13/12/07

CHAMPIONS LEAGUE: UM BALANÇO DA PRIMEIRA FASE

GRUPO A – A hierarquia natural deste grupo foi rompida com a desastrosa primeira volta do vice-campeão Liverpool, que dobrou primeira volta da desta fase com apenas 1 ponto, recuperando depois de forma sensacional com três imponentes goleadas. Todos os outros resultados foram de algum modo naturais, com o F.C.Porto a vencer na Turquia, posicionando-se desde logo de forma muito vantajosa face ao apuramento, vantagem essa que não desperdiçou, acabando por vencer o grupo.
GRUPO B – A grande surpresa deste grupo, pela negativa, foi a péssima prestação do Valência – apenas marcou dois golos nesta fase - que, ao perder ambos os jogos com o Rosenborg, complicou a sua vida e permitiu aos nórdicos disputarem o apuramento até ao último jogo. O Chelsea venceu naturalmente o grupo, e o Schalke, beneficiando do desastre valenciano, conseguiu um segundo lugar que acabou por se tornar mais fácil do que certamente havia suposto.
GRUPO C- Foi um dos grupos mais equilibrados, com todas as equipas a chegarem à última jornada a dependerem de si para se apurar. O Real Madrid marcou a sua posição vencendo, com alguma clareza, todos os jogos em casa, enquanto que o Olympiakos, com duas preciosas vitórias em Roma e em Bremen, acabou por de certo modo surpreender, deixando alemães e italianos de fora.
GRUPO D – O Milan esteve ao seu nível, perdendo apenas três pontos nesta fase, ganhando facilmente o grupo, e marcando bem cedo o seu lugar nos oitavos. O jogo que perdeu em Glasgow acabou por se revelar a chave da qualificação do Celtic. Já na época passada a equipa escocesa tinha vencido todos os jogos em casa, e desta vez voltou a fazê-lo, algo que o Benfica, uma vez mais, não conseguiu igualar, perdendo nesse particular o apuramento. A equipa encarnada, já depois de uma derrota muito comprometedora em casa diante do Shakhtar, acabou por ficar a apenas um golo (em Glasgow, ou diante do Milan na Luz) do segundo lugar, o que deixa um travo amargo a frustração.
GRUPO E – Se o Barcelona se impôs com naturalidade, já a qualificação do Lyon se revelou mais difícil do que eventualmente se esperaria. A equipa francesa foi goleada em casa pelo Glasgow Rangers, complicou aí muito a sua vida, e chegou à última jornada a necessitar de uma vitória na Escócia, o que acabou todavia por conseguir. Os escoceses tiveram o apuramento na mão, mas duas derrotas nos últimos dois jogos – a primeira delas, em Estugarda, depois de estarem em vantagem - remeteram-nos para a Taça Uefa.
GRUPO F – A hierarquia do grupo foi integralmente respeitada, com o Manchester a alcançar um apuramento fácil, a Roma o segundo lugar, depois de alguma sorte nos confrontos com o Sporting, e a equipa portuguesa a mostrar-se claramente mais forte que o Dínamo de Kiev na luta pela repescagem para a Taça Uefa.
GRUPO G – A par do Olympiakos, o Fenerbahce terá sido a maior surpresa desta fase, ao deixar pelo caminho PSV Eindhoven e CSKA de Moscovo. A equipa turca, impulsionada pelas excelentes exibições do brasileiro Alex, começou logo com uma vitória sobre o Inter, o que conjugado com os empates que conseguiu no terreno dos dois adversários directos, a catapultou para uma qualificação relativamente tranquila, ainda que apenas selada na derradeira jornada. O Inter, depois dessa entrada em falso, cumpriu o papel que dele se esperava.
GRUPO H – Foi talvez o grupo mais desequilibrado, onde desde muito cedo se percebeu quem seriam os dois apurados. Mesmo a luta pelo terceiro lugar, ficou definida a duas ronda do fim, após o duplo confronto entre Slávia e Steaua. Para o final ficou apenas a dúvida sobre quem venceria o grupo, e nesse particular, os dois pontos perdidos pelo Arsenal em Praga acabaram por se revelar decisivos.

