CARTA AO JOVEM BENFIQUISTA

Caro jovem benfiquista.
Antes de mais, felicito-te por teres escolhido o clube certo.
Mas há algumas coisas que te quero dizer, quanto ao Benfica, quanto à sua gestão, e genericamente quanto aquilo que é hoje o intrincado mundo do futebol profissional. Para isso valho-me de quase 50 anos a ver desporto, a analisar o fenómeno, e a acompanhar as nossas equipas, e também de um conhecimento profundo do clube por fora, enquanto sócio e adepto, e também um pouco por dentro, enquanto colaborador não remunerado há mais de uma década – designadamente do jornal “O Benfica”.
Quem, como tu, e como a generalidade dos jovens, se alimenta de informação através da Internet, visita fóruns de opinião, e comenta em caixas de blogues ou nas redes sociais, depara certamente com um movimento inusitado de opiniões contrárias, por vezes devastadoramente contrárias, eu diria, incompreensivelmente contrárias ao actual presidente, e à actual direcção – que, só para começo de conversa, leva 5 títulos nacionais nos últimos 6 anos, o que é um paradoxo desde logo difícil de explicar.
Previno-te, antes de mais, que tal sentimento não corresponde ao pulsar do benfiquismo profundo. E essa disparidade acontece essencialmente por dois motivos:
1         1)  Como imaginas, a Internet, e sobretudo num assunto tão conflitual como o futebol, está carregada de manipulação, designadamente através da utilização de perfis falsos a pretender fazer passar opinião. E não te admires se um dia vieres a perceber que muitas das críticas que lês aos dirigentes do Benfica são feitas na verdade por anti-benfiquistas infiltrados e disfarçados, organizados ou não, com o intuito de desunir e desagregar o nosso clube. Se eles até compram correspondência pirateada, mais facilmente criam umas dezenas de perfis para inundar o “Ser Benfiquista”, o Novo Geração Benfica” e outros fóruns com popularidade, para assim tentar desestabilizar o Benfica. Cabe-nos a nós evitá-lo, mesmo que saibamos que nos irão chamar cartilheiros ou avençados, mesmo que nunca tenhamos ganho um cêntimo do clube como (aproveito para informar) é o meu caso;
2         2)   Por outro lado, o Benfica é muito grande. Talvez maior do que pensas. Provavelmente, como tantos outros, membro das claques ou não, gritas no estádio que “o Benfica é nosso, e há de ser”. É verdade que também é teu, mas não é só teu, nem é só vosso. Também é meu, e dos milhões de benfiquistas espalhados pelo mundo. É de todos. É, por exemplo, de milhares de sócios das Casas do Benfica de norte a sul do país, e são esses, com as suas excursões, que enchem o estádio, pois com o pessoal de Lisboa a Luz não passaria dos 30 mil. O Benfica é dos jovens, mas também dos idosos, dos de meia-idade. Dos das cidades e dos das aldeias. De Portugal e de outros pontos do mundo onde há portugueses. E até dos Palops. Isto para dizer que se alguns grupos de jovens estão fartos do Vieira (muitos deles talvez porque nunca conheceram outro), quem viveu mais anos, e tem memória do que foi efectivamente o Benfica dos anos 70 e 80, mas também dos anos 90 e do início do século, percebe melhor o trabalho realizado. Há uma fase da vida em que pensamos que sabemos tudo. Essa energia é útil, mas com o tempo percebemos que havia ainda muita coisa para aprender. Às vezes ainda vamos a tempo. Será com certeza o teu caso.
Portanto há desde logo uma diferença substancial entre aquilo que são as opiniões que encontras nas caixas de comentários, tweets, posts, blogs ou fóruns de opinião, e aquilo que pensa a esmagadora maioria dos benfiquistas de todo o país, de todo o mundo, de todas as idades. Esta maioria, não duvides, sabiamente percebe e valoriza o trabalho realizado por Luís Filipe Vieira, aprecia-o como um grande presidente – um dos melhores e mais ganhadores da história do clube -, e votará nele de forma esmagadora no próximo ato eleitoral. Fica a aposta.
E porquê, perguntarás tu.
Antes de mais porque, embora possa parecer, o mundo do futebol profissional, e a gestão de clube gigantesco como é o Benfica, não é a mesma coisa que jogar Football Manager em frente a um monitor. E com a idade, e a correspondente vivência de factos, experiência de trabalhar em empresas, conhecer organizações, etc, percebe-se muito melhor isso.
A gestão de um clube como o Benfica vai muito para além da contratação do jogador A, a venda do B, ou mesmo da construção de um plantel de futebol – sendo que isso também é importante. Da gestão de uma instituição de tão grande dimensão, e com tantas áreas diversificadas, faz parte todo um universo de gestão financeira, bancária, comercial, patrimonial, jurídica, cultural, comunicacional, de recursos humanos que, numa área tão específica como o desporto, tão escrutinada e mediatizada, com uma exigência tão elevada, não está ao alcance de qualquer pessoa, e onde a experiência vale 80% e o sangue frio os restantes 20%. Vê o caso do Sporting, onde no passado alguns gestores de nomeada em outros sectores de actividade se afundaram numa incapacidade total para lidar com o fenómeno futebolístico (José Eduardo Bettencourt, José Roquette, Filipe Soares Franco etc). E nem falo destes últimos anos, onde um grupo de jovens (uns verdadeiramente delinquentes, mas outros apenas imaturos), com o alto patrocínio de um presidente-adepto, quase destruiu o clube. Não é isso que queremos, pois não?
