26/03/12

A PASSO DE CARACOL


Depois de um irritante empate em Olhão, que tudo parecia comprometer (veremos se comprometeu), apetecia-me tanto escrever sobre futebol, e sobre o campeonato, como aos jogadores do Benfica lhes apeteceu correr durante a partida.
O resultado da Mata Real, não recompondo totalmente a minha decepção, voltou a abrir a janela à esperança, ou à hipótese de um milagre, para ser mais exacto. Duas vitórias nas próximas duas jornadas (Sp.Braga e Sporting) colocarão o Benfica na rota do título, mas, com o Chelsea pelo meio, não me parece crível que essas duas vitórias se concretizem. E com um FC Porto tão irregular e tão anormalmente generoso, cada vez me admiro menos se o campeão vier mesmo a ser o surpreendente Sp.Braga.
Jesus queixou-se da expulsão de Aimar. Aceitando que talvez um cartão amarelo fosse suficiente para punir a entrada violenta do argentino, não creio que tenha sido este o jogo mais adequado para vilipendiar o árbitro. O Benfica tem fortes razões de queixa das partidas de Guimarães, Coimbra, FC Porto, mas no Algarve deve queixar-se sobretudo de si próprio. Até porque, ao lançar veementes críticas a um lance que permite diferentes interpretações (aceitando-se, por isso, a do árbitro), perde margem para condenar aquilo que de facto, e de forma grosseira, subverteu a classificação actual.
Voltando ao jogo, o que se viu dos encarnados não chega para se falar de um candidato ao título. Eu tinha aqui falado dos perigos deste tipo de partidas domésticas entaladas em grandiosas eliminatórias europeias, e a verdade é que desde que se iniciou a segunda fase da Liga dos Campeões, o desempenho benfiquista no campeonato eclipsou-se por completo.
A primeira parte de Olhão é sintomática daquilo que escrevi antes do jogo. De um lado uma equipa ultra fechada e apostada em fazer passar o tempo (é para mais disto que querem o alargamento?). Do outro um onze aburguesado, sem vontade de meter o pé, nem desgastar energias, e com a cabeça noutro lugar. Quando tal acontece, sair com um nulo é o máximo a que se pode aspirar.
Paradoxalmente, foi após a expulsão que o Benfica, ferido, se assemelhou mais àquilo que pretende ser. Podia até ter ganho o jogo, aos 97 minutos, quando o guarda-redes da casa se opôs brilhantemente a um remate de Saviola. Mas o empate a zero, é o resultado que melhor espelha o que se passou, constituindo um castigo merecido para quem não fez tudo o que podia para vencer.
Custa a entender que assim seja, mas a verdade é que, acompanhando o futebol há umas três dezenas de anos, já vi isto muitas vezes, a muitas equipas, nacionais e estrangeiras. Já em 1961 Bela Gutmann dizia que o futebol português não tinha rabo para duas cadeiras. Com Jorge Jesus, e com a peculiar gestão física que faz das suas equipas (sempre fortíssimas em Janeiro, e estranhamente esgotadas a partir de Março), essa proposição resulta ainda mais verdadeira.
Tal como aqui escrevi quando o Benfica tinha cinco pontos de avanço, já ninguém iria ganhar o campeonato aos encarnados. Só estes o poderiam perder. É precisamente isso que estão a fazer.
Talvez Jesus tenha razão quando diz que João Capela estava à espera de um pretexto para prejudicar o Benfica. Mas o que é um facto é que Aimar se pôs a jeito, e mesmo vendo várias repetições, não consigo deixar de aceitar a decisão tomada. Podia dar jeito, nesta altura, argumentar de outra forma, mas para ter razão há que ter critério. Não foi o árbitro que tirou estes dois pontos ao Benfica.

