14/05/09

UM OLHAR SOBRE 2009-10

Depois da análise ao futebol do Benfica, e da inventariação dos motivos pelos quais não vence, é altura de passar aos aspectos práticos, ou seja, à definição do plantel para a próxima temporada.
É preciso levar em conta que alguns dos pontos referidos no post anterior não permitem soluções milagrosas no curto prazo. Requerem, pelo contrário, pequenas e cirúrgicas intervenções, que paulatinamente vão aproximando o Benfica daquilo que todos os seus adeptos desejam. Este seria pois um primeiro passo. Um passo no sentido da estabilidade, do rejuvenescimento e do equilíbrio.
Não podemos também passar ao lado de um contexto marcado pela crise económica, pela ausência da Liga dos Campeões e pelo fortíssimo investimento das épocas anteriores. O próximo plantel terá assim de primar pela contenção, e isso é tido em conta, quer na diminuição da massa salarial proposta (10%), quer nos 12 milhões de euros de encaixe líquido destinados a amortizar passivo.
Como é natural, há questões que só um conhecimento absoluto do balneário encarnado permitiriam analisar cabalmente. Construir um grupo de homens unido e coeso requer um conhecimento de temperamentos, inter-relações e diferenças de carácter, que escapa ao adepto comum. Este é pois um exercício que não pode fugir a alguma dose de superficialidade, mas ainda assim capaz, creio, de estimular a reflexão e o debate. É no fundo uma actualização de algo semelhante que aqui foi publicado em Março
Comecemos pela definição de um modelo de jogo, e analisemos depois, sector por sector, com que intérpretes ele poderá ser posto em prática.

DEFINIÇÃO DE UM MODELO DE JOGO
Vejamos as condicionantes:
-Para o campeonato português, e para uma equipa que quer lutar pelo título, há que privilegiar um modelo em que a posse de bola seja um elemento central. Não adianta ficar atrás à espera que os outros ataquem, pois treze das outras quinze equipas não o irão fazer.
-Dado o contexto económico, não será possível contar com Reyes, enquanto, por outro lado, Di Maria parece ser o elemento do plantel com maior valor de mercado, o que, não se tratando de um titular indiscutível, aconselha vivamente a sua venda. Ou seja, o Benfica ficará provavelmente amputado dos seus melhores extremos.
-Como Cardozo, o mais produtivo avançado encarnado, precisa de alguém junto de si, o Benfica terá de utilizar dois pontas-de-lança.
-O jogador mais caro do Benfica, Pablo Aimar, é melhor aproveitado como pivot ofensivo atrás de dois avançados
-Todos os laterais do plantel, os que estavam, e os que, ao que parece, estão para chegar, são de cariz ofensivo.
Ora, todas estas premissas conduzem claramente a um 4-4-2 em losango, que tão bons resultados tem dado na liga portuguesa, com José Mourinho no Porto, com Paulo Bento em Alvalade, com Jorge Jesus no Restelo e em Braga, e até com Fernando Santos na Luz.

GUARDA-REDES
Ao contrário daquilo que parece ser opção da SAD, não creio que o Benfica necessite de gastar muito dinheiro em mais guarda-redes. Quim é o melhor guarda-redes português, e Moreira é uma alternativa válida. Não foi por eles que o Benfica perdeu os últimos campeonatos.
Morettos, Butts, Yannicks, Thorntons e afins, não têm trazido nada à equipa senão um acréscimo de despesa, pelo que outra contratação idêntica seria de evitar.
Como terceira opção poder-se-ia promover um jovem da formação (Pedro Miranda?), que seria mais do que suficiente para, em princípio, se sentar no banco três ou quatro vezes durante toda a temporada.

DEFESA
Notícias de hoje dão conta da contratação do uruguaio Álvaro Pereira do Cluj.
Com esta aquisição para o lado esquerdo, e com a já confirmada vinda do jovem brasileiro Patric para o direito, o quadro do sector mais recuado fica completo, partindo do desejável princípio que todos os defesas do plantel 2008-09 se manterão no clube.
Não conheço Patric nem Álvaro Pereira. As referências sobre o primeiro não são de entusiasmar, mas o segundo parece claramente um jogador para assumir a titularidade.
Uma vez que o flanco direito tem estado entregue a Maxi Pereira, Patric será, em princípio, uma alternativa de banco.
Ao centro da defesa deverá voltar David Luíz para, juntamente com Sidnei e Miguel Vítor, lutar por uma vaga ao lado do patrão Luisão, este absolutamente intocável – e com quem a SAD deveria avançar para a renovação imediata.
Sobra ainda Jorge Ribeiro, que poderá eventualmente ser deslocado para o meio-campo.

