08/06/06

BEM NO FUNDO DE MIM

A teus pés rendido nasci,
sem escolha, dó ou piedade.
Pela rádio o mundo eu ouvi.
Sonhava acordado, na verdade.

As cores, os sons, a magia,
de um estádio cheio e vibrante,
na busca de momentos de euforia,
na graça de um jogo cintilante.

És escola, amigo e paraíso,
também dor, ansiedade e desalento.
És tudo, até que chega o aviso,
que a vida é bem mais que um momento.

Ensinaste a crescer, também a amar
as cores dum clube, as cores de um país.
Hoje, como sempre, ao ver-te dançar,
resto deliciado ao ver-me feliz.

Mais que um desporto, mais que um jogo.
Mais que um poema, mais que o sol.
Uma furiosa paixão à prova de fogo.
Meu querido, doce e amado futebol.

LUÍS DUARTE

6 Comments:

Anonymous Xinfrim said...

Quem é esse autor ;)

8.6.06  
Anonymous LF said...

É alguém sem quaisquer pretensões literárias, que por brincadeira se lembrou de fazer uns versos, que se pretendem divertidos, e simultaneamente demonstrativos de um sentimento profundo.

Quem quiser ler poesia a sério, e da boa, pode procurar em www.fumo-sem-fogo.blogspot.com. Há por lá bastante.

8.6.06  
Anonymous Xinfrim said...

Tá giro e vê-se que é sentido.

8.6.06  
Anonymous Anónimo said...

Here are some links that I believe will be interested

7.8.06  
Anonymous Anónimo said...

I love your website. It has a lot of great pictures and is very informative.
»

12.8.06  
Anonymous Anónimo said...

Your website has a useful information for beginners like me.
»

17.8.06  

Enviar um comentário

<< Home