13/06/07

SE QUERES SER BOM...

Diz o povo que "se queres ser bom, morre ou vai-te".
De facto é assim. Aqueles que desaparecem do mundo dos vivos, são invariavelmente alvo dos mais rasgados elogios, até entre aqueles que mais se lhes opuseram em vida.
Mesmo entendendo o lado humano da questão, nem sempre me deixo sensibilizar ao ponto de esquecer, na hora da morte, aquilo que foi a vida de algumas pessoas.
Vem isto a propósito da morte de Adriano Pinto, ser humano que naturalmente respeito, mas um ex-presidente da A.F.Porto que não me deixa quaisquer saudades.
Gabo por isso a coragem de Miguel Sousa Tavares - que pouca ou nenhuma simpatia me desperta e de quem muitas vezes discordo -, ainda mais sendo portista, de dizer aquilo que muitos pensam em silêncio: Adriano Pinto fez muito mal ao futebol português, e não é a morte que apagará essa marca histórica da nossa memória.
E mais não digo.