06/11/07

O GRANDE ESPECTÁCULO ESTÁ DE VOLTA

A Liga dos Campeões entra hoje na segunda volta da fase de grupos, altura em que as grandes decisões começam inevitavelmente a ser tomadas. Se o F.C.Porto tem ainda alguma margem para o erro, os rivais lisboetas, ambos com três pontos apenas, não têm alternativas senão pontuar nesta ronda, sendo que no caso do Sporting, só mesmo a vitória interessa na luta pelo segundo lugar do seu grupo.

Para continuar a depender apenas de si próprio, o Benfica tem de, ao menos, alcançar um empate nesta sua deslocação a Glasgow – algo que nunca conseguiu no passado. A vitória seria obviamente o ideal, até porque de seguida recebe na Luz o A.C.Milan. Mas o empate deixa tudo em aberto, permitindo por outro lado ganhar importante vantagem em termos de uma eventual repescagem para a Taça Uefa.
Um dos grandes problemas que os encarnados terão de enfrentar será sem dúvida o frenético ambiente que os adeptos escoceses criam em redor das partidas, algo de que uma equipa jovem e inexperiente terá dificuldade em se alhear. Estará talvez na forma como o Benfica for capaz de responder animicamente a toda aquela pressão, a chave para um bom resultado na Escócia, perante um Celtic que se anuncia muito mais ofensivo do que aquilo que mostrou em Lisboa.
A imprensa de hoje aponta Luís Filipe e Edcarlos como titulares, mas a estratégia mais apropriada para este jogo, no meu ponto de vista, passaria pelos recuos de Pereira e Katso, e pelas entradas de Nuno Assis e Nuno Gomes, jogadores bem mais experimentados em provas europeias, e capazes de aproveitar, com a sua mobilidade e capacidade técnica, alguma dureza de rins da defensiva escocesa, até porque a qualidade do sector recuado benfiquista não sairia em nada beliscada (pelo contrário, direi mesmo). Veremos o que decide Camacho, sabendo-se que nestes jogos os técnicos costumam gostar de surpreender.
Equipas Prováveis:
CELTIC – Boruc, Caldweel, Kennedy, McManus, Naylor, Hartley, Jarosik, Brown, Mc Geady, Hasselink e McDonald.
BENFICA – Quim, Luís Filipe, Edcarlos, Luisão, Léo, Binya, Katsouranis, Maxi Pereira, Rui Costa, Rodriguez e Cardozo.
PROBABILIDADES (1X2) – 55% ; 30% ; 15%

A vitória em Istambul e o empate em Marselha deixaram os dragões numa posição francamente privilegiada para alcançar o apuramento. À equipa de Jesualdo basta-lhe, em princípio, fazer quatro pontos nos dois jogos que lhe restam em casa, pelo que o empate na noite de hoje não será, de modo algum, dramático. A vitória, por maioria de razão, coloca o F.C.Porto ainda mais perto do objectivo, dando-lhe também um forte empurrão na luta pelo primeiro lugar do grupo, o que poderá ser muito importante na hora do sorteio dos oitavos.
Não vejo francamente como possa uma equipa em autêntico colapso na liga francesa (penúltimo lugar) fazer frente a um F.C.Porto experiente, forte e eficaz, que mesmo em França mostrou ser claramente superior. Nem mesmo levando em conta a ausência de Lucho Gonzalez, que ainda assim poderá vir a pesar um pouco no jogo desta noite, dada a influência que o médio argentino tem no esquema habitual de Jesualdo.
Equipas Prováveis:
F.C.PORTO - Helton, Bosingwa, Stepanov, Bruno Alves, Fucile, Paulo Assunção, Raul Meireles, Cech, Tarik, Lisandro e Quaresma.
O.MARSELHA – Mandanda, Bonnart, Rodriguez, Givet, Taiwo, Cana, Cehyrou, Nasri, Niang, Zenden e Cissé.
PROBABILIDADES (1X2) – 75% ; 20% ; 5%

Ao Sporting pede-se uma vitória por 1-0 (ou por mais do que um golo de diferença), que permita ganhar vantagem sobre o seu adversário directo na luta pelo segundo posto, e também, praticamente garantir o objectivo mínimo do apuramento para a Uefa, precavendo o caso das últimas jornadas poderem correr menos bem.
Não será nada fácil, nem mesmo levando em conta que a Roma se apresenta algo desfalcada - Panucci, Aquilani, Taddei e, sobretudo, o seu capitão e grande estrela Francesco Totti -, e a atravessar uma sequência de resultados menos conseguidos.
Será um jogo de paciência, onde os leões terão de garantir uma forte coesão defensiva, e procurar aproveitar na frente o bom momento de Liedson, bem como alguma permeabilidade defensiva de uma equipa de matriz algo diferente da tradição italiana, para assim traduzir em golos as oportunidades que apareçam, e que possivelmente não serão muitas.
Qualquer resultado que não seja a vitória irá deixar o Sporting dependente de terceiros, e em posição muitíssimo complicada para se apurar. É pois a equipa de Paulo Bento, a única das três a quem um empate não serve nesta ronda.
Equipas Prováveis:
SPORTING – Stojkovic, Abel, Polga, Tonel, Ronny, Miguel Veloso, João Moutinho, Izmailov, Romagnoli, Yannick e Liedson.
A.S.ROMA – Doni, Cicinho, Mexes, Juan, Tonetto, De Rossi, Perrotta, Pizarro, Giuly, Vucinic e Mancini.
PROBABILIDADES (1X2) – 30% ; 40% ; 30%

1 Comments:

Anonymous tutano azul e branco said...

Ó "Vedeta", ainda não arranjaste tempo para um post sobre a derrota do Benfica na CL? Pois é, andas tão obcecado com o Porto, que nem arranjas tempo para o SLB. Se calhar, até foi o jogo do Porto que viste, para veres futebol e uma vitória, coisa que nos jogos do Benfica, só se vê a nível interno, e com Esteves, Proenças e Paixões a ajudar (muito).

7.11.07  

Enviar um comentário

<< Home