MEIO-CAMPO
É o sector nevrálgico do terreno e, devo dizer, aquele que mais tempo me fez perder neste trabalho.
A provável saída de Katsouranis vai causar um problema difícil de resolver. O grego é um jogador experiente, de classe internacional, capaz de fazer vários lugares, e particularmente adequado ao losango que preconizo para a equipa. Não vejo um substituto para ele, nem em Portugal, nem ao nível da bolsa benfiquista face ao mercado externo.
Resta apostar em Yebda e Binya, não pondo totalmente de lado a hipótese do talentoso junior Leandro Pimenta integrar o plantel. É verdade que Ruben Amorim pode jogar no vértice inferior do tal losango, mas julgo ser melhor rentabilizado como interior direito.
A aquisição de Ruben Micael poderia encaixar bem aqui, quer como interior esquerdo (lugar que também Jorge Ribeiro pode fazer), quer como alternativa a Aimar (caso não exista uma boa proposta por ele) na posição “dez”. Sobra ainda o “Joker” Carlos Martins, capaz de preencher três das quatro posições intermédias. Tanto Balboa (muito mal aproveitado com Quique), como Urreta (eventualmente também Fábio Coentrão), poderiam ser as armas para esticar o meio-campo em jogos onde fosse necessário um maior risco ofensivo, transformando o desenho num 4-4-2 mais tradicional, à maneira de Quique.
No entanto, olhando para o meio-campo, parece faltar ainda alguma coisa. Ou melhor, duas coisas: uma seria Katsouranis, outra um interior esquerdo de raiz. Mas como o bom é inimigo do óptimo, a coisa por agora fica assim.

ATAQUE
Óscar Cardozo é o melhor ponta-de-lança que o Benfica teve, desde a meteórica, mas produtiva, passagem de Van Hooijdonk pela Luz. É indiscutível no onze, merece renovação contratual e até uma equipa a jogar em função das suas características – que em Portugal são únicas.
Para jogar ao lado do paraguaio, Miccoli tem sido referenciado pela imprensa. Tem contra si o salário altíssimo que certamente pretenderá e também alguma irregularidade competitiva. A favor tem a simpatia dos adeptos. No caso, mais que provável, de as negociações pelo italiano falharem, talvez Nené (também apontado ao Benfica e com um salário substancialmente mais baixo) possa ser uma boa solução Se não vier Miccoli nem Nené, terá de chegar outro.
Nomes como Afonso Alves, que está gravemente lesionado, e não marca um golo há quase dois anos, é que, creio, serem de evitar. O internacional brasileiro é um jogador muito caro, e o seu rendimento é totalmente imprevisível, ainda que a sua carreira na Holanda tenha sido bastante profícua. É uma estrela, vem do campeonato inglês, parece em trajectória descendente. Onde é que já vimos isto?
Nuno Gomes seria o terceiro ponta-de-lança do plantel, mas como Mantorras é hoje pouco mais que uma bandeira, para jogar em 4-4-2 ficaria a faltar mais um avançado.
Nesse sentido o Benfica poderia avançar para uma contratação modesta (talvez no mercado brasileiro), de um jovem rápido e móvel, que pudesse ser uma alternativa aos restantes.

FINANÇAS
Conforme a figura documenta, com as vendas de Di Maria, Katsouranis, Moretto e mais alguns jogadores actualmente emprestados, prescindindo de Reyes, e com as aquisições dos laterais, dos “nacionalistas” Nené e Ruben Micael, e mais um avançado, o Benfica conseguiria um saldo positivo de 12 milhões de euros (condicionado, naturalmente, ao montante obtido por Di Maria).
Por outro lado, com estas mudanças, o clube pouparia ainda bastante na massa salarial, o que permitiria aumentar os ordenados de Maxi Pereira, Luisão, Miguel Vítor, Ruben Amorim e Cardozo, equilibrando a folha mensal, e diminuindo mesmo assim o seu peso total em 10%.

