TRÊS PONTOS


A vitória do Benfica em Alvalade foi justa. E de certa forma natural.
Os golos apareceram na medida exacta, quando tinham de aparecer. O Sporting deu a luta que seria de esperar em quem tanto investe física e emocionalmente nos dérbis. Mas a superior qualidade dos jogadores encarnados fez a diferença.
Destes jogadores realça-se Rafa. É o melhor do Benfica, e para mim, o melhor do campeonato português. Reapareceu em grande, e o dérbi foi dele.
Agora há que refrear euforias, sobretudo no interior do grupo de trabalho – aos adeptos é sempre permitido serem felizes... Faltam 17 jogos, e tendo o Benfica de jogar no Dragão, as contas que o FC Porto faz somam apenas 4 pontos. Ou seja, dois empates. Curto para triunfalismos.

Sem comentários: