VITÓRIA SEGURA


A notícia da noite foi o regresso dos adeptos às bancadas da Luz. Não como todos gostaríamos (estádio cheio), mas nas circunstâncias actuais é o que se pode arranjar. E é melhor do que nada.
A equipa encarnada brindou as bancadas com uma vitória clara, e uma exibição consistente (bastante melhor o sector defensivo...), dando passo de gigante rumo ao apuramento. Com seis ponto de avanço só uma hecatombe tirará o Benfica da segunda fase.
Destaque para Pizzi, com dois golos. O transmontano entrou no top-15 de goleadores europeus da história do Benfica, superando nomes como Jordão, Simões, Rui Águas, Diamantino, Filipovic, Lima, Rui Costa, Saviola, Chalana, Carlos Manuel, Di Maria, Magnusson, Jonas e Valdo. A história escreve-se assim, e com maior ou menor simpatia dos adeptos, a verdade é que Pizzi tem números extraordinários - sobretudo tratando-se de um médio.
Nota final para a arbitragem. Tantas vezes o Benfica foi prejudicado na Europa, nomeadamente sempre que chegou a fases mais adiantadas da Liga dos Campeões (Barcelona, Chelsea, Bayern...), que manda a honestidade reconhecer que desta vez foi beneficiado. O primeiro penálti aceita-se, mas no segundo a falta é fora da área, havendo um lance posterior na área encarnada que foi assinalado fora (sendo Diogo Gonçalves poupado à expulsão). 

Sem comentários: