01/03/11

CLASSIFICAÇÃO REAL

As estratégias do anti-benfiquismo para diluir as razões de queixa do clube da Luz face às arbitragens são há muito conhecidas. Desde os tempos de Pedroto que algumas delas foram sendo utilizadas, e, reconheça-se, o êxito sempre foi apreciável. Agora surgiu uma nova.
Aconteceu pela primeira vez no V.Guimarães-FC Porto, e voltou a repetir-se neste Benfica-Marítimo. Uma equipa é prejudicada, e os responsáveis da outra apressam-se a queixar-se, fazendo-o com a veemência suficiente para que as suas alegações pareçam verdadeiras. Primeiro foi André Villas-Boas a vociferar por um jogo onde o grande erro do árbitro tinha sido um penálti perdoado ao FC Porto. Agora foi Pedro Martins, queixando-se de uma arbitragem que também não viu um penálti contra a sua equipa, e afirmando que os juízes não souberam resistir á pressão do estádio, quando se assistira, pouco antes, precisamente a um golo anulado ao Benfica já nos descontos, em lance, no mínimo, merecedor de algumas dúvidas, pelo menos num primeiro visionamento. Não sei pois o que significaria, no entendimento dele, resistir à pressão do estádio.
É verdade que o Marítimo já foi muito prejudicado neste campeonato. Andou durante semanas a pagar a ousadia do seu presidente no caso Kleber. Mas neste jogo, se existem razões de queixa (e existem), elas são do lado do Benfica.
O que aconteceu depois da partida terminar está a servir para, uma vez mais, a partir do nada se fazer um caso. Discussões daquelas surgem em todos os campos, desde a Liga dos Campeões aos Distritais. Nem sequer se sabe o que cada um dos intervenientes disse, nem o que motivou os desentendimentos. Confundir aquilo com agressões selváticas a pontapé dentro de túneis é confundir a estrada da beira com a beira da estrada. O grande caso deste Benfica-Marítimo foi um penálti que ficou por marcar ainda na primeira parte, com o qual o jogo poderia ter sido totalmente diferente, e muito menos desgastante para a equipa da Luz. Já o grande caso do Benfica-Nacional havia sido, se nos recordarmos, um penálti que então ficou por assinalar sobre Sálvio, no lance que antecedeu o primeiro golo. São estes, a juntar a muitos outros, os casos do nosso campeonato. São estes, a juntar a muitos outros, os casos que fazem deste campeonato o mais subvertido desde que o "Apito Dourado" se tornou do conhecimento público.

OLHANENSE-FC PORTO
Não vi o jogo, nem sequer vi resumos. No sábado, quando me dirigia para uma sala de cinema para ver o último filme do Woody Allen, passei por um ecrã de televisão onde se via a repetição do segundo golo. Foi a única imagem que vi da partida, mas, pelo que sei, não existiram casos graves.
Resultado Real: 0-3

BENFICA-MARÍTIMO
Já falei do penálti, que me parece óbvio. É verdade que o jogador está de costas, mas o movimento que faz com o braço é claramente no sentido de tentar interceptar a bola.
Aceito o golo anulado, embora sublinhe que noutros estádios seria difícil tomar tal decisão, aos 91 minutos, com o jogo empatado. Na Luz, pelo que se vê, acontece todos os anos.
Poderei acrescentar que o cartão amarelo a Aimar é ridículo (o lance deveria ter originado, sim, um livre perigosíssimo a favor do Benfica), e que foi poupada a expulsão de um madeirense perto dos 60 minutos, por o respectivo segundo amarelo ter ficado no bolso.
Nota ainda para as palhaçadas constantes de Djalma, mostrando que já deve ter tido algumas lições de comportamento “à Porto”.
Resultado Real: 3-1

NACIONAL-SPORTING
Não sei se continua a valer a pena falar dos jogos do Sporting, quando nem os seus próprios adeptos já os vêem. Digo todavia que o golo do Nacional me pareceu irregular, muito embora as imagens sejam bastante difíceis de analisar devido ao nevoeiro. O penálti foi bem assinalado, e o lance entre Torsiglieri e Mateus parece-me consubstanciar a tradicional carga de ombro.
Resultado Real: 0-0

CLASSIFICAÇÃO REAL
BENFICA 58
FC Porto 53
Sporting 28

O top-erro também segue sem alterações:
1º SPORTING-V.GUIMARÃES (11ª jornada) Golo fantasma concedido pelo árbitro auxiliar, num lance em que a bola bate apenas na trave, e em que o guarda-redes vimaranense é empurrado, ele sim, para dentro da baliza. Resultado na altura: 1-0 Resultado final: 2-3
2º RIO-AVE-FC PORTO (3ª jornada) Rasteira clara de Álvaro Pereira a um avançado do Rio Ave dentro da área, a que Jorge Sousa fez vista grossa. Resultado na altura: 0-1 Resultado final: 0-2
3º FC PORTO-V.SETÚBAL (13ª jornada) Falcão mergulha para a relva no interior da área, e o diligente Elmano Santos aponta para a marca de penálti, a um minuto do intervalo. Resultado na altura: 0-0 Resultado final: 1-0

Etiquetas:

17 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Olhanense - Porto - Na 1ª parte agressão de Otamendi a Jorge Gonçalves dentro da área. O Penalti ficou por marcar e o Otamendi por expulsar. De referir que na sequência da agressão Jorge Gonçalves ficou a sangrar.

