21/05/12

EM DEFESA DO BENFICA

Em resposta a um artigo que escrevi no jornal “O Benfica”, onde chamava a atenção para o facto de Luís Filipe Vieira, ao contrário do que possa parecer aos mais desatentos, figurar já entre os presidentes que mais conquistas desportivas alcançaram para o clube, Alberto Miguéns, benfiquista que muito prezo, apresentou no seu blogue um texto onde, com critérios diferentes, chegava a números, também eles, ligeiramente diferentes, procurando depois, a partir deles, extrair outras conclusões.
O critério que segui foi simples: verifiquei as datas de entrada e saída de cada presidente no site oficial do clube, conferi quem estava em funções a cada mês de Maio (fim dos campeonatos), e assim segmentei os títulos ganhos pelo Benfica.
Os números a que cheguei são os que se seguem:
BORGES COUTINHO 7 títulos (1969, 1971, 1972, 1973, 1975, 1976 e 1977)
JOÃO SANTOS 3 títulos (1987, 1989 e 1991)
ADOLFO VIEIRA DE BRITO 3 títulos (1964, 1965 e 1968)
MAURICIO VIEIRA DE BRITO 3 títulos (1957, 1960 e 1961)
LUÍS FILIPE VIEIRA 2 títulos (2005 e 2010)
Há mais quatro presidentes do Benfica com dois títulos conquistados, mas Luís Filipe Vieira é o único que ainda pode melhorar a sua conta, pelo que será lícito destacá-lo aqui em 5º lugar.

O que eu disse no artigo do jornal foi basicamente que, com mais um campeonato ganho (que bem poderia ter sido este…), o actual presidente do Benfica ficaria apenas com Borges Coutinho à sua frente. E lembrei também que, a par de João Santos, era ele o único a conseguir títulos europeus em duas modalidades distintas (este em Hóquei e Futsal, aquele em Hóquei e Atletismo), e juntamente com o mesmo João Santos e com Borges Coutinho, os únicos a vencer campeonatos de sete modalidades diferentes (Vieira já foi campeão absoluto de Futebol, Andebol, Basquetebol, Voleibol, Futsal, Atletismo e Judo).
Alberto Miguéns considera que os títulos devam ser atribuídos, não aquando da última jornada, mas aquando da jornada da conquista matemática do título. É um critério respeitável (embora dê bastante mais trabalho…), que permite retirar um título a Borges Coutinho e outro a Maurício Vieira de Brito, adicionando-os a Adolfo Vieira de Brito e a Joaquim Ferreira Bogalho. Não é isso que ele pretende demonstrar, mas o certo é que, por este critério, Luís Filipe Vieira seria, não um dos quintos, mas um dos quartos presidentes com mais campeonatos de futebol ganhos na história do Benfica - teria então à sua frente apenas Borges Coutinho, Adolfo Vieira de Brito e João Santos, por esta ordem, como mais triunfadores. Em suma, o seu diferente critério não traria conclusões muito diferentes do sentido geral daquelas que eu tirei.
Mas o meu amigo Alberto Miguéns defende também que esta é uma estatística que não resulta rigorosa quanto ao mérito de cada um em cada título. Não podia estar mais de acordo com ele, e digo desde já que, da minha parte, não estou em condições para avaliar os méritos de cada presidente do Benfica de 1977 para trás, coisa que só ele, com todo o imenso conhecimento que tem da história do Benfica, poderá fazer. O balanço que fiz apenas pretendia desmistificar a ideia de que Luís Filipe Vieira é um presidente perdedor, pois no balanço global ganhou mais do que muitos outros.
Também concordo em absoluto com ele quando diz que os títulos não são dos presidentes. De facto não são. São do Benfica e dos benfiquistas. Mas um mau presidente não conquista títulos, e infelizmente, o Benfica já teve exemplos disso.
Alberto Miguéns termina dizendo que Luís Filipe Vieira foi o presidente que perdeu mais campeonatos. Não contesto os seus números, nem me darei ao trabalho de fazer as contas. Mas, se os méritos dos que ganham são por vezes condicionados por circunstâncias diferentes, os que perdem também têm atenuantes diferentes. E todos nos lembramos em que Benfica pegou Vieira. De resto, pelas mesmas contas, Fernando Martins perdeu tantos campeonatos como Vale e Azevedo, e os serviços prestados por um e por outro ao Benfica não têm ponta por onde comparar.
Uma coisa é certa. Nos dois campeonatos que ganhou, o mérito de Vieira (e naturalmente de jogadores e técnicos que ele escolheu) é inegável.
Por fim, Alberto Miguéns termina afirmando que “não devemos ser mais papistas que o papa”. Ora, defender um presidente em funções não é sinónimo de “ser mais papista que o papa”, nem de “lambe-botismo”. Como cada um é livre de criticar o presidente, eu também me sinto livre para o defender (era o que mais faltava, não poder fazê-lo à minha vontade). Não por ele (com quem tenho uma relação meramente circunstancial), muito menos por mim (que não recebo um cêntimo do clube, nem de ninguém a ele ligado) mas pelo Benfica, e por achar que, não existindo no terreno qualquer alternativa credível a esta gestão, todo o clima de contestação que alguns procuram agora alimentar apenas serve para fazer sorrir… Jorge Nuno Pinto da Costa.

