06/10/10

CLASSIFICAÇÃO REAL

V.GUIMARÃES-FC PORTO
A estratégia já vem dos tempos de Pedroto: mesmo quando se é reiteradamente beneficiado pelas arbitragens, mesmo quando se acaba de o ser mais uma vez, convém protestar um pouco para lançar uma nuvem de fumo que permita manter o status quo. A altura ideal para o fazer é após uma derrota, ou um empate, e quanto mais veemência se utilizar, melhor.
Tudo isto bateria certo se o penálti que só Rui Cerqueira viu, existisse mesmo. Podia acontecer: depois de vários penáltis por assinalar contra o FC Porto (Álvaro Pereira em Vila do Conde, Belluschi com o Braga, Rolando na Choupana, e, minutos antes, Fucile), era perfeitamente natural que, um dia, houvesse um por marcar a favor, permanecendo ainda assim um largo crédito nas contas azuis-e-brancas. Seria normal, num campeonato normal, e com um clube normal. Em Portugal (e estão aí mais escutas a demonstrá-lo), nem os campeonatos são normais, nem o clube que Pinto da Costa dirige o é - para se marcar um penálti contra a sua equipa seria preciso arrancar uma cabeça dentro da área, e qualquer espirro na área dos adversários é, quase sempre, sancionado (como aconteceu, por exemplo, na Figueira da Foz). Ainda assim há que manter os espíritos confusos, e não deixar que as efectivas razões de queixa de outros possam fazer-se ouvir a solo no palco mediático. Havia pois que aproveitar o insólito momento, e montar uma feira de indignação postiça a propósito do único lance, em todo o campeonato, em que o FC Porto teria sido supostamente penalizado.
Villas Boas cumpriu o papel que lhe cabia nesta peça (e até mostrou ter jeito), só não calculou que pudesse ter sido enganado pela própria estrutura do clube, fazendo a figura mais ridícula (usando a sua própria palavra) que me recordo de ver a um treinador português nos últimos anos. Gosto de ver as pessoas reconhecerem os seus erros, e o jovem treinador portista fê-lo, recuperando um pouco da seriedade que, após o jogo, parecia totalmente posta em causa. Mas o grotesco episódio não deixa de evidenciar a forma como naquela casa se procura, a todo o instante, adulterar a verdade, misturando-a com a mentira.
O que sobra da arbitragem de Carlos Xistra? Um penálti claro por assinalar, cometido por Fucile, e um segundo cartão amarelo ao mesmo jogador em lance que justificava a expulsão directa. Contra o FC Porto? Só um fora-de-jogo mal assinalado, num lance que não deu golo (Nilson defendeu com a cabeça).
Resultado real: 2-1 para o Vitória. Apesar da ingratidão demonstrada, Villas Boas deve pois um pontinho a Carlos Xistra.

BENFICA-SP.BRAGA
Como disse na altura, não gostei da arbitragem de Duarte Gomes. Teve critérios disformes, equivocou-se em muitas das faltas assinaladas e por assinalar, e não entendo – pelo menos à luz dos critérios que têm sido seguidos na Liga – os seis minutos de descontos dados no final.
Houve ainda dois foras-de-jogo mal assinalados, um para cada lado, mas em lances difíceis de avaliar (um porque é tirado "à pele", outro porque a movimentação dos jogadores do Braga – um, em jogo, a correr para a frente, outro, deslocado mas sem influência, a fazer-se também à bola, e depois a retrair-se - induz em erro o assistente).
No cômputo geral não houve influência no resultado.
Resultado real: 1-0

BEIRA-MAR-SPORTING
Um fora-de-jogo mal assinalado a um jogador aveirense, e um penálti reclamado, mas inexistente, sobre Hélder Postiga, são os únicos casos que me recordo do jogo.
Este texto serve para comentar a arbitragem, mas não deixo de notar a forma impressionante como o Sporting abordou os últimos minutos, perdendo bolas infantilmente, e deixando que o Beira Mar criasse lances de perigo sucessivos. Problemas físicos?
Resultado real: 1-1

