19/11/07

ERRO CÁ, ERRO LÁ.

Muitas vezes somos injustos para com a arbitragem portuguesa.
Basta um pouco de atenção às competições internacionais, para perceber como os erros, mais ou menos grosseiros, acontecem um pouco por todo o lado. Atentemos ao que se tem passado nos mundiais – o da Coreia por exemplo foi totalmente subvertido por erros de arbitragem, e no da Alemanha chegámos a ver três cartões amarelos no mesmo jogo para o mesmo jogador…-, nas competições europeias de clubes – o Benfica foi eliminado nas últimas duas temporadas, por via de erros graves de arbitragem, curiosamente frente a duas equipas de Barcelona -, e agora também na qualificação para o Euro.
Num sábado plenamente futebolístico-televisivo – onde não faltaram enchidos, requeijão e um belo tinto alentejano -, tive oportunidade de assistir a três jogos da qualificação. Em todos eles, os erros de arbitragem definiram o resultado.
No Finlândia –Azerbaijão o segundo e decisivo golo dos nórdicos foi marcado com um claro empurrão sobre o guarda-redes azeri. Logo a seguir, foi anulada uma perigosíssima jogada de ataque da equipa visitante, que poderia restabelecer o empate e eliminar a Finlândia. Mais tarde assisti ao Escócia-Itália, uma autêntica final no grupo B, onde quem vencesse se apurava, e quem perdesse dizia adeus à fase final. Pois bem, nem o mediatismo e a importância do jogo impediram a equipa de arbitragem de escamotear um penálti aos britânicos, de lhes validar depois um golo em claro fora-de-jogo, e anular um outro, limpo, aos transalpinos. Um caos, embora ao que saiba ninguém tenha reclamado muito: os italianos porque venceram, os escoceses graças ao seu tradicional fair-play. Para terminar, no jogo de Portugal, também foi, como vimos, perdoada uma grande penalidade aos arménios, o que de algum modo compensa (ou talvez não) o golo irregular que a Sérvia marcou em Alvalade, sem o qual o grupo poderia já estar decidido.
Como se vê, não é só cá que os erros graves acontecem. Ora aqui está algo em que todos deviamos reflectir.

2 Comments:

Anonymous Imb said...

E a falta k origina o 2º golo italiano, é marcada ao contrário......alan hutton é atropelado e o liner vê a falta cm sendo cometida pelo defesa escocês..enfim

19.11.07  
Blogger LF said...

É verdade. No meio de tantos erros, já nem me lembrava desse.

19.11.07  

Enviar um comentário

<< Home