CONCLUSÃO
Este não seria um super-plantel. Seria um plantel coerente, apontando sobretudo ao futuro (média de idades bastante baixa). Seria um plantel adaptado aos tempos de crise.
É possível fazer diferente (conhecendo o mercado), mas não creio que seja possível fazer muito melhor, partindo da situação actual, e com as restrições orçamentais que se antevêem.
Não revoluciona, mantém os principais jogadores (à excepção de Katsouranis e Reyes), responde a um modelo de jogo previamente definido.
Talvez não desse para o título. Provavelmente não daria. Mas que plantel, de um ano para outro, e sem poder estender os gastos, poderia dar?

30 Comments:

Anonymous Peter said...

Até agora 2 das lacunas evidentes tem sido colmatadas (os 2 laterais já contratados), mas não é tudo aguardemos para ver o que é que o Benfica vai fazer.De qualquer das maneiras acho que a letargia em relação ao treinador da próxima época é que me preocupa.O Quique fica ou não fica?(eu preferia que ficasse apesar de tudo, porque estabilidade precisa-se), vem o j.jesus ou não? É que se vier o j.jesus além de voltarmos á estaca 0 (atenção eu acho que o j.jesus é um bom treinador) constataremos que o Benfica continua a ter fugas de informação que não podem acontecer num clube e numa estrutura que se deseja profissional.

14.5.09  
Anonymous Filipe said...

Caro LF,

"Não conheço Patric nem Álvaro Pereira. As referências sobre o primeiro não são de entusiasmar..."

Não conheço o jogador, por isso gostaria de saber que referências são estas.

Percebo a lógica do seu post, tendo em conta a conjuntura actual, mas sinceramente acho esta equipa muito fraquinha. Esse meio campo e ataque servem, na melhor das hipóteses, para lutar por um 3 lugar. É apenas a minha opinião.

Parabéns pelo blog, que está excelente.

15.5.09  
OpenID Luís said...

Gosto da tua análise e andava mesmo a pensar fazer uma igual e sugerir a algum jornal que o pedisse a alguns notáveis, afastados do clube.

Penso que faria algo "parecido" com o que sugeres. Contaria com Freddy Adu para 10 e Urretaviscaya para avançado móvel suplente.

Nené não me parece ser bom par com Cardozo (são ambos pontas-de-lança bastante fixos)
Penso que Reyes seria uma excelente solução para essa posição, ou o recém falado Gomis.
Nuno Gomes pode ser bem explorado nesta posição e abria mais espaço a Urreta.
Nélson Oliveira poderia ser o suplente de Cardozo esta época.

Isto dá potencialmente 6 avançados, eu sei. Mas o Mantorras não conta.

Balboa, para mim, não tem grande espaço.

Falta ainda um trinco suplente e penso que seria demasiada responsabilidade para Leandro Pimenta no seu primeiro ano de sénior, pelo que uma contratação se impõe (Bynia fora)

Jogar FM é giro, de facto!

15.5.09  
Blogger kirbas said...

Antes de mais os parabéns por todo o trabalho que tem desenvolvido neste blog. É uma referência em blogs desportivos portugueses. Queria colocar uma pergunta. Colocaria a hipótese de um 4-3-3? A minha pergunta vem de encontro ao recente sucesso desta táctica nas grds equipas europeias, falo de Chelsea, Barcelona ou Manchester Untd, e no nosso campeonato com o FCPorto. Seria rentável um 4-3-3 com um MD (Bynia acho que tem sido injustamente criticado) dois MC (Ruben e Aimar) mas depois com 3 homens de ataque, não extremos de raiz mas versáteis em todo o terreno ofensivo como Hulk e Rodriguez; e claro, Cardozo como PL?
Muito obrigado pelo trabalho realizado.

15.5.09  
Blogger LF said...

As referências que tenho sobre o Patric são:
- Amigos brasileiros que tenho dizem-me que nem sequer o conhecem.
- Luís Freitas Lobo diz que o viu no campeonato sul-americano de sub 20, e é um lateral com os defeitos dos laterais brasileiros. Ataca muito e defende mal.

15.5.09  
Blogger LF said...

Peter,

Para já Quique tem contrato, e o campeonato ainda não terminou.

Não podemos criticar as fugas de informação, e ao mesmo tempo querermos saber tudo.

15.5.09  
Blogger LF said...

Luís,

O Adu foi recusado pelo Manchester, no Benfica nunca foi titular, e em França nem sequer é utilizado.

