22/03/10

SOMOS BENFICA, E VAMOS CONTINUAR A GANHAR !

Esta podia ser uma frase dita por um dos guarda-redes do clube da Luz, numa qualquer conferência de imprensa tão inflamada quanto saloia. Não o foi.
O Benfica 2009-2010 tem falado sobretudo dentro do campo, e foi aí que voltou a fazer ouvir bem alto a voz do seu espírito de conquista. Desta vez, um misto de titulares e suplentes foi suficiente para golear o FC Porto, e conquistar a segunda Taça da Liga consecutiva.
A superioridade encarnada foi absoluta, e manifestou-se em todos os capítulos do jogo. A vitória acabou por se tornar bastante fácil e tranquila, podendo até ter sido mais expressiva, o que revela bem a gritante diferença de qualidade entre os dois conjuntos – sobretudo se olharmos à globalidade dos respectivos plantéis. Airton foi dos melhores em campo, e ninguém deu pela falta de Javi Garcia; Alan Kardec fez um excelente jogo, ocupando com qualidade a posição de Óscar Cardozo; Ruben Amorim e Carlos Martins só não são titulares absolutos porque fazem parte de um plantel vasto e brilhante, onde figuras de renome mundial como Ramires ou Pablo Aimar os remetem frequentemente para o banco. Um luxo!
Mas não é só de nomes sonantes que se faz esta maravilhosa equipa do Benfica. A organização colectiva implementada por Jorge Jesus é notável, a pressão do meio-campo encarnado asfixia completamente os adversários, e a criatividade dos seus movimentos ofensivos reduz à vulgaridade qualquer defesa. Os resultados são pois o espelho fidedigno de um super-futebol, que encanta os espectadores, prestigia a modalidade e perturba os adversários.Todavia, nem tudo foi festa nesta final. Árbitro, jogadores e adeptos do FC Porto deixaram a sua marca, representando afinal de contas, cada qual à sua maneira, aquilo que o futebol português tem de pior.
A arbitragem foi altamente tendenciosa, deixando cair a máscara a um juiz medíocre e ferozmente anti-benfiquista. Jorge Sousa inclinou o campo, tudo fazendo para empurrar a bola para as imediações da baliza de Quim, com faltas mal assinaladas e outras por assinalar, cujo critério parecia ser apenas a cor das camisolas dos protagonistas. Mesmo sem penáltis ou golos anulados (não houve ocasiões para tal), mostrou porque é que com ele a apitar o Benfica encontra sempre tantas dificuldades para vencer os jogos. Desta vez não conseguiu os seus intentos, mas penso que deixou matéria suficiente para os dirigentes do Benfica ponderarem uma tomada de posição sobre o assunto.
Os adeptos do FC Porto fizeram aquilo que deles sempre se espera: ódio, provocação, violência, destruição e banditismo. A mim não me surpreenderam as ocorrências verificadas durante a tarde, e logo que a equipa azul-e-branca se apurou para esta final escrevi aqui, como se recordam, que ela ficaria, com isso, transformada numa guerra. Aquela gente não sabe viver de outra forma, e quando o futebol serve de instrumento para descarregar complexos de inferioridade regionalistas, o resultado dificilmente pode ser outro. Culpados? Sobretudo um: o homem que trouxe o ódio para o futebol português, e que se chama Jorge Nuno Pinto da Costa.
É importante, aliás, que esta temporada, e o que dela resultar, possa fazer finalmente perder o medo a uma comunicação social dócil, politicamente correcta, e que compactua, por omissão, com esta realidade. Este FC Porto, o FC Porto de Pinto da Costa, tem definitivamente de passar a ser tratado conforme merece, e como aquilo que verdadeiramente é: um cancro a banir do desporto português, na mesma medida em que, salvaguardando as óbvias distâncias, a pedofilia ou a droga o são para a sociedade em geral. Chamar-me-ão radical, mas creio que um dia mais tarde, talvez com o desaparecimento do actual presidente portista, a história conduzirá necessariamente a conclusões como esta. Pena que com trinta anos de atraso.
Alguns jogadores reflectem em campo tudo o que acabei de escrever. Depois de Hulk, Sapunaru e Fernando na Luz, o comportamento deplorável de Bruno Alves (e também, num dado momento, de Cristian Rodriguez) ao longo de todo este jogo, demonstra o nervosismo de um clube à deriva, o mau perder tradicional naquele emblema, levanta suspeitas sobre as origens biológicas (ou farmacéuticas) de tanta agressividade, e revela uma cultura que é preciso combater de forma impiedosa. Já que árbitros como Jorge Sousa não actuam, só uma atitude firme como o afastamento do defesa-central da selecção nacional poderia servir de exemplo, e fechar a porta a maneiras de estar que nada têm a ver com o desporto. Como é possível esperar que o povo português se una no próximo mês de Junho em torno de figuras como aquela? Não será melhor prescindir do valor desportivo do atleta, para com isso conquistar o valor cívico de uma representação nacional prestigiante e digna do apoio de todos os portugueses? Fica a reflexão, sabendo no entanto que com Carlos Queiroz a porcaria dificilmente será alguma vez varrida.
Mas, enfim, a hora é de festejar. O primeiro título oficial da temporada faz justiça à melhor equipa portuguesa. A saga benfiquista continua, em nome do clube, em nome do futebol, em nome do país.
Sábado há mais, e, cansaço à parte, subscrevo a opinião de Sílvio Cervan: começo também eu a ter pena é do Benfica não jogar todos os dias.