Só no âmbito desportivo, o Benfica tem dezenas de modalidades e equipas de competição. Cada vez mais, diga-se. Por exemplo, no desporto feminino temos crescido de ano para ano, e isso também é trabalho desta direcção. Mas o Benfica tem também centenas de funcionários, desde quem faz a contabilidade, a quem trata da relva, passando por departamentos médicos, jurídicos, de prospecção, e acompanhamento ao jogador, da área de comunicação, de vendas, de marketing, bilhética, sócios, do Museu, da Fundação etc, etc. Ora em todas essas áreas o Benfica tem crescido imenso, tem-se profissionalizado, sendo um exemplo de grande sucesso no panorama desportivo português, e até europeu, sobretudo tendo em conta o que éramos em 2001. Nem vale a pena falar de infraestruturas, pois não?
Mas não te maço mais com isto, pois tu queres mesmo saber é de futebol. Vamos então ao futebol.
Quando te queixas do Benfica vender os seus principais jogadores, talvez ainda não te tenhas dado conta, mas o modelo de negócio é esse mesmo: vender e voltar a formar, para voltar a vender. Não há alternativa, a não ser que sejas multimilionário e queiras doar a tua fortuna ao clube. E precisava mesmo de ser de muitas centenas ou milhares de milhões…
Nós estamos em Portugal, país periférico cujo campeonato ninguém vê a não ser os próprios portugueses. Não temos as receitas televisivas e publicitárias do futebol inglês, ou espanhol. E quando existe uma proposta de 30, 40 ou 50 milhões por um jogador (que no mês seguinte até pode lesionar-se e terminar a carreira), não podemos, nem devemos recusar. Recusar seria, isso sim, gestão danosa. Já nem falo nos 120 milhões de João Félix, que foram seguramente dos melhores negócios da história do clube. O dinheiro não cai do céu, e não poderíamos manter toda a “máquina” a funcionar sem essas receitas. Mas há mais.
Os jogadores profissionais são pessoas. Não são entidades virtuais como na PES ou no FM. Têm aspirações, querem ganhar o máximo de dinheiro possível, até porque a carreira é curta, e as oportunidades por vezes não surgem uma segunda vez. Não tenhas dúvidas de que todos os jovens jogadores formados no clube, de quem tanto gostas, querem é jogar em Inglaterra, Espanha ou Itália, pois é onde se ganha mais. São profissionais, e por muito benfiquistas que sejam (e alguns talvez nem o sejam), querem antes de mais o seu bem-estar e o das suas famílias. Se fosses jogador profissional também pensarias como eles, e aos trinta e tal anos logo voltavas tranquilamente para o teu lugar cativo a torcer pela equipa.
Os salários oferecidos por clubes do “primeiro mundo”, digamos assim, é francamente superior ao que o Benfica pode pagar. E a pressão deles, das famílias e dos empresários para sair não deixa margem para qualquer resistência. Até porque a saúde psicológica do plantel também passa por respeitar as ambições dos atletas, e deixar que saibam que, no momento certo, o clube não lhes vai cortar as pernas. Caso contrário irão pressionar para sair ainda mais cedo. Além de que não podes inflacionar um ou outro salário, e esperar que o restante plantel se mantenha feliz e motivado a ganhar menos. Há contratos a cumprir, e o equilíbrio não é fácil de obter. O Benfica, o presidente do Benfica, tem de saber gerir todas essas expectativas, todas essas individualidades, de forma a que o balneário não se torne problemático. E os timings são muitas vezes os timings do mercado, que infelizmente o Benfica não pode, por si só, condicionar.
Neste contexto, e ao contrário do que lês por aí, a parceria com Jorge Mendes tem sido essencial. Quem, se não ele, poderia colocar o Félix por 120 milhões (que hoje provavelmente já não valeria metade…)? Ou encontrar soluções espectaculares para jogadores que não renderam como o RDT?  O dinheiro que ele tem dado a ganhar ao clube, e que nos permite manter uma situação financeira sólida e invejável (ao contrário dos rivais), é algo que só temos de valorizar, e até agradecer – embora ele não o faça, obviamente, por caridade. Achas que sem essa parceria os jogadores se mantinham todos no Benfica? Estás enganado. Saíam era por muito menos dinheiro, sob pressão, eventualmente alguns deles em litígio, e em vez de teres um problema (substituir uma ou outra peça) criavas vários (desportivos, institucionais, financeiros).
Ter um parceiro como Jorge Mendes é precioso no futebol de hoje – que, queiras ou não, não é mais, nem vai ser nunca mais, o dos anos sessenta ou setenta, que tu idealizas, mas na verdade também não conheceste, e na verdade não era assim tão perfeito. Por exemplo a nível de exigência profissional (de jogadores a técnicos e dirigentes) estava a anos-luz do de hoje. Ninguém mais do que Jorge Mendes quer ver os seus jogadores valorizarem, pois isso é lucro para ele. Ou seja, estamos do mesmo lado.
