22/11/11

AS CONTAS DE OLD TRAFFORD

Ainda ontem ouvi um reputado jornalista (daqueles que eu admiro) dizer que ao Benfica, independentemente do jogo de Manchester, bastava vencer na Luz o Otelul para garantir a qualificação para os oitavos-de-final da Champions League. Errado!



Em caso de derrota por mais de um golo em Old Trafford, os encarnados ficarão desde logo dependentes de terceiros, sendo que, nesse caso, nem uma vitória na última ronda por 8-0 (ou 15-0, se preferirem) garantiria o necessário segundo posto.



Imaginemos, para ilustrar o caso, o seguinte cenário: o Benfica perde em Manchester por 2-0, e o Basileia vence na Roménia por 0-1. Creio que não seriam resultados que chocassem o mundo do futebol. A classificação, à partida para a última jornada, ficaria assim ordenada:



Manchester Utd 11 pontos / Benfica 8 pontos / Basileia 8 pontos / Otelul 0 pontos.



Agora, imaginemos que, nessa última jornada, o Benfica goleia o Otelul, e o Basileia vence um Manchester United, já praticamente qualificado, por 2-0.



As três equipas terminariam assim empatadas com 11 pontos, e o Otelul, em último lugar, com zero. Seria então necessário aplicar os critérios de desempate.




O primeiro critério, dos pontos nos jogos entre si, não nos leva a lado nenhum, pois todos os líderes teriam feito 5 pontos nessas partidas (além dos 6 frente ao Otelul). O segundo critério remete para os golos nos jogos entre as equipas empatadas. Vejamos então como ficaria a situação:




Manchester empatou na Luz 1-1, empatou em casa com o Basileia 3-3, perderia então na Suiça por 0-2, e teria vencido o Benfica pelo mesmo resultado. Total: 6-6 em golos, nos jogos com os adversários empatados em pontos.




O Basileia perdeu em casa com o Benfica por 0-2, teria ganho ao Manchester pelo mesmo resultado, empatou na Luz 1-1, e em Old Trafford 3-3. Total: 6-6 em golos.




Quanto ao Benfica, empatando em casa com ambos os adversários 1-1, ganhou na Suiça 0-2, e teria perdido em Manchester pelo mesmo resultado. Total: 4-4 em golos.




Mantendo-se a diferença de golos idêntica para os três, teríamos de partir para o terceiro critério de desempate, e aí contava o número total de golos marcados nestas partidas, ficando então o Benfica de fora. Não se chegava pois ao quarto critério, que seria o da diferença total de golos em todos os jogos do grupo, pelo que, mesmo uma eventual goleada ao Otelul de nada iria servir à equipa portuguesa.




Ou seja, perdendo em Manchester por mais de um golo de diferença, o Benfica fica dependente dos resultados do Basileia (na Roménia, e em casa diante do Manchester) para poder chegar ao segundo lugar, independentemente do que faça na última jornada. Pior que isso, expõe-se à eventualidade de um mesmo resultado (neste exemplo o 2-0) chegar a Basileia e Manchester United para se qualificarem ambos, abrindo campo a todas as especulações.




Obviamente, nada disto acontecerá se ocorrer uma de duas situações: 1) o Basileia não ganhar em Bucareste 2) o Benfica não perder em Old Trafford, ou perder tangencialmente.




Perdendo tangencialmente, os encarnados ficariam desde logo com uma diferença de golos positiva naquele eventual desempate, diferença essa que nunca poderia ser igualada ou superada por ambos os adversários (Basileia e Manchester) em simultâneo. Nesse caso, sim, uma vitória perante o Otelul chegaria para garantir o apuramento, independentemente daquilo que se passasse na Suíça.



PS: Entretanto, e também ao contrário do que muita gente pensa, o FC Porto depende apenas de si próprio para se qualificar. Ganhando na Ucrania, e vencendo o Zenit por 2-0 no Dragão, a (ainda) equipa de Vítor Pereira garante o apuramento, independentemente de todos os outros resultados do grupo.

8 Comments:

Blogger Edgar said...

Ora vamos lá ser optimistas!
Ganhar no Manchester é difícil, por isso o meu prognóstico é 1-1, o que vai deixar o 1º lugar dependente da diferença total de golos.

E depois fazemos melhor em casa do que eles em Basileia! Para mim chegava!

22.11.11  
Anonymous Anónimo said...

Felizmente, cada ponto conquistado vale muito dinheiro... o Manchester não vai passear a Basileia...

22.11.11  
Anonymous Ricardo said...

Excelente interpretação dos jogos de amanha e de quarta. Ora muito bem, alguém fez as mesmas contas que eu , e nada mais nada menos os jogos de amanha são importantíssimos. Aposto que amanha o Basel não vai ganhar em Otelul porque Benfica e United tiveram dificuldades em vencer lá.. E o Otelul vai querer pelo menos um empate . Amanha aposto 1 1 nos dois jogos. E se perder o Benfica é por 1 0 , não mais do que isso. Mas como Benfiquista e português que sou espero que amanha Benfica destrone o Teatro dos sonhos! Mas não ir aos oitavos de final por causa de golos.. era bem lixado xDD.. Mas tem de haver conjugação de resultados para isso tudo acontecer o que acho imporvável..

22.11.11  
Anonymous Anónimo said...

E os lagartos tambem ainda não passaram

22.11.11  
Blogger zephirus said...

"Em caso de derrota por mais de um golo em Old Trafford, os encarnados ficarão desde logo dependentes de terceiros" - não é bem assim. Se perdermos por mais de 1 mas com golos, até é melhor do que perder 2-0. Se ficar 8-6 já não dependemos de terceiros :)

23.11.11  
Blogger LF said...

Zephirus,

Seria a mesma coisa, só que nesse caso (meramente académico) obrigava Basileia a ganhar ao Man United por 9-7.

23.11.11  
Blogger zephirus said...

Há uma coisa que não entendo. O goal average entre as equipas não é critério? É que se seguir os 4 critérios que enuncias aqui e na última jornada o Benfica perder por 2-0 e o Basileia ganhar por 2-0 ao MU, o Benfica ficaria de fora. Ou fiz mal as contas?!?!?

23.11.11  
Blogger LF said...

Se na última jornada o Benfica perder por 2-0 e o Manchester também perder por 2-0, a classificação ficaria assim ordenada:

BASILEIA 11
Benfica 9
M.United 9
Otelul 3

Nesse caso, o desempate seria apenas entre M.United e Benfica. Na Luz foi 1-1, em Old Trafford 2-2, valendo portanto os golos marcados fora.

A questão complicava-se se o desempate fosse entre os três. Mas isso já não pode verificar-se.

23.11.11  

Enviar um comentário

<< Home