Gostava que Jorge Jesus e os jogadores entendessem o quão frustrante será para os adeptos perder este campeonato, depois de quase chegar a parecer bem guardado no bolso. O Benfica corre o risco de ficar em terceiro lugar; aconteça o que acontecer com o Chelsea, não vai, seguramente, ganhar a Champions; e a Taça da Liga, à semelhança da época anterior, não chegará para abafar as mágoas. O fracasso ou sucesso da época decide-se, pois, em larga medida, nos próximos dois jogos do campeonato. Mas, infelizmente, ou me engano muito ou as coisas vão mesmo correr mal.

9 Comments:

Blogger pjsimoes said...

Parece que toda a gente está a desvalorizar o jogo com o Marítimo em casa depois do jogo com a lagartada. O Marítimo está a fazer um grande campeonato!!! Os próximos 3 jogos podem ser decisivos e não os próximos dois.

26.3.12  
Anonymous Atento said...

O Benfica primeiro que mais nada é a equipa que começou a época mais cedo e ainda continua em 3 frentes é natural que jogando 2 jogos por semana se apresentasse em Olhão cansado afinal tinha jogado com o fcp 3 dias antes na Luz.Quanto ao jogo de Olhão tenho que dizer que o Benfica foi de facto espoliado pq se o Aimar é bem expulso o toy fez uma bem pior na 1ªparte ao Javi Garcia e não o foi, logo ao intervalo o olhanense estaria com menos 1, creio que seria bem diferente do que jogar com -1 não acha? Curiosamente muitos amigos meus tal como o LF depois deste jogo tb atiraram a toalha ao chão, e eu agora pergunto como é que possível isso tb acontecer o fcp é uma nulidade e não digo isto só pq o fcp empatou ontem digo pq é um facto uma equipa que na europa fez a figura que fez não é tão boa e temível como se pensa há é 1 trauma por parte dos adeptos (treinador/jogadores) com o fcp que não se entende .Eu não atiro a toalha ao chão por 2 motivos o Benfica é melhor do que os nossos adversários e só não está em 1º por causa da arbitragem, e ontem tal como na semana passada isso mais uma vez ficou demonstrado que o fcp só pontua devido a erros de arbitragem, na choupana penalty do a.pereira estava o jogo 0-0, ontem na mata-real 3 foras de jogo mal assinalados so Melgarejo (a ver se volta à casa Mãe) e 1 penalty do sapunaru por marcar tb isto tudo com o jogo ainda em 0-0.Se não formos campeões será frustrante é 1 facto, agora tendo em conta o que já foi feito até aqui acho que o Benfica está a fazer uma boa época, frustrante sim e bastante foi a época passada.Muitos disseram que o apito dourado tinha resolvido muita coisa e que agora já não era assim, que ingénuos se nada aconteceu ao fcp e as pessoas que lá estão são as mesmas como é que é possível pensar que o fcp não controla tudo, só 1 cego não vê isso, o vitor pereira desde que fez birra em barcelos que o Benfica tem sido constantemente prejudicado e o fcp beneficiado e melhor são beneficiados mas mesmo assim fazem o choradinho como se tivessem sido prejudicados.Quanto ao braga é de facto uma boa equipa mas na Luz apesar da sua evolução e crescimento nos últimos anos costuma dar-se mal.Nunca devemos deitar a toalha ao chão ainda mais com uma distância pontual pequena.

26.3.12  
Blogger MALUCODOFUTEBOL said...

"LA MENTALITAT"
Mentalidade tacanha! Mas que merda de jogo foi aquele em Olhão? Senhor treinador, senhores jogadores e senhores dirigentes querem ou não querem ganhar alguma coisa?
Eu, que sempre fui defensor de Jesus, já começo a dar razão a quem dizia que valeu Ramires e um enorme Di Maria na ponta final de 2009/2010!
Nota: Porquê Jesus, porquê Jesus? Não aprendes?
Nota 2: Está-se a ver o "endeusamento" que se fez de Nelson Oliveira... Ele não tem culpa, mas já fez o quê para merecer tantos elogios? Um golo ao Marítimo na Taça da Liga e um golo ao Zenit e jáé o melhor do mundo?
Nota 3: Ganhem este campeonato caralho!!!!!!!!!!!!