Mas isto leva-nos à questão dos empresários em geral. Assim como as respectivas comissões, eles hoje fazem parte do futebol, nem todos se movimentam tão habilmente como Mendes, e nem todos são honestos (quase poderíamos formular a frase ao contrário, mas isso também não interessa para o caso). Gerir um clube como o Benfica é também ter de lidar com agentes, por exemplo, da América Latina, ou dos países da Europa de leste, muitas vezes já para além dos limites da máfia organizada. É ter de pagar comissões para manter interesses. É conhecer todo um mundo do qual podemos não gostar, mas que existe. Não é qualquer presidente que está preparado para o fazer, que tem a experiência necessária para o fazer, e que o consegue fazer com o sucesso desportivo que o Benfica tem tido. Vieira anda no futebol há muitos anos, está preparado para o fenómeno, conhece-o bem, e não sei de mais nenhum benfiquista que esteja nas mesmas condições. É uma completa utopia pensar que uma qualquer figura do benfiquismo, só por ser benfiquista, só por ser honesto, seria capaz de se movimentar num meio com tantas especificidades.
Os negócios do mundo do futebol são, antes de mais, isso mesmo: negócios. Sabes, por exemplo, que por vezes é necessário adquirir um jogador que desportivamente não interessa para garantir um negócio futuro, ou saldar um negócio passado? Ou como pagamento de uma comissão? Ou até para jogar com os pagamentos em prestações e ganhar dinheiro? Ou, porque não dizê-lo abertamente, dar dinheiro a ganhar a parceiros que podem ser importantes no futuro?
Por vezes também é necessário comprar este ou aquele jogador porque convém criar boa relação institucional com este ou aquele clube, para evitar influências nefastas e/ou excessivas de clubes rivais, para abrir portas neste ou naquele mercado, e por variadíssimos motivos que estão para além das estritas necessidades do plantel – mas que não deixam de ser do interesse do clube. E por todas estas razões, também nem sempre é possível conseguir o jogador que se pretende – o qual até pode nem querer vir para Portugal, não querer ir para o Benfica, do qual o empresário pode ter uma má relação com o clube, exigir maior comissão que um outro, isto sem falar naturalmente nas exigências salariais e no preço do passe.
É tudo muito complexo. Muito mais complexo do que parece à primeira vista. Cada caso é um caso e envolve várias pessoas, com interesses próprios e por vezes contraditórios, desde logo o próprio atleta, a família, o seu empresário, os dirigentes do clube de origem ou destino, etc. E não é para qualquer um. Nem deixa muita margem para condenarmos situações absolutamente pontuais como a compra ou a venda de um jogador que correu menos bem.
O que é certo é que temos sido campeões, e em seis anos fomos cinco vezes ao Marquês. Só no futebol profissional conquistámos 14 troféus nos últimos sete anos, mais do que todas as restantes equipas portuguesas.
Parece fácil. Mas exige muito trabalho. E muito rigor. Sabes que no Benfica todos os atletas são monitorizados ao segundo, dentro e fora das instalações do clube, através de pulseiras específicas? Sabes que vivem muitos deles em condomínios comuns, o que envolve as famílias e contribui para o espírito colectivo? Sabes as restrições alimentares que têm, até mesmo de férias? Sabes que há funcionários até para lhes tratar dos cães e gatos? Há muito trabalho envolvido para criar uma estrutura assim, mas o adepto comum nem sempre se apercebe desses aspectos, e pensa que só se ganha ou perde jogos por uma substituição ou por uma contratação. Como no Football Manager, não é? Mas é tudo tãããão diferente…
Na verdade, em todos os factores críticos de sucesso, e no contexto português, o Benfica está muito à frente dos rivais. E quem fez tudo isso? Tudo isso apareceu por acaso?
Criticar Luís Filipe Vieira?? É verdade que cometeu erros, como qualquer um de nós comete nos seus trabalhos e nas suas vidas. Peca por vezes na comunicação, ao elevar demasiado as expectativas dos adeptos. Não deveria falar em Benfica Europeu, pois no contexto actual isso é claramente prematuro. Por vezes é levado pelo entusiasmo. Mas o balanço é extraordinário. Além de que é um dirigente com respeito pelos adversários, por jogadores, treinadores, funcionários, e cuja liderança toda a gente no clube aceita e segue – o que, talvez não saibas, mas é importantíssimo para se ter sucesso a liderar qualquer organização. Só isso, essa capacidade de conduzir uma instituição tão grande, já não seria fácil de encontrar por aí. Fazê-lo com vitórias e com crescimento a todos os níveis, é obra.
Não está, obviamente, imune à critica. É salutar haver exigência. Mas o que se lê por aí é um total exagero, e completamente desfasado da realidade.
Porque será que a comunicação do FC Porto o ataca de forma tão persistente? Reparaste que não falam do treinador, nem dos jogadores, nem de outros dirigentes. Só o atacam a ele, com todas as forças que têm. Eles sabem que um Benfica sem Vieira seria um Benfica muito fragilizado, provavelmente desorganizado, provavelmente com lutas internas pela liderança como vemos nos vizinhos do lado.
Queres embarcar nessa onda? Queres contribuir para esse objectivo? Ou defender o Benfica e quem o representa, sem prejuízo de, no momento próprio, voltar a fazer a avaliação?
É tudo isto que um adepto com 50 anos percebe um pouco melhor do que um de 20 – que por definição é impaciente e aventureiro, quer este mundo e o outro, e para já. Além de, como disse no início, não se lembrar do que era o clube em 2001, não saber o que era o futebol antigo (e romantizá-lo excessivamente) e esquecer que dos anos oitenta para trás, em Portugal, praticamente não havia FC Porto, e o único rival era o...Sporting.

