08/03/11

ATÉ QUANDO?

Condicionamento do árbitro na semana anterior; violência e intimidação constantes desde as bancadas, com cuspidelas, arremesso de isqueiros, moedas e bolas de golfe, além dos tradicionais cânticos insultuosos; reiteradas provocações dos jogadores em campo, com entradas violentas e simulação de agressões; reacções acaloradas a cada lance, quer no relvado, quer no banco, procurando desestabilizar e desconcentrar a equipa adversária. Tudo isto se viu, uma vez mais, em Braga. Tudo isto configura um autêntico manual de como ganhar um jogo fora das quatro linhas. Tudo isto passou, uma vez mais, impune.
Não é preciso ser muito imaginativo para perceber a que fonte foi o Sp.Braga beber esta forma de actuar. Pode dizer-se que aprendeu depressa, pois, na verdade, o clima que cria a cada visita do Benfica só encontra paralelo no estádio daquele que é o seu principal aliado, e, ao que parece, sua referência espiritual.
Uns, tal como outros, não jogam futebol. Jogam ódio, jogam sentimentos de inferioridade, jogam complexos provincianos, e, sejamos justos, sabem-no fazer na perfeição.
Choca-me particularmente o que se passa nas bancadas. Não se trata de atitudes individuais. É sim uma cultura de clube, arquitectada e interpretada por gente sem nível. É algo que nada tem a ver com desporto, e a que urge pôr fim.
Há seguramente adeptos do Sp.Braga (bem como do FC Porto), que não se revêem neste tipo de atitudes. Lamentavelmente não tenho a certeza de que ainda os possamos tomar como regra. Mais do que um problema futebolístico, há aqui um problema social, cultural e de polícia.
A comunicação social não está isenta de culpas. Por medo ou subserviência, confunde isenção com branqueamento, e continua a tratar como entidades de bem, clubes que, mau grado a sua história, se assemelham hoje a bandos odientos de párias e malfeitores.
Será preciso que uma bola de golfe atinja mortalmente um jogador para que isto termine? A cada deslocação ao norte, vou perdendo a esperança que as coisas se modifiquem de outro modo.

12 Comments:

Anonymous Miguel said...

O relógio não para... a essa justiça não escapará com certeza!

8.3.11  
Anonymous Anónimo said...

Este texto traduz a mais pura realidade, subscrevo na íntegra!

8.3.11  
Anonymous Anónimo said...

Lf, fala da comunicação social, mas pode-me dizer entao o porque de um jornal que deveria ser isento tem uma capa como o jornal A Bola? Ou por ser o jornal oficial do seu clube nao vai comentar? o que diria se fosse em relação ao futebol clube do porto?

8.3.11  
Blogger Marta said...

Excelente, LF.

Por algum motivo cada vez se dá mais razão a isto:
» scbraga = aprendizes de corruptos;

» comunicação social = jornaleiros amestrados

8.3.11  
Blogger mafegos said...

L.F.
e o que achas da amizade do nosso presidente com o tipo do Braga,disse o nosso presidente que havia lá um jagunço a provocar,mas a direcção do Braga não tinha culpa?
E tu que escreves no jornal do Benfica e bem,não acha que o Benfica não pode ter um guarda-redes que é um desastre nos cruzamentos e com toda a certeza não vai melhorar?
Em relação a violência,eu sou mais radical,não acredito na nossa justiça,não acredito na nossa policia e estou farto de ver a nossa equipa a ser agredida e pergunto se ninguém faz nada,nao será tempo de reunirmos as nossas tropas e pagarmos da mesma moeda e pode ser que quem manda tome uma atitude.

8.3.11  
Blogger aaaaa said...

ò Palhaço já te esqueceste do que se passou na época passada.

8.3.11  
Anonymous Anónimo said...

Até quando? Até voltarmos a ganhar uma final da taça lucilio com este cromo a fiscal!

