercado, pelo menos no Brasil.
-Sretenovic é um tiro no escuro, e segundo as primeiras indicações está longe de corresponder às expectativas mais optimistas.
-Zoro deverá talvez ser o titular do lado direito da defesa (com Nelson a transitar para o banco), e como tal talvez não possa contar como opção para o centro.
Como se percebe, ao contrário do que tem sido anunciado, parece evidente a necessidade de contratar um bom central, daqueles que não ofereça dúvidas e garanta no imediato a titularidade (falou-se de Pellegrino, mas há outros). É verdade que já não haverá muita folga orçamental, mas sempre se pode conseguir um bom empréstimo, ou um oportuno custo zero, mesmo que subindo um pouco a massa salarial da equipa – uma boa performance na Champions de certo compensará o esforço.
MEIO-CAMPO:
No meio-campo, a saída de Karagounis destapou um buraco que urge colmatar com brevidade, e se possível, com alguns ganhos competitivos.
Petit, Katsouranis, Manuel Fernandes e Simão podem constituir um quarteto de luxo, reforçado com o “Joker” ( também ele de luxo) Rui Costa, cujo tempo de utilização terá necessariamente de ser gerido com algum critério. Sobra ainda a alternativa Nuno Assis, que assegura a indispensável rotatividade no meio-campo ofensivo, e ainda o jovem Romeu Ribeiro. Mas, e se Petit se lesiona ? ou é castigado, o que conhecendo-se o seu estilo de jogo até é um risco manifesto ?
É verdade que Katsouranis pode fazer a posição “seis” mas nesse caso o losango ficaria desfalcado de um dos médios de transição, o que em certos jogos até poderia ser disfarçado, mas perante um adversário mais forte tornar-se-ia certamente perigoso.
Fernando Santos tem alguma razão quando diz que Diego Souza, emprestado ao Grémio, tem brilhado mais em termos de construção, e aí tem Rui Costa, Simão e Nuno Assis. Falta um médio de características mais defensivas – ainda que saiba atacar -, e preferencialmente alto e bom cabeceador. Em suma, um outro Katsouranis, que até nem terá ficado assim tão caro.
ATAQUE:
No ataque, mau grado as saídas de Derlei, e sobretudo Fabrizio Miccoli, foi o sector onde o Benfica mais se reforçou. As contratações de Bergessio – a dar excelentes indicações nos primeiros treinos – e de Cardozo dotam o clube da Luz de alternativas que antes não tinha. Nuno Gomes talvez venha também a ganhar com a presença de uma referência fixa na área, podendo demonstrar enfim, com os espaços conquistados pelo paraguaio e/ou pelo argentino, a sua veia goleadora há tanto tempo arredia. Sobram ainda Fábio Coentrão, de características diferentes, Mantorras para as aflições, e a promessa Yu Dabao, que todavia talvez tivesse mais a ganhar em ser emprestado a um clube onde pudesse jogar semanalmente.
Se for contratado mais um avançado não será demais (há lesões, há castigos). Mas com estes cinco elementos, ressalvando as necessárias adaptações dos contratados, parece não ser esta a maior prioridade.
CONCLUSÃO GLOBAL:
Em suma, para fazer deste um Benfica fortíssimo, claramente favorito ao título nacional e a uma presença na Liga dos Campeões condigna com o seu passado (e que seria grosso modo, para além de evidentemente alcançar o apuramento, ultrapassar também a fase de grupos), haveria que contratar um grande central (para ser indiscutível ao lado de Luisão), um bom médio de contenção/transição (para suprir ausências de Petit e/ou Katsouranis), e eventualmente um avançado móvel e goleador. Para que o equilíbrio seja total, convém que estes possam ser elementos altos e fortes fisicamente mesmo que menos habilidosos, pois uma das carências da equipa no ano transacto era justamente a sua debilidade atlética.
Moretto é vendável, tal como Manú. Por sua vez Sretenovic, Romeu Ribeiro e Yu Dabao poderiam e talvez devessem ser emprestados.
Palavra a José Veiga, na esperança que este Benfica possa ainda vir a ser, com mais esses três elementos, efectiva e finalmente, uma grande equipa !