Espero ter conseguido elucidar-te sobre algumas coisas. Não sou dono da razão, mas já vivi o benfiquismo suficiente para poder falar do clube com alguma autoridade moral. Nunca falo da minha vida privada, mas posso dizer-te que também tenho alguma experiência em gestão de equipas, em conhecimento de organizações de grande dimensão, e isso também me ajuda a ver toda a floresta e não apenas uma folha de uma árvore.
Estou certo de que vais pensar melhor quando, daqui em diante, entrares numa qualquer caixa de comentários para destilar antipatia pelo nosso presidente - máximo representante do clube, e eleito por uma maioria esmagadora de votos.
Saudações Benfiquistas
LF

32 comentários:

O Benfica Sou Eu disse...

Caro Vedeta da Bola

Leio-te desde o tempo que iniciaste este espaço, eu próprio comecei um blog mais ou menos na mesma altura que tu e também eu tenho quase os teus 50 anos de Benfiquismo.

Tudo o que disseste é verdade e sim, quer se goste quer não se goste, o nosso actual presidente é o melhor presidente que este clube alguma vez viu na direcção.

No entanto, o que ele fez no passado pode não ser suficiente para o que é necessário fazer no futuro. Aliás o que ele fez no passado especialmente ao nível da organização profissional quase do zero e a nível das infra estruturas, ninguém faria melhor que ele, mas isso está tudo feito.

Com todo o maravilhoso trabalho que ele tem feito, estão reunidas duas condições muito importantes no Benfiquismo que eu defendo :

a) alternancia de poder

b) limitação de mandatos

Nunca nos podemos esquecer que sem limitação de mandatos - podemos discutir se são 2 ou 3 ou até 4 - a organização tende sempre a "servir-se mais do Benfica" que "a servir o Benfica". Minha modesta opinião...

Toda a nossa História provou que os grandes Presidentes do nosso clube são aqueles que num determinado momento da sua vida "se permitem abdicar de muita coisa a nível pessoal, familiar e profissional para servirem o Benfica." Repito... "Para servirem o Benfica" e se sabes assim tanto da nossa História saberás que o máximo que um presidente teve no Benfica antes de Luis Filipe Vieira foram 8 anos e foi apenas um presidente...

Depois de servirem o Benfica o melhor que podem, têm obrigatoriamente que dar lugar a outros, que agora sabemos que no mínimo terão que ter 25 anos de sócio efectivo depois dos 18 anos.

Ou seja, Luis Filipe Vieira já limitou de forma clara os "jovens aventureiros" e os sócios dirão a cada eleição o que será melhor para o Benfica a cada momento.

Eu concordo com muito do actual trabalho feito por estas e outras direcções presididas por Luis Filipe Vieira, mas tenho sérias duvidas que ele será o melhor presidente para os próximos 4, 8 ou 12 anos.

Teve muito desgaste que não deveria ter tido e mais importante que tudo, tem vícios e certezas no futebol, que não se coadunam com a grandeza e a ambição do Benfica desta próxima década, ganhando 6 em 7 Ligas ou 10 em 11 Ligas...

A questão não está nos títulos, porque podemos perder e ganhar títulos, por detalhes técnicos que o Presidente não controla, mas a estratégia e a sua operacionalização terá de ser a mais adequada para o clube.

Os novos são livres de ler o teu texto, como são livres de questionar com elevação a presidência deste e de qualquer um outro presidente, porque isso é a base e génese do que é ser Benfica.

Os novos, os menos novos e os velhos...

Na ultima assembleia "um sócio mais jovem" questionou com elevação e não teve a resposta adequada tanto a nível de elevação, como de educação, como de respeito.

Veremos quantos "cartões amarelos" terá Luis Filipe Vieira na eleição de Outubro mas eu acho que terá muitos e tu também achas, porque se não achasses, não escreverias este texto nas vésperas do início duma Liga Europa, com o clube apenas com 1 ponto na liderança e esperavas para o escrever nas semanas que antecedem o acto eleitoral.

Nós os Benfiquistas temos sempre mais a unir que a separar-nos e cada discussão deve ser tida com elevação e educação. Tu tens mostrado sempre elevação e educação independentemente dos assuntos e assim espero que continues, respeitando quem concorda e quem não concorda contigo, tendo 10, 15, 25 ou 50 anos de sócios do Benfica.

Força Benfica

JP disse...

Esses adeptos pensam é no título deste ano.
E não percebem como se justifica não o ganhar.

Manuel Arons Carvalho disse...

Muito bem! Sigo o Benfica desde final de 1954, já lá vão 65 anos e 30 campeonatos, sou sócio há quase 59 anos, vivi os grandes momentos do Benfica (lembro-me bem das duas Taças dos Campeões...), sofri com alguns desaires, lembro-me bem do que foi a desgraçada (e fraudulenta) gestão de Vale Azevedo e não tenho dúvidas: embora seja crítico de algumas ações e omissões da atual direção, o presidente Luís Filipe Vieira está entre os melhores de sempre que tivemos, possivelmente a par de Joaquim Bogalho, o Homem do Estádio, que não cheguei praticamente a conhecer como adepto mas de quem benfiquistas da época me disseram maravilhas, que vi confirmadas na história do Clube.
É muito importante que jovens (e menos jovens...) benfiquistas leiam este excelente texto da Vedeta da Bola. Não queiramos resvalar para as situações vividas nos nossos vizinhos e no principal clube do norte, que viveu muitos anos à custa de falcatruas (que parece ainda se manterem...) mas tem ganho bem pouco e está numa situação financeira bem complicada.
Todos pelo Benfica!

Manuel Arons Carvalho

Unknown disse...

Tontos!

Joaquim Rato disse...

Para os jovens benfiquistas!!! ventoinha fez grande obra no Benfica, mas antes de Jesus chegar em 10 anos tinha um título, tinha também um estádio, o Seixal e à volta de 400 milhões de passivo. O Benfica começou a ser rentável pela enorme competência de Jesus que para além de trazer de novo a hegemonia, também permitiu que o clube começasse a ter lucro, assim foi nos seus dois últimos anos. Depois começa uma nova história com o seu despedimento. Na altura pensei, como outros benfiquistas, que era um dos maiores erros históricos. Mas infelizmente estava enganado. Veio a história, que hoje em dia já é claro que é um grande embuste!!!, da aposta na formação, propagandeada pelos avençados que são mais que as mães, para justificar o injustificável, a saída de Jesus. Hoje é claro que Jesus saiu porque era um entrave às negociatas de vieira, sobretudo com mendes. Por isso, veio um incompetente para substituí-lo, mas que aceitava tudo!!!

Agora estamos a pagar as consequências de ventoinha ter posto os seus interesses pessoais acima do interesse do Benfica. Um clube que está bem financeiramente, só não perde 3 campeonatos seguidos para os porcos falidos, porque os deuses não gostaram da brincadeira.

