02/06/10

AS CONTAS

Bastará vender um, só um, dos jogadores referidos há três posts atrás, para o prejuízo agora apresentado pelo Benfica desaparecer por completo.
As contas do próximo ano, com Liga dos Campeões, com aumento generalizado de receitas, e com possível venda de jogadores, terão seguramente uma cara muito diferente destas, reflectindo, então sim, o momento actual do clube.
Dir-me-ão que se trata, em larga medida, de receitas extraordinárias. É verdade, mas o problema de exploração do Benfica põe-se apenas até 2013, altura em que os direitos televisivos irão ser renegociados. No próximo ano estaremos já em 2011, pelo que não é difícil acreditar que, com o acréscimo de receitas agora esperado, o barco se mantenha equilibrado por mais dois anos.

14 Comments:

Blogger jfk said...

LF,

Os direitos de transmissão até poderão ser renegociados antes, 2011-2012, no caso de o Benfica continuar na SportTv.

Mas nesse caso só se renegociarem também a linha editorial e de comentadores, digo eu como adepto.

2.6.10  
Anonymous Anónimo said...

Estes são os chamados "campeões a crédito" que a Fifa quer acabar, em nome do Fair-Play. Comprar jogadores com dinheiro dos outros, ou ficar a dever a alguns, para pagar transferências. Se eu não pagar a luz, pq gastei os meus €€€ na compra de um LCD, cortam-me a luz, e fico com o LCD inutilizado!

E segundo se sabe, já há €€€ de transferências de jogadores nestas contas. Ou as % q foram vendidas ao fundo não contam???

David Luiz (25 por cento por 4,5 milhões de euros)
Di María (20% por 4,4 milhões)
Javi García (20% por 3,4 milhões)
Miguel Vítor (25% por 500 mil euros)
Ruben Amorim (50% por 1,5 milhões)
Shaffer (40% por 1,4 milhões)
Urretaviscaya (20% por 1,2 milhões)
David Simão (25% por 375 mil euros)
Leandro Pimenta (25% por 375 mil euros)
Nélson Oliveira (25% por dois milhões de euros)
Roderick Miranda (25% por dois milhões de euros)
Yartey (25% por 375 mil euros)

Só nesta brincadeira estão 22 milhões de euros em vendas...

2.6.10  
Blogger LF said...

Jfk,

Poder podem, mas com um contrato altamente favorável para a Sporttv, não creio que aceitem fazer outro antes de 2013.

Mas estou convencido que o Benfica vai continuar na Sporttv. Há uma excelente relação pessoal entre L.F.Vieira e J.Oliveira, que vai certamente ajudar a um entendimento.
Talvez não por um valor tão alto como o Benfica pretende, mas seguramente por muito mais, muitíssimo mais, do que recebe actualmente.

2.6.10  
Blogger LF said...

Se o Di Maria for vendido por 40 milhões, mesmo retirando esses 4,4, ainda sobram 35,6, dos quais cerca de 30 de mais-valia.
Chegava para transformar as contas num lucro considerável.

E há que ver o outro lado da questão: Nélson Oliveira, que tem sido suplente do Rio Ave, rendeu já 2 milhões, por apenas 25% do passe.

O Benfica tem cumprido todos os seus compromissos.
Mas a crédito, todos nós vivemos.

2.6.10  
Blogger Pedro said...

A minha grande reserva disto tudo é que Vieira já disse n vezes q o Estádio está practicamente pago, q se pagou sozinho com as receitas que gerou, etc e mesmo assim o passivo não só não desce como, pelos vistos, aumenta.

Anónimo, todos nós compramos coisas com dinheiro q não temos ou pagaste a tua casa a pronto? Se sim és um felizardo mas o comum dos mortais não o consegue fazer...Todas as grandes empresas recorrem a empréstimos para investimento. Qual o espanto?

2.6.10  
Anonymous Miguel said...

pra quando um post sobre as declarações do presidente da liga? Será que cairam em saco roto? è muito estranho todo o silêncio posterior a essa entrevista...

