18/05/11

TRISTEZAS QUE PAGAM DÍVIDAS

Estes são dias difíceis para os benfiquistas. Liga-se a televisão, vêm-se directos de Dublin. Compra-se o jornal, e lêem-se manchetes sobre a final portuguesa. Não há como fugir deste cerco, que recorda, e acentua, a frustração de Braga. E o pior ainda está para vir, com as comemorações da vitória, mais do que provavelmente centradas no Porto. Depois virá a Taça de Portugal, e só lá para meados da próxima semana poderemos ter algum sossego.









Como forma de contornar tudo isto, em jeito de catarse, talvez seja apropriado lembrar aqui outros momentos de grande frustração desportiva. Jogos em que as lágrimas ficaram presas aos olhos, noites em que o sono teimava em não chegar, manhãs acordadas com a angústia da derrota a torturar a alma.









É difícil hierarquizar estas situações, e mais ainda explicá-las. Não tenho, efectivamente, razões objectivas para ter sofrido mais com uma eliminação normal ante o Dukla de Praga, do que por uma derrota de 0-7 ocorrida em Vigo, mas a verdade é que assim foi.









Estranharão certamente as ausências dessa, como de outras goleadas (7-1 em Alvalade, 5-0 no Dragão). Na verdade, nunca foram esse tipo de jogos os que mais me custaram a digerir. Sempre vivi o futebol com paixão, e não com ódio pelos rivais. Talvez por isso nunca me senti humilhado por eles. Talvez por isso, outros momentos, com outras expectativas, com outras consequências, me tenham afligido muito mais do que esses episódios - que eu classificaria quase como burlescos.









Resta acrescentar que só considero aqui jogos do Benfica. Houve também momentos da Selecção Nacional (a final com a Grécia, a meia-final com a França em 1984), e do Juventude de Évora (jogo com o Estoril em 1981, que impediu a subida à 1ª divisão) que poderiam caber neste balanço de tristezas.









Eis o top-10:










1º SP.BRAGA-BENFICA, 1-0 (2ª mão da Meia-Final da Liga Europa 2010-11)









Não adianta dizer muito mais sobre este jogo. Nem creio, honestamente, que o tempo, ou o distanciamento histórico, o façam sair tão depressa desta liderança.









Foi uma derrota duríssima, que ainda não digeri, e nem sei quando o conseguirei fazer.










2º BENFICA-PSV EINDHOVEN, 0-0 (Final da Taça dos Campeões Europeus1987-88)









Até Braga, parecia-me impossível suplantar o desencanto de uma final da Taça dos Campeões Europeus perdida nos penáltis.









A situação em si é o que de pior as emoções do futebol nos podem reservar. Durante anos não hesitei quanto a isso, ao recordar a forma como o mundo me caiu em cima após o falhanço de Veloso. Até há uns dias atrás…











3º BENFICA-SPORTING, 1-2 (Penútima jornada do Campeonato Nacional 1985-86)










Um drama. O Benfica preparava-se para festejar o título, bastando-lhe um empate para tal. O Sporting estava em crise, e não parecia poder incomodar aquele desígnio. Mas o inesperado aconteceu, lançando o Estádio da Luz num mar de lágrimas.










Saí a chorar, pelas escadas do terceiro-anel, naquele que foi o primeiro derby a que assisti ao vivo.










O FC Porto, à mesma hora, ganhou em Setúbal (golo de Paulo Futre), e esse título possibilitar-lhe-ia sagrar-se campeão europeu no ano seguinte.











4º BENFICA-DUKLA DE PRAGA, 2-1 (2ª mão dos Quartos-de-Final da Taça das Taças 1985-86)










No meu quarto, a chorar convulsivamente, com os meus pais agarrados a mim dizendo-me que era apenas um jogo de futebol. Eis o que me recordo, com grande precisão, dessa noite de Março de 1986.










O Benfica tinha perdido por 0-1 em Praga, e na Luz rapidamente fez dois golos, colocando-se em vantagem. Eu ouvia atentamente o relato, numa altura em que o futebol não era ainda um fenómeno televisivo.