Algum problema tem.

É um jogador talentoso, mas para mim um enigma.

15.5.09  
Blogger LF said...

Luís,

Vi recentemente dois jogos do Nélson Oliveira e pareceu-me com tiques de vedeta a mais que podem comprometer o seu futuro.
ulgo que tem mais um ano de junior pela frente. Se não tiver, que seja emprestado

15.5.09  
Blogger LF said...

Kirbas,

Esta época tinha sido uma boa solução.
Por exemplo:

Quim
Maxi-Luisão-Sidnei-D.Luiz
Ruben-Katso-Aimar
Di Maria-Cardozo-Reyes

Na próxima época poderá sê-lo, mas para isso seria necessário que Di Maria e, sobretudo, Reyes, não saissem, coisa em que não acredito.

Com Urreta e Balboa parece-me curto.

15.5.09  
Anonymous Vitória do Benfica said...

Boa Tarde Luis Fialho

Isto é só um desabafo publico. Tenho muita vontade de chorar porque é mais um ano perdido em que poderemos ir para quinto lugar e ter de disputar od play-off da taça UEFA.

Quando olho para o nosso clube, tenho muita, mas muita pena que pessoas como o Luis Fialho não estejam ao lado de Rui costa. Continuo sem perceber, porque se contracta Patric. Hoje alguém dizia de Quique “o infeliz treinador do Benfica”. Apetece-me chorar PRONTO e não consigo.

Seria muito bom o Néné e o ruben michael, mas alguém os vai buscar para não virem para o clube.

Tb acho que poderíamos ficar muito bem com Néné e Cardozo, seria uma maravilha.

Estou a ver Cardozo e não entendo porque se optou por este homem no banco, não foi só o Quique porque a contratação de Suazo, não se deve ao Quique. Agora Suazo a ganhar300 000 no banco é que seria horrivel

No meio campo gosto do Ruben & Ruben não sei se vai ser possível.

Acho o Jorge de Jesus um bronco que não se veste bem, nem sabe falar, mas de facto percebe muito do futebol português e na realidade não me parece nada mal para o Benfica, enquanto gestor de pessoas. O que ele fez do Braga é notável


Espero que para o ano possa dizer ADEUS TRISTEZA VAI PARA O PORTO

15.5.09  
Anonymous Friend said...

Quando o melhor jogador dos centrais fica de fora do esquema do onze, penso que o teu modelo, fica um charuto inútil, se bem que podia ter algumas bases sólidas.

15.5.09  
Blogger LF said...

Vitória,

Não vejo forma de o Benfica, num ano só, contrariar o atraso de anos que tem para o Porto.

Só poderemos vencer o campeonato se o Porto entrar em crise.

Temos é que preparar uma equipa para dentro de 4/5 anos dominar o futebol português.
E para isso se calhar temos de ficar mais um ano em terceiro, depois dois anos em segundo, e só então ganhar.

Pode parecer duro, mas é esta a forma como vejo o futuro próximo do Benfica. Até porque não há dinheiro para grandes investimentos.

15.5.09  
Anonymous Anónimo said...

mais importante que titulos para mim e encontar o rumo do bom futebol. o resto vira por acrescimo, este ano poderiamos n ter ganho nada mas se ao menos tivessemos jogado bem tinhamos no horizonte bastante por q esperar, ao nao jogarmos nada sempre e a continuarmos com os respectivo figurinos...e o mesmo para o ano...nao houve evoluçao!

15.5.09  
Blogger Vasco said...

LF n sei como diz que não precisamos de keepers e gosta do Quim, o homem é um matreco! como todos os que temos aliás. Qualquer cruzamento p a área dá golo, nunca se sai, já nao posso com o homem.
LF uma palavrinha p o Jesus(o jorge)

p.s Bom post :]

