02/06/11

AS NOSSAS CULPAS

"Quando o Benfica ganha, nós ganhámos. Quando o Benfica perde, eles perderam.

Esta parece ser a matriz de pensamento de muitos benfiquistas, que na hora da derrota se apressam a procurar culpados, esquecendo que o problema também pode passar por si próprios.

A época não foi feliz, e ninguém deve fugir às responsabilidades. O presidente foi o primeiro a assumi-las, num exercício de humildade que dignifica e engrandece o cargo que ocupa. Também o treinador já confessou ter errado em diversas situações ao longo da temporada, o que não lhe diminui a competência. Obviamente que os jogadores não escapam ao escrutínio, pois muitos deles não renderam aquilo que se esperava. Mas os adeptos também não podem colocar-se à margem do processo.

Se a força das bancadas foi uma das armas com que o Benfica conquistou o campeonato de 2009-2010, é preciso dizer que, nesta temporada, esse apoio nem sempre se fez notar.

Não consigo entender, por exemplo, como ficaram 8 mil bilhetes por vender numa meia-final europeia. Não consigo entender como, no jogo da Taça de Portugal com o FC Porto – que tanta importância viria a ter – apenas estavam presentes cerca de 35 mil espectadores. Não consigo entender como um clube com milhões de adeptos não consegue esgotar o estádio, uma só vez, em tantos meses de competição. A crise económica dói, mas não explica tudo.

Pior ainda foram as incompreensíveis manifestações de hostilidade para com os jogadores. A mais chocante terá ocorrido após a final da Taça da Liga. Mas outras houve, desde invasão de treinos, a esperas nos parques de estacionamento, que trouxeram para nossa casa o que de pior se tem visto nos rivais. Se somarmos os assobios que se dirigiram a Óscar Cardozo (marcando 100 golos, como é possível?), a César Peixoto, a Roberto, e a outros jogadores, teremos matéria suficiente para não deixar quase ninguém inocente.

Antes de atirarmos pedras, pensemos naquilo que fizemos, e naquilo que poderíamos ter feito. Talvez comece aí um Benfica mais forte."

LF no jornal "O Benfica" de 20/05/2011

15 Comments:

Anonymous Anónimo said...

sou sempre benfica.

lembras-te de um benfica-salgueiros em 2001, quase no fim da epoca, em que acabamos em sexto?

esse jogo ficou 1-1, as claques vaiaram o tempo todo, mas nao eu.
tenho orgulho em ter la esse bilhete guardado... e uma prova que sou benfica nas horas piores, ao contrario de muitos.

e no estado estariam umas 1000 pessoas, fora as claques. que, repito, insultaram quase o tempo todo.

2.6.11  
Blogger JNF said...

"Se a força das bancadas foi uma das armas com que o Benfica conquistou o campeonato de 2009-2010, é preciso dizer que, nesta temporada, esse apoio nem sempre se fez notar."

E quem foi o idiota que se lembrou de fazer um boicote?

2.6.11  
Anonymous Anónimo said...

o da meia final europeia infelizmente consigo compreender porque tambem la tive para comprar o bilhete, mas o preço complicou...fiquei-me pelos quartos que valeram bem a pena.

2.6.11  
Anonymous Tiago Godinho said...

Tem razão! Quando vejo sócios a dizerem que o vão deixar de ser...quando vejo titulares de Red Pass a dizer que não vão renovar...quando vejo sócios que preferem não ir ao Estádio pq tem medo da festa dos outros...está tudo dito...

Benfiquista sou quando venco e perco porque não amo o Benfica somente quando ganha amo Benfica todos os dias, todas as horas, todos os minutos e todos os segundos da minha vida!

2.6.11  
Blogger Tiago said...

os Benfiquistas não gostam de violência nem a aceitam como uma coisa normal no futebol. e por isso muitos não foram ao jogo da taça contra o Porto. e talvez outros não tenham ido no jogo contra o Braga.

o facto de muitos benfiquistas terem erradamente menosprezado a conquista e a exibição da equipa na final da taça da liga também contribuiu para o descrédito na equipa e uma ausência significativa contra o Braga.

mas mesmo assim o Benfica teve mais adeptos nos estádio quer no campeonato quer na liga Europa...