26.3.12  
Anonymous Anónimo said...

Tal como aqui escrevi quando o Benfica tinha cinco pontos de avanço, já ninguém iria ganhar o campeonato aos encarnados. Só estes o poderiam perder. É precisamente isso que estão a fazer.
É SINAL QUE OUVES O MELO NO RELATÓRIO E CONTRAS... COPIAR É FEIO

luis

26.3.12  
Anonymous Anónimo said...

Tal como aqui escrevi quando o Benfica tinha cinco pontos de avanço, já ninguém iria ganhar o campeonato aos encarnados. Só estes o poderiam perder. É precisamente isso que estão a fazer.
É SINAL QUE OUVES O MELO NO RELATÓRIO E CONTRAS... COPIAR É FEIO

luis

26.3.12  
Blogger Carlos Covas said...

O arbitro não poderia ser muito atacado em relação a falta de Aimar não tivesse sido a actuacao do mesmo na falta de Toy. Ha efectivemente uma dualidade premeditada na grande maioria das faltas a favor e contra o Benfica. Nenhum, mas mesmo nenhum arbitro e honesto, são corruptos vendidos e com mil uma artimanhas mais ou menos visíveis para prejudicar o Benfica, e essa e, jogando melhor ou pior, a única grande razão para os desapontamentos com que nos vem brindando de quando em vez e mais que suficientes para por em perigo toda uma época. Isto tem sido ano após ano o pão nosso de cada dia, e mantendo a esperança de que para o próximo ano as coisas serão diferentes e a ajuda maior para nada ser feito que altere de vez este arrastamento doentio de queixinhas e não ações.

26.3.12  
Anonymous Vitória do Benfica said...

Caro Luís
Concordo muito senão tudo com o seu post. Foi deprimente ver o nosso clube a atacar, alturas houve do jogo em que tínhamos quatro avançados e mesmo assim era displicente a maneira como eles chegavam ou não chegavam à baliza. Eu continuo a achar que está no empirismo de Jesus esta coisa frustrante que é uma equipa chegar a Janeiro em forma e depois chegar a Março esgotada ou displicente. Quem viu Cardozo jogar na terça e viu na sexta mais parecia uma sombra. Nelson Oliveira a mesma coisa. Por incrível que pareça só Saviola tentou chegar à baliza. Isto é uma vergonha e ainda mais vergonha porque JJ teceu antes do jogo elogios rasgados a Sérgio Conceição ora isto significa que conhece bem a sua maneira de treinar. Então se conhece bem porque não atuou?. Porque não fez como Henrique Calisto respondeu "o Porto que treinasse melhor a finalização" e é isso que JJ devia fazer.
Tanto dinheiro gasto em atletas e como um amigo meu disse nem um podologista o Benfica tem ou seja a parte técnico-cientifica passa ao lado é por isso que perdemos. Concordo consigo esta época vai ser um morrer na praia. Espero bem que me engane, mas também eu considero que ainda vamos concorrer como Marítimo para o terceiro lugar.

27.3.12  
Blogger LF said...

Melo?
Relatório e Contras?

Não vi nada.
Provavelmente tem apenas a mesma opinião que eu.

27.3.12  
Anonymous Vitória do Benfica said...

Esqueci-me de dizer. O Aimar tem tanto de grande jogar como de emotivo.Perdeu a cabeça e o problema é que o Bruno Cesar tinha perdido a cabeça no jogo com o Paços de Ferreira e isto vai-se acumulando. O Benfica não é o Porto e portanto não tem o beneplácido da arbitragem tem de ser melhor. A conferência de imprensa do João Gabriel foi muito emotiva portanto não havia necessidade

27.3.12  

Enviar um comentário

<< Home