15.5.09  
Anonymous "O Angolano" said...

Acho que se deve manter o Quique. Compras: um BOM guarda-redes, com boa estatura, um defesa-esquerdo (parece que já há), o Rubem Micael e o Néné, do Nacional e o Marcinho, do Marítimo. Manter: Moreira, Quim, Patric, Maxi, Sidnei, Luisão, Miguel Vitor, David Luiz, Jorge Ribeiro, Rubem Amorim, Yebda, Carlos Martins, Balboa, Cardoso, Makukula, Nuno Gomes, Aimar, Reyes, Urreta, Fábio Coentrão e Fredy Adu. Vendas: Di Maria, Katsouranis, Mantorras e o resto que não me vem à ideia. Dava dois jogadores por posição, mais o 3º.guarda-redes, o Adu e o Urreta para as falhas. E devia haver sempre um jogo à quarta-feira para os jogadores que não jogassem ao domingo. Há tantas equipas que poderiam entrar no esquema. Assim, estariam sempre disponíveis e rodados para a semana seguinte. E não se gastaria muito dinheiro, nem haveria muitas "estrelas" sempre com os empresários(?) respectivos a reivindicarem lugar na equipa principal. Olho para a equipa dos galegos e não vejo que sejam nem melhores, nem mais honestos que os nossos. É tudo apenas e só uma questão de lhes incutir ambição e amor-próprio e pedir-lhes responsabilidades. Não vale a pena andar com grandes contratações, são caras e o retorno não costuma ser famoso. Portugal não é ainda o paraíso para as grandes vedetas. Quando cá chegam é para gozarem do sol, da comida e de um ordenado chorudo com uma contrapartida que ninguém cobra.
Um abraço.

15.5.09  
Anonymous Peter said...

Pois é meu caro LF, eu mesmo assim preferia não saber, era sinal que não havia inside-trading no meu clube.

15.5.09  
Anonymous Brytto said...

"Esta época tinha sido uma boa solução.
Por exemplo:

Quim
Maxi-Luisão-Sidnei-D.Luiz
Ruben-Katso-Aimar
Di Maria-Cardozo-Reyes"

Com esta solução estávamos como estamos ou ainda pior. A não ser que de um momento para o outro Aimar, Di Maria, Cardozo e Reyes se transformassem em jogadores com aptidão também defensiva, o que é manifestamente impossível.
Esta equipa é para mim, exactamente a antítese daquilo que tão bem preconizaste para o futuro de um Benfica mais competetivo! É o exemplo tipico de como não deve ser uma equipa de futebol(principalmente do meio-campo para a frente)do século XXI - o que sobra em fantasia falta em competitividade.

15.5.09  
Blogger LF said...

Sobre treinadores falarei em breve.

15.5.09  
Blogger LF said...

Brytto,

Eu não disse que esse fosse o sistema ideal.
Apenas disse, em resposta a um leitor,que com este plantel teria sido também uma boa hipótese.

Teria dois médios defensivos e apenas um ponta de lança.

Não daria para os grandes jogos, mas talvez para jogar em casa frente a equipas mais pequenas.

O plantel é o que é. E essa opinião foi com base no plantel actual.

Mas sempre tenho defendido o losango como o melhor sistema para o Benfica e para a liga portuguesa.

15.5.09  
Anonymous Silva Barqueiro said...

Dona Vitoria,

Não é que teima em perseguir o meu clube?
Então até num comentário sobre o seu clube tenta amaldiçoar o meu?
Não diga que não dorme a pensar no Tetracampeão...

15.5.09  
Blogger sestrela said...

LF

Gostei muito da equipa tipo que nos mostrou...vou recomenda-la ao presidente do olhanense.Por certo vão fazer um campeonato tranquilo na próxima época,não sendo de excluir um lugar europeu...bom, só pode ser brincadeira.

A equipa do benfica já é fraquinha,e a solução seria torn-la mais fraca ainda? Pelo menos numa coisa tem razão, iria baixar muito o grau de exigencia dos adeptos.

Há aqui um ponto que me deixou muito curioso. Sem ter dados concretos sobre as finanças do benfica, como é que se pode dizer que o investimento para a próxima epoca tem que ser muito mais baixo?O futuro do benfica depende de uma entrada na liga dos campeões e numa mais valia de 10 milhões de euros(relação champions/uefa)?
Os jogadores valorizam-se mais por participarem na champions? Acho que não é assim tão linear. A valorização de qualquer jogador depende sempre de estar integrado numa equipa que ganha.O benfica precisa pois de uma equipa que ganhe e não de uma equipa de jogadores medianos, treinador mediano e dirigentes mediocres.

Para o benfica, Atenção, para o benfica(maior clube portugues e não um simples alverca do luis filipe vieira), daqueles jogadores que compôem o actual plantel só se aproveitava meia duzia.

