20/09/18

NADA A FAZER

Uma equipa substancialmente superior ao Benfica ganhou na Luz com naturalidade. Quem tem Ribery, Lewandowski e Robben na frente de ataque, servidos por um Renato Sanches cada vez mais perto do seu melhor, está num nível a que os encarnados não conseguem chegar, por mais que lutem - e lutaram...
Para além do valor do adversário, o Benfica foi também vítima de uma entrada em falso, com quinze minutos muito intranquilos, ao longo dos quais a ansiedade foi notória. E os bávaros aproveitaram, de imediato, para se colocar na frente do marcador.
Na segunda parte, num dos melhores momentos da equipa de Rui Vitória, um contra-ataque conduzido pelo jovem das tranças formado no Seixal matou o jogo.
Até ao fim o Benfica procurou o golo de honra, num assomo de grande dignidade, mas a montanha era muito alta.
Destaque para o momento do golo de Renato, que obteve uma enorme ovação neste regresso ao estádio onde se afirmou como jogador profissional. Foi bonito e merecido. É um orgulho fazer parte de um clube com adeptos como estes.
Agora...há que ganhar ao AEK. Em Atenas começará verdadeiramente a Champions para o Benfica.

1 Comments:

Blogger Brytto said...

Estamos a ficar um bocado “sportinguizados”.... não gosto deste discurso demasiado desculpabilizante.... não se pode baixar demasiado os níveis de exigência!
Manuel Vilhena

21.9.18  

Enviar um comentário

<< Home