24/03/10

TAÇA SIM, TAÇA NÃO

FC Porto, Rio Ave, Naval e Desp.Chaves são os semi-finalistas da Taça de Portugal.
A prova tem tradições, tem história, é bonita, mas tem estado, nestas últimas duas épocas, ferida de morte. O motivo é só um: a ausência do Benfica, e do seu peso social, das suas fases mais adiantadas.
Por muito que isto desagrade a alguns, sem o Benfica, as competições perdem mediatismo, perdem interesse, perdem dinheiro, e acabam por definhar longe dos holofotes da ribalta. E se o clube da Luz não salvar a Taça de Portugal nas próximas épocas (vencendo-a, ou chegando ao menos à final), temo que esta se torne, a breve trecho, uma competição totalmente menor, apenas destinada aos clubes mais pequenos.
Em sentido inverso tem caminhado a Taça da Liga, que, por felicidade sua, e mesmo com regulamentos absurdos, tem contado com o Benfica nos momentos de decisão. Bate recordes de audiência (a última final foi o programa televisivo mais visto do ano), esgota estádios, domina as atenções dos adeptos, as conversas de café e os artigos de jornal. Nenhum patrocinador a desdenharia, e creio que a Carlsberg (que parece inclinada para renovar a parceria) tem tantos motivos para festejar como o Benfica e a própria Liga. Também a SIC teve sorte ao adquirir os seus direitos de transmissão, por antagonismo com a infeliz TVI, que optou pela Taça de Portugal - o que, sem Benfica desde cedo, equivaleu a optar pelo nada.
Entalada entre a última jornada do campeonato, e o início dos trabalhos do Mundial, a meio de uma tarde provavelmente soalheira e a convidar à praia, sem atribuir qualquer lugar nas provas europeias, estou certo que a outrora bela final do Jamor vai este ano (à semelhança do anterior) dar lugar a uma triste formalidade federativa, sem alma, sem cor, sem vida, e sem que a maior parte dos portugueses dê sequer por ela.
Esta reflexão faz-nos perceber a importância que o Benfica tem no contexto desportivo nacional, do qual é simultaneamente coração, sangue e pulmão, não havendo sinais de vida sem ele, nem para além dele.
Qual o último grande jogo de Taça? Pois, foi o 5-3 de Alvalade, há dois anos atrás. Exactamente a última vez que o Benfica chegou às meias-finais.
Qual será o próximo grande jogo de Taça? A próxima vez que o Benfica chegar a uma final. Até lá… o vazio.
Que a Taça de Portugal consiga sobreviver a mais um ano de apagamento, é o meu desejo.

14 Comments:

Anonymous Hugo said...

Considerar que a prova está ferida de morte apenas porque o Benfica foi eliminado não lembra a ninguém.
Eu sugiro que os clubes deixem o Benfica a jogar sozinho

24.3.10  
Anonymous Anónimo said...

Presunção e água benta...

Criem um campeonato e taças só para o Benfica. Benfica A vs Benfica B. Fica assegurado o sucesso e mediatismo da prova.

Há coisa que, mesmo que se pensem, não se devem dizer (sob pena de se cair no rídiculo, o que, infelizmente, parece que aconteceu neste post...)

24.3.10  
Anonymous Hugo said...

São artigos como este que fazem muita gente odiar o Benfica tal é a arrogância e a mania que são o centro do mundo

24.3.10  
Anonymous Anónimo said...

"Q ricas uvas! Ups, não chego lá! Óh, q se lixe...tb estão verdes!"

24.3.10  
Blogger LF said...

Não se trata de jogar sozinho.

Mas como o futebol português só tem dois grandes clubes: Benfica e Anti-Benfica, é preciso que eles estejam em campo para cativar as multidões.
E se não está um, não está o outro.

24.3.10  
Blogger LF said...

Não é o centro do mundo, mas, queiram ou não, gostem ou não, o Benfica é o centro do desporto português.