ESTATÍSTICAS GERAIS:
TOTAL DE GOLOS:268 MÉDIA DE GOLOS POR JOGO: 2,79
GRUPO COM MAIS GOLOS: Grupo C - 41golos GRUPO COM MENOS GOLOS: Grupo B – 23 golos
MELHOR ATAQUE: Liverpool – 18 golos PIOR ATAQUE: Valência – 2 golos
MELHOR DEFESA: Chelsea - 2 golos PIOR DEFESA: Dinamo de Kiev – 19 golos
MAIS PONTOS: Manchester United -16 pts MENOS PONTOS: Dínamo de Kiev – 0 pts
APURADO COM MENOS PONTOS: Schalke – 8 pts ELIMINADO COM MAIS PONTOS: Benfica, Sporting, Rosenborg, Rangers, PSV e Marselha - 7 pts
APURADO COM MENOS GOLOS MARCADOS: Schalke e Celtic – 5 golos ELIMINADO COM MAIS GOLOS MARCADOS: Sporting - 9 golos
APURADO COM MAIS GOLOS SOFRIDOS: Lyon – 10 golos ELIMINADO COM MENOS GOLOS SOFRIDOS: Benfica e PSV – 6 golos
PONTOS POR PAISES: 1º INGLATERRA 51 pts ; 2º ESPANHA 45 pts; 3º ITÁLIA 43 pts ; 4º PORTUGAL 25 pts

ESTATÍSTICAS INDIVIDUAIS:
MELHORES MARCADORES: Cristiano Ronaldo (Manchester United) e Ibrahimovic (Inter) - 5 golos
MAIS ASSISTÊNCIAS PARA GOLO: Djordjevic (Olympiakos) e Pirlo (Milan) - 5
REMATES À BALIZA: Juninho (Lyon) -17 e Cardozo (Benfica) - 16
FALTAS COMETIDAS: Brown (Celtic) - 22 FALTAS SOFRIDAS: Diego (Bremen) - 28 e Quaresma (F.C.Porto) - 27

CURIOSIDADES:
- Todas as equipas do pote 1 ficaram apuradas. Do pote 2 apenas Benfica, PSV, Valencia e Bremen ficaram eliminados, sendo que os espanhóis nem para a Uefa se qualificaram. Fenerbahce foi o único clube saído do pote 4 que alcançou os oitavos-de-final.
- O Celtic conseguiu apurar-se com diferença de golos negativa (5-6)
- O F.C.Porto foi o primeiro classificado com menos golos marcados (8)
- Os dez primeiros do ranking da Uefa apuraram-se todos. O décimo primeiro (PSV) falhou o apuramento. O Fenerbahce é o clube com pior ranking entre os apurados (46º)

EQUIPAS PORTUGUESAS:
REMATES EFECTUADOS - Benfica 99, Sporting 90 e F.C.Porto 68
POSSE DE BOLA- Benfica 51,2 , F.C.Porto 51,0 e Sporting 50,2
REMATES CONSENTIDOS - F.C.Porto 54, Benfica 76 e Sporting 85
ASSISTÊNCIA MÉDIA – F.C.Porto 41.011, Benfica 39.731 e Sporting 31.062

11 Comments:

Anonymous Otragal said...

Relativamente às assistências é preciso não esquecer o contexto do último jogo com o Kiev, para os adeptos era a feijões.

13.12.07  
Blogger LF said...

É verdade.
Mas mesmo fazendo as contas apenas aos outros dois jogos, o Sporting seria igualmente terceiro, com cerca de 36 mil.
Se considerarmos o jogo da pré-eliminatória com o Copenhaga (55 mil), o Benfica ficaria em primeiro lugar dos três.

13.12.07  
Blogger LEÃO DA ESTRELA said...

Os números não deixam dúvidas: um ano depois, o Sporting, embora não cumprindo o objectivo traçado, melhorou o seu desempenho nas provas europeias, desde logo ao ter garantido a passagem à Taça UEFA, que é uma espécie de prémio de consolação para aquelas equipas que não conseguem apurar-se para a segunda fase da Liga dos Campeões. É certo que a melhoria leonina foi feita à custa da pior equipa na prova, o Dínamo de Kiev (a única equipa que não pontuou), a quem ganhou seis pontos e a quem marcou cinco golos. Mas o que fica para a história é que o Sporting foi o melhor dos terceiros classificados, obtendo os mesmos sete pontos de Marselha, Glasgow Rangers, PSV, Rosenborg e Benfica, mas sendo a única equipa com vantagem dos golos marcados sobre os golos sofridos (9-8). Relativamente a 2006-2007, o Sporting conquistou mais uma vitória, marcou mais cinco golos, sofreu mais dois e amealhou mais dois pontos.