Os dirigentes parecem obcecados em comprar um guarda redes, talvez o posto onde está melhor servido...não se percebe.
Defesa: Deixava ficar lá o luisão e ia comprar um defesa central que não deixasse margem para duvidas, um verdadeiro patrão da defesa. Não se pode conceber que a defesa tenha 2 defesas centrais de 19 anos mais o luisão que nem é assim tão bom como o pintam.
laterais: já começou mal...ir buscar outro miudo brasileiro quando o benfica precisa de homens de barba rija para ir á luta...O maxi é mesmo maxi e por isso merece ficar lá e ver o seu ordenado aumentado.É um jogador de alto rendimento embora seja pouco dotado tecnicamente.O alvaro pereira é fraco, fraco,fraco e fraco.É um daqueles jogadores cheios de vontade, que adora subir no terreno mas que não tem qualquer cultura tactica e é inconsequente até dizer chega.Faz-me lembrar o nelson que agora está no betis.
Meio campo: Katsouranis, ruben amorim e reyes(grande erro deixar este homem sair)...o resto é peixe de dar aos gatos.Yebda,binha,carlos martins,,aimar(não tenham ilusões, este homem não é o mesmo que jogava no river plate)...mas o que é isto, o meio campo do maritimo ou da academica?

Dos avançados nem falo...há muita gente do porto e sporting por aqui que podem falar por mim.


Uma pergunta LF.Porque é que não falamos em eleições antecipadas??

15.5.09  
Anonymous Anónimo said...

Está tudo maluco! Como é que o Benfica pode ter futuro e estabilidade se qualquer macaco acha que pode dar bitaites sobre compras e vendas de jogadores e modelos de jogo?! Isto é de louco! DE LOUCOS!!!
José Marinho

15.5.09  
Blogger kirbas said...

LF obrigado pela resposta. Compreendo os argumentos do Brytto. De certa forma as peças eram metidas em campo para um 4-3-3, mas a realidade era bem dif. Seja por instruções do treinador ou falta de cultura por parte dos jogadores tal como o Brytto referiu, os três da frente têm de ser os primeiros a defender e isto já foi dito aqui no blog.
Continuo a achar que Katso é mais MC que MD, nunca percebi a não comparação com o Tiago. Era uma das boas coisas que Fernando Santos via nele, a sua capacidade ofensiva.
Mais uma vez obrigado pelos esclarecimentos

15.5.09  
Anonymous Hugo said...

Boa análise. No Losango Katso irá fazer muita falta.
Em relação ao Afonso Alvea, ele marcou meia dúzia de golos pelo Boro este ano, o que não é nada por aí além.
Tem sido muitas vezes suplente do Marion King, que é um autêntico cepo.

15.5.09  
Blogger mc said...

Antes de mais, espero que não hajam mais do que 5 entradas e saídas no plantel. Parece-me evidente que o Benfica precisa de um GRANDE guarda-redes. O Quim é um bom guarda-redes mas, desculpem-me, não o consigo imaginar numa linha de sucessão (do ponto de vista de qualidade) a nomes como Bento, Silvino e Preud'Homme. Bruno, um alvo complicado mas de que se tem falado, será um bom nome para a baliza e responde ao protótipo de guarda-redes do futuro. Não sei se não avançaria para a contratação de mais um lateral esquerdo (o ribeiro não é muito mais do que um jogador de plantel útil) ou apostaria definitivamente em Ruben Lima para fazer companhia a Alvaro Pereira. mas antes de contratar, que se analisem muito bem os recursos humanos que temos. precisamos de um extremo? está lá, balboa, rentabilize-se, não correu bem no primeiro ano, vamos insistir, porque não se pode mandar assim 4 milhões ao ar. de resto para os (poucos, espero) lugares que poderão falta preencher, só há uma solução: mercado nacional, apesar deste ser tentacularmente dominado pelo FCP. se não for possível, virem agulhas para o mercado brasileiro, francês e da europa central. Uma excepção: Eiseu, do Málaga, extremo-esquerdo. De resto, é uma patitice, como já se percebeu, ir buscar jogadores ao campeonato espanhol e italiano. precisamos de jogadores muito motivados, muito competitivos, com vontade de ganhar e com espírito de equipa. Jogadores com o perfil do Quaresma, por favor não. mais uma coisa: não desperdicem o Urreta, um grande talento (e que ainda não se percebeu se é ou não do Benfica). E acreditem no Coentrão que precisa de acompanhamento, estrutura e confiança.

