11/01/11

BEM ENTREGUE!

Já escrevi isto muitas vezes: não simpatizo com José Mourinho, não aprecio o estilo, e enquanto português não me sinto representado pela sua truculência, conflituosidade e, bastas vezes, má educação. Mas, como apaixonado por futebol, não posso deixar de reconhecer a sua imensa capacidade, a sua argúcia, o seu conhecimento, e a motivação que consegue incutir nos atletas, levando-os quase a rastejar em nome do grupo. Dito por outras palavras, seria um fã do técnico português se ele estivesse calado, e se limitasse a fazer aquilo que realmente sabe fazer melhor do que todos os outros, e que é orientar, preparar e motivar equipas de futebol.
Ganhando tudo o que havia para ganhar no Inter, e entrando bem no Real Madrid, onde mantém todas as esperanças em aberto, Mourinho merece o prémio da FIFA. E não querendo fazer parte do grupo de “invejosos” a que ele se referiu, devo dizer que até fiquei feliz pela nomeação. Efectivamente, também para mim, gostando ou não dele, é ele o melhor.

Se Mourinho é o melhor treinador, também haverá poucas dúvidas que Messi é o melhor jogador. Felizmente as escolhas recaíram desta vez em quem, semana a semana, mostra a sua genialidade, e não foram pelo caminho da oportunidade, da vitória pontual, do troféu conquistado ou do golo decisivo - critérios que por exemplo levaram, há uns anos atrás, à eleição do improvável Fábio Cannavaro.
Xavi é um fantástico jogador, assim como Sneijder também poderia ser uma boa opção. Já Iniesta, pese embora o seu enorme talento, me pareceria uma escolha forçada pelo seu golo na final do Mundial. Falta falar de Cristiano Ronaldo, que está em grande forma, e se continuar assim (e conquistar títulos), será um sério candidato ao triunfo daqui a um ano. Ele e Messi são de facto os dois melhores jogadores desta geração, e ainda têm uns anos pela frente para ganhar prémios e encantar o mundo.

6 Comments:

Anonymous Peter said...

O Mourinho merece e as palavras de Snejder sobre o treinador português dizem tudo.Quanto á re-eleição de Messi estou totalmente em desacordo, o Messi tal como o CR7 fez um péssimo mundial,logo não merecia sequer estar na lista dos 3 melhores tal como o português.Quem devia estar no seu lugar era o Snejder que para além de ter vencido tudo a nível de clubes com o Mourinho foi à final com a Espanha ou seja esteve sempre em performances de topo.E depois de Snejder integrar esta lista qq um dos 3 merecia ser o melhor jogador do mundo. É certo que o Messi e o CR7 são melhores jogadores que o Snejder,Xavi e Iniesta, mas 1 prémio que valoriza uma época inteira não pode integrar estes 2 jogadores.Até o próprio Messi ficou surpreendido e provavelmente achou que era injusto.O que levanta a questão que interesses andam por detrás destes prémios, para mim sinceramente além de lixar o Snejder(na eleição dos jornalistas venceu o holandês) esta nomeação tende a denegrir o CR7.Aliás neste momento o CR7 é o melhor jogador do mundo se continuar com estas performances e aliar a elas títulos individuais nem o Messi agarra.

11.1.11  
Blogger Jotas said...

Sinceramente,sem que isto me cause qualquer efeito de especial relevo, fiquei obviamente satisfeito que fosse ele o vencedor, porque de facto e julgo que basta ter dois olhos na cara para o ver, Mourinho foi de longe, o treinador com melhores resultados na temporada passada e ganhou uma liga dos campeões, com um clube em que mais ninguém o conseguiria fazer, porque no Barcelona é quase um facto natural e ser campeão do mundo pela Espanha, com o seu grupo de jogadores não é nada de extraordinário.
Contudo, o que mais me satisfez no meio disto tudo, foi a sua demonstracção de orgulho na sua nacionalidade, algo de que muitos precem ter vergonha.

11.1.11  
Anonymous Anselmo Damásio said...

Na minha opinião o Mourinho não é arrogante, simplesmente não é bajulador e tb não gosta de ser bajulado. Os portugueses são assim, quando aparece alguem que não passa o tempo a bater nas costas do parceiro e a chama-lo de amigo, é logo apelidado de mal educado e arrogante.
MAIS QUE MERECIDO O PRÉMIO QUE ELE GANHOU.
Quanto ao melhor jogador, foi injusto o Sneidjer ou o Xavi não terem ganho o prémio de 2010. O Messi é um jogador fantastico mas em 2010, os outros dois superaram-no.
SAUDAÇÕES GLORIOSAS

11.1.11  
Anonymous Peter said...

Títulos individuais não, títulos colectivos pelo Real Madrid.

11.1.11  
Anonymous Anónimo said...

eu comparo o jose a um outro treinador mas este do hoqui no gelo scoty bowman,nao da a minima a ninguem,por onde eles passam limpem tudo---saudacoes canadianas

11.1.11  
Anonymous Pedro said...

Eu também não aprecio a atitude do Mourinho, mas penso que faz parte da maneira de treinar dele. Envolvendo-se em polémicas e sendo o centro das atenções, acaba por centrar a pressão nele e tirá-la dos jogadores. Assim quando uma equipa treinada por ele perde, é o Mourinho que perde e os jogadores acabam por ser salvaguardados. Tendo em conta aquilo que ganhou a época passada, a vitória de Mourinho acabou por ser justa.

O Messi foi um justo vencedor. Não é qualquer jogador que marca 45 golos numa época, muito menos sem ser ponta-de-lança. Isto para não falar do futebol que praticou ao longo da temporada e daquilo que ganhou. Este ano vai pelo mesmo caminho (já leva 27 golos em 22 jogos e vai somando grandes exibições), embora possa vir a ter o Ronaldo, que também está em grande, como adversário de peso.


PS: Sempre que o Mourinho é galardoado, lembro-me da forma como começou. Lembram-se quando um certo presidente, que praticamente destruiu o Benfica e enquanto esteve à frente do clube só fez trapalhadas, se lembrou que havia lá para Barcelona um adjunto português e apostou nele para treinador principal? Não deixa de ser irónico que o melhor treinador do mundo tenha sido lançado por um dos piores presidentes (se não o pior) de que há memória...

11.1.11  

Enviar um comentário

<< Home