A poucos minutos do fim, quando a presença nas meias-finais parecia ser uma realidade, um remate fortuito deu a eliminatória aos checos. Não queria acreditar naquilo que ia ouvindo. Afinal o Benfica ia ficar fora da prova, aos pés de um adversário acessível.
Até então, nunca uma derrota me tinha caído tão mal.











5º BENFICA-FC PORTO, 1-3 (2ª mão da Meia-Final da Taça de Portugal 2010-11)


Outro de que não vale a pena falar muito.










Foi a mais dolorosa derrota de sempre sofrida face ao FC Porto, num jogo em que as expectativas de êxito eram totais, dada a vantagem lograda na 1ª mão.










Um autêntico pesadelo, vivido nas bancadas da Luz.










6º PENAFIEL-BENFICA, 1-0 (Antepenúltima jornada do Campeonato Nacional 2004-05)










Na idade adulta, as lágrimas da infância transformam-se em insónias.










Após este jogo (em que Pedro Proença impediu o Benfica de lutar pela vitória), não consegui adormecer. Depois de uma temporada quase inteira na liderança do campeonato, o Benfica perdia o 1º lugar a duas jornadas do fim, tendo ainda de defrontar o Sporting e o Boavista. O título parecia perdido, e os onze anos de jejum iam prolongar-se por tempo indeterminado.
Tudo correria bem, mas naquela noite o desencanto foi total.











7º BENFICA-ESPANYOL, 0-0 (2ª mão dos Quartos-de-Final da Taça UEFA 2006-07)










Mais uma eliminatória europeia mal perdida, após um prometedor 2-3 na Catalunha.










O jogo foi de sentido único, com inúmeras oportunidades claras para o Benfica. Mas a bola não entrou, e a decepção foi profunda.






















8º BENFICA-CARL ZEISS, 1-0 (2ª mão da Meia-Final da Taça das Taças 1980-81)



Recordei esta eliminatória, antes da meia-final deste ano.



O Benfica perdera 0-2 na RDA, e na Luz, depois de Reinaldo marcar (aos 59 minutos), esteve várias vezes perto de igualar a eliminatória.



Ouvi o relato, e cheguei a andar aos saltos pela casa a festejar um golo que afinal não aconteceu (anulado? evitado?).



Poderia ter sido a primeira final europeia da minha vida. Teria de esperar mais dois anos.








9º SPORTING-BENFICA, 5-3 (Meia-Final da Taça de Portugal 2001-08)



Estive no estádio, e saí arrasado.



O Benfica e o Sporting haviam perdido tudo, e esta meia-final (a uma só mão) representava a salvação da época.



A equipa então orientada por Chalana chegou ao intervalo a vencer por 0-2, e a menos de meia-hora do fim o resultado mantinha-se inalterado. A final do Jamor estava bem perto.



Cinco golos sofridos em 20 minutos (a lembrar os 7-1), deitariam por terra as ilusões encarnadas, devastando a alma dos adeptos.








10ºBENFICA-FC PORTO, 0-1 (6ª jornada do Campeonato Nacional 2004-05)



Hesitei entre esta derrota, e uma outra, também com o FC Porto, sofrida no último minuto de um jogo no Dragão (com golo de Bruno Moraes), após recuperar de 2-0 para 2-2.



Optei por esta, que significou um anti-climax total após uma entrada amplamente vitoriosa nesse campeonato – que, recorde-se, viria a ser ganho, com Trappatoni ao leme.



O jogo foi marcado pelo golo anulado por Olegário Benquerença, que daria o empate, a poucos minutos do fim. Antes houvera uma rábula em torno dos bilhetes, que gerou muita confusão. Cabeças partidas, polémica, ambiente escaldante, roubos, uma vitória à Porto.



Mais do que triste, saí do estádio revoltado como nunca.

16 Comments:

Anonymous O GLORIOSO said...