8.3.11  
Anonymous Anónimo said...

Quem semeia ventos.......
Ou queriam vassalagem a vida toda!?
Por alguma razão sao o clube mais odiado pelos adeptos de TODOS os outros adversários!!
E nem a cobertura da comunicação social avençada vos safa. Ja nao tapam os olhos a mais ninguem! Agora...aguentem-se!

8.3.11  
Anonymous jorge said...

Enquanto o Benfica não incorporar que os restantes clubes são seus inimigos e não adversários,será sempre mal recebido e será campeão muito poucas vezes. Nada é por acaso, e não sou pela violência mas estou farto de ver o Benfica a dar a face e ser lixado por clubes, árbitros, dirigentes e já agora até ex-atletas (QUIM)

9.3.11  
Anonymous O GLORIOSO said...

Grande Texto Luis Fialho.
Mas só se esqueçe que o clubeco de Braga é o que é, um clubeco menor que quando o clube Corrupto seu dono não precisar dele vai fazer como fez ao Belem, ao Salgueiros, ao Boavista, ao Setúbal (esse sobrevive lambendo as botas do Pápa e isso é o que tem safo pel menos nos ultimos anos). É certinho vejam como daqui a uns 7/8 anos estará o clubeco da bela Cidade de Braga onde há milhares de Benfiquistas.

9.3.11  
Anonymous Anónimo said...

para todos os que vieram para aqui transpirar raiva e ódio, afirmando que temos a comunicação social na mão, vejam e digam porque é que estas imagens não foram transmitidas??

http://www.youtube.com/watch?v=JSdCYgYXsiU&feature=player_embedded

Vossas mães se soubessem pelos valores que se regem estariam envergonhadas.

Sejam honestos
(honesto:adj honesto, honesta - que age com seriedade e lealdade)

9.3.11  
Anonymous Peter said...

Concordo absolutamente consigo caro LF este é um problema social,cultural e de polícia e devo acrescentar político e religioso.Caro LF esta cultura caceteira que inunda os clubes que prestam vassalagem ao fcp não é de agora e não é um fenómeno que nasce no futebol tão pouco.Este fenómeno nasce a seguir ao 25 de Abril quando partidos de esquerda com pouca influência no norte do país chegam àquela região no sentido de passar as suas ideias visto que isso é um dos direitos da constituição e da democracia. Se bem que uma parte pequena das populações teve gosto em ouvir essas novas ideias que eram estranhas por aquelas paragens já outra parte fortemente influenciada pela igreja católica e pelos caciques (o que é o pinto da costa senão 1 cacique) de então actuaram de forma intolerante com ataques às pessoas e sítios onde se falava essas novas ideias, inclusive com ataques á bomba (o famoso MDLP em que o major valentim era um dos cabeçilhas) e assassinatos como o do padre Max (porque era de esquerda) e isso ali não é possível, no fundo acções da tropa de choque do antigo regime, por isso é quando dizem que o Benfica era o clube desse regime obrigatóriamente quem tem cultura e conhecimentos deve-se rir porque as pessoas que o dizem tem precisamente essa forma de estar na vida, são fascizóides, claro que a ignorância nem lhes permite ter essa consciência.É no mínimo degradante o que se passou em Braga terra onde o Benfica foi sempre bem recebido, mas quer apostar que a maior dos arruaceiros de manhã foram á missa e á noite andavam a amandar bolas de golf quais hipócritas.O anónimo diz que quem semeia ventos colhe tempestades, o que não deixa de ser tb um bom reflexo dessa mentalidade, tendo em conta todos os benefícios que o fcp tem tido ao longo dos anos, nós Benfiquistas então se fossemos como esta escumalha todos os fins-de-semana andavamos para aí fazer actos violentos uns atrás dos outros, mas felizmente que o nosso nível, foi, é e será sempre mais elevado do que desta gente.Aliás o herman josé um dos maiores comediantes ou senão o maior comediante poruguês de todos os tempos, através dos sketches dos "homens do norte" e do "diácono remédios" satiriza e faz uma boa análise sociológica do que se passa para aqueles lados.

9.3.11  

Enviar um comentário

<< Home