Eu sei que os papalvos são milhares ou mesmo muitos milhões. Mas porra!!! perante esta evidência, não há um verdadeiro benfiquista que se candidate!!! Para correr com este pulha!!!!, que nem do Benfica de ser!!!!!

ChakraIndigo disse...

Tenho mais de 25 anos de sócio, mais de 50 de idade, e a pergunta é - começou a campanha eleitoral?

É um pouco estranho escolher esta altura para fazer um texto de elogio fácil.

O Benfica, como diz e bem, tem milhões de adeptos, milhares de sócios.

Vender a ideia que sem Vieira é o caos é um insulto aos benfiquistas. Ainda por cima com um texto paternalista e condescendente.

Viva o Benfica.

NHAGA DA COSTA disse...

Grande texto, que deve ter dado muito trabalho!
Concordo com tudo.
Á manipulação de massas é cada vez maior, há cada vez mais dinheiro para pagar a toupeiras, a Ratos e a infiltrados para fazer contra informação e espalhar cartilhas encomendadas, planeada em quartos escuros, por isso cada vez mais perigosa, vejam o que aconteceu com os lagartos e o que irá acontecer com os fruteiros.

Não se esqueçam do que disse o sapo Maluco: "É muito fácil roubar um clube. E não é preciso uma conta bancária".
Ele lá sabia do que falava!

O sonho desta gente é assaltar o clube para se aproveitar das possibilidades que um clube de futebol dá, para enriquecerem sem trabalhar. E com o dinheiro que se pode ganhar é muito, muito também é o dinheiro que estão dispostos a investir.

O sonho desta gente seria, "Um sócio, um voto", e tínhamos os dragartos a tomarem conta do Benfica num abrir e fechar de olhos. E era uma vez o Benfica.

Lembro o que disse a Filomena Pinto da Costa em 2011 sobre a escumalha que comanda o seu clube. Que está falido!

"Tenho pena que os abutres que se têm vindo a aproveitar do meu clube, ao longo destes anos todos, irão continuar a encher os bolsos, com a venda dos passes dos jogadores, que agora valem muito mais. A todos conheço, um por um, há quase trinta anos! Como chegaram, como enriquecera e, acreditem, não é com trabalho árduo, infelizmente".





NHAGA DA COSTA disse...

Queria apenas completar que não acredito e não concordo com uma alternância de poder nem com limitação de mandatos.
Isso é um desrespeito para com os sócios do Benfica, é uma forma de os diminuir como se não soubessem o que é melhor para o clube. Há pessoas gostam muito de decidir o que os outros devem fazer e por isso escrevem regras para terem o poder.
Há mudanças a fazer nos estatutos, acredito que serão feitas, mas serão aquelas para impedir que aventureiros ou gente de fora tome conta do clube.

Os sócios, melhor do que ninguém, especialmente aqueles que pagam as suas quotas durante 20, 30, 40 e 50 anos, como eu, sabem quem querem a comandar o clube.

Não precisamos de regras escritas por gente que, em geral mais nova que, no fundo, o que querem é assaltar o poder.
Porque pensam que têm capacidade e ambição para gerir um clube como o Benfica.
Eu próprio tenho experiência suficiente para o fazer mas nunca o ambicionei. Quem lá está chega e sobra!!
O Benfica primeiro!! Sempre!!!

Os sócios cometem erros? É possível. Mas isso é o preço que pagamos para termos um sistema 100% democrático e que não é comandado de fora para dentro.

Todos os aventureiros terão em mim um inimigo implacável!!

joão carlos disse...

vamos lá ver somos um clube plural, cada vez menos é certo e esse até tem sido um legado nada bom deste presidente, ou pelo menos éramos temos varias opiniões e consoante ela depois decidimos em quem achamos que é o melhor e uns não tem mais razão do que os outros é que não convém esquecer que foram os tão sábios sócios que lá colocaram o vale e que depois do que ele fez ainda muitos votaram nele.
já agora sobre os aventureiros convém pensar o que se chamaria hoje a um antigo presidente de um clube pequeno amigo de negociatas dos corruptos que se quisesse candidatar a ser presidente do nosso clube, alias o que lhe chamaram sempre que ele era apontado como hipotese.

as avaliações que se devem fazer sobre os candidatos não podem ser apenas feitas ao que se fez anteriormente, porque isso é passado esta feito, mas também aquilo que eles iram fazer é que se não for assim fica lá sempre o anterior até cair de podre o mesmo se passa com a experiência do presidente nos meandros dos agentes quer dizer por essa ordem de ideia ele fica lá para sempre que quem se candidatar terá sempre menos, ou nenhuma experiência.
é que por este tipo de ideia nunca tínhamos trocado o fernando martins pelo joão santos ou outros tantos casos na nossa historia.

já sobre a existência de infiltrados e manipuladores eles existem, e até é relativamente fácil de perceber quem são, agora esta muito enganado se pensa que eles só existem para criticar o presidente é que para fazer propaganda do presidente também existem, e se calhar não é preciso ir muito longe, é que esses também são fáceis de topar.
uma coisa é certa ir pelo caminho da doutrinação, seja para que lado seja, e da teoria do eu ou o caos não é o melhor caminho nem esclarece ninguém.

PAULO A SANTOS disse...

Muito bom.
Só tenho pena que um Jovem Benfiquista não leia de principio ao fim...olha para o texto, vê que é muito longo e....esquece. Passa para outra. Mas isto não é só para os Jovens...O titulo é que engana.

Abraço.

LF disse...

Caro O Benfica Sou Eu,

Obrigado pelo comentário.
Quanto à limitação de mandatos acho que neste caso representaria uma verdadeira...limitação também para o clube e para os sócios.
Com as especificidades do futebol, e com o contexto do Benfica, penso que seria um tiro no pé.
Neste momento a estabilidade e a continuidade é uma arma que não devemos desprezar.
Isto não é política. Tem especificidades próprias, e só é sócio quem quer (ao contrário da política e da cidadania).