2.6.11  
Blogger João Oiveira said...

Fantástico post. É impressionante ver alguns blogs a baterem em jogadores, treinador e principalmente no presidente. Querem revoluções, daquelas que nos fizeram estar anos e anos sem ganhar títulos. Esta época muitos das humilhações que passamos deveu-se também aos adeptos. Para o campeonato e para a taça de Portugal não encher o estádio contra os corruptos foi um sinal de descrença. Sinal de que nós adeptos tínhamos medo que eles no vencessem em ambos os jogos. E isso passa para os jogadores. Para além disso a confiança é o factor mais determinante para qualquer jogador jogar bem ou mal. Os assobios a Cardozo na final da Taça da Liga podem ter sido provavelmente a maior razão para não termos estado em Dublin. No jogo a seguir com o Braga em casa na meia-final da Liga Europa, Cardozo na primeira parte teve dois lances sozinho, em que com a confiança que lhe retiraram 3 dias antes, tinha feito pelo menos um golo nesses lances.

Já o disse algumas vezes e volto a dizer. Em termos de adeptos somos grandes quando ganhamos. Quando perdemos somos muito pequenos.

2.6.11  
Anonymous Sócio 223468 said...

É por isto.... é por isto... é por isto que o queremos por cá... Sempre!!

Parabéns por mais um excelente post.

Este, vou, com a sua permissão, enviar a alguns benfiquistas de b pequeno que conheço.

Verdadeiro serviço público ao Benfica e aos Benfiquistas.

Aproveito para o convidar a visitar o espaço que criei para os Benfiquistas... longe da qualidade do seu, mas certamente útil em algumas lutas contra os meios de comunicação social mais hostis.

slbenfica-news.blogspot.com

2.6.11  
Blogger All those years ago said...

Caríssimos

Sou adepto do SLB há muitos anos. Mesmo muitos, era pequeno e chorei quando o SLB perdeu a Taça de Portugal de 1965 contra o Vit.Setúbal. Ma, antes, havia raça, querer e perdia-se porque não havia mais nada a dar. Hoje criou-se um espírito de supermercado: observem com atenção a equipa campeã de 2004-05 e vejam quantos sobraram para 2010. Repitam o processo para o Manchester e tirem conclusões. E, já agora repitam de novo para o FCP e tirem, de novo, conclusões.

Ir ao estádio, gastar muito dinheiro para nem ver correr? Para saber que os jogadores no ano seguinte já saíram a troco de trocos? Obrigado, mas não.

Para ver o Jesus fazer, sistematicamente, a primeira substituição a8-10 minutos do fim? Para não rodar os jogadores de que vai precisar mais tarde no campeonato? E, desculpem-me de novo, para os ver jogar com medo do FCP, sempre?

Para isso vejo a liga inglesa onde se joga futebol a sério.

