05/06/07

MISSÃO CUMPRIDA !

Num jogo difícil pelos mais variados motivos (altura do ano, ausências de jogadores fundamentais, vontade de vingança belga), a selecção nacional deu mais uma vez provas de uma notável capacidade competitiva e, mesmo sem realizar uma grande exibição, alcançou aquilo que pretendia e que, dados os resultados da tarde, se impunha, de modo a manter alguma tranquilidade face à qualificação.
A equipa portuguesa começou muito bem, com uma forte pressão no meio campo adversário, e logo nessa fase podia perfeitamente ter encaminhado o sentido do resultado nas oportunidades de golo que conseguiu criar. O golo não surgiu e os belgas foram pouco a pouco equilibrando o jogo, que chegou a conhecer momentos de grande emoção com jogadas de perigo numa e noutra baliza, o que é de salientar nesta fase da temporada.
A beira do intervalo Nani deu finalmente cor à superioridade lusa, permitindo assim encarar a segunda parte com maior optimismo.
Após o intervalo a selecção nacional pareceu contudo pensar que tudo estaria decidido, e estranhamente permitiu, através de falhas defensivas pouco habituais, que a Bélgica se aproximasse com perigo, e pouco depois lograsse mesmo alcançar o empate num cabeceamento com muito pouca oposição mesmo em frente de Ricardo.
Temeu-se o pior, até porque a Bélgica empolgou-se com o golo e pareceu acreditar na hipótese de vitória. Mas Hélder Postiga não estava de acordo, e com um pontapé fabuloso restabeleceu a natural hierarquia do jogo.
Até final foi inegavelmente Portugal que esteve mais perto do terceiro golo, se bem que a vantagem tangencial deixasse sempre a porta aberta a um golpe de azar que podia ter drásticas consequências na corrida ao Euro 2008.
Com esta vitória, Portugal mantém o segundo lugar e pode olhar com optimismo para o que falta de competição, agora que os dois lugares da qualificação parecem ser disputados apenas por três selecções – Portugal, Polónia e Sérvia.
O destaque individual deste jogo não pode deixar de ser para Hélder Postiga, que de quando em vez aparece na equipa de Scolari como que renascido das cinzas para assinar golos importantíssimos e, neste caso, também de grande espectacularidade. Também Nani, Tiago e a espaços Deco estiveram em bom plano. Em termos negativos há que dizer que a defesa esteve por vezes desconcentrada, e Quaresma mostrou, em vésperas de férias, uma apatia que talvez explique porque motivo permaneceu durante tanto tempo afastado das convocatórias de Scolari.

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Exmo. Sr.,

Muito boa tarde.

O meu nome é Mónica Maia e sou a responsável pelo mercado português da Globet.com.

Dado que não encontrei outra forma de o contactar, tomei a liberdade de utilizar este meio.

Gostaria que me facultasse um endereço de e-mail para o qual o poderei contactar para fins publicitários do meu e seu interesse.

Envie-mo, se-faz-favor, para o seguinte endereço de e-mail: monica@globet.com

Sem mais me despeço desejando-lhe a continução de uma boa Sexta-feira e, caso até lá consigo não fale, aproveito desde já para lhe desejar um óptimo fim-de-semana também.

Com os melhores cumprimentos,

Mónica Maia

8.6.07  
Blogger LF said...

O meu e-mail é:

L-F@sapo.pt

8.6.07  

Enviar um comentário

<< Home