27/01/11

PÉS NO CHÃO, CABEÇA NAS TAÇAS

O FC Porto ganhou ao Nacional em jogo antecipado e elevou para onze pontos a sua distância na liderança da Liga. Aos dragões ficam agora a faltar apenas doze jogos para o fim da competição.
Sou um benfiquista apaixonado e confiante, mas prezo-me de ter a lucidez suficiente para distinguir aquilo que são sonhos, daquilo que são objectivos. Em futebol tudo é possível desde que a matemática o permita. Mas há situações em que as prioridades devem ser redefinidas em função das circunstâncias.
Para mim, neste momento, e apesar da sua excepcional carreira nos últimos meses, o Benfica tem pouquíssimas hipóteses concretas de ainda chegar à revalidação do título. Já aqui o disse há algum tempo, e após esta quarta-feira sou obrigado a reforçar essa ideia. Na origem da situação estão, obviamente, os pontos perdidos nas primeiras jornadas, em larga medida devido a arbitragens absolutamente grotescas. Esse balanço terá de ser feito, e ninguém espere que eu venha algum dia a felicitar um campeão alicerçado em tamanha falsidade. Mas a objectividade remete-me, nesta altura, para aquilo que está sobre a mesa, e para aquilo que pode ainda ser conquistado, sem esperar por sapatos de defunto, nem correr riscos de morrer descalço.
Deste modo, julgo que seria um erro beliscar qualquer uma das outras competições em função de um objectivo tão difícil de atingir. Por outras palavras, creio que a partir deste momento as grandes prioridades do Benfica devem passar pela Liga Europa, Taça de Portugal e Taça da Liga, precisamente por esta ordem.
As eliminatórias com o Estugarda, FC Porto e, provavelmente, Sporting, para cada uma daquelas três competições, devem pois ser os jogos onde apostar todas as fichas. Deve ser para aí que toda a energia da equipa, dos técnicos, dos jogadores, e, porque não, dos adeptos, deve ser canalizada. O Benfica, mesmo deixando fugir o título, pode ainda fazer uma grande época, e para isso tem de ultrapassar aqueles três obstáculos, após os quais estará, como favorito, em duas finais, podendo também prosseguir a rota europeia.

A eliminatória com o FC Porto, em particular, poderá significar a diferença entre uma boa época e um fracasso. A segunda mão é apenas em Abril, mas a primeira é já na próxima semana, e terá de ser encarada como um jogo de vida ou de morte. O Benfica não pode voltar a perder no Dragão. O Benfica tem de estar no Jamor, e tem de terminar a temporada com a Taça nas mãos.
Por outro lado, na Liga Europa o conjunto de Jesus terá nova oportunidade para fazer um brilharete, agora sem a pressão que na época passada o obrigou a dispersar-se na fase decisiva da prova. Os próximos adversários (Estugarda e PSG) não são inultrapassáveis, e a partir dos quartos-de-final tudo pode acontecer.
A Taça da Liga não será assim tão importante, mas está ali à mão de semear. Basta um empate nas Aves para atingir a meia-final, que será jogada em casa a uma só mão. É um título a não perder de vista, e que nas contas finais pode salvar ou ajudar a compor uma temporada.
Significa isto que o Benfica deva prescindir de lutar pelo campeonato? Nem pouco mais ou menos. A equipa deve tentar, jogo a jogo, amealhar os pontos que lhe permitam, por um lado pressionar o FC Porto, por outro assegurar, sem stress, o segundo lugar e o acesso à próxima Liga dos Campeões.
O que não pode, nem deve, é, por via de uma inglória luta, comprometer o muito que ainda tem efectivamente para ganhar. Até porque dois troféus, um segundo lugar no campeonato, e uma boa prestação europeia, constituirão certamente um bom pecúlio, e serão uma digna sucessão do título alcançado na temporada anterior. Se tal se verificar, creio que o Benfica ficará bem preparado para, se o deixarem, atacar em força a reconquista do campeonato nacional em 2011-12. A alternativa pode ser ficar sem nada, terminando a época a chorar sobre leite derramado, e convidando a instabilidade a entrar-lhe pela porta dentro.

10 Comments:

Blogger Ricardo said...

Magnífico. Está tudo dito.

27.1.11  
Blogger No.Worries said...

Excelente análise, que de facto coloca a lucidez à frente da paixão.
Compreende-se perfeitamente esse pouco acreditar na revalidação do título, uma vez que o clube corrupto continua, semana após semana, a ser altamente beneficiado, provando que não precisou só do "empurrão" nas primeiras jornadas.
Talvez com uma vitória na próxima semana no campo dos golfistas super desdentados, o provincianismo complexado dos azuis e broncos lhes traga intranquilidade, e mesmo sendo levados de colo em colo pode ser que caiam quando menos se espera.

ps.- alguma notiica sobre as lesões do falcão? Chegou-me aos ouvidos que tem a ver com um produto típico do seu país, e com qualquer coisa que o deixou com o nariz entupido. A camisola dele não é só azul...

28.1.11  
Anonymous Anónimo said...

Que azia pelo poderio do futebol do Porto

28.1.11  
Anonymous Anónimo said...

Da falsidade do ano passado não se queixou. Dos penaltis do mergulho...de 1/3 do campeonato jogado contra 10 e contra 9...do castigo de 3 meses a um jogador que este ano tem só 19 golos em 18 jogos e é rei das assistências...aí, já esteve tudo bem, nao é? Ah...e 4ª feira há mais ópera!

28.1.11  
Anonymous Peter said...

Concordo até pq os andrades quando deviam perder pontos e este ano já são muitos que deviam ter perdido as arbitragens safam-nos.

28.1.11  
Anonymous CarlosRocha said...

Um pensamento extremamente lúcido.

28.1.11  
Anonymous Carlos Rocha said...

Um pensamento extremamente lúcido.

28.1.11  
Anonymous José Sousa said...

Totalmente de acordo.
Saudações benfiquistas

28.1.11  
Anonymous Nós Sébio said...

os anónimos devem pensar no que era hulk antes da suspensão. nos golos que marcara e no índice de passes falhados.pelo contrário, hulk é o que é hoje graças à suspensão.

também devem perguntar-se se, caso o sr. hulk não tivesse espancado um ser humano e sido suspenso por essa razão, e caso o porco ganhasse todos os seus jogos, teria sido suficiente para ganhar o campeonato ao benfica.

e os anónimos deviam ter mais que fazer

29.1.11  
Anonymous Vasco said...

LF responda aos anónimos!! Se se cala eles "crescem" e como uma vez disse, uma mentira muitas vezes repetida torna-se verdade.
Va defenda o MAIOR CLUBE DO MUNDO SEGUNDO O GUINESS e deixe os adeptos corruptos sem piu!

29.1.11  

Enviar um comentário

<< Home