25 Comments:

Blogger Tubba324 said...

Subscrevo inteiramente.
Parabéns.

22.3.10  
Blogger Dylan said...

Gostei do título. Quando vi o guarda-redes Talibã a sofrer o frango, pensei no mesmo...

22.3.10  
Blogger zephirus said...

Soube mesmo bem esta vitória! A equipa fez um jogo inteligente e destaco a grande capacidade que os jogadores do Benfica têm de não cair nas provocações dos adversários. Com uma actuação assassina do Bruno Alves que devia ter sido expulso por 2 ou 3 vezes, o Benfica soube manter a calma e fazer um jogo quase perfeito. Gostei muito do Airton, faz-me lembrar o Petit e o Kardec mostrou mais uma vez que o Benfica tem soluções para dar e vender.

22.3.10  
Blogger primo do veiga said...

Subscrevo, por inteiro, tudo aquilo que aqui está escrito.

Principalmente as partes sobre a necessidade de se erradicar o azul-e-cancro do futebol português.

Gloriosas Saudações

22.3.10  
Anonymous Anónimo said...

oah, o benfica ganhou bem, mas precisas de insultar tanto o fcp?concordo que bruno alves deveria ser expulso. esse teu odio ao fcp ainda vais engolir, e olha se n é ja esta epoca. so pelo que tu escreves aqui, adorava que o braga fosse campeao. n merece, quem merece sao voces, sem duvidas. merece a equipa mais regular e que melhor futebo joga. mas se eu consigo n ter palas, porque nao tentas tu tambem tirar as tuas e fazer disto um blogue decente, sempre com a sua tendencia benfiquista, mas um blog digno do nome?

fica a sugestao

PS: Parabens ao Benfica, ganhou justamente, já que mais uma vez o fcp n jogou nada, o benfica foi claramente superior. nao sei como jesulado pode vir pa televisao dizer k foi um jogo equilibrado, mas pronto. aidna bem que no fim do ano vai embora.

Ah, e ao contrario de si LF, espero que o benfica ganhe em liverpool, oq eu voce nao esperou que acontecesse quando o porto visitou londres.

22.3.10  
Anonymous Hugo said...

"Os adeptos do FC Porto fizeram aquilo que deles sempre se espera: ódio, provocação, violência, destruição e banditismo"

Com o vosso historial na matéria é preciso ter uma grande lata para escrever isto. Lembro-me bem do que passei para ver jogos na Luz

22.3.10  
Blogger Natálio Santos said...

Esta foi a vitória do Bem sobre o Mal...!!!

22.3.10  
Anonymous Já chega said...

Impagáveis as trombas do pinto da costa e lacaio no fim do jogo!!!

E as outras todas que imagino iguais... nem têm vindo para aqui passear a ignorância pois não?!

Diz-me um amigo: Eu não percebo, puxar pelo fcp é a mesma coisa que ver o sr dos anéis e puxar pelos maus!

Hoje mais uma vitória do BEM.

22.3.10  
Anonymous Anónimo said...

No fundo tão importante como a vitória foi nenhum jogador do benfica ter saído dali gravemente lesionado. Tiro o chapéu à cabeça fria que souberam manter. O bruno alves é tudo menos profissional de futebol. Em 35 anos que vejo futebol não me lembro de uma coisa assim...
E tb concordo que há que tomar posição em relação a este árbitro.

O queiróz que tire ilações deste jogo.

22.3.10  
Anonymous a said...

se o jogo de ontem se decidisse por ippon o porto ganhava

22.3.10  
Anonymous Vitória do Benfica said...

Bom Dia Luís Fialho e restantes amigos Benfiquistas!

O Benfica, ontem, mostrou em campo, mais uma vez, o que é. Uma grande equipa uma grande organização, só comparável a equipas europeias. Vejamos que quando o Benfica é forte em Portugal é forte na Europa, ou veja valida os seus resultados nacionais no estrangeiro. Isto significa que o Benfica não é batoteiro ou usa a farmácia ou homeopatia para que os seus atletas pratiquem bom futebol dentro do campo.

