31/05/12

APV EM CHEIO

"No espaço de poucos dias, Pinto da Costa referiu-se ao Benfica, sem o nomear (o simples facto de o nomear parece que lhe queima a língua) como sendo “o clube do tempo do fascismo”, e chamou “burros” aos benfiquistas, sem nunca os nomear (a sigla do clube só é usada quando os adeptos e jogadores precisam de se animar com uns cânticos onde chamam nomes às mães dos adeptos do clube dos mouros), a propósito da nomeação de Pedro Proença para apitar a final da Champions. O país não se indignou. A imprensa desportiva assobiou para o lado. O estatuto de impunidade dá o direito a PC de insultar quem quer, de caluniar quem lhe apetece e de incitar ao ódio e à violência sem que ninguém o incomode.
Uns dias depois, no Dragão Caixa, o Benfica sagrou-se campeão de basquetebol, vencendo com dificuldade mas com mérito um adversário de grande qualidade, o que deu mais brilho à vitória. No final de um jogo em que o árbitro não interferiu no resultado, os treinadores cumprimentaram-se, como mandam as regras do fair play.
Mas, quando o jogo acabou, a culminar um clima de insultos e intimidação, os ânimos dos adeptos do FCP exaltaram-se. Agrediram os jogadores, levando a que a polícia não conseguisse garantir a ordem e a segurança e que a Taça fosse entregue ao vencedor nos balneários. Ao que se diz, Carlos Lisboa, treinador do Benfica, não terá resistido a responder às provocações e aos insultos com um gesto menos elegante. Tanto bastou para que o chefe do FCP entrasse no ringue e virasse o ónus da violência para o clube vencedor (como fizera com os famosos túneis da Luz), e vituperasse o comportamento da polícia que tentou, em vão, meter os adeptos do FCP na ordem.
No dia seguinte, Luís Filipe Vieira decidiu finalmente responder ao chefe do FCP num discurso duro, pondo em relevo factos que são conhecidos da opinião pública. O que fizeram a maioria dos comentadores (incluindo alguns que se dizem benfiquistas!)? Meteram tudo no mesmo saco: os insultos de PC e o discurso de LFV, o gesto de CL e a violência dos adeptos do FCP. O medo impera. E o servilismo também.
"

António-Pedro Vasconcelos, no Record

9 Comments:

Blogger Dirk41 said...

Será que todos os Benfiquistas se orgulham do comportamento do Carlos Lisboa... como o Presidente do Benfica proclamou no discurso que leu?

Será que não percebem que ao terem orgulho nas acções do Carlos Lisboa aquando da vitória no campeonato apenas mostram ENORME hipocrisia em depois criticar desacatos?

Que há adeptos que são animais, eu dou de barato. Deveriam ser irradiados. Quem atirou objectos não merece estar em eventos desportivos. São uma vergonha para o clube.

Agora dirigentes, treinadores, jogadores e todos os funcionários a representar os clubes têm RESPONSABILIDADES!

Mas por mim tudo bem, se os Benfiquistas querem continuar a com esta farsa de aplaudirem o comportamento vergonhoso do Carlos Lisboa e depois ao mesmo tempo andar a tentar dar lições de moral... parabéns.

Quero ainda sublinhar o cinismo do Carlos Lisboa. Mesmo após ter sido divulgado o vídeo com as provocações dele... ele teve a desfasatez de responder como se as pessoas fossem estupidas... e se calhar tem razão, muitas pessoas são mesmo estupidas.

Num mundo "normal". O Benfica/Carlos Lisboa pediriam desculpas pelo seu comportamento e depois... com toda a legitimidade... criticariam tudo o que entendessem sobre o FC Porto e o que se passou.

Não o fizeram. Por favor, desculpem-me, o que o Benfica(e imensos Benfiquistas) têm feito é nada mais nada menos do que darem uma prova inequívoca de que não têm qualquer coluna vertebral.

31.5.12  
Anonymous Anónimo said...

Ainda mais em cheio foi a crónica da Leonor Pinhão!fabulosa.

31.5.12  
Anonymous Vitória do Benfica said...

Grande APV. è assim mesmo. Ainda bem que existem assim Benfiquistas. Parabéns

1.6.12  
Blogger Manuel said...

O problema dos andrades é ficarem furiosos por alguém lhes responder, na sua própria casa, à letra, na mesma moeda, dando-lhes a provar da sua própria medicina. Eles que têm uma longa carreira nesse tipo de actividades, com os frutos e os proveitos que todos conhecemos.

