01/10/07

OS LEÕES UM A UM

STOJKOVIC - 2: Não fosse o desacerto de Nuno Gomes e teria ficado negativamente ligado à história de mais um clássico. No resto do tempo não foi obrigado a grandes trabalhos.
ABEL - 3 : Na primeira parte ainda conseguiu deter Rodriguez, mas com o decorrer da partida, a capacidade e a energia do uruguaio deu-lhe água pela barba. Lutou, e chegou a aparecer em situação de remate, mas a bola saiu ao lado. Mérito ao seu opositor, nos lances em que se viu batido.
POLGA - 4: Esteve imperial durante os noventa minutos. Está na sua melhor forma de sempre – pelo menos desde que actua em Portugal -, e seguramente que merece uma chamada à selecção brasileira. Muito sofrerá o Sporting caso lhe aconteça alguma coisa. Partilha com Cristian Rodriguez a distinção de melhor em campo.
TONEL - 4: Um parceiro à altura de Polga. À excepção de um lance em que se viu batido por Di Maria em velocidade, não recordo nenhuma falha do central leonino.
RONNY - 3: Muitos problemas diante de Di Maria na fase inicial. Depois, à custa de um encolhimento ofensivo, lá foi levando a água ao moinho.
MIGUEL VELOSO - 3: Longe dos seus melhores dias. Disputou um duelo interessantíssimo com Rui Costa, mas muitas vezes viu-se batido pelo experiente médio benfiquista. Raramente se soltou para lançar o ataque, o que tanto tem feito nos últimos jogos.
JOÃO MOUTINHO - 2: Algo apagado durante a maior parte do tempo de jogo.
VUKCEVIC - 1: Não fosse uma desmarcação perigosa anulada por Nelson, e não se tinha dado por ele. Uma decepção, face às suas prestações anteriores.
ROMAGNOLI - 4: Foi dele que saíram grande parte dos lances de perigo que o Sporting conseguiu criar. Tem um estilo muito próprio e uma movimentação frenética, que dificulta bastante as marcações. Falta-lhe apenas um bom remate para se poder falar de uma estrela de outro quilate.
LIEDSON - 2: Não foi o dia do levezinho. Presa fácil para a defesa benfiquista. Apenas se soltou uma vez, mas Quim estava lá.
YANNICK DJALÓ - 3: Foi mais perigoso que o seu parceiro, correu muito, mas raramente logrou boa posição para poder ser mais determinante no jogo.
FARNERUD e CELSINHO: Pouco tempo para brilhar.