Falou de Bruno Alves, não só bateu, como chamou vários impropérios ao arbitro em que este nada assinalou. Mas não só o capitão da equipa do Porto, também Miguel Lopes recentemente chegado, está imbuído do mesmo tipo de cultura.

Queria fazer uma pergunta HÀ QUANTOS ANOS O BENFICA NÂO GOLEAVA O FCP? O Luís sabe dizer através das suas estatísticas fidedignas??. Porque a ultima que me recordo foi o 2 a zero no estádio das antas a tal vitoria precedida da intoxicação no balneário.

VIVA O BENFICA VIVA O FUTEBOL PORTUGUÊS.

Obrigado Luís Filipe Vieira

22.3.10  
Anonymous Vitória do Benfica said...

Mais uma palavra, parabéns ao Vitória de Guimareaes. Apesar de muitos nos separar, no dialogo entre ele e Pinto Brasil, percebeu-se de imediato que o segundo seria outro António Salvador. Quando Emilio Macedo disse no debate na Sport TV que voltaria a fazer o mesmo pelo Vitória para defender os interesses do Vitória contra o FCP percebe-se que algo está a mudar no Futebol Português, sem os insteresses instalados do FCP como o Braga, o Vitória de Guimares apresenta-se em quinto lugar. è isto que por exemplo que muitos clubes da primeira liga e da liga vitalis deveriam reflectir. O FCP é um eucalipto e curioso que esta frase é do Rui Moreira.

Estava certo (Luis) quando me contrariou sobre Fernando Gomes, hoje percebe-se porque pediu ele a demissão do FCP. Só que ninguém é parvo e muita gente percebe que FG, na liga seria outro Guilherme de Aguiar.

Não há ninguém fora dos clubes para se candidatar. Isto é uma vergonha

22.3.10  
Blogger Jotas said...

laro que vamos continuar a ganhar, é que enquanto uns se entretem com histórias de túneis e afins, como forma de justificar os seus fracassos, o Benfica entretem-se a dar autênticos recitais de bom futebol, espalhando perfume e classe.
Depois de Marselha, foi agora o Algarve que teve o previlégio de assistir a uma sinfonia maravilhosa, com um grande compositor e artistas de fino recorte.

22.3.10  
Blogger jfk said...

Grande festa encarnada, grande equipa, um encanto.

Palavras para quê, é um clube Português?

Pena que, como vivemos num país de faz de conta (faz de conta que ninguém vê), arruaceiros como Bruno Alves possam, à vista do País e do mundo, agredir, agredir, agredir, sem que nada lhes aconteça.

Que seja capitão do Porto, pouco me importa, até me dá um certo gozo que esta equipa de raivosos tenha como capitão semelhante figura (se fosse no meu clube eu teria vergonha).

Agora Selecção Nacional? Uma vergonha que tem duas explicações, uma o sr. selecionador tem que pagar o lugar. Outra, são os dois iguais, Carlos Queiroz e Bruno ALves, com diferença no polimento.

E tenho a certeza que, apesar de 90 minutos de constantes tentivas (muitas conseguidas) de agressão aos adversários, provocações dentro e para fora do campo, nada vai acontecer a esta besta em termos diciplinares. É pena.

Claro que a cavalgadura sabe bem que com o sr. Jorge Sousa pode fazer o que quiser em campo. Ordem para matar.

Bruno Alves se fosse um comum adepto do Porto, andaria a fugir à frente da polícia de choque, pois não passaria (não passa) de um vândalo.

São os valores que se cultivam naquela casa, são os valores do seu Presidente.

22.3.10  
Blogger Deus...anteriormente conhecido como... said...

A vossa saloiada é mais: deixem jogar o Mantorras. Mas como têem memoria curta, nós perdoamos.
Normal que haja tanta festa, depois de muitos anos a penar é normal que qualquer migalha crie uma barrigada de fartura...como o ano passo quando a dupla de atacantes Lucilio e o Ferrari de Setubal ganharam esta mesma Taça da Cerveja.
Gostaria ainda de salientar ainda o coro de ofendidos com a actuação do Bruno ALves, quando teem nas fileiras tipos que mandam pontapés nas costas de adversários caidos por terra...porque tb não esquecemos o jogo do Nacional.

22.3.10  
Blogger apenasfutebol said...

Absolutamente de acordo relativamente ao que é referido sobre o fc porto.

Grande vitória. Este Benfica, creio que já é, o melhor Benfica que já vi - faltam mais títulos a juntar a este, para que os de Eriksson sejam ultrapassados. Assim esperamos que seja.
Se esta direcção tiver "cabeça", Jorge Jesus será o Alex Ferguson do Benfica, e aí teremos, com muita probabilidade, um período dominador que durará bastante tempo.