13.12.07  
Blogger LF said...

É verdade.
Se o F.C.Porto fez os mesmos pontos que na época passada (embora na altura apenas tenham chegado para o segundo lugar, e este ano deram para o primeiro), e o Benfica também (ficando igualmente em terceiro lugar), o Sporting foi o único dos três que melhorou a sua performance, subindo um lugar, fazendo mais pontos e marcando mais golos.
Não é no plano europeu que o Sporting tem falhado.

Mesmo no ano passado, tendo em conta o grupo que lhe calhou, penso que o Sporting fez uma prova bastante razoável. Faltou-lhe apenas vencer (ou ao menos empatar) o último jogo em casa com o Spartak.

13.12.07  
Anonymous catn said...

LF

O meu balanço da Champions, é o seguinte:

fcp-Fez a sua obrigação, classificar-se á frente de Marselha e Besiktas equipas demasiado fracas, em relação ao Liverpool, beneficiou da péssima entrada do clube Inglês nesta prova, o fcp foi a equipa mais regular do grupo

Sporting-ficar atrás do Manchester Und. e da Roma, não envergonha os seus adeptos, fez bons jogos e demostrou que sabe jogar bom futebol

Benfica-esta classificação soube a pouco, ganhou a 2 adversários e empatou com a equipa mais forte, por outro lado, perdeu com todas as equipas do grupo

Eu acho, que a chave deste grupo foi a vitória do Celtic em casa contra o AC Milan, e a derrota do Benfica em casa contra o Shaktar, depois destes resultados, dificilmente o Benfica poderia ser classificado para a champions

O futebol português está bem representado nas competições europeias, ainda vamos fazer pontos para o nosso ranking da UEFA e ainda falta o Sp.Braga

14.12.07  
Blogger dragao vila pouca said...

Conheces a expressão " se a minha avô não morresse..." No entanto bela análise. Uma grande surpresa: o F.C.Porto teve mais público nos seus jogos que o clube dos 6 milhões?! Besiktas e Marselha muito fracos? Agradeço em nome dos portistas a alta cotação em que vocês nos colocam.
Faz hoje 20 anos que ganhamos a 1ª taça Intercontinental,aquela que os benfiquistas tentaram, mas, nunca conseguiram

14.12.07  
Blogger LF said...

Dragão,
Apanhámos o Santos de Pelé, e não uma equipa da Colômbia de que nem me recordo o nome.

As assistências do Benfica foram condicionadas pelo mau início de época.
Se estívesse na posição do Porto, na Liga e na Champions, estou convicto que a Luz estaria sempore cheia que nem um ovo.

14.12.07  
Blogger LF said...

Catn,

Também acho, e é inegável que o grupo do Porto era o mais acessível.
Creio que Benfica e Sporting, com maior ou menor dificuldade se apurariam num grupo assim.

Quanto a essa mal fadada jornada 2, é curioso se pensarmos no que aconteceria se esses resultados se não tivessem verificado, ou seja se Benfica vencesse Shakhtar e Milan vencesse Celtic.
A classificação seria:
Milan 16, Benfica 10, Celtic 6 e Shakhtar 3.
Pelo que se sabe hoje, em 10 jogos com o Shakhtar em casa, o Benfica seguramente venceria uns 7.
Enfim. Aconteceu assim.
Pode ser que a Uefa nos permita chegar longe...

14.12.07  
Blogger dragao vila pouca said...

Meu caro, eu vi o jogo na altura própria, não preciso da r.t.p mémória. Quanto ao teu Benfica... olha que não, não foi só o Santos,houve também outras equipas do Uruguai, se não estou em erro,tu que até nas és bom nas estatísticas não sabes? Quanto às assistências é natural que o Benfica tenha mais público que o F.C.P o contrário é que é estranho. Ou não será assim?
Aparece, és sempre benvindo.

14.12.07  
Blogger LF said...

Foi com o Peñarol.
Mas nessa altura a força do futebol uruguaio era incomparavelmente maior que nos anos 80.

Foi há muitos anos também. Depois disso ainda vi o Benfica duas vezes na final da Liga dos Campeões...

14.12.07  
Blogger LF said...

Ao fim e ao cabo 1962, 1987, ou mesmo 2004 são tudo recordações.

Nos últimos 4 anos, nas provas da Uefa, o Benfica tem quase o dobro dos pontos do F.C.Porto (68 e 37 respectivamente).
Portanto, tudo é relativo...

14.12.07  

Enviar um comentário

<< Home