1.3.11  
Anonymous Fox69 said...

Saudações gloriosas

Atenção que no Olhanense vs porto, quando estava 0-0, há um penalty claro contra o porto, por empurrão pelas costas...

1.3.11  
Anonymous Peter said...

Caro LF deixe-me que lhe diga que ainda bem que sucedeu o que sucedeu no domingo com o marítimo, é que os portistas andavam para aí a dizer que o Benfica estava feito com o marítimo por causa do caso kléber, viu-se? Pela postura do treinador, delegado, e jogadores do marítimo.Quanto ao resto mais do mesmo falam,falam mas na realidade o mais prejudicado acaba por ser sempre o Benfica.

1.3.11  
Anonymous Anónimo said...

o teu anti portismo é cada vez maior a cada jornada que passa. deve ser por cada vez mais estares a espera que o fcp escorregue e te saia mal. disseste que villas boas e o adjunto ficaram frustrados. quer me parecer que foste tu e mais o rersto dos benfiquistas que ficaram frustrados por o porto nao perder pontos onde ainda ninguem tinha ganho.

palhaçadas de djalma? so se foi quando fez o golo. assustou-te? começa a ter vergonha dauqilo que escreves. esqueceste-te de referir ai que pelo menos o andre villas boas teve a decencia de pedir desculpa pelos comentarios que fez a seguir ao guimarares porto. ou nao te dava jeito escrever isso? o maritimo andou a pagar a ousadia do caso kleber? opah, digo-te, acho que se fosse por ai, se fosse tudo como tu dizes, o maritimo estava em ultimo e nao o portimonense, que ate é filial do porto, e vai em ultimo, mas disto tambem nao te lembras porque nao da jeito nao é? o que da jeito é denegrir a imagem do fcp. eu quero saber se por acaso houver algum tipo de confusao no meio do campo do dragao, se tambem vais dizer que é normal.coerencia precisa-se para os teus lados

1.3.11  
Blogger BT26 said...

Não viste, mas eu vi a segunda parte até ao 0-2. E posso dizer que durante essa altura ficou um penalti por assinalar contra os corruptos ("só" mais um) quando ainda estava 0-0; e o primeiro golo deles veio de uma falta não assinalada contra os corruptos ainda no seu meio campo... Isto para não falar da macia maneira de entrar aos lances dos "jogadores" do olhanense...

Benfica sempre.

1.3.11  
Blogger No.Worries said...

Também não vi o jogo do futebol corrupto do porto, mas já muita gente me disse que ficou um penalty por marcar a favor do olhanense. O costume para quem não tem capacidade para ganhar de outra forma...
Se o pedro martins tiver algum pingo de vergonha, neste momento já deve estar arrependido da parvoíce que disse.
Claro que um golo anulado como o que foi, aos 90 minutos e com os da casa empatados jamais poderia acontecer no estádio do dragão/ladrão. É inimaginável! Assim como o que aconteceu no jogo Benfica - setubal, ou alguém imagina um àrbitro a meio da 1ª parte marcar um penalty contra os corruptos (bem, acho que nem que arrancassem uma cabeça a alguém) e expulsar o guarda-redes da casa?!?
Quem quer a partir do nada (pois nada se passou no final do jogo, e nem com as imagens alguém pode desmentir isto) fazer um caso, devem ser os mesmos que se calaram bem caladinhos quando um jogador do clubeco de andrades corruptos mandou umas quantas peitadas a um àrbitro e além de não ter sido expulso nem sequer se falou em sumaríssimo.
Essas estratégias de anti-benfiquismo, por serem muito antigas, jamais podem ser levadas a sério... só se deixa levar quem anda muito desatento...

1.3.11  
Anonymous Anónimo said...

Ao 2º anónimo;

coerência????? vocês?????
onde????????

1.3.11  
Anonymous Peter said...

Só se for no roubo.

1.3.11  
Blogger BT26 said...

Pelos comentários dos outros já vamos com 2 penaltis, a juntar o golo que vem de uma falta que não é assinalada já faz mossa no resultado. Podes então mudar o resultado real para 2-2, e vão mais 2 pontos para os corruptos.

Benfica sempre.

2.3.11  
Anonymous Anónimo said...

sim coerencia. porque se o que acotneceu com jorge jesus acontecesse no dragao ja era ume scandalo. ou sera que por ser o jorge jesus, treinador do slb, ja é normal?

nao percebo. ja houv epara ai 3 penalties, um diz que é uma agressao, outro que é um empurrao, em que ficamos? segundo jorge jesus, empurroes nao sao agressoes, ou sera que por ser um jogador do porto ja passam a ser?