LF disse...

Caro JP,

É verdade. Mas isso, se acontecer, e esperemos que não aconteça, será mais do âmbito do treinador e/ou dos jogadores, do que de uma direcção que dá as condições que esta dá.
Faltou um defesa central, mas creio que não será isso a impedir o Benfica de ser campeão. Se não o for, terá de se analisar toda a equipa e modelo de jogo.

Abraço

LF disse...

Caro Manuel Arons de Carvalho,

Um abraço muito especial para si.
E obrigado pelas palavras.

Concordo com o que diz, e de facto os nossos vizinhos são um excelente exemplo do caminho a não seguir.

LF disse...

Joaquim Rato,

Até 2009 os títulos eram poucos. As prioridades tinham sido outras - credibilização, profissionalização, infraestruturas, valorização da marca, etc.

Depois Jesus ajudou muito. E sou insuspeito de não o reconhecer.
Mas a verdade é que saiu e o Benfica continuou a ganhar. Tal como de resto Vieira prometeu a dada altura.

Chamar "pulha" ao presidente eleito por uma ampla maioria dos sócios é absurdo, e é entrar no jogo de quem pretende atacar-nos.
O Benfica é livre, e os sócios terão nova oportunidade de se manifestar. Mas agora o espírito devia ser de união total.

Essa do "só não perde 3 campeonatos seguidos" não lembra ao diabo...

LF disse...

ChakraIndigo,

Eu não faço campanhas. Só pelo Benfica.
O que se vê todos os dias é o presidente ser atacado violentamente por rivais, por jornais e pasme-se por alguns adeptos menos esclarecidos - que francamente não sei o que mais queriam.
Achei que após duas derrotas deveria tentar contribuir, ainda que modestamente, para alguma união.
Foi essa a razão do timing.

Depois de Vieira o Benfica sobreviverá, esperamos, séculos.
Ele sair só seria o caos dependendo de quem entrasse. Mas francamente não vejo ninguém neste momento capaz de estar à sua altura.
E não tenhamos dúvidas de que se ele saísse agora teríamos sérios problemas de estabilidade, lutas internas, etc, tudo o que vemos ali ao lado.


LF disse...

Nhaga da costa,

Concordo com tudo.
Excepto que o texto deu muito trabalho a escrever...;)

Um sócio um voto seria uma porta aberta à infiltração de superdragões e afins para manipular as eleições no Benfica.
Nos tempos que correm, perigosíssimo.

LF disse...

Caro João Carlos,

O contexto de 1997 nada tem a ver com o actual.
Se não ganhássemos um campeonato há vários anos, se a equipa estivesse a definhar, se o clube se mostrasse totalmente desorganizado, cheio de dívidas e descaracterizado, seria óbvio querer mudar.
Eu estou à vontade, pois nunca votei em Vale e Azevedo, e fui dos que o tentei enfrentar em AG's. Mas numa altura daquelas era normal alguns sócios estarem por tudo.

Quando Vieira entrou, também não era consensual. Eu próprio desconfiava das suas amizades.
Mas a avaliação agora é pelo trabalho feito desde então. É isso que conta.

LF disse...

Paulo Santos,

É verdade o que dizes. Mas tentei tocar em todos os pontos, e nem sempre consigo ter capacidade de síntese.

ChakraIndigo disse...

Caro LF
O Benfica está unido, mas não sendo uma ditadura, é natural que existam vozes discordantes, e em alguns assuntos com muita razão.

Não concordo nada com a ideia de que o nosso actual presidente seja o melhor de sempre. Também terá sido o que teve melhores condições para isso, e mais tempo.
Além de dispor de uma máquina de propaganda, que quer se queira quer não, existe e existirá a partir da criação da BTV, para qualquer presidente que venha a ser eleito.

Criar a ideia que "depois de mim, o caos", é uma barbaridade para um clube que teve como presidentes Bogalho, e o inesquecível Borges Coutinho, exemplos de transparência, ética e desportivismo.

Quando chegar a altura das eleições, aí sim, parece uma boa ideia cada um apresentar argumentos para a manutenção, ou não, do presidente.

O Benfica, salvo o periodo que conhecemos, sempre foi um clube vencedor, e continuará a ser, porque é o que tem mais meios para isso, e tem historicamente muito maior base social. Acontece com Bayern, Juventus e outros da mesma estirpe. Não é preciso nenhum homem providencial para o Benfica ganhar.

E se houve homem providencial no nosso clube, foi Manuel Vilarinho,esse sim, a quem nós benfiquistas devemos muito, provavelmente a sobrevivência do clube como sempre o conhecemos.

Os jovens benfiquistas, praticamente apenas conheceram Vieira como presidente, não têm termo de comparação, e passaram por um tempo de dominio do FCPorto, e agora pensam que o Benfica nunca ganhou nada, a não ser com Vieira. O que é de estranhar, é haver tantos contestatários nessa faixa etária, e isso é que devia fazer pensar o presidente.

Viva o Benfica.

Mesquita disse...

Tanto disparate junto...

Bem, vou tentar ser sintético para não o maçar com demasiado texto:

1. lugar parabéns pelo kick-off da campanha eleitoral;
2. não faça as contas com 5 campeonatos em 6, faça as contas com o nr de campeonatos vs época que LFV está na presidência;
3. o LFV não exagera na ambição europeia, ele simplesmente mente. Percebe a diferença?! São 5 vitórias na Champions nos últimos 20 jogos disputados...
4. o JMendes ajudou o Benfica em alguns negócios? Acredito que sim. Mas olhe, faça o seguinte (eu já o fiz, e posso fazer-lhe chegar a informação se quiser): liste o total de jogador comprados pelo LFV que não jogaram sequer 1 minuto pelo Benfica;
5. Por último, e mais importante, já que tanto fala na saúde financeira do nosso clube vs o caos instalado no Porto e Sporting. Diga-me se se justifica que, tenhamos perdido o penta, tivessemos de ter tido um milagre para vencermos o campeonato do ano passado e, este ano, estarmos com 1 ponto de avanços e 2 derrotas frente ao Porto. Não vi o Porto, nos anos do sucesso desportivo e financeiro dar estas abébias a Benfica e Sporting. Vi sim fazerem grandes prestações na Europa.

