17/09/06

E COM UMA BOFETADA ACORDOU O LEÃO DO SONHO

Com um golo ilegal, com algum azar, mas também com bastante cansaço (físico e sobretudo emocional) o Sporting caiu ontem em terra depois de ter passado os últimos quatro dias acima das nuvens.
De facto, os leões deram em dois terços do tempo de jogo uma pálida imagem das suas capacidades, deixando entregue aos desígnios do destino um jogo que em condições normais teriam sempre de vencer.
Em toda a primeira parte pouco ou nada se viu de interessante, e só nos últimos trinta minutos a equipa de Alvalade partiu para cima do adversário, criando então inúmeras ocasiões de golo que uma cada vez menor clarividência bem como a inspirada noite de Peçanha não permitiram ser aproveitadas para, pelo menos, evitar a derrota.
Tenho para mim que é humanamente impossível fugir a alguma descompressão em jogos pré e pós jornadas europeias (por motivos diferentes mas de idênticas consequências), o que sucede de forma ainda mais gritante quando estas resultam coroadas de êxito. Uma partida com as características da disputada frente ao Inter envolve um enorme desgaste sob todos os pontos de vista, e a sua ressaca (ou preparação) pressupõe sempre o risco de perda de pontos na competição doméstica. Sempre foi assim, e sempre assim será.
O Sporting, tendo uma equipa jovem e pouco habituada a grandes momentos internacionais, sente naturalmente de forma acrescida esta evidência do futebol moderno, para a qual é muito difícil encontrar antídoto. Quando a este aspecto se junta uma má actuação do árbitro e uma tremenda exibição do guarda-redes adversário, estão encontradas as razões de uma derrota.

4 Comments:

Anonymous Xelb said...

Como já dizia o nosso inefável Toni, as contas dos prejuízos e benefícios acabam por ficar equilibradas no fim de cada época.
No jogo da Madeira, o golo foi nítidamente irregular (o Nani ganha a bola em falta ao defesa do Nacional e continua a jogada até ao golo). O tipos deveriam ter empatado (1 ponto) e ganharam (3 pontos, logo 2 a mais);
Ontem sofreram um golo irregular (com a mão) e perderam quando deviam ter empatado. (1 ponto a menos)
Logo, nos dois jogos, deveriam ter feito 2 pontos no total e fizeram três! Ainda devem um...

17.9.06  
Blogger Ponto Verde said...

E ainda está por fazer a história da construção do centro de estágios do Benfica no Seixal. Digamos que a retribuição da visita de LFV ao Seixal para a Festa do Avante...justificava-se...

mais em www.a-sul.blogspot.com

18.9.06  
Anonymous LF said...

Xelb,

As suas contas estão de facto muito bem feitas.
Mais participação disciplinar, menos participação disciplinar, mais escândalo menos escândalo, o que é certo é que o Sporting tem mais um ponto do que deveria ter caso não existissem erros de arbitragem.

Voltarei ao tema, quando fizer a classificação "real".

18.9.06  
Anonymous LF said...

Ponto Verde,

Os terrenos do Seixal foram negociados por Vale e Azevedo em condições que deram origem ao chamado "caso Euroárea".
O Benfica pagou um milhão de contos que...terão ido para o bolso do ex-presidente.

LFV nada tem a ver com isso. A "única" coisa que fez foi construir.

É natural que LFV tenha boas relações com a C.M.Seixal, pois o projecto em muito beneficia o concelho, que mais não seja em promoção mediática.
Não sei se a presença dele na Festa do Avante se deveu a isso ou não. Mas se foi por isso também não vejo aí qualquer mal.

18.9.06  

Enviar um comentário

<< Home