03/09/18

ORQUESTRA AFINADA

Em mais uma excelente partida, o Benfica demonstrou que é, claramente, a melhor equipa portuguesa da actualidade. 
O plantel é soberbo, e as opções permitem manter a saga triunfante mesmo sem Jonas - o melhor jogador e marcador da equipa.
Vlachodimos é aposta ganha. Excelente entre os postes, com bons reflexos e boa saída, precisa apenas de melhorar um pouco o jogo aéreo e com os pés para ser um digníssimo sucessor de Oblak, Júlio César ou Ederson. André Almeida assegura o corredor direito, combinando cada vez melhor com Salvio (em super forma), e dando liberdade a este para explanar o seu melhor futebol. No lado oposto, Grimaldo e Cervi fazem uma dupla perfeita, quase se confundindo entre eles tantas são as trocas posicionais, e tal é a semelhança morfológica. No eixo da defesa, Jardel e Ruben Dias dominam o jogo aéreo, e são rápidos nas coberturas. Fejsa é...Fejsa. Gedson está feito um homem, corre desalmadamente, e joga com maturidade de gente grande. Pizzi está num dos melhores momentos desde que chegou à Luz. Falta Jonas na frente para completar um onze de luxo, mas até Seferovic parece na disposição de se auto-recuperar como opção credível para a posição.
Restam Zivkovic, Alfa, Samaris, Rafa, Ferreyra, Castillo, João Félix, o recém contratado Gabriel, o prestes a recuperar Krovinovic, os centrais argentinos, etc, etc. Enfim, um luxo.
Se Rui Vitória tiver unhas para esta guitarra, teremos música ao longo da época.

1 Comments:

Blogger artnis said...

Se a orquestra estivesse afinada, apesar da desafinação dos solistas do sopro, teria espetado uma 'manita' ao SportingNotLisbon !...

4.9.18  

Enviar um comentário

<< Home