Luis disse...

O Presidente Vieira é fundamental para o nosso clube ,não me posso esquecer do Vale e Azevedo eu era o sócio 30000 e tal ,e por causa do pagamento do Poborski ao Man.e United,a vergonha que sentia desisti de sócio,por isso dou valor à dignidade que o clube recuperou e ao Presidente actual , grande post que diz tudo o que penso.

LF disse...

Mesquita,

Contar o número de campeonatos por época não seria um exercício sério, pois bem sabemos que nos primeiros anos era quase impossível vencer.
Por outro lado, a comparação com presidentes dos anos 50, 60 e 70 enferma num ponto: não havia FC Porto, pelo menos da forma assanhada como há nas últimas décadas.

Porque motivo LFV haveria de mentir quando diz que quer ser campeão europeu, sabendo todos nós que tal não é minimamente exigível, ou expectável, nas próximas décadas?
Acho que se deixa levar por algum entusiasmo, e procura motivar os adeptos. Porém, esse é talvez o ponto em que eu mais discordo dele.

Quanto aos jogadores contratados que não jogaram, o texto que escrevi (espero que tenha podido ler todo) dá algumas pistas sobre a matéria.
Alguns foram erro de casting, e acontece a todos os clubes. Outros foram contratados pelos mais diversos motivos, estou convencido que na esmagadora maioria no superior interesse da instituição Benfica.

Perdemos o penta porque aquele pontapé do Herrera entrou na baliza.
Não se pode ganhar sempre. Com uma pontinha de sorte (sem Kelvins, nem Herreras) estávamos agora a lutar pelo oitavo campeonato consecutivo.
Não aconteceu. É futebol.

Miguel disse...

O habitual beija-mão do LFialho ao presidente Vieira.

Tudo de bom é destacado, tudo de mau é ignorado ou desculpado.

"À mulher de César não basta ser honesta, deve parecer honesta". São muitas as situações em que LFV falhou e em muitas delas misturou negócios pessoais com o Benfica.
A recente OPA, a oferta de um lugar a Rui Rangel, a alteração dos estatutos do clube, a agressão a um sócio numa AG, etc...

Não estou a querer dizer que LFV deva sair do clube, mas não queiram fazer dele o único homem capaz de dirigir o clube.

Há mais gente capaz de o fazer e que não tem atrás de si o cadastro de anos de sócio dos dois maiores rivais (e não me venham com tretas que foi outra pessoa que o fez sócio do Porto).

Viva o Benfica!

Miguel

(Só para que conste, RGS não serviria nem para porteiro)

Anónimo disse...

Caro LF, parabéns pelo texto e pelo discernimento. De facto, aqui na blogosfera e na internet em geral, ninguém nos impede de propagar mentiras e fingir ser alguém que não somos. Ainda esta semana se falou que a direcção do Barcelona contratou uma empresa para pressionar os próprios jogadores do clube nas redes sociais. É uma táctica moderna, muito utilizada nos dias que correm. Por isso, não tenho dúvidas que muitos dos comentários aqui no Vedeta da Bola são de infiltrados.

O Benfica já teve Jorge Jesus, Rui Vitória e Bruno Lage. Já chegaram e saíram Aimar, Saviola, Cardozo, Rodrigo, Lima, Gaitán, Renato Sanches, Jonas, João Felix, etc. Tentou-se sempre deitar abaixo, arranjar crises onde não existiam, mas a dinâmica de vitórias continuou. Porquê? Porque a estrutura liderada por Luís Filipe Vieira manteve-se. Obviamente é ele o alvo a abater, porque é ele o obreiro da melhor equipa portuguesa da última década. O Benfica, como maior clube português, foi durante esses anos negros - mencionados, e bem, no post - alvo de gozo e chacota, que muito contribuíam para a venda de jornais e aumento de audiências. Há muita gente que não consegue admitir a reviravolta que o Benfica deu e a superioridade que conquistou, relegando os adversários. Como mencionei, treinadores e jogadores entraram e saíram, mas o Benfica tem a melhor equipa, a melhor escola e a melhor estrutura em Portugal na actualidade. É isto que motiva a caça a LFV, porque são factos duros de engolir para muita gente.

LF disse...

Miguel,

Não se trata de nenhum beija-mão.
No dia em que achar que Vieira não serve, ou que há outro melhor, serei o primeiro a dizê-lo.
Sou totalmente independente, a minha vida profissional nada tem a ver com futebol nem com o Benfica, do qual nunca recebi um cêntimo, pelo que a única coisa que me move é a paixão pelo clube, e aquilo que acho que interessa ao clube.
Desestabilizar neste momento é fazer o jogo dos rivais. Na altura das eleições, então sim, que apareçam outras propostas e os sócios avaliam, comentam e escolhem.
Neste momento é quase absurdo, tendo em conta a saúde que o clube apresenta.


Quanto aos negócios, a OPA está a ser analisada, e o que a CMVM tiver a dizer, dirá.
Mas não me choca que, quem se chegou à frente com dinheiro e património pessoal numa altura difícil em que o clube precisava, agora procure ser ressarcido, numa altura em que o clube já o pode fazer.
Mas, sobre a OPA, muita gente fala, e pouca gente percebe. Eu só critico quando tiver fundamentos para o fazer.

LF disse...