2.3.11  
Blogger Manuel said...

Um clube corrupto que nunca foi castigado, e que nunca assumiu as suas corruptelas, pelo contrário, desculpa-as, nunca poderá ser reconhecido por pessoas sérias. Nem nunca poderá ser considerado sério. Por mais que vença. É tudo uma questão de coerência e de honestidade.

As pessoas sérias não gostam de corruptos nem de pessoas tendencialmente venais. É tudo uma questão de princípios e de educação.

Mas isto para os andrades é difícil de perceber.

2.3.11  
Anonymous Anónimo said...

O que é q o sr LF tem a dizer sobre o facto de o Fabio Coentrao ter acabado o jogo sem sequer um amarelo qdo teve dois lances de expulsão?
1º chama de tudo ao fiscal de linha, acompanhando com uns perdigotos, 2º corta um lance de contra ataque com uma agressão à cotovelada a Djalma. Nem falta foi marcada!
O penalti q o LF fala deve ser uma espécie de brincadeira. Os defesas do Maritimo devem ver com o olho do cu e deviam correr com as maos nos bolsos...

2.3.11  
Anonymous Anónimo said...

Qto ao Jesus, nada de especial, como o PC disse, isto n é novidade nenhuma. Relembro q o VBoas e o PSergio foram expulsos por muito, mas muito menos.
Basta ouvir o elemento do Maritimo para entender q deve haver uma lei só para o Benfica q permite ao JJ fazer aquilo q bem entende. O mais maior grande clube do mundo tem direito a regras próprias, até pq, como dizia a capa da bola, é a alegria e a vitória do povo! Ridiculo!

2.3.11  
Anonymous Anónimo said...

N entendo bem o sr LF. N há mto tempo foi marcado um penalti, no Dragao, no ultimo minuto de jogo, contra o FCP. Por acaso foi falhado, mas o facto é q foi assinalado.
Agora, o sr LF continua na sua saga, bem tipica dos benfiquistas, de insinuar aquilo q mais lhe dá jeito. Mas se é feliz assim, esteja à vontade, o q é preciso é alegria!

2.3.11  
Blogger Manuel said...

Bem, quanto aos nomes menos próprios que o Coentrão tenha eventualmente chamado ao fiscal, é verdade. Mas agora os andrades virem queixar-se de tal facto quando foram eles que introduziram a moda no futebol português, para além de uma incrível hipocrisia, roça a imbecilidade.

Quem não se lembra de vários jogadores andrades a perseguirem árbitros e a chamarem, em coro, tudo aquilo que alguns deles merecem? Alguma vez viram um árbitro mostrar amarelo ou vermelho a jogadores andrades por esse facto? Eu nunca vi. Nem existe sequer.

Quanto à cotovelada, ainda não vi nada. As imagens não esclarecem. Vê-se apenas o Djalma a cair e o Coentrão a levantar os braços. A mim pareceu-me fita do Djalma, e parece que ao árbitro que estava mais perto, também. Nada que não estejamos habituados, dado o facto de já ter sido comprado para o norte. Começa a aprender rápido. Até já faz caras de manhoso.

3.3.11  
Anonymous Nós Sébio said...

A mentira repetida é a melhor verdade dos idiotas.

COENTRÃO. Não me lembro do episódio das bocas, mas nenhuma imagem que eu tenha visto mostra essa alegada cotovelada.

JESUS. Se vocês tivessem interessados em "bom desportivismo", e não apenas em achincalhar tudo o que é vermelho, nunca criticariam Jesus sem falar do comportamento dos jogadores do Marítimo.
Aqui, ao contrário do que se passou no Nacional, não houve NADA de especial, umas berrarias aqui e ali, um chega-para-lá ocasional, mas nada que justifique a vossa histeria.

Espero voltar a saciar-me hoje, e celebrar mais uma humilhação dos vizinhos.
Mas sei que será necessário ao Benfica marcar 5 golos mais impolutos que a Virgem Maria para que vocês e as vossas televisões não descubram uma qualquer razão para menosprezar e diminuir mais uma vitória da Glória.

Uns tontos que por aí andam até se deram ao luxo de reinventar a lei do fora de jogo para descobrir que o Sporting, num jogo em que o Sidnei é expulso aos 44 minutos por duas faltas vulgares, foi - cof, cof- roubado.

3.3.11  
Anonymous Anónimo said...

Caro Manuel, grande justificação. Portanto, como ontem o José n levou vermelho por agredir outro jogador, todas as equipas podem invocar essa situação para n terem jogadores expulsos. Acho q é uma teoria fenomenal, agora q o Jesus e o Coentrão deviam ter sido expulsos ou castigados, é a verdade.

6.3.11  

Enviar um comentário

<< Home