PS: estou agora a ver um programa da Benfica TV com 3 indivíduos completamente desqualificados, que falam mais dos outros clubes do que o Benfica. O Benfica é demasiado grande para vergonhas destas.

15.5.09  
Anonymous Afonsus said...

lf, boa tarde!
é com posts destes k o slb avança e não a dar importância demasiada ao que por aí se vai dizendo e escrevendo. em relação às suas escolhas já não estou muito de acordo...tem aqui defendido um perfil de jogador guerreiro, musculado, combativo, o tal box to box de que se fala. um meio campo com aimar, ruben amorim e ruben micael contradizem esse princípio. seria dificil casar o ruben micael com o aimar, ainda para mais num sistema de 2 avançados, com néne e cardozo, que pouco ou nada defendem.. nene e cardozo não são compatíveis, a meu ver cardozo precisa de um jogador de grande poder fisico, tipo o gomis de que se fala...
um defesa esquerdo que defenda mais do que maxi, 2 interiores fortes e um ponta de lança tipo o francês, seria o ideal. com boas propostas, também venderia o di maria e o katso, mas só venderia o grego com a certeza da vinda de um jogador do mesmo nível, porque é o nosso melhor trinco..e daria mais uma oportunidade a coentrao e adu. grande abraço. Afonsus

15.5.09  
Anonymous Vitória do Benfica said...

Luis Fialho

è duro o que diz mas talvez seja mesmo a verdade. Ontem ao ouvir o Benfica e a saber como estão a crescer as modalidades e os juniores eu acredito que o clube estava mesmo mas mesmo muito desorganizado.

O Porto iria para crise se estivessemos em Espanha, em Itália ou em Inglaterra ou na Alemanha, mas aqui é como a Fátima Felgueiras o Valentim Loureiro ou o Isaltino, desprovidos de ética, mas com resultados

15.5.09  
Blogger LF said...

É capaz de ter razão Afonsus.

Mas não se pode resolver tudo em simultâneo (como criar mística e substituir o plantel por um de guerreiros ao mesmo tempo?). Neste momento não há dinheiro para grandes investimentos. E a prioridade deve ser manter o maior numero possível de jogadores no plantel, pois só assim será possível conquistar espírito colectivo.

Ruben Micael, pelo que tenho visto, apesar de ser baixo, não é um jogador macio. Parece-me até bastante agressivo.

Aimar seria vendável se houvesse possibilidade de contratar outro jogador para o seu lugar de melhor qualidade. Não creio que haja possibilidade de vender bem o argentino, nem contratar outro melhor.

O plantel e a equipa que fiz foi virada para um contexto de crise, e onde é preciso cortar investimentos e despesas. Foi esse o principal critério, procurando com isso mexer o menos possível.

Se entrarmos em loucuras não será só a equipa de futebol do Benfica a sofrer as consequências, mas sim todo o clube, e tudo ficará posto em causa.

Há que baixar as expectativas e dar passos seguros quanto ao futuro.
O Benfica não vai ser campeão no próximo ano, e é preciso que os sócios se vão convencendo disso, e percam a tradicional mania de grandezas que só tem prejudicado o clube.

15.5.09  
Blogger LUIS said...

Isto começa a parecer um blog do Luis de Fretas Lobo, esse bruaço cretino

17.5.09  
Anonymous Anónimo said...

HAHAHHAHAHAHAHA!!!!!!!! A TUA EQUIPA PARA O ANO É PARA FICAR EM 6 LUGAR SÓ PODE, QUER DIZER NENHUM DOS MIUDOS DA CANTERA TINHAM LUGAR NA EQUIPA, É LASTIMAVEL BENFIQUISTAS A PENSAREM ASSIM, MIL VZX O NELSON OLIVEIRA A AVANÇADO DO BENFICA QUE O RIDICULO JOGADOR CHAMADO NUNO RIBEIRO "GOMES" SÓ VI A EQUIPA PERDI LOGO A VONTADE DE LER MAIS UM DOS IMENSOS TEXTOS Q COSTUMAS ESCREVER!!!!!



VIVA O BENFICA

Luis Cebola "Verdadeiro"

17.5.09  

Enviar um comentário

<< Home