Anónimo,

Aqui no Vedeta da Bola até nem haverá muitos infiltrados. Talvez um ou outro.
Mas se entrar no Ser Benfiquista, aquilo é um fartote. São dezenas de perfis, um a dizer mata, e outro a dizer esfola.
Isto ganhando campeonatos quase todos os anos. Se o Benfica estivesse como o Sporting, não sei o que poderiam fazer ou dizer da direcção...

Miguel disse...

Caro LF,

Nada de pessoal me move contra si ou contra LFV, em quem inclusivé votei no passado.

Parece-me isso sim que o LF poderia seguir o seu próprio conselho e ter esperado pelas eleições antes de publicar este post.
O LF pode ser movido pelo amor ao Benfica, mas a meu ver exagera na desculpabilização da direcção. Recordo por exemplo um post seu recente em que dizia "Um presidente-presidente levanta-nos do chão energicamente, preparando-nos para enfrentar o futuro com confiança.
Estas palavras, neste momento, valem um mandato."

Isto não é um texto para agradar ao LFV?

Eu gostaria que o LFV tivesse a maior sorte do mundo e que o Benfica ganhasse títulos atrás de títulos (e para mim 5 títulos em 6 épocas é algo de fabuloso). Mas a realidade é que ao longo dos anos tenho visto situações que nunca são desmentidas/justificadas/explicadas por LFV e que me envergonham:

- O convite a Rui Rangel
- o pagamento do casamento da filha de DSO
- a OPA (absolutamente desnecessária)
- a agressão a um sócio numa AG

Nada disto o choca? Nada disto lhe parece merecer uma explicação?

Depois ainda temos que ouvir barbaridades como "estamos 10 anos à frente da concorrência!"

Joaquim Rato disse...

Não lembra ao diabo o perder 3 campeonatos seguidos?! Então o campeonato passado foi mérito da direcção?!!!, e este não está praticamente perdido?!!! Aliás, o onze de hoje já não é uma evidência que a liga europa é para cair?!!!!, e faz bem o Lage, como fez o ano passado, é a única hipótese que lhe resta. Porra!!!, o homem não é grande treinador, nem nunca vai ser, mas está longe de ser um incompetente como era o chouriço!!!!

Agora para quem é benfiquista, e não é burro!!!!, custa muito a engolir que um clube que está bem financeiramente tenha que deixar cair a liga europa para poder ganhar o campeonato a um clube que está falido!!!!

joão carlos disse...

se acha que considerar o numero de campeonatos pelos numero de anos um exercício pouco serio, então o que considerar quando se selecciona apenas aquilo que nós dá mais jeito esquecendo tudo o que ficou para trás.

uma coisa é saber as condicionantes para tal, e por se levar em conta as condicionantes é que lfv foi sendo eleito sem ter resultados desportivos, outra é fazer de conta que aqueles anos não existem.

a mudança entre fm e js foi em 87 e até tem algumas semelhanças com este tempo até porque o fm tinha 3 em 5 e tinha acabado de ganhar o campeonato.

pelos vistos não percebeu foi a estoria dos aventureiros hoje todo e qualquer candidato que o faça em oposição a lfv é imediatamente apelidado de aventureiro.
lfv sempre que era aventado como possibilidade como candidato levava o mesmo rotulo. é minha convicção que se ele não tem entrado pela porta do cavalo para o clube nunca sequer tinha sido hipotese para candidato, alias o que diz sobre as suas reservas só vem reforçar o que penso.

mas lá esta pela sua ideia só se muda o presidente, seja ele qual for, quando ele deixar o clube no mesmo estado que o vale deixou até lá fica sempre quem lá esta mesmo que mostre acumular erros atrás de erros até pouco admissíveis a quem já tem tanta experiência.

Miguel disse...

"Benfica justifica contratação de figurantes para a Gala Cosme Damião"

Mais uma para a lista de vergonhas, made by LFV e companhia.

Qual é a justificação que o LF vai arranjar para isto? Contrataram os figurantes para que os benfiquistas não precisassem de se incomodar a aplaudir?

Unknown disse...

Do you understand there is a 12 word phrase you can communicate to your crush... that will induce intense feelings of love and impulsive appeal for you buried within his chest?

Because hidden in these 12 words is a "secret signal" that triggers a man's impulse to love, look after and care for you with his entire heart...

===> 12 Words That Trigger A Man's Love Impulse

This impulse is so built-in to a man's genetics that it will make him work better than ever before to love and admire you.

As a matter of fact, triggering this all-powerful impulse is so essential to having the best possible relationship with your man that as soon as you send your man one of the "Secret Signals"...

...You'll soon notice him open his mind and heart for you in such a way he never experienced before and he will see you as the only woman in the world who has ever truly fascinated him.

yessy haryanto disse...

Haloo pak^^

Kami dari SENTANAPOKER ingin menawarkan pak^^

Untuk saat ini kami menerima Deposit Melalui Pulsa ya pak.

*untuk minimal deposit 10ribu
*untuk minimal Withdraw 25ribu

*untuk deposit pulsa kami menerima provider
-XL
-Telkomsel


untuk bonus yang kami miliki kami memiliki
*bonus cashback 0,5%
*bunus refferal 20%
*bonus gebiar bulanan (N-max,samsung Note 10+,Iphone xr 64G,camera go pro 7hero,Apple airpods 2 ,dan freechips)

Daftar Langsung Di:

SENTANAPOKER

Kontak Kami;

WA : +855 9647 76509
Line : SentanaPoker
Wechat : SentanaPokerLivechat Sentanapoker

Proses deposit dan withdraw tercepat bisa anda rasakan jika bermain di Sentanapoker. So… ? tunggu apa lagi ? Mari bergabung dengan kami. Pelayanan CS yang ramah dan Proffesional dan pastinya sangat aman juga bisa anda dapatkan di Sentanapoker.