6 comentários:

Anónimo disse...

# # # # #

catn disse...

LF

Eu penso, que o plantel do Benfica está muito forte, só com estes jogadores, embora seja da opinião que realmente faz falta mais reforços

BALIZA
Moreira, está seguro pela direcção da SAD, acredito que Quim ou Moretto, um deles vai sair, em relação ao Brasileiro Cassio, estou de acordo com um guarda redes da formação do Benfica

DEFESA
Nelson será o titular na direita
Luisão e D. Luiz os Centrais
Léo na esquerda
Penso que na defesa faz falta outro central, caso o Anderson saia, Marc Zoro será o pronto socorro, ora na direita, ora no centro

Esta minha ideia é baseada, na hipotese do meio campo ser formado pelo Petit, Katsouranis e M. Fernandes um lote de jogadores muito defensivo, logo um lateral (Nelson)terá de ser muito ofensivo

MEIO CAMPO (Losango)
Como referi atrás, será composto por Petit, Katsouranis, M. Fernandes e Simão, penso que faz falta um médio de caracter defensivo, pois médios ofensivos temos o Rui Costa, Nuno Assis, Fabio Coentrão ( também pode jogar no vértice ofensivo do losango) e claro o Simão

ATAQUE
Julgo não ser necessario, mais jogadores, Cardozo, Mantorras, Nuno Gomes, Bergessio e (eu ficava) com o Yu Dabao, decerto que iria aprender muito com Cardozo e Nuno Gomes, seria mais uma fase da sua formação, rodar noutro clube, talvez para o ano, este ano ficava para aprender

Acho que este plantel com mais dois reforços,
1-Defesa central
1-Médio defensivo
daria todas as garantia de sucesso na nossa Liga e na champions

Boabdil disse...

Concordo no geral com o que dizem, embora nao ache precisemos de mais um avancado, a nao ser que este também joge bem nas alas. Eu continuo a achar que uma das lacunas desde ha muito tempo sao os alas. Na direita nao ha ninguem e temos de esperar que o nélson faca esse trabalho (em forma consegue brilhantemente, mas se ele nao estiver em forma como se viu a época passada é quase uma nulidade) e na esquerda temos quem? O simao? mas e se ele se lesiona?

Eu sei que no sistema de losangulo de meio campo nao se privilegiam os alas, e até concedo que neste sistema um dos avancados (Nuno Gomes?) possa descair para uma das alas alternademente. Uma possibilidade é tambem o simao descair durante o jogo para uma das alas, dependendo das jogadas efectuadas, e mesmo jogando como vertice do losangulo.

Existem no entanto alguns mistérios que nao compreendo neste plantel (e isto pode ser por eu estar algo desactualizado em relacao ás tranferencias). Para que contratar mais um avançado forte fisicamente e provavelmente de segundo plano em termos de mercado, e nao usar o Karadas? eu sei que ele nao é um fora de série, mas sinceramente acho que cumpriu sempre que foi usado. Outra vantagem é que nao é preciso gastar $$ a contrata-lo :-) Outro mistério é o karyaka: o que é feito dele? porque é que nao está no plantel? será que ele é pior que o Manú, Paulo Jorge ou marco ferreira? Eu confesso que nas poucas vezes que ele jogou me pareceu bom jogador.

Assunto de conversa: jogadores portugueses capazes de a médio prazo subsituir o petit?

Abraco e excelente blog que eu sigo, embora apenas raramnete comente.

LF disse...

Catn,

Notícia de hoje é a saida do Moretto para o AEK.
Continuo a pensar que Quim e Moreira chegam (não há de suceder outra vez o azar de se lesionarem ao mesmo tempo), com um jovem da formação como terceiro.
Até gostava do Rui Neréu, que acabou por ser crucificado apenas por uma falha nos três ou quatro jogos completos que fez.

