26/04/16

AI QUE SORTE!

É uma sorte.
É uma sorte ter avançados com a categoria de Raul Jimenez, Jonas ou Mitroglou, que resolvem jogos com precisão de matador, nos momentos mais delicados. É uma sorte ter jovens como Ederson, Nelson Semedo, Lindelof, Renato Sanches ou Gonçalo Guedes, os quais há um ano atrás ninguém imaginava como presumíveis titulares do Benfica e jogadores de selecção. É uma sorte ter figuras do nível de Luisão ou Salvio, que se sentam no banco com o mesmo profissionalismo que sempre revelaram em campo. É uma sorte ter um plantel em que as ausências são colmatadas por jogadores de igual valia, com os quais o colectivo em nada se ressente. É uma sorte ter uma equipa unida e solidária, que entra em campo com humildade e sem qualquer laivo de sobranceria, disputando cada lance como se fosse o último. É uma sorte ter a melhor média de golos por jogo dos últimos 32 anos. É uma sorte ter o melhor ataque e o melhor marcador do campeonato. É uma sorte ter como treinador um homem competente e civilizado, que responde com vitórias às reiteradas provocações que lhe chegam do exterior. É uma sorte ter uma estrutura administrativa e logística na qual nada falta, e a qual representa uma importante mola no rendimento dos atletas. É uma sorte ter um presidente que está sempre ao lado da equipa, nos bons e nos maus momentos, e que não usa facebooks para insultar, pressionar ou coagir ninguém. É uma sorte ter uma massa adepta que enche estádios de norte a sul do país, com uma paixão inigualável, e um apoio frenético que empurra a equipa para a frente.

É mesmo uma sorte. É uma sorte ser do Benfica!

2 Comments:

Blogger Nau said...

Muito bem escrito! Muito bom! A verdade pura e dura que custa a engolir a todos quantos odeiam e invejam o Glorioso. Para todos esses, um desabafo: nas nalgas!

27.4.16  
Anonymous Frank said...

Por tudo aquilo que descreveu eu acrescento abencoada sorte.

27.4.16  

Enviar um comentário

<< Home