Saudações benfiquistas, LF ;)

22.3.10  
Anonymous Anónimo said...

Partilho da opinião (Eu Anónimo Benfiquista) do Sr. Anónimo (Portista) de que não devemos cair em insultos... Citando as palavras de ontem do Rúben Amorim, "À que saber ganhar e à que saber perder...", seremos nós iguais aos nossos adversários nesse aspecto? Também temos que saber ser dignos vencedores, de facto, á que saber ganhar meus senhores. Devemos respeitar os nossos adversários assim como eles nos devem respeitar a nós... A dignificação de um clube passa por nós adeptos e sócios, mostremos que o Benfica é Grandioso e Glorioso respeitando e não caindo no insulto fácil.
Por outro lado agradeço ao Anónimo do F. C. Porto ter reconhecido a superioridade do Benfica (coisa rara nos adeptos do F. C. Porto) e a justiça do resultado. Felicito-o por isso.
No meio de tudo isto tenho pena que o Bruno Alves tenha feito o que fez durante o jogo, penso que a pisadela do Raúl Meireles (numa de faz de conta que foi por acidente) foi bem penalizada com o golo do Benfica e que quando o mesmo jogador diz "O Benfica não fez muito, em dois remates fez dois golos..." eu chamaria a isso eficácia...
Mas voltando ao Bruno Alves, tenho que tocar no assunto de novo porque fiquei deveras muito triste com a atitude do jogador, mostrou falta de profissionalismo e mediocridade e muito menos dignificou o clube que representa, tenho pena que um jogador assim represente as cores da nossa selecção, mais a mais porque atitudes destas numa competição como o campeonato do mundo (ao acontecerem) podem prejudicar grandemente a selecção.
Parabéns ao Benfica pelos resultados, pelo jogo que tem vindo a fazer, pela coesão e unidade.
Espero ter novas alegrias deste clube que tanto amo no próximo jogo com o Braga e porque não à duas sem três... Espero que no Dragão façamos um Hat-Trick de vitórias contra o F. C. do Porto.

Saudações Benfiquistas

22.3.10  
Blogger djeiti said...

A TAÇA É NOSSA!
Foi lindo! Grande Final! Grande Ambiente!
80% do estádio do Algarve vestido de Vermelho!!!
Não há cansaço! Não há suplentes ou titulares! Há uma equipa! Uma equipa vencedora!
Os outros reles só vieram para tentar lesionar e expulsar jogadores nossos. Desde o 1º minuto que 3 grunhos atrás de mim disfarçadamente infiltrados à paisana no meio de Nós o diziam uns para os outros que nem queriam ganhar o jogo só queriam que os Nossos se lesionassem à grande e fossem castigados! Festejei em cima deles o tempo todo! Saíram com o cú envergonhado e ensanguentado no lugar das fuças!
FORÇA, FORÇA BENFICA! CLUBE DO MEU CORAÇÃO!
A JOGARES ASSIM À BOLA, TU SERÁS O CAMPEÃO!!!!

22.3.10  
Anonymous Anónimo said...

Não poderia estar mais de acordo com este post.

22.3.10  
Blogger o lado do futebol said...

Benfica vence com bónus de Nuno

Vejam e comentem:

http://oladodofutebolquenuncaviram.blogspot.com/2010/03/benfica-vence-com-bonus-de-nuno.html

Abraço

22.3.10  
Blogger PauloVarela said...

Num artigo para dar conta da vitória do seu clube ainda falam de Pinto da Costa, é incrível como ele não vos sai da cabeça... Posso dar-lhe uma excelente sugestão?

Senhor LF, já que é tão radical, que me diz de atar 1Kg de C4 à cintura e combinar um encontro com o Sr Pinto da Costa, eram dois coelhos com um tiro só!...

23.3.10  
Anonymous Tiago Pereira said...

O que é que o Cristian fez?

24.3.10  
Blogger LF said...

O Cristian Rodriguez mandou beijinhos para os adeptos do Benfica durante a primeira parte, e fez um gesto obsceno com os dedos à saída para o intervalo.

24.3.10  
Anonymous Tiago Pereira said...

O cristiano ronaldo também o fez no seu estádio. Também o quer expulsar da selecção por comportamento ofensivo?

24.3.10  
Anonymous Anónimo said...

"Com Jorge Sousa nomeado para a final da Taça da Liga, creio que Jorge Jesus faz bem em desvalorizá-la."

tal como o ano passado, que não interessava para nada, continua a achar que as 2 vitorias deviam ser desvalorizadas? espero que sim

Popy

28.3.10  

Enviar um comentário

<< Home