04/06/12

POBRE ENSAIO

Nem os mais de 60 mil presentes nas bancadas, nem o apoio incessante que deram aos jogadores, chegaram para inspirar a nossa Selecção, num ensaio geral que não pode deixar de causar alguma apreensão.
Tal como o anterior, este jogo pôs a nu as principais fragilidades da equipa das quinas.
Elas são: 1) a falta de um ponta-de-lança minimamente credível; 2) a falta de um médio criativo capaz de pautar o jogo; 3) a falta de um trinco de qualidade que dê garantias de segurança e de eficácia nas coberturas.
Com tão gritantes debilidades, e perante o grupo fortíssimo que nos calhou em sorte, é muito difícil manter o optimismo.
Faltam alguns dias, mas os problemas que referi não poderão ser resolvidos – quando muito, disfarçados. Isso é o que mais preocupa.

9 Comments:

Blogger Citron said...

Tudo tem solução:

1) É por a jogar o Nélson Oliveira de início

2) É usar o Hugo Viana.

3) Custódio tem lugar na equipa.

É uma questão de o Paulo Bento abrir os olhos!

4.6.12  
Anonymous Anónimo said...

patriarca disse:


Foi o resultado JUSTO e de harmonia com a exibição da seleção de porco da bosta, pecou simplesmente por defeito pois a Turkia bem podia ter dado uma Goleada Histórica.
Quanto ao Paulo Bento tem aquilo que merece, OBEDECE ao Sistema e depois foi e é o que se vê.
Em principio não convocou o Hugo Viana, porque disse em directo na TV e cito: " O Hugo Viana não tem cabimento no estilo de jogo que eu quero para a selecção, não tem portanto lugar nesta Selecção" !!!??? E agora chama-o e já lá está. Como podem os jogadores aceitar isto se de facto quem manda, quem determina, está ás claras, não é o Paulo Bento ???!!
O Sistema Domina tudo e está á vista, só não vê quem quer fazer os outros ceguetas.

4.6.12  
Anonymous Anónimo said...

1) Nelson Oliveira mesmo sendo o menos mau dos 3, não é ainda, espero que seja no futuro, a solução para o problema.

2) Entra Hugo Viana, sai Moutinho, parece-me a melho opção. Visto que Meireles aparece muito mais em zonas de finalização que o Moutinho.

3) Custódio ou Veloso? Nenhum é trinco para a selecção, até porque considero que o Veloso não é trinco e porque Custódio é um tijolo com olhos.

4.6.12  
Blogger aguia_da_quinta said...

Foi uma selecção à padrinho.

Não me peçam para louvaminhar estas escolhas e sua preparação. Só espavento, arrogancia e vaidade... vão tomar agua das caldas.

4.6.12  
Blogger Peyroteo said...

O que está a fazer o Rúben Micael ou o Rolando na selecção???

4.6.12  
Blogger Bruno Pereira said...

Esquecendo não convocados, pois agora de nada adianta, um meio-campo formado com Meireles(trinco), Moutinho e Viana parece-me o mais indicado e com capacidade lutadora e de organização. A ponta-de-lança, quanto a mim, tendo como critérios de seleção o valor e o estilo de jogo, Nélson Oliveira seria o titular. É jovem é certo, mas poderá com alguma sorte fazer aquilo que Postiga e Hugo Almeida nunca farão: golos...além de entrar facilmente na dinâmica da equipa...

Abraço,
Bruno Pereira
http://orgulhosamentelampiao.blogspot.pt/

4.6.12  
Anonymous Vitória do Benfica said...

Eu cá concordo com o àguia-da esquina. Foi uma selecção á padrinho.

Vai ser lindo no sábado

4.6.12  
Anonymous Anónimo said...

A culpa é do Pinto da Costa. Toda a gente vê que Miguel Vitor e Djaló tinham lugar cativo na equipa. E se o P Bento n estivesse alinhado com o sistema, convocava o Rui Costa q ainda dá uns toques ao fim de semana com o Eusébio!

5.6.12  
Anonymous Anónimo said...

Nelson Oliveira, quer se queira quer não, ainda é muito verde e é um risco tremendo.
Tem grande futuro, mas ainda n é melhor que os outros dois. E hoje em dia há muita pressão no ponta de lança português. Pode ser até prejudicial ao seu futuro lançar o homem a titular neste momento.

5.6.12  

Enviar um comentário

<< Home