Ninguém que tenha o monopólio de algo gosta que entre no mercado um concorrente novo a fazer-lhe frente, especialmente se for no seu próprio terreno e copiando-lhe a estratégia.

Claro que ninguém com algum juizo elogia o comportamento antidesportivo do Carlos Lisboa. Embora tenha grandes, MUITO GRANDES, atenuantes. Mas nem é isso que está em causa aqui, embora seja exactamente isso aquilo a que os os andrades querem reduzir o episódio.

O que está em causa aqui é eles sentirem-se desafiados no seu próprio terreno, que alguem lhes roubou a patente e que esse alguém está disposos a desafiá-los com o lema, "para sacana, sacana e meio". Por isso, entende-se e compreende-se de certa maneira o branqueamtento que os benfiquistas fazem do comportamento pouco polido do Carlos Lisboa.

No fim de contas, a paciência tem limites e para um líder que vê o seu grupo de comandados serem injuriados, cuspidos, insultados, agredidos e impedidos de comemorar uma competição onde devia imperar o "fair play" e o desportivismo, dar a outra face não será a atitude certa, com certeza. "Quem não se sente, não é filho de boa gente".

Dar a outra face é o que o Benfica tem feito todos estes anos. Agora, BASTA!

PS. Quanto ao pedido de desculpas, acho que sim, desde que o Porto, pela mão da sua direcção e demais entourage, tivesse dado exemplo e feito um pedido público de desculpas pelos acontecimentos vergonhosos, que toda a gente viu na TV - afinal estavam em sua casa - e para com a própria federação de basket por não terem cumprido com os acordos existentes de transmissão televisiva. Não é a primeira vez que isto acontece, já aconteceram outras 4 vezes. E que eu saiba o LIsboa não estava lá.
Não sejam hipócritas, antes de exigirem o que quer que seja dos outros, sejam exigentes convosco próprios.

1.6.12  
Blogger jakim bolas said...

Grande AP_V.

--------------------------

Mais uma vigarice para juntar ao estendal do corrupto.

--------------------------- retirada do blogue do A Boronha - hoje
------
estórias da bola quarenta e seis

excepcionalmente, porque o tema é de actualidade, vou 'reabrir' este blogue com mais uma 'estória (verídica) da bola'.



vítor baía e luís filipe scolari têm sido tema de actualidade esta semana devido à decisão do segundo ter excluído o primeiro, segundo o aqui segundo a mando de pinto da costa, dos trabalhos da selecção nacional de futebol no período 2003-2008.

a verdadeira, definitiva e última versão sobre a questão é esta:



a contratação de scolari foi feita em madrid por gilberto madail acolitado pelo, na altura 'boss' europeu da 'nike', hoje todo-poderoso presidente do 'barcelona', sandro rossel e..., imaginem!!!, por jorge nuno pinto da costa!!!...

foi este último que na época se queria ver livre de vítor baía, por conflitos com josé mourinho, que pediu então a 'felipão' que este não convocasse o guarda-redes azul-e-branco.
... ver o blog

2.6.12  
Blogger jakim bolas said...

dirk41,

Estava todo o Naipe de corruptos no pavilhão e que fizeram eles para exigirem respeito por quem estava a trabalhar, todo o banco do Benfica, a levar insultos e todo o tipo de objectos e cuspidelas nas costas.

É que a claque deles é organizada, sabia?

Obviamente, não tenho moral para "pendurar" o C Lisboa, pelo seu gesto irreprimivel. Antes saudá-lo pelo estoicismo em aguentar todo o jogo sem fraquejar e vencer. Vivó Lisboa.

2.6.12  
Anonymous Anónimo said...

E a idiotice de alguns pseudo-realizadores subsidiodependentes também impera.
É q o texto n tem nada q se lhe pegue, então o "gesto menos elegante" é de ir às lágrimas!

3.6.12  
Anonymous Anónimo said...

Dirk41, grande texto, deixa as coisas bem claras.
Obviamente que tb n espere grande receptividade neste blog, pq aqui mandam as palas e os textos encomendados.
Mas n duvide q tem toda a razão.

3.6.12  
Anonymous Anónimo said...

Os lambe-botas dos jornais do grupo Oliveira tentaram silenciar a vergonha do clube da fruta e do café com leite, mas não conseguiram. Tentaram esconder-se atrás da polícia e do Carlos Lisboa, mas não conseguiram. Pinto da Costa de dedo em riste dava um belo político tipo-Chávez!...~

António Rodrigues-Santarém

4.6.12  

Enviar um comentário

<< Home