28/08/07

CORRIDA CONTRA O TEMPO

Com as últimas contratações anunciadas – se o mercado continuasse aberto, desconfio que o Benfica passaria o ano entretido a contratar e vender jogadores… -, José António Camacho terá finalmente um plantel, eu diria, normal, à sua disposição.
Não será, nem por sombras, um plantel muito forte, e de forma alguma o melhor dos últimos quinze anos como Luís Filipe Vieira desavergonhadamente foi capaz de afirmar. Será simplesmente um plantel normal, mais para o fraco, mas agora com opções para formar enfim uma equipa de futebol.
Foi preciso chegar-se ao fim de Agosto para isto suceder, o que é dramático para um clube que se quer profissional. 18 (!!!) novos jogadores vão agora ter muito que trabalhar para formar um onze capaz de se apresentar ao nível mínimo de exigência a que o nome ”Benfica” obriga. Só dentro de um ou dois meses será possível avaliar com rigor o que esta equipa poderá valer, isto muito provavelmente numa altura em que o campeonato já se apresente bem difícil – e veremos amanhã se, como temo, fora da Champions League.
Vejamos as últimas entradas:
EDCARLOS – Ao que se diz, trata-se da mais recente aquisição do Benfica. Desde a época passada que era imperiosa a contratação de mais um central.
Edcarlos é mais um jovem (22 anos) para o plantel e terá sido, neste momento, a opção possível – Boomsong, Zé Castro e Nunes seriam talvez as prioridades.
Não se espere para já muito de um jogador que era suplente do São Paulo (que actua normalmente com três centrais), e que vem em busca do relançamento de uma carreira que muito prometia, nomeadamente quando há dois anos foi titular na final da Taça Intercontinental em que o seu clube venceu o Liverpool.
Trata-se de mais um central a juntar a David Luiz, Zoro e Miguel Vítor, na luta pela titularidade ao lado do indiscutível Luisão.
CRISTIAN RODRIGUEZ E MAXIMILIANO PEREIRA– Esta dupla uruguaia já está garantida. O facto de serem ambos titulares da selecção abona em seu favor. Pereira vem do futebol sul-americano e é tido como um médio de combate, muito forte e agressivo. Rodriguez é mais artista, mas causa alguma desconfiança o facto de praticamente não ter sido utilizado no Paris St.Germain de Paul Le Guen, equipa que quase desceu de divisão na época passada. São também contratações possíveis, sabendo-se como o mercado se começa a fechar, e as carências que o Benfica deixou abrir no seu plantel obrigavam a a uma intervenção urgente e quase desesperada.
SOLDADO – Este é apenas uma hipótese. Algo remota, diga-se, pois o Real Madrid pede 15 milhões de euros pelo seu passe. Trata-se de um ponta-de-lança formado nas escolas madridistas, mas que tapado, primeiro por Ronaldo, agora por Van Nistelrooy, não se chegou a afirmar na principal equipa.

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Não é só uma questão de tempo, talvez de dinheiro, este sim ,é que faz cantar os ceguinhos.
Os campeonatos ganham-se nas primeiras 4/5 jornadas. Os ventos continuam a soprar para o mesmo lado. Não há nada que impeça que o passado recente continue a produzir os seus frutos:
Eu já contabilizei quase uma dezena de erros que vão de certeza influenciar o campeonato: 2 penalidades(SLB), 4 entradas violentas (3 FCP + 1 V G ), 2 agressões indiscutíveis (Leixões), 1 caso de favorecimento claro(livre) FCP,...
Neste momento o Benfica tem -4, Sporting -2 e FCP +2 , agora tirem as vossas conclusões.

28.8.07  
Blogger LF said...

É. Não deixa de ser verdade.
Tenho dúvidas no lance sobre Fábio Coentrão frente ao Vitória. Estive para o considerar. Acabei por dar o benefício da dúvida ao árbitro.

A evolução do Apito Dourado será chave para acabar de vez com as suspeições.

29.8.07  

Enviar um comentário

<< Home