Melhores cumprimentos,

Alberto de Carteado Malheiro

2.6.11  
Anonymous Peter said...

Com todo o respeito caro LF mas no momento actual do Benfica no futebol o seu grande património são os seus adeptos.E se o Benfica tem os milhões de adeptos que tem foi porque venceu muito e porque foi um clube que sempre soube respeitar os seus sócios e adeptos.Quanto ao que escreve devo-lhe dizer algumas coisas, apoio nunca faltou nem mesmo quando a direcção pediu para os adeptos não assistirem a jogos do glorioso fora de casa (e eu concordei com esse pedido), mas o amor ao Benfica é mais forte e os adeptos não conseguiram deixar de apoiar o seu Benfica.O Benfica apesar da época péssima mesmo assim manteve o domínio das assistências em jogos em casa ao contrário de outros que com uma época fantástica mesmo assim não conseguem ultrapassar o Benfica em número de devotos.Se houve incidentes por parte de uma minoria em relação há equipa?Houve sim senhor mas quer-me parecer a mim que isso foi o resultado da má gestão de expectativas feita pelo presidente e treinador na pré-época e quando os maus resultados apareceram deram-se esses incidentes, facto esse que o próprio presidente admitiu na sua entrevista á Benfica TV, e isso não serve de desculpa para o que aconteceu, agora os culpados da má época do Benfica são meia-dúzia de gatos pingados que tomaram umas tristes atitudes,sinceramente.Quando fala do Benfica-fcp para a taça é verdade que o estádio podia estar cheio mas tenha paciência se o LF não percebeu que nessa altura a descrença já estava instalada por causa do jogo do campeonato é porque não percebe nada de psicologia de massas, e não menospreze a crise porque ela pode passar ao lado de alguns mas atinge muitos e muita gente não está para gastar o pouco que tem em algo que se calhar ainda lhe vai é dar mais tristezas.Fala do jogo com o braga mas a verdade é que mesmo assim esteve bem mais gente nesse do que contra o fcp uma semana antes.E desculpe-me que lhe diga que essa vitimização perante a crítica é que faz com que o Benfica não seja mais forte,sim muito foi feito,mas não chega,muito mais tem que ser feito,porque o Benfica não pode continuar só a viver do passado.O Benfica tem que vencer, é esse o seu desígnio, e a verdade é que a crítica tem que continuar para não se cometerem os erros e o desleixo da época passada.Sou Benfiquista na vitória e na derrota mas não sou tapadinho nem passivo, apoio sempre a minha equipa e jogadores quando vou ao estádio até ao fim, nunca me venho embora mais cedo esteja a ganhar ou a perder, mas não perco e nunca perderei o meu espírito crítico.

2.6.11  
Anonymous Vitória do Benfica said...

Sim é verdade, há adeptos interesseiros, mas eu continuo a achar que apesar de lá em casa existirem camisolas com Benfica sempre em homenagem ao Benfica nas horas más, que as claques representam muita vezes os puros, mas eles também estão e muito neste blogue.

A própsito ninguém fala na grande final de logo à noite, é obra ter obrigado os ladrões à negra. Eu acho que vamos ganhar e se o fizermos esta equipa merece tudo senão o fizermos merece tudo na mesma porque foi capaz de obrigar os crorruptos a engolir três jogos. Como Henrique Vieira diz, aquele que melhor controlar as emoções ganha. Seria uma boa lição para Jorge de Jesus que não acredita na Psicologia Cientifica

2.6.11  
Blogger No.Worries said...

Assino por baixo este artigo.
Eu costumo dizer que quando o Benfica ganha é muito fácil ser Benfiquista e ir ao estádio.
Esses dois exemplos (meia final da taça e meia final da liga europa) são os mais flagrantes, e se bem me lembro apenas contra guimarães e maritimo tivemos assistências dignas do nosso Clube. E porquê? Porque estávamos no melhor periodo da época, onde passamos mais de dois meses sempre a ganhar, em todas as competições. Pois...
Peço desculpa pela imodéstia, mas nos ulimos sete anos não perdi um unico jogo em casa para o campeonato, e nesta época que acabou não faltei a nenhum jogo no estádio da Luz, liga, europa, taças e até os amigáveis da pré época, não faltei a um unico! E como tenho orgulho disso.
Agora aguardo pela venda do red pass para a época 2011/2012, enquanto muitos ainda devem estar em campanha para as eleições para presidente do Benfica que vão acontecer daqui a um ano.

2.6.11  
Anonymous Anónimo said...

Não podia estar mais de acordo!!!

3.6.11  
Blogger Carlos Alberto said...

Subscrevo na totalidade se bem que envergonhadamente!

3.6.11  
Blogger Manuel said...

Subscrevo tudo o que o João Oliveira disse. Já ando a dizer o mesmo há muito tempo. Mas muitos adeptos não o entendem. Acusam sempre os outros. É sempre mais fácil, pois é uma defesa natural.

3.6.11  
Anonymous Nuno Figo said...

Subscrevo - aliás, com muito menos jeito que o LF, fui deixando esse reparo nos comentários que fui deixando neste seu/nosso blog.

Os sócios têm que entender que os adversários são "os outros", nunca os nossos. Os nossos aplaudem-se, carago!
(vá, se algum dos nossos for o Luis Fili... um daqueles que a malta não gosta mesmo, mesmo, mesmo, ao menos que se fique em silêncio!)

3.6.11  

Enviar um comentário

<< Home