Recordações bem dificies Luis Fialho. Todas que refere doeram bastante apesar de sinceramente o maldito jogo de 86 na Catedral com os lagartos foi acho a minha pior tristeza como Benfiquista pelo titulo perdido (também sai a chorar, a unica vez que chorei por uma derrota do Glorioso). Estas 2 derrotas com os Corruptos para a taça e o seu satelite de Braga talvez estão a seguir como durante anos (ainda hoje) detesto desempates por penaltis como o Benfica presente com a imagem do Veloso sempre presente.
O jogo com o Dukla estava no 3º anel e foi devastador ainda mais depois de massacramos uma equipa modesta (falhamos tantos golos), como com o Espanhol (aquela bola no risco bate na trave com o Simão e Nuno Gomes a não darem 1 simples toque é surreal).
Talvez faltam por exemplo a final com o Anderlech pela desilusão tremenda, a meia-final com o Parma em 94 com o golo a 15 minutos do fim (o costume desse ano canto saída em falso do Neno e golo) e um falhanço do Kulkov no ultimo minuto igual ao lançe que deu o 4-4 em Leverkussen, custou muito pois ganhariamos a Taça das Taças.
Mas mais do que tudo temos de levantar a cabeça e olhar em frente pois acredito que para o ano tudo será diferente, tudo será como no ano passado. Poderia como sempre faz uma analise realista e seria sobre como deve ser a proxima epoca.

P.S- Creio que na eliminatória com o CARL ZEISS houve mesmo um 2º golo (acho também do Reinaldo) que foi anulado sem explicação.

18.5.11  
Anonymous Vitória do Benfica said...

Meu caro Luís

Tem razão quando lhe chama catarse. È importante saber que alguém chora o seu clube pura e simplesmente por amor. Numa altura em que o dinheiro parece bem mais apelativo do que o amor a causas, agradeço esta recordação que nos traz à memória aquilo que de mais importante tem o facto de se ser adepto o estimulo de sentimentos nobres.

Eu como mais velha recordo as outras finais dos anos sessenta onde o Benfica perdeu à frente de grandes gigantes do futebol português.

Agora e vendo tudo isto bem me parece que deveríamos nós os adeptos também contribuir para melhorar o amadorismo do clube, em alguns aspectos. Se é verdade que este fórum é público não deixa de ser verdade que existirem outros canais por onde deveríamos enviar sugestões e as nossas contribuições.

Saudações Benfiquistas

18.5.11  
Anonymous frank said...

Muitas desilusoes,eu ja tive mais porque tambem sou mais velhinho mas a todas tenho resistido pois nem so de futebol vive o homem,mas tambem ja tive muitas alegrias mesmo muitas com o Benfica,so que nao temos tido mais porque nao nos deixam,quanto as festividades dos adeptos dos azuis e broncos eu nem ligo nem perco tempo a frente da televisao com festejos dos outros pois que desfrutem e sejam felizes,a nossa hora tambem ha-de chegar este ano e tudo deles tem razao de sobra para tanta felicidade se fosse connosco tambem era a mesma coisa assim e a vida assim e o futebol so queria um futebol mais saudavel em Portugal ganha-se quem ganha-se eu dava os parabens ,este so dei os parabens do porto ter sido campeao a um amigo vizinho,mas mesmo assim estou arrependido porque apesar da categoria evdenciada pelo fcp houve uns empurroezinhos que deturpou a verdade por isso estou arrependido mas que foram melhor que nos la isso foram.