CLASSIFICAÇÃO REAL
BENFICA 19
FC Porto 13
Sp.Braga 10
Sporting 6

TOP-ERRO
Nesta rubrica assinale-se a entrada do penálti de Fucile para o 3º lugar, por troca com o penálti sobre Carlos Martins em Guimarães.
1º RIO-AVE-FC PORTO (3ª jornada) Rasteira clara de Á.Pereira a um avançado do Rio Ave dentro da área, a que Jorge Sousa fez vista grossa. Resultado na altura: 0-1 Resultado final: 0-2
2º NACIONAL-FC PORTO (5ª jornada) Murro de Rolando na bola dentro da área, que Bruno Paixão não quis ver. Resultado na altura: 0-1 Resultado final: 0-2
3º V.GUIMARÃES-FC PORTO (7ª jornada) Agarrão de camisola de Fucile a Edgar, na área portista, com Carlos Xistra a assinalar falta atacante. Resultado na altura: 1-1 Resultado final: 1-1

11 Comments:

Blogger Saci Pererê said...

És um doente...

6.10.10  
Anonymous Brytto said...

Que palhaçada fabulosa ,eheheheheh
Eu nem precisei ver o lance mts vezes, bastou-me ver quem era o interveniente, sua Ex.a, Ruben Micael. Ora, se tivesse existido o quer que fosse, esse venenoso era o primeiro a fazer uma palhaçada, pois neste caso, o rapaz não se manifestou, vi logo que nada tinha existido... Alguém diga ao rapaz que para a próxima seja um pouquinho honesto, teria assim evitado a figura triste que o seu treinador fez!

Uma nota: O fora d ejogo marcado ao Falcao é mal assinalado, neste caso têm razão, mas se estabelecermos o comaparativo com o Cardozo, ficou um cartão amarelo por mostrar...

Agora ficou mais claro a importância da roubalheira inicial, este rapazola não tem estrutura psicológica para aguentar sequer a pressão de um empate, o que seria se já tivesse perdido mais pontos... estou convencido que se teria instalado a instabilidade total de uma vez, mesmo assim, ainda tenho as minhas esperanças...

6.10.10  
Anonymous Anónimo said...

Gosto quandoe screves mais sobre o fcp do que do teu clube.é sinal que nao consegues viver sem o porto.

6.10.10  
Anonymous Peter said...

Sobre o que se passou em guimarães só posso dizer isto, FOI UMA VERGONHA a postura do treinador do fcp.O fcp foi efectivamente muito mais beneficiado do que prejudicado pela arbitragem de carlos xistra.Há 1 penalty claríssimo de fucile sobre edgar que daria o 2º amarelo para o arrogante uruguaio, e a falta que efectivamente lhe deu o 2º amarelo e consequentemente vermelho,deveria ter sido isso sim vermelho directo, poderia ter acabado com a carreira do jogador marroquino lembrem-se do van basten.O treinador portista apesar da meia culpa que fez sobre o lance do penalty fantasma entre o ruben micael e o alex considerou a expulsão do fucile rídicula (lol rídiculo é ele) e foi mesmo nas suas barbas e sobre isso não fez mea culpa.Relembrou agora faltas duras sobre o moutinho e o falcão, eu tb me lembro de faltas claras e duras do moutinho sobre o toscano e do fernando sobre o j.ribeiro e tb não foram admolestadas com os respectivos cartões.Curiosamente na sua meia culpa nunca se refere ao penalty efectuado por fucile,Porque será?Tendo o fcp ficado à mesma na liderança apesar do empate mas mantém uma vantagem confortável,a questão pertinente é porquê esta reacção num jogo em que mais uma vez foi claramente beneficiado?Simples a perca dos 2 primeiros pontos, o mau perder que é apanágio de um clube que pratica tudo o que não deve ser o desporto, e a camuflagem dos benefícios de que tem sido alvo neste e noutros jogos.Numa semana em que mais uma vez o povo português teve acesso a escutas relacionadas com o apito dourado,ficamos a saber que os juízes dos tribunais civís no Porto se vendem apenas por 2 bilhetes para ir ao futebol.Que os árbitros roubam a seu belo prazer desde que lhes seja fornecido umas prostitutas para passarem um tempo agradável com elas.E que o proprietário da sportv é unha e carne com o presidente do fcp, como é que os seus empregados neste caso os jornalistas podem ser isentos? Para finalizar tenho que dizer que apesar da ida dos orgãos sociais do Benfica ao ministério da admnistração interna por causa de tudo o que se passa sempre que o Benfica se desloca a cidade do Porto,nada vai mudar pq as escutas demonstram claramente o peso que este clube mafioso tem no poder político e judicial.E no próximo fcp-Benfica mais episódios tristes vão se passar com certeza.