ANEXO 1: artigo publicado no jornal "O Benfica" da passada sexta-feira
"Presidentes
Sendo o futebol um fenómeno de massas, e sendo estas propensas a reacções epidérmicas, não se estranha que, após uma derrota – mesmo que induzida por factores alheios -, a contestação floresça, atingindo naturalmente as figuras cimeiras dos emblemas derrotados. O Benfica, como maior clube português, não escapa a esses fenómenos, e as últimas semanas têm-no demonstrado. As minorias contestatárias não têm poupado ninguém, evidenciando com isso os efeitos do desalento e da frustração, mais do que qualquer ponderação sensata. O presidente Luís Filipe Vieira tem sido um dos alvos, a meu ver de forma totalmente injusta, e até ingrata. O Benfica é de todos os sócios, e ninguém está acima do seu escrutínio. Não podemos, porém, confundir a crítica construtiva, com uma ilusória subversão dos factos. Deixemos de lado todo um património de recuperação institucional, de construção de infra-estruturas, de profissionalização e credibilização do clube, de dinamização de projectos de grande relevo, que tem de ser creditado ao nosso presidente. Ignoremos, por momentos, também as ocorrências que têm condicionado a verdade desportiva. Limitemo-nos a falar de resultados. Só 4 presidentes, dos muitos que a história do Benfica já conheceu, foram mais vezes campeões de futebol do que o actual: Borges Coutinho, João Santos, Maurício Vieira de Brito e Adolfo Vieira de Brito. Com mais um título, Luís Filipe Vieira igualaria estes três últimos, ficando apenas atrás de Borges Coutinho (que ostenta a impressionante marca de 7 campeonatos). E se considerássemos todas as competições futebolísticas, Luís Vieira estaria já destacado na 2ª posição com 7 troféus, contra 10 do mesmo Borges Coutinho. No que respeita ao eclectismo, apenas João Santos e Luís Filipe Vieira alcançaram títulos europeus em duas modalidades distintas. João Santos, Luís Filipe Vieira e Borges Coutinho, foram também os únicos a triunfar em campeonatos de 7 diferentes modalidades.
São apenas alguns números, que convém não ignorarmos.
"


ANEXO 2: Troca de mails com Alberto Miguéns, publicada no seu blogue

17 Comments:

Anonymous Neca said...

Ou seja: Como já houve pior.........Vieira é o maior!!!!

21.5.12  
Anonymous Anónimo said...

E em relação ao Porto? Não convém realçar durante qual mandado de um presidente do Benfica o Porto conquistou mais titulos? Eu não preciso de Quadros para ter a certeza de que foi com este... e durante qual mandato o Benfica contratou mais jogadores, que custaram ao clube milhões? E em qual mandato o Benfica mais aumentou o passivo? Fiquem com o melhor Presidente da história do Clube o Porto agradece...

21.5.12  
Anonymous Sócio há 30 anos said...

Esse miguéns pode ser uma enciclopédia ambulante, mas isso não faz dele um expert no que ao Benfica diga respeito, e muito menos faz dele um exemplo de benfiquismo.
Pelo que me contaram quem o conhece pessoalmente (e priva com ele) acho que ele anda um bocado ressabiado por terem acabado com um tachito que tinha na Benfica, e ao contrário do LF, não sei se eletambém lá andava sem receber um cêntimo...
A verdade é que para se fazer uma comparação dessas temos que enquadrara as mesmas no tempo. Ou é a mesma coisa ser presidente no tempo do Eusébio, e ser presidente no auge da corrupção? Quantos presidentes conseguiam superar a vergonha a que assistimos nos dias de hoje, com autênticos roubos dos àrbitros, com castigos diferentes para a mesma admoestação (basta lembrar no caso do Aimar), para a quantidade de clubes satélites do fcporto, etc?