18.5.11  
Anonymous Anónimo said...

SE QUEREMOS MUDAR ESTA SITUAÇÃO,TEREMOS QUE POR MÃOS À OBRA

METADE DO PLANTEL NÃO TEM QUALIDADE

PRECISAMOS DE GENTE COMPETENTE NO DEPARTAMENTO DE FUTEBOL PROFISSIONAL,«RUI COSTA JÁ DEMONSTRO QUE PARA JÁ NÃO SERVE» O (PRESIDENTE TEM QUE SAIR DA ÁREA DO FUTEBOL)
SOBE PENA DE AFUNDAR O FUTEBOL MAS MAIS GRAVE AFUNDAR O PRÓPRIO CLUBE
NÃO DE CHOCA ENTRAR ALGUÉM QUE NÃO SEJA CONOTADO COM O CLUBE.
PARA MIM O QUE ME INTERESSA SÃO AS CAPACIDADES DA PESSOAS INDEPENDENTEMENTE MAS CORES CLUBISTICAS.
QUE CONHEÇA O FUTEBOL POR FORA MAS PRINCIPALMENTE POR DENTRO.
FARTO DE FALSOS MORALISMOS ESTOU EU
QUERO ALGUÉM QUE QUE COMBATA COM AS MESMAS ARMAS DOS NOSSO ADVERSÁRIOS.
SE ASSIM NÃO FOR TEMO PELO O FUTURO DO NOSSO BENFICA.

VIVA O BENFICA
VIVA O BENFICA

18.5.11  
Blogger madne0 said...

Concordo completamente com o nº1. Não me lembro de tanto ter sofrido com uma derrota do Benfica...
De resto, tenho que concordar com o 1-3 com o Porto e o jogo contra o Penafiel e o 5-3 com o Sporting...de resto, acrescentaria o 7-0 com o Vigo.
Como Benfiquista que vive no Porto, pensei que nunca seria tão humilhado.
Até este ano, claro.

18.5.11  
Anonymous rsa said...

Eu sofri muito com o PSV era adolescente marcou-me.

Depois também vivi algumas dessas o 5-3 em Alvalidl mas esse foi um jogo em que não tinha expectativas Chalana a treinador....logo.

2011 esta a ser desportivamente um ano horrivel o 1-3 presenciado no estádio foi algo que não quero voltar a passar.
E para culminar ver o 1-0 com o braguinha pela televisão e saber o que perdemos, foi uma noite sem dormir e muito mau humor junto daqueles que me aturam e já lá vão duas semanas...

Viva o Benfica!!

18.5.11  
Anonymous Anónimo said...

Acrescento nesse lote, os 5 que levamos na Grécia. Talvez, p ser tão longe de casa e por sermos tão poucos, sentimos uma pequenez humilhante daqueles gregos que não valem um chouriço comparados connosco a todos os niveis.
Já agora, não leias jornais desportivos nem ligues a TV. Foi assim em Gelsenkirchen e será assim hoje, n sei nem qero saber o que acontecerá e naturalmente acabarei por saber mas sem o viver com os meus olhos ;)
Força no blog, miki

18.5.11  
Anonymous Peter said...

Pois de facto isto foi um ano para esquecer, os jogos todos que refere são para esquecer ( só não me lembro da eliminatória com o Carl Zeiss Jena clube de formação do Enke e do Ballack acho eu, de resto vi-os todos ao vivo e na televisão)mas temos que olhar para a frente e estar atentos sim ao que é que o Benfica vai fazer para a próxima época em termos de entradas e saídas de jogadores. Tb é certo que o folclore e especulação mediática vão se acentuar nos próximos tempos na imprensa desportiva porque o Benfica é que vende e a gente já sabe o que é que a casa gasta, no entanto faço uma pergunta ao LF:O que é que acha da eventual entrada do Octávio Machado na estrutura do futebol do Benfica? Quanto á liga europa, estou-me bem borrifando o Benfica já não está lá assim como a taça de Portugal, porque a mim só me interessa o Benfica.E assim devia ser com todos os Benfiquistas, estar a ver essas finais e estar a remoer porque é que o Benfica não está lá para mim é masoquismo, temos é que nos virar para dentro e resolver os nossos problemas para que no futuro isto que se passou não voltar a acontecer.