P.S.- Já me esquecia o APV merece desta vez o meu aplauso pela sua postura no programa da rtpn (outra sucursal do fcp) trio d´ataque em manter-se fiel nas suas convicções, já a fuga do outro comentador o rui moreira é o espelho de quem não tem argumentos para sustentar as suas teses e não consegue ouvir a verdade.

P.S2- è verdade o falcão não se encontra fora de jogo mas verdade seja dita se o lance fosse considerado legal o falcão não marcaria golo,não comparem com os lances do guimarães-Benfica porque o nilson defendeu o remate de falcão.

6.10.10  
Blogger Nuno T said...

Não comentas a reacção dos comentadores portistas, nomeadamente do Rui Moreira, quando confrontados com a verdade acerca do seu clube?

6.10.10  
Blogger Dylan said...

Uma bela e real análise ao jogo de Guimarães que vai deixar muita gente doente...

6.10.10  
Anonymous Anónimo said...

os andrades corruptos são a vergonha do norte.

7.10.10  
Anonymous Anónimo said...

estou ansioso pela poblicação de mais escutas do apito dourado. vais ser um gozo durante os próximos meses!

7.10.10  
Anonymous the_passenger said...

Presumo que o Anónimo não tenha lido o post anterior, inteiramente dedicado ao Benfica. É que o Benfica jogou no domingo, e o Porto e Sporting jogaram depois, e este post foi publicado hoje (quarta-feira), justificando-se perfeitamente que se fale mais dos outros clubes que ainda não tinham sido falados do que no Benfica.

O que eles queriam era ter a razão do lado deles e justificar que também são prejudicados. Depois da posição do Benfica acerca das primeiras jornadas e logo a seguir à estapafúrdia arbitragem no jogo com o Guimarães andavam ressabiados e à espera da 1.ª oportunidade. Saiu-lhes o tiro pela culatra, pois não só perderam a razão como ainda se viu que foram mais beneficiados que prejudicados neste jogo.

7.10.10  
Anonymous Anónimo said...

O facto de o Maxi Pereira ter acabado o jogo apesar de ter agredido dois jogadores do Braga, é perfeitamente normal, nada que o David Luis, Luisao ou Javi Garcia n tenham feito antes.
O fora de jogo ao Alan merece entrar na lista dos foras de jogo mais escandalosos dos ultimos 30 anos! Logo a seguir aquele que precedeu o golo do Benfica contra o Porto o ano passado. Mas isto +e q sao belas arbitragens.

8.10.10  
Anonymous the_passenger said...

E onde estão os vídeos desse fora-de-jogo? Confesso que andei à procura e não encontrei nada. E se era assim tão escandaloso, porque é que o AVB só se lembrou de o referir depois e não na altura, fazendo alarido por causa de um penalty inexistente (numa representação digna de um Óscar para melhor actor secundário)?? E o penalty por marcar contra o Porto, não merece comentários? Se calhar a si não é escandaloso porque não lhe convém.

Quanto ao golo que refere no Benfica-Porto, presumo que esteja a falar do jogador do Benfica que está deitado no chão e que não qualquer intervenção no lance (portanto, a ser marcado fora-de-jogo seria mal-marcado), certo? É que de resto Saviola (o autor do golo) parte de posição legal... Há vídeos no youtube que confirmam isso, se tiver dúvidas...

8.10.10  

Enviar um comentário

<< Home