22.5.12  
Blogger JNF said...

"Há mais quatro presidentes do Benfica com dois títulos conquistados, mas Luís Filipe Vieira é o único que ainda pode melhorar a sua conta, pelo que será lícito destacá-lo aqui em 5º lugar."

Portanto, o facto de ter mais anos como presidente e, por consequência, mais tentativas para ganhar, não interessa para nada. Bravo.

22.5.12  
Blogger Manuel said...

Concordo com o LF e não concordo nada com o Minguéns.

Curioso que pela primeira vez fui censurado pelo Minguéns no seu blogue. Coloquei um comentário em que, pela primeira vez, me opus ao seu raciocínio, e demontrei-o com argumentos correctos e lógicos. Resultado? Censuraram-me o comentário.

Como este estava expresso em termos totalmente correctos, significa que para mim os meus argumentos eram tão válidos de tal modo que o Minguéns, ao contrário do que apregoa sobre o Benfica, não é nada democrático, e ao não ter argumentos válidos para contrapôr aos meus, escolheu a censura.

O que demonstra uma grande falta de carácter, qualidade essa que lhe desconhecia. Pensei que, à imagem do clube que tão bem defende, tivesse aprendido alguma coisa com ele. Mas não! Estamos sempre a aprender. No fim de contas, não passa de um papagaio que é bom a repetir coisas, mas não segue o exemplo que tenta expor.

Não quero deixar de deixar alguns dos comentários que na altura eu deixei. Eu não considero válido o argumento do Minguéns de que a comparação dos presidentes devem ser feita PELOS CAMPEONATOS NÃO GANHOS! Não tem qualquer lógica. Porquê? Pela simples razão de que não podemos comparar cegamente, sem mais explicações, estatísticas de épocas diferentes.

Épocas diferentes têm condicionantes, restrições, pressupostos e conjunturas diferentes. Comparar, por exemplo, os tempos do Dr Borges Coutinho com os actuais, sem mais explicações, é próprio de gente imbecil ou ignorante. Se o Dr. Borges Coutinho fosse hoje presidente do Benfica tenho a certeza absoluta que não teria ganho, nem de longe nem de perto, os campeonatos que ganhou então. Porquê? Acho que nem é preciso explicar. Está tudo mais do que explicado. E não tenho vontade nem tempo para fazer desenhos!

Mentir com estatística ou fazer demagogia com estatística é muito fácil, especialmente para gente que, seja lá por que razão for, quer manipular a verdade, isto é mentir.

22.5.12  
Blogger Passaralho said...

JNF já disse tudo. Outros também. Mesmo assim...

E interessa isto a quem?
que ao Benfica não é. Assim como não interessa ao Benfica ganhar menos de 20% dos campeonatos disputados. Mais exatamente 16.66%, e aqui estou a contar os anos de Manuel Vilarinho a testa de ferro para Vieira já comandar o futebol do clube.

Contas feitas, com Vieira sempre à frente do Benfica, desde a fundação, tínhamos menos títulos que os Sporting.

Critérios... E gostos. E golpes de rins...

Cumprimentos,
Benfica Sempre!

22.5.12  
Blogger pjsimoes said...

Concordo com o que diz ali o JNF... Temos de ter em atenção o tempo que foram presidentes do Benfica...

22.5.12  
Anonymous Vitória do Benfica said...

A estatistica serve para evidenciar factos mas não para avaliar e analisar o contexto. Sobre isto quero dizer que conquistar titulos no tempo de Borges Coutinho não era a mesma coisa que conquistar titulos hoje, porque nessa altura o Benfica não tinha um rival á altura. O Porto era um clube de bairro e o Sporting um clube em queda. Hoje reconstruir o Benfica das cinzas ou avançar sobre um poderoso Porto instalado no poder há 30 anos não é a mesma coisa que ganhar campeonatos nas décadas de sessenta e setenta. Daí que posso não concordar com LFV em muitas coisas mas tenho que admitir e seria desonesto se não o fizesse que LFV tem sdo um grande senão um dos maiores Presidentes do SLB

22.5.12  
Anonymous O GLORIOSO said...

Luis Fialho não vale a pena estares com teorias e mais teorias tudo o que postares mesmo com factos reais não valem nada para os Anti-Vieira que hoje mina o Benfica. Eles não querem saber de nada apenas dizer mal do Presidente e do Jesus, isso sim faz o Benfica maior. Aliás quem defenda Vieira, ou Jesus ou é um carneiro Vieirista, ou quer é "tacho" como foi agora o caso do Nuno Gomes antes visto como um martir nas mãos do Vieira e do Jesus e agora um "gajo que que é tacho". Vieira tem culpa em tudo desde um titulo perdido nos infantis, ou a derrota de ontem no Basket até por exemplo se a nossa Telma falhar nos jogo Olimpicos em Agosto (não vai falhar sabemos nós pois é uma campeã). É isto que hoje que está feita a tal oposição, uma vergonha.
Os comentários aqui refletem isso até há um (JNF) que no seu Blog quem disser mal do Vieira leva como recompensa o nome do treinador para a proxima epoca, enfim...

P.S- Respeito muito o Miguéns grande Benfiquista mas ás vezes acerta ao lado no que escreve.

22.5.12  
Anonymous Anónimo said...

Quanto tempo demorou PC a ganhar no clube em condições muito piores do que as de Vale e Azevedo e Vilarinho?!

Nós, queremos é ganhar! Benfica é muita coisa mas é essencialmente FUTEBOL, FUTEBOL SÉNIOR. É ISTO QUE MOVE OS 10MILHOES OU 6 OU 14!!!!!!!
e a porcaria do Vieira só ganhou 2! em 10anos

22.5.12  
Blogger Antichiqueespertice said...

LF,

Eu fui daqueles que conheci a blogosfera benfiquista através deste blog. Até determinada altura via no LF um grande benfiquista, independente, lucido e coerente. Aqui escrevi por várias vezes assinando sempre os meus comentarios que desde que começou a escrever para o jornal do benfica mudou completamente a casaca. Não venha a dizer que as pessoas mudam de opinião e blá blá blá..mudou porque ficou comprometido com esta direcção e apartir dai perdeu o meu respeito e admiração.
Se gosta do benfica pare de fazer este papel ridiculo de defensor do vieira. Estão a tornar o benfica num novo sporting e os maiores culpados são pessoas como voçe que sendo inteligentes e percebendo o que se passa vendem a alma ao diabo por toma lá aquela palha.
Este é o benfiquinha da 4ª classe, o benfica do mentiroso vieira, o mesmo que tantas vezes foi aqui criticado e só o deixou de ser no momento em que o lf entrou para o jornal e foi participar em programas da benfica tv.
Eu tinha vergonha na cara. Se há coisa que me posso orgulhar na minha vida é de andar de cabeça levantada sem lamber cus a ninguém. Shame on you.

Sérgio Estrela

22.5.12  
Anonymous Anónimo said...

David Duarte disse...
João Paulo, não basta dizer que alguém é mentiroso para que essa pessoa seja efectivamente mentirosa : é preciso apresentar argumentos e esses resumem-se, naqueles que defendem esta direcção, a um simples e redutor (mas se calhar a cabeça não dà para mais) quem critica està contra o Benfica, causa divisão e faz o jogo dos nossos adversàrios.

Sejamos sintéticos nas criticas que fazemos e eu, da minha parte, reduzo a duas que tocam as questões que levaram Vieira a a ser eleito duas vezes:

1. Situação financeira : apesar da propaganda feita por esta direcção e por aqueles que a apoiam nos meios de comunicação social, o passivo do Benfica explodiu com o Vieira! Isto é um facto. Como é igualmente um facto que, nesta analise, tenhamos de ter em conta igualmente os activos. O problema é que esses mesmos activos, temos vindo a perde-los (exemplo, Estadio da Luz);

2. Situação desportiva : foi sobre este tema que Vieira foi reeleito e qual é o resultado? Não apenas não acabàmos com a hegemonia do FC Porto, como fomos por diversas vezes humilhados por eles. E se fizermos as contas dos titulos, em quase 10 anos de Vieira temos 2 campeonatos e 1 Taça (o FC Porto tem 8 campeonatos, 1 Liga dos Campeões e 2 Liga Europa);

Posso ainda adicionar um terceiro ponto, a situação administrativa, na qual assistimos a uma centralização do poder cada vez maior e a episodios como golpes estatutàrios que se fossem realizados no quadro politico, justificariam revoluções e intervenção da comunidade internacional.

Eu apenas peço aos que ainda defendem esta direcção uma argumentação contrariando estes argumentos que apresentei. Sim, porque parto do pressuposto que, sendo eu contra esta direcção e havendo quem seja a favor, estes sejam capazes de contra-argumentar e de justificar as suas razões.

Enquanto estiverem na logica do "não podemos nos dividir e vocês são uns heréticos por criticar o Benfica" (argumento este que tem como premissa inacreditavel uma relação de identidade entre o clube e quem o dirige, como se o afastamento desta direcção implicasse o desaparecimento do clube) vou continuar por não perceber como é que existe gente que não vê aquilo que para mim são evidências : explosão do passivo, fracasso desportivo, autoritarismo administrativo.
22 de Maio de 2012 11:14
John Billy #32 disse...
Há uns anos atrás uma amiga da minha mulher convidou-nos a passar o Domingo a casa dela.
Essa tal amiga está casada com um dos líderes dos SD.
O dia passou normalmente sem ninguém falar de futebol quando apareceu a meio da tarde o Madureira mas conhecido como "o Macaco".
Quando soube que eu era do Benfica perguntou-me se estavas satisfeito com o meu presidente.
Respondi-lhe que assim, assado...
E depois disse-me:
"olha que podes ter a certeza absoluta que o gajo não é benfiquista. Já o vi no túnel das Antas a insultar e a gozar jogadores do Benfica, a festejar as vitórias do Porto com o Pinto da Costa.
Mas fica descansado que o homem também não é portista. Nem sportinguista. É unicamente um oportunista que está do lado do qual saca mais proveito.
Aqui nunca enganou ninguém e só espero que vós continua a enganar muito tempo".
Na altura quando tive essa conversa ainda duvidei da palavra do tipo (era na altura do livro da Carolina e o Vieira ainda mostrava luta e empenho contra a corrupção).
Actualmente não restam quaisquer dúvidas sobre as motivações do nosso querido líder.
22 de Maio de 2012 11:21

22.5.12  
Blogger slb1958 said...

Caro LF, vir defender a honra e ignorar completamente o 1º argumento de quem discorda de si e que é o nº de anos que os vários presidentes têm, deixa-me sem palavras!É muito triste ver alguem por quem tinha respeito pelo que escrevia, ter dado uma volta de 180 graus. Diz que não é por dinheiro nem por protagonismo, antes fosse, ao menos dava para entender!

cumpts

SLB1958

22.5.12  
Blogger Jotas said...

Há hoje um corrente que me parece descabida, a de pedir a cabeça do Presidente sem se conhecer qualquer alternativa, numa espécie de Presidente para a rua porque sim.
Ora o que eu digo é que será mais racional esperar por alternativas que surjam, escutá-las discuti-las e depois decidir por aquilo que achamos melhor para o clube.
Julgo ser completamente descabido pedir que alguém deixe o clube sem sequer se saber que surgirão alternativas, embora, alguns, já trabalhem na sombra de alguém, e surgindo esse alguém na sombra, camuflado pelas acções de alguns meninos, nomeadamente das claques, julgo que só por si, reflecte o caracter dessa possível alternativa.

22.5.12  
Blogger JNF said...

"bla bla bla, o Benfica sou eu e quem não pensa como eu não é bom benfiquista e ainda têm de levar com os meus rótulos bla bla bla"

Assinado, O GLORIOSO

Ainda não percebeste? Também não espero muito de ti.

23.5.12  
Anonymous O GLORIOSO said...

Ó JNF ainda está por aqui? Num blog que não odeia o Vieira e o Jesus, estou sem palavras.
Vá lá escrever para o seu Eterno mais umas cantigas de mal dizer de tudo e todos, vá lá fazer passatempos para divulgar grandes "bombas". Dou-lhe uma sugestão depois de divulgar o proximo treinador, divulgue o proximo massagista da equipa parece-me importante.

23.5.12  
Anonymous Anónimo said...

É claro que o senhor lf gosta deste presidente.

é ele que lhe da fama para escrever no jornaleco do clube e na benfica tv

23.5.12  

Enviar um comentário

<< Home