18/06/07

A FESTA DE VOLTA A CIBELES

Depois de quatro anos de jejum e de enormes equívocos, o Real Madrid, pela mão de Fábio Capello, voltou a conquistar o título espanhol.
Foi mais uma jornada de sofrimento, pois se desde cedo o Barcelona cumpria a sua obrigação goleando o último classificