A ESCOLHA DE SOFIA

O que algumas pessoas fazem para se tornar populares (ou virais, como é moda), seja por que razão for, é triste de se ver.
E quando se trata de uma das poucas mulheres que aparecem na comunicação social a falar sobre futebol, mais triste se torna. Acontece que a estupidez não tem sexo.
A comentadora da CNN Sofia Oliveira manifestou há pouco tempo atrás, em directo, uma opinião estapafúrdia, quando disse que Jurgen Klopp (que, obviamente, não percebe nada do assunto) deveria ter preferido Evanilson (?!?) a Darwin Nuñez. Como era expectável, o mundo caiu-lhe em cima. Com toda a razão.
Um momento de menor lucidez tolera-se. Carlos Daniel, que é um grande jornalista, pelo qual tenho estima profissional e até pessoal, e que não precisa de popularidade para nada, também disse um dia que Óscar Cardozo "só sabia marcar golos", argumento fantástico para se criticar um jogador de futebol. Eu certamente também digo alguns disparates, com a sublime diferença de que ninguém me paga por isso.
O problema maior é que, agora, a dita senhora parece querer aproveitar a onda para fazer render o peixe. Perante a óbvia nomeação (de capitães de equipa e treinadores) de Darwin Nuñez como melhor jogador da Liga, disse algo como: "Não faz qualquer sentido, Darwin fez algumas exibições penosas. Deveria ser Otávio, e depois Taremi ou Vitinha".
Perante estas palavras, nem me apetecia dizer mais nada. Apenas lamentar que não haja mais mulheres a comentar futebol na TV, mas mulheres que percebam do jogo, e que não aproveitem a antena simplesmente para fazer barulho - como é o caso. Esta senhora que continue a sua cruzada, e com isso encha as caixas de comentários pela net fora (...eu estou aqui a dar o meu modesto contributo), ganhando os minutos de fama a que Andy Wahrol dizia todos termos direito. Nem que seja a fazer figura de urso (ou de ursa, neste caso). 
Quanto a Darwin, não foi apenas o melhor jogador da Liga. Será já um dos melhores do mundo, e na última década, talvez com excepção de Jonas (bem mais velho), não vi ninguém em Portugal que me impressionasse tanto. Fosse antes da pandemia e teria valido os 150 milhões da cláusula. Se, por absurdo, ouviu o comentário da dita senhora, certamente se fartou de rir.

3 comentários:

A Lei do Oeste disse...

Alguém disse um dia e algures, que a inveja não é só tristeza pelo bem alheio, mas alegria pelo mal do outro. É um sentimento de inferioridade. É neste misto de emoções que navega a tal Sofia, que não creio que esteja a tentar cavalgar a onda, mas deixar bem claro qual o papel que a mantém ali: denegrir, deitar abaixo, vilipendiar, tudo e todos que seja Benfica. Ela é lagartixa, não é? Pois. É normal.

O BENFIQUISTA ANÓNIMO disse...

E ainda por cima é uma lagartixa a dar graxa, querendo dar outras coisas, ao clube amigo...Todos os que com ela privam, sabem que a moçoila gosta de umas boas "coças" e que que se derrete toda por dois jogadores que jogaram no seu clube e que ela acha que de facto foram mesmo os melhores : Sarabia e Matheus Nunes...
Mas a vontade de manter as pernocas abertas caso seja necessário, faz com que ela tente picar o Benfica com os corruptos...

Anónimo disse...

Esta menina precisava de trocar umas bolas com o Reinaldo!