10/09/10

TEMOS DECISÕES! ALELUIA!

71 dias depois de Portugal ter sido eliminado do Mundial, Gilberto Madaíl e a FPF lá tomaram uma decisão. Dir-se-á que mais vale tarde do que nunca, e é verdade. Mas os cinco pontos perdidos na qualificação para o Euro 2012 já ninguém põe na tabela classificativa.
Queiroz saiu tarde demais. Aliás, quanto a mim nunca deveria ter entrado, pois não só não tomo como provada a sua competência técnico-táctica para orientar equipas profissionais, como, depois deste triste período de dois anos, creio ter ficado também demonstrada a sua total inabilidade para lidar com a pressão emocional da alta competição. O futebol não se joga em gabinetes, joga-se nos relvados, à vista de adeptos, televisões e jornalistas. Toda essa moldura faz parte do fenómeno, e quem não souber interagir com ela (como é manifestamente o caso de Queiroz) deve procurar outra actividade.
Madaíl pediu eleições antecipadas. Fez aquilo que se lhe impunha. Espero que não se recandidate, e leve com ele toda a equipa que o acompanhou nos últimos anos. O futebol (seja o de selecção, seja o juvenil, seja, sobretudo, o das divisões secundárias) agradece.
O ainda presidente da FPF anunciou também a contratação para breve de um novo seleccionador. Acredito que seja dada uma oportunidade a Paulo Bento, o que, como aqui fui dizendo, me agrada bastante. Trata-se de alguém que se excedeu muitas vezes – designadamente quando falava, sem razão, de arbitragem -, mas cujo perfil técnico e, sobretudo, a capacidade de liderança, sempre me impressionaram pela positiva. Fez milagres no Sporting, com plantéis fraquíssimos, e soube lidar muito bem com as situações de pressão. É jovem, conhece a selecção, conhece os jogadores, pelo que, no contexto actual, seria a melhor hipótese.
Acredito pois que estejam, finalmente, a ser dados passos no sentido de inflectir este caminho de total decadência em que o futebol português se deixou mergulhar. Nem podia ser de outra forma, ultrapassados que estavam todos os timings razoáveis para uma mudança indolor.
Para completar esta fase faltará rolar mais uma cabeça. Laurentino Dias é o tipo de indivíduo que nunca sairá pelo seu pé. É preciso que alguém o empurre. Tenhamos esperança.

2 Comments:

Anonymous Nuno Figo said...

Finalmente.

Agora espero que Carlos Queiroz seja um "homem com O grande" e abdique da indemnização. Afinal, Queiroz disse publicamente que não era o dinheiro que estava em causa, mas a sua reputação.

Falta agora sair o resto da FPF. Aqui o que assusta é mesmo quem aí vem... E imagino que se estejam a levantar nomes arrepiantes - só assim se justifica que Luis Filipe Vieira tenha elogiado Madaíl, no actual contexto.

Quanto ao substituto de Queiroz para o lugar de seleccionador, não me agrada Paulo Bento. É verdade que parece ser um líder, mas é também alguém com capacidade técnica limitada (nunca alterou o losango de Peseiro, que nas suas mãos apenas definhou com o tempo) e uma concepção defensiva do futebol.
Seja como for, é mil vezes melhor que Queiroz e muito mais credível que um Cajuda.
Um estrangeiro era também bem vindo (só para gozar, como temos vindo a levar baile e mais baile de nórdicos... porque não alguém que sabe ganhar europeus sem saber ler nem escrever: Laudrup!? :) )

10.9.10  
Anonymous José Sousa said...

Só vejo um problema: a próxima hierarquia federativa (espero que sem nenhum elemento da actual) vai ter que "levar" com o treinador agora a ser indigitado.

11.9.10  

Enviar um comentário

<< Home