05/03/10

O ADIANTADO MENTAL

Não me revejo nos assobios à selecção (nunca o faria), mas não deixo de os compreender e aceitar como naturais. Os caminhos que Carlos Queiroz tem trilhado no comando técnico nacional põem-no - a ele e, consequentemente, à equipa - a jeito desta triste situação.
A entrevista desta noite à RTPN confirma a ideia de um homem obcecado com a organização e o método, mas que, no meio de um discurso esdrúxulo, acaba por deixar o essencial perder-se nos labirintos do acessório, aprisionando invariavelmente o presente às amarras do futuro. Ouvimo-lo falar, e nota-se que a música (forma sofisticada do discurso) abafa a letra (conteúdo vazio e errante). Não consegue fugir à lógica do formador, que nem sempre se cruza com as exigências imediatas de uma selecção com ambições.
A maioria das questões mais pertinentes ficou sem resposta objectiva, e as contradições foram inúmeras (quer com a prática, quer no âmbito da própria entrevista). Manifesta a todo o momento ser um homem de gabinete, um eminente académico, mas nunca um grande técnico de banco. Assim o prova, aliás, o seu parco currículo, pontuado por vários despedimentos.
Muitos dos jogadores estão já saturados das suas redondas e longas palestras. Mas a eles, como a nós, não resta alternativa: temos de o suportar até ao Mundial.
Não confundo a selecção com o treinador que conjunturalmente a orienta, assim como nunca confundi o Benfica com Artur Jorge ou Jesualdo Ferreira. O meu apoio será sempre incondicional, sobretudo a partir do momento em que a competição for a doer.
Não deixo no entanto de manifestar a minha preocupação ante aquilo que vejo. E não apostaria um pau de fósforo queimado na possibilidade de, com este treinador, passarmos sequer da fase de grupos.

NOTA FINAL: A minha sorte é que Queiroz não me conhece. Caso contrário suponho que estaria sujeito a levar uns socos quando me cruzasse com ele no aeroporto.

5 Comments:

Blogger BoyGenius said...

ela tirada final!!! lololollolool

5.3.10  
Anonymous Anónimo said...

Concordo (uma das poucas vezes). Sem olhar ao discurso, não se entendem várias opções que toma (Hugo Almeida a extremo esquerdo é disso um exemplo), estamos a testar o quê? Alguma vez se pensa em por um ponta de lança, ainda por cima tão limitado como o Hugo Almeida, a extremo esquerdo numa competição a sério (salvo algum imperiosa necessidade de defender um resultado com menos de 11 jogadores e sem substituições).

Apesar de não ser do meu clube, não percebo porque razão o Nuno Gomes não é convocado (tudo bem que pouco ou nada joga no benfica, mas na selecção faz sempre um trabalho razoável, e a anos-luz dos restantes pontas de lança, excluindo, eventualmente, o liedson). Aliás, a minha dupla era liedson nuno gomes.

Quanto aos assobios ainda percebo, os olés (ou festa quando os chineses trocavam a bola)é que me deixa completamente estupfacto. Acho inconcebível gozar com aqueles que dão o seu melhor para representar o nosso país.

5.3.10  
Anonymous Vitória do Benfica said...

Realmente concordo com tudo o que escreveu sobre Carlos Queiroz. Até com o PS, mas o que dói é saber que um cientista,um músico um cidadão educado tem de viajar para Australia em classe turistica, para representar Portugal e um mal educado que não controla as emoções e agride quem de si discorda vai daqui a Madrid ou ao Porto de avião em classe executiva.

Isto dói

5.3.10  
Anonymous DaBarra said...

Eu (infelizmente) estive no estadio e compreendo tanto os assobios como os "olés". Não assobiei nem nunca o farei á nossa seleccão mas aceito perfeitamente que outros o façam e até os compreendo porque também a mim me apeteceu faze-lo. Em 1º lugar porque apesar de ser a feijões, as 6 pessoas que foram comigo deixaram 120 euros nos cofres da federação, o que nos tempos que corre é bastante dinheiro e merecia outro esforço por parte dos jogadores. Em 2º porque infelizmente a equipa não é a de todos nós, é a de queiroz. Jogadores como Meireles, Rolando,P. Ferreira, Duda, Hugo Almeida, etc... não teriam lugar nem na seleccao Belga. Pior que tudo é que existem outras soluções de melhor qualidade mas, parece que o seleccionador deve algo a alguem que o "obriga" a "contratar" estes jogadores.

5.3.10  
Anonymous Anónimo said...

realmente, não convocar todos os portugueses do nosso plantel e ter esquecido o vermelho dos equipamentos...só pode ser atrasado mental!

6.3.10  

Enviar um comentário

<< Home