2.6.10  
Anonymous Anónimo said...

Segundo o Domingos Soares Oliveira, a SAD ainda não incorporou as vendas do fundo nos resultados anuais e incorporou-os no Passivo como Proveitos Deferidos assim como algumas receitas de publicidade até 2013.Aqui há alguns meses no Prós e Contras o DSO aquando qustionado sobre o passivo do Grupo Benfica se seria de 360 milhões este respondeu que não, que seria cerca de 280 milhões, logo cerca de 80 milhões seriam as tais receitas que vencem até 2013 e que se encontram contabilizadas no Passivo. Já agora alguém com conhecimento na matéria podia explicar melhor o porquê de não contabilizar estas receitas no Activo? Serão as tão propaladas engenharias financeiras?

2.6.10  
Anonymous Quim Tapisso said...

O destaque que é dado a este tipo de notícias é para mim completamente disparatado. O Benfica é um clube de futebol que é gerido como uma empresa, vulgo SAD, e não uma empresa que tem como actividade o futebol. O ideal seria ter as contas a zero mas se temos que recorrer a crédito isso é apenas um acto de gestão. Os lucros e os prejuízos do Benfica não se esgotam na tesouraria. Esta época o “lucro” do Benfica foi imenso!!! Fomos campeões nacionais que é para isso que o clube existe. Confundir um sócio do Benfica com um accionista é um insulto. Nós não queremos que o Benfica dê lucro para que seja distribuída uma parcela a cada um de nós. Nós fazemos exactamente o contrário. Cada um de nós contribui com o pagamento das suas cotas para que possamos atingir o objectivo que é ser campeão. É por isso que somos o clube com mais sócios do mundo. Ninguém quer dinheiro do Benfica. Queremos glória! E essa conquista-se dentro de campo e não numa repartição de finanças.

2.6.10  
Blogger LF said...

Pedro,

Estou a dizer isto sem dados concretos à minha frente, mas creio que a incorporação da Benfica Estádio (que permitiu resolver o problema dos capitais próprios, e sair da situação de falência técnica, em que o Sporting está) também contribuiu para o aumento do passivo. Ou seja, aumentou o activo em maior grau, mas também o passivo.

Depois, não podemos esquecer o enorme investimento feito na equipa de futebol, sem o qual não teríamos sido campeões, nem o Di Maria valia 40 milhões, nem estávamos na Champions.

2.6.10  
Blogger LF said...

Miguel,

Não tenho tido muito tempo, o que se reflecte na dimensão e na quantidade dos textos.
Talvez ainda seja possível escrever sobre isso.

2.6.10  
Blogger LF said...

Anónimo,

Creio que o valor conseguido com o fundo vai ser distribuido pelas contas ao longo dos anos em que os jogadores permaneçam no Benfica.
Não é pois uma receita contabilistica deste ano, mas uma receita a distribuir por vários anos.

Não é nenhuma engenharia financeira, mas o simples cumprimento dos principios contabilisticos da especialização das receitas e despesas pelos anos a que efectivamente respeitam.
Se os jogadores ficam no clube, a receita, no abstacto, será de todos esses anos.

Espero ter conseguido esclarecer.

2.6.10  
Blogger LF said...

Quim,

Em parte tens razão, mas sem dinheiro não há equipas nem futuro.

Tem de existir algum equilíbrio financeiro. Mas concordo que só ganhando no campo é que se conseguem criar novas receitas, para investir novamente, e ganhar novamente, num ciclo constante e contínuo.

Escrevo sobre isso no jornal "O Benfica" desta semana, que sai sexta-feira.
Quando escrevi o artigo ainda não tinha conhecimento das contas, mas no global a ideia é essa, alertando para a necessidade de ter em conta a vertente desportiva e não só a económica, ligando as duas.

2.6.10  
Anonymous Quim Tapisso said...

É claro que precisamos de uma boa gestão. Sem ela concordo que não haverá futuro. Mas revolta-me ver títulos de jornal como o "Correio da Manhã" de hoje. Demagogia pura...

3.6.10  
Anonymous Anónimo said...

"Se o Di Maria for vendido por 40 milhões, mesmo retirando esses 4,4, ainda sobram 35,6, dos quais cerca de 30 de mais-valia.
"

Errado. Se for vendido por 40 milhoes, os 80% q o benfica tem garantem 32 milhoes. Enfia-lhe os impostos que tem de pagar sobre isso e vê lá qto dá...

Já agora, alguém faz ideia do que o Benfica pagou (ou vai pagar) em prémios por ter sido campeão?

3.6.10  

Enviar um comentário

<< Home