23/02/10

CLASSIFICAÇÃO REAL

Como o Benfica já havia jogado, e como o Sporting deixou de fazer parte desta história (e deveria também ficar de parte dos debates televisivos a três, onde neste momento apenas lança a confusão), a análise resume-se esta semana ao jogo do Dragão.
FC PORTO-SP.BRAGA
Olegário Benquerença esteve mal, cometendo erros em desfavor de ambas as equipas. Perdoou duas grandes penalidades ao FC Porto (ambas sobre Mossoró, e uma delas claríssima), mas também perdoou a expulsão a Paulo César quando este atingiu Fucile com uma cabeçada. No entanto, a vitória expressiva do FC Porto não pode ser posta em causa.
Resultado Real: 5-3
CLASSIFICAÇÃO REAL
BENFICA 54 pontos
FC Porto 43 pontos
Sp.Braga 41 pontos
ADENDA: Não é muito importante para a classificação, mas devo dizer que só depois me apercebi terem ficado mais dois cartões vermelhos por mostrar a jogadores do Sp.Braga: Mossoró (2º amarelo) e Rafael Bastos (entrada assassina perto do final).

Etiquetas:

3 Comments:

Blogger Sry Lanka said...

Tb não viu q o Mossoró devia ter levado o 2º amarelo por ter chutado a bola meia-hora depois do arbitro apitar, logo aos 35m!?
Ah pois...passou-lhe!!

E já agora...percebe agora o critério dos arbitros?? O mesmo Olarápio q dá amarelo ao Luisão quanto este cobardemente pontapeia um colega de profissão deitado no chão...o mesmo q por uma entrada mais aparatosa q violenta, do João Pereira passando até plo meio das pernas do Ramirez lhe dá vermelho aos 7m...o mesmo q por uma entrada assassina do Rafael Bastos sobre o Belushi lhe dá...amarelo! Percebe o critério?? Eu percebo! Estamos há muito tempo a perceber todos!

E já agora...José Cardinal, árbitro-auxiliar que habitualmente acompanha Jorge Sousa
Terá levado um cachaço também na Luz, como o José Ramalho?
- validou dois golos do Benfica em situação-limite de fora-de-jogo no Belenenses-Benfica, da 4ª jornada, os lances que ditaram 0-2 e 0-4, assumindo bem que em caso de dúvida beneficia-se (ou não se prejudica) quem ataca mas num critério que nem sempre respeita
- anulou um golo limpo a Farias, por fora-de-jogo inexistente, frente ao Belenenses (9ª jornada) e o FC Porto acabou empatado 1-1
- anulou um golo limpo ao Nacional, na Luz, por fora-de-jogo inexistente em recente jogo da Taça da Treta que daria 0-1 (resultado final 1-0)
- anulou lance de perigo iminente com Pongolle a isolar-se no recente Sporting-Benfica da Taça da Treta, e que poderia dar 2-2, assinalando fora-de-jogo "assassino".

Percebem o critério?!?!?

23.2.10  
Anonymous Vitória do Benfica said...

A Vitória expressiva, não pode ser posta em causa. Discordo da sua observação, é que agora os artistas são outros não os arbitros mas sim como os atletas são postos a jogar. Por isso em meu entender a goleado do pOrto ao Braga dever ser posta em causa por aqueles que pensam o futebol.

Já agora por onde andam os guerrilheiros Tamil é que SryLanka sem Tamis é o mesmo que Sri Lanca sem Colombo ( a capital do país)

23.2.10  
Blogger GT Abarth said...

Que "boa" maneira de pensar!

Então o Sporting devia ficar de fora dos programas de TV???

O que dizias disso sobre o Benfica durante 3 épocas em que ficaram em 4º lugar?
E já agora no ano em que ficaram em 6º???

24.2.10  

Enviar um comentário

<< Home