22/07/14

SOMOS NÓS!


O futebol, tal como o mundo, está longe de ser aquilo que queríamos.
É o que é. E neste futebol, como neste mundo, há que fazer contas, pois os salários não se pagam com feijões, nem com juras de amor eterno.
Neste futebol ninguém joga pela camisola. Gente de diferentes latitudes procura que a cada passo na carreira corresponda gordura na conta bancária. Os empresários, os fundos e os passes repartidos, acrescentam vinagre a um prato já de si indigesto. E temos o mercado de transferências sobre a mesa. Temos o futebol moderno, de costas voltadas para tudo o que o popularizou. Lamento, mas não existe outro. Só há este, e, com os seus vícios e virtudes, continuamos a amá-lo. Por enquanto.
O Benfica não lhe está imune.
Terão sido cometidos erros nesta pré-temporada? Porventura sim, na forma de comunicar com uma massa adepta jovem, cada vez mais instruída, que exige perceber como, de que forma, e porque razão, são tomadas determinadas decisões.
De resto, lutar contra a voragem dos tempos, e dos dinheiros, é como lutar contra a chuva. Lamento, mas é esta a verdade.
Quanto a jogadores, prevalece a velha máxima segundo a qual só fazem falta os que cá estão. Já vimos sair Di Maria, David Luíz, Ramires, Fábio Coentrão, Witsel, Javi Garcia e Matic, todos eles, a seu tempo, insubstituíveis. Sem eles, em Maio ganhámos tudo. Agora sairão outros. Sem eles, teremos de voltar a ganhar. Iremos voltar a ganhar.
Insubstituíveis somos nós. E nós, sócios, jamais poderemos falhar com o apoio à equipa, ao clube, e a todos aqueles que o servem - compreendendo que é fácil criticar (a quem está de fora), sendo bem mais difícil decidir (a quem está de dentro).
No dia em que o Campeonato tiver início, entraremos em campo com onze jogadores. Essa será a nossa equipa. Com ela, faremos a longa caminhada até ao 34º título. Depois virão outros, e mais outros, e mais outros. Mas nós…, nós estaremos sempre cá. Nós é que somos o Benfica. E o Benfica será tão forte quanto a união que demonstrarmos em seu redor.

3 Comments:

Anonymous rosario said...

ATE QUE ENFIM QUE CONSIGO CHEGAR A UM BLOG DE DEFESA ACIMA DE TUDO DO "GLORIOSO"!!!!
OS ADEPTOS DO SLB TORNARAM-SE NEGATIVOS, SO DIZEM MAL DE TUDO E DE TODOS... ESTÁ TUDO MALUCO?????
NEM PARECE QUE GANHAMOS HA POUCO TEMPO O 33º TITULO!!! A EQUIPA, SEJA ELA QUAL FOR, VAI ACIMA DE TUDO PRECISAR O APOIO DOS "VERDADEIROS" ADEPTOS. VIVA O SLB!!!

22.7.14  
Blogger ramiro said...

Tenham calma e confiem em quem já provou ter capacidade para preparar uma grande equipa. Não comprem os jornais desportivos que sistematicamente atacam o Glorioso e aproveitem o tempo angariando novos associados para o Benfica. Abram a pestana e reparem que há muito caramelo que está em desespero por ver fugir-lhe a areia debaixo dos pés! Viva o Benfica!

23.7.14  
Anonymous Anónimo said...

A imprensa faz questão de dizer que o Benfica já não é bi-campeão há 30 anos. Isto é uma parte de um facto que é ocultado. A verdade é que desde a era corrupta, ou seja desde que o Pinto da Costa é presidente do Porto, nenhuma equipa além do Porto conseguiu ser campeã dois anos seguidos. O Sporting nunca ganhou 2 campeonatos seguidos. Ganhou 3 e depois 4 seguidos há 60 anos atrás. Desde aí ganha 1 campeonato esporadicamente. O Benfica ganhou o último bi-campeonato há 30 anos. De resto, em 3 décadas, só o Porto conseguiu.

Há factos que já não vale a pena esconder, como os jogadores do Porto não renderem em anos de Mundial e sempre que fazem más épocas, na época seguinte jogam muito e ganham tudo. Mas há uma coincidência que não deixa de ser curiosa: Desde que me lembro, sempre que um clube que não o Porto é campeão, tem sempre um defeso e inicio de época conturbado.

94/95 - O Benfica era campeão e mudou de treinador para o Artur Jorge, que veio com ideias suspiciosas de remodelar uma equipa campeã, com resultados que todos conhecemos.

00/01 - O Sporting era campeão e viveram-se tensões no balneário e na direcção com contornos pouco claros. Houve demissões, pôs-se o treinador em causa e houve jogadores que parecia que andavam contrariados,

01/02 - O Boavista era o campeão em título, com algum mérito, mas também por não ter rivais à altura. Perdeu alguns jogadores fundamentais.

02/03 - O Sporting tinha conquistado o campeonato à conta dos golos do Jardel e precisamente o Jardel armou uma fita durante o defeso a dizer que não tinha condições psicológicas para jogar em Portugal, forçando a saída.

05/06 - O Benfica era o campeão e foi durante todo o defeso gozado pela imprensa por ter falhado algumas contratações. Como se não bastasse só começou o campeonato à 2ª jornada, porque logo por azar saiu-lhe o Belenenses na 1ª e o jogo foi adiado porque o "caso Mateus" ainda não estava resolvido.

10/11 - O Benfica era campeão, depois de uma excelente temporada. Rapidamente arranjaram maneira de deitar abaixo, a partir do momento em que o Benfica contratou o Roberto por 8M. O que veio a seguir foi uma campanha mal intencionada contra o guarda-redes, treinador e direcção.

14/15 - O Benfica é campeão depois de uma época memorável e histórica. Para já estão a enfatizar as saídas e a tentar convencer as pessoas que o plantel é curto e as vendas foram por preços baixos. Vamos ver o que virá a seguir, mas uma coisa é certa: vai haver outra campanha para tentar desestabilizar o campeão em título, conforme tem havido pelo menos nos últimos 20 anos.

24.7.14  

Enviar um comentário

<< Home