Apenas constatei uma realidade que as audiências, a publicidade e o mediatismo confirmam.

É isso, e não a maior ou menor arrogância dos adeptos, que o faz ser tão odiado.

24.3.10  
Anonymous Já chega said...

São atitudes como as do bruno alves e as do pinto da costa que fazem com que nenhuma pessoa de bem possa ser adepta do fcp...

Ódio?? Esse só para quem não é de bem (anti-Benfica claro está).

24.3.10  
Anonymous O GLORIOSO said...

Coitadinhos dos meninos Hugo e afins não gostam de ler umas verdades. É dificil não é?

24.3.10  
Anonymous kurt cobain said...

o melhor exemplo do que está dito no post é o basquetbol.qd o SLB abandonou a liga pela forma vergonhosa cm andava a ser tratado o resultado foi...acabou a liga tal como estava e a solução foi um novo formato de competiçao com,adivinhem lá...o Benfica!

24.3.10  
Anonymous Anónimo said...

Benfica e Anti-Benfica... LF, pense por si mesmo e deixe de utlizar as expressões do Silvio Cervan...

Os seus sucessivos posts relativamente ao Porto, à sua direcção e casos menos claros de fruta, café com leite, chocolates para dormir e outros que existam, falo-iam, nos termos do seu raciocínio, a concluir que mais do que Benfica, o LF é mesmo é anti-Porto.

O facto de alguém não gostar do Benfica (e existem mais do que suficientes razões para isso) não faz dele um anti-benfica... Não acreditar nisso é, apenas, um bom raciocínio de egocentrismo que apenas contribui para que os outros gostem cada vez menos de vocês (o que não implica um aumento ou diminuição do afecto que sentem para com o respectivo clube...)

25.3.10  
Blogger LF said...

Não só só eu e o Sílvio Cervan que dizem isso. Qualquer observador isento percebe que Porto e Sporting têm pouca vida própria para além da rivalidade com o Benfica. É o ódio ao Benfica que os alimenta.
O Sporting por razões que têm a ver com a própria história da fundação dos clubes, o FC Porto por questões regionalistas, de onde resulta uma visão do Benfica como símbolo do centralismo que pretende combater.
No fundo, um e outro, são anti-clubes.

25.3.10  
Anonymous Anónimo said...

E o LF acha mesmo que a escolha de um clube por parte de quem quer que seja, nos dias de hoje, tem que ver com as razões da sua fundação (há mais de 100 anos)? E que todos os lisboetas adeptos do Porto têm, necessariamente, um problema com um alegado centralismo?

Mais uma vez me parece, do teor dos seus posts, que o LF é mais Anti-Sporting e Porto do que benfiquista...

O argumento do qualquer observador isento é genial, quase tão bom como dizer que apenas os atrasados mentais defendem que existem dois clubes, Benfica e Anti-Benfica (não concordo com nenhum dos dois). Não é pelo insulto, mesmo que camuflado sob a palavra isento, que chega a algum lado..

25.3.10  
Anonymous iBenfiquista said...

Odeia-se o que é melhor do que nós.
Odeia-se o que é maior do que nós.
Odeia-se o que é mais competente do que nós.
Odeia-se aquilo que nos obriga a olhar para cima.

Só os pequenos odeiam.
Só os medíocres odeiam.
Só os ressentidos odeiam.
Só os frustrados odeiam.

Odeia-se aquilo que não se consegue alcançar.

ANÕES!!

25.3.10  
Anonymous Anónimo said...

concluindo:

sem o Benfica, a competição não presta e não tem interesse

se o Benfica ganha a taça, já tem interesse e a competição já é interessante, isto claro, contando com a ajuda dos vários órgãos de comunicação social do Benfica.

já parece os adeptos portistas a falar. quando são eliminados de uma competição "ah e tal não interessa para nada" mas se a ganham são os maiores do mundo

Popy

28.3.10  

Enviar um comentário

<< Home