18.5.11  
Anonymous Anónimo said...

9º SPORTING-BENFICA, 5-3 (Meia-Final da Taça de Portugal 2001-08)

De 2001 a 2008 foi uma época grande... lol

18.5.11  
Blogger No.Worries said...

Discordo com a parte inicial do texto: pelo menos para mim não é nada dificil: televisão nem sequer passo pela rtp, sic, tvi e seus "derivados", sportv não entra em minha casa, por isso vejo um canal FOX, ou AXN, ou vejo qualquer coisa que tenha gravada na box; compra-se jornais? Mas ainda há benfiquistas que os compram??!!?? E em dias como estes?? Então só têm o que merecem. Comemorações de vitoria também não sei o que são, pois tanto os corruptos do porto como os aprendizes de braga não têm a minima expressão nem dimensão, e como tal em minha casa nem uma buzinadela se ouvirá.
De resto é apenas um encontro de amigos, uma espécie de taça da amizade, onde dum lado estará um clube que oferece prostitutas a àrbitros, e do outro um clube que mete fotografias por baixo da porta do balneário dos àrbitros.

18.5.11  
Blogger RIVUS said...

Meu caro amigo: acho errada a frase deste seu post quando se refere ás comemorações da vitória dos corruptos "... mais do que provavelmente centradas no Porto" porque, não tenha a mínima dúvida, elas só irão acontecer fundamentalmente naquela cidade com umas pequenas franjas do Mondego para norte. No resto do País, creia no que lhe digo, elas não vão passar de meros e dispersos magotes dessa gente.

19.5.11  
Anonymous Anónimo said...

No jogo com o Carl Zeiss tenho ideia do Pietra ou do Reinaldo, perto do fim, terem chutado à queima-roupa e um alemão ter defendido em cima da linha com o joelho.

Decepção, não tanto o 1-1 com o Anderlecht, mas o jogo lá (perdemos 1-0), em que o diamantino consegue acertar na trave da baliza aberta quase em cima da linha. Ainda tenho pesadelos.

Mas os dois golos que mais festejei na minha vida foram mesmo os do Shéu, e esse do Reinaldo. (Ops, o golo em Craiova valeu uma cadeira partida lá em casa e umas corridas tolas pelo corredor tentando evitar os móveis...).

19.5.11  
Blogger BoyGenius said...

Apesar de estar demasiado fresco na lembrança... trocava o 1º pelo 2º!!
Maldito penalti! Lembro-me da tristeza e do choro, juntamente com o meu mano... com 13 anos apenas, mas doeu muito!

Fizeram-me crescer como Benfiquista as derrotas e as tristezas, porque é nesses momentos que nos fazemos fortes!!

Abraço Luís!

19.5.11  
Blogger condor said...

Eh pá oh eleefesito!Só não chora quem não tem coração!
Oh pá se não fosse não sei porquê eu oferecia-te esta tacita que o Porto ganhou hoje!
Do fundo do meu coração azul e branco,ás vezes até tenho pena de vós!

19.5.11  
Anonymous EAGLEHEART said...

Meu amigo a juntar a todas estas más memorias, acrescento ainda por cima e para mim que vivo no Porto as enormes angustias que sinto em todas as vezes que os corruptos conquistam um titulo. hoje estou tão arrazado na alma com a vitoria deles na Liga Europa, como qualquer derrota ou humilhação protagonizada pelo meu Benfica. Mas meu amigo ao mesmo tempo sinto tambem uma ligeira sensação de alivio e porque? será que este Benfica que nem na ultima jornada do Campeonato conseguiu ganhar em casa para terminar a época pelo menos com um pouco de dignidade ganharia a estes corruptos? não seria mais uma Humilhação? tenho pena de dizer isto, mas foi melhor nem sequer termos estado em Dublin.

19.5.11  
Anonymous Anónimo said...

oh no worries, um bocadinho de rennie para a azia fazia-te bem.

deves morar numa ilha, pois o discurso é sempre o mesmo, ah e tal nem uma buzinadela. ca para mim moras na cidade do porto e ouves buzinas a mais, a azia aumeta de uma tal maneira que te torna surdo

19.5.11  

Enviar um comentário

<< Home