Na defesa, mesmo sendo politicamente incorrecto, não me parece que o David Luiz seja para já jogador para ser titular do Benfica.
É um jovem com talento, mas que precisa ainda de aprender muito até ser um grande jogador.
No ano passado acabou por jogar pois não havia alternativa. Mas penso que não se lhe deve colocar nas costas um peso maior do que o que ele pode carregar.

De igual modo o Nélson me parece que tem sido sobrevalorizado pelos adeptos do Benfica e alguma crítica.
Nélson fez jogos de encantar, sobretudo na primeira época, mas sempre sob o ponto de vista ofensivo. A defender sempre me deixou algumas preocupações.
A agravar, nos últimos tempos tem parecido desmotivado, e sem grande estímulo para continuar a aprender (e precisa ainda de aprender muito...)

Assim, uma defesa sólida seria Zoro-Luisão- "outro central"-Léo
Esse outro central podia ser Pellegrino, Stepanov, Cirillo ou qualquer outro jogador experiente e de provas dadas. Além disso, estando o Porto à procura desesperadamente de um jogador para essa posição, a entrada do Benfica no mercado podia também complicar a vida do rival, o que não é de desprezar.

No resto estou basicamente de acordo.

LF disse...

Boabdill,

Antes de mais obrigado pela participação.

Quanto aos alas, este sistema de jogo não contempla a sua utilização.
Contratar jogadores que se sabe à partida pouco ou nada irem jogar, também não me parece lógico.
Assim sendo, na melhor das hipóteses, resguardava o Manú para em qualquer eventualidade poder recorrer a um 4-3-3 ou a um 4-2-3-1, utilizando Simão na ala contrária.
Pelo que se viu no ano passado, são as subidas dos laterais (ambos bastante ofensivos), e as diagonais de Simão que asseguram o flanqueamento de jogo.

Quanto aos avançados, espero firmemente que Bergessio seja melhor que Karadas.
O norueguês era voluntarioso, tinha muita força, mas não quis ou não pôde dar o salto técnico para se tornar num jogador ao mais alto nível, que o Benfica necessitava.
Cheguei a ter esperança nele, e lembro-me de dois ou três grandes golos seus. Mas depois caiu para niveis a roçar a nulidade.

De qualquer forma, infelizmente apareceu-lhe uma doença rara que o tem impedido de jogar e pode pôr em causa o resto da sua carreira. portanto não era alternativa.

Quanto ao Karyaka julgo que se tratarão de questões de inadaptação, e talvez extra-futebolísticas.
Não sei com franqueza se Karyaka seria um bom profissional, se se esforçava nos treinos, andava em noitadas ou era mau colega. Não sei. Mas poderá ter algo a ver com questões semelhantes a essas.

catn disse...

LF

Tenho de ver Marc Zoro a jogar, para ver se realmente, é melhor que Nelson

Eu penso que Nelson foi muito penalizado, pelo abaixamento de forma de Katsouranis e por não ter um jogador para fazer o lugar de defesa direito, Nelson foi dos jogadores do Benfica com mais minutos de jogo e para um jovem foi muito "peso" Fisico e acima de tudo Psicologico

Parece-me com um meio campo composto por Petit, Katsouranis e M. Fernandes, pode filtrar muito jogo, logo no meio campo, ficando os nossos laterais com mais possibilidades de subir e sem a pressão de ter de defender rapidamente o seu flanco

O nosso duo do meio campo (Katsouranis e M. Fernandes) dá muitas garantias, quer defensivas como ofensivas, estes dois jogadores irão ser o pendulo da nossa equipa e o seu equilibrio

Tal como o Presidente disse ontem na Grande Entrevista da RTP, o Benfica ainda vai contratar mais 3 reforços, por isso temos de esperar, para ver o que nos vai sair na rifa