26/06/18

PONTO DE PASSAGEM

Sem encantar, e no fio da navalha, Portugal está nos oitavos-de-final - algo que, em Mundiais, nem é assim tão frequente, sendo esta apenas a quarta vez na história que passamos a fase de grupos.
Até agora tudo parece decalcado do Euro 2016: uma selecção com futebol insípido, a correr riscos aparentemente desnecessários, a qualificar-se com sofrimento, sem brilho, e encaminhada por alterações de posicionamento classificativo nos minutos de descontos dos últimos jogos do grupo. Parecia já termos à frente a Rússia, teremos o Uruguai, depois de um susto monumental, com um iraniano isolado diante de Patrício. Caso ultrapassemos a equipa de Suarez, Godin e Cavani, depois se verá (Argentina? França? Dinamarca? Nigéria?).
Tudo está em aberto, e, lembrando o Europeu, jogar pouco não é garantia de insucesso.
Com ou sem brilho, força Portugal!

2 Comments:

Blogger luis.garcia garcia said...

nâo jogam absolutamente nada com defesas laterais assim ,só com os santos todos do Planeta a ajudarem passam, e uma vergonha !

26.6.18  
Anonymous Anónimo said...

As pessoas continuam a falar daquilo que não entendem. Uma fase final (seja Mundial ou Europeia) é para se ganhar, não interessa mais nada. Não me interessa se jogamos bem, se somos levados ao colo, se só lá vamos com autogolos ou empates, o importante é passar a próxima etapa, e de etapa a etapa, até à final. A vinte anos atrás ser qualificado para uma fase final de Mundial era um feito iróico, agora parece que temos de ganhar a tudo e a todos. Só sabemos exigir e criticar.

A trinta, quarenta cinquenta anos atrás, era fácil praticar futebol de encantar, só havia 2 ou 3 equipas com poderio, o resto era apenas para encher chouriços, era fácil golear e por sua vez fazer boas exibições, hoje, já não é assim, o futebol está muito mais táctico e os jogadores mesmo da selecção mais fraca, são titulares nas principais equipas europeias.

Por isso, temos de ser justos e ver as coisas como elas são, temos uma boa selecção? Temos, mas não é a melhor e pecamos muito pela inexperiência/nervosismo de alguns jogadores. Tivemos um grupo fácil? Não, mas mesmo assim tivemos bons resultados, empatamos com a Espanha e ganhamos a Marrocos, ficamos em segundo como poderíamos ter ficado em primeiro, já que o critério de desempate foi apenas um golo. As supostas melhores selecções o que andam a fazer? Espanha foi o que se viu, Argentina e Alemanha andam aos papeis, Brasil pouco diferente está, por isso, será que temos assim tanta razão de queixa de Portugal?

Para mim o mínimo está cumprido, agora é lutar jogo a jogo e sonhar até onde nos deixarem ir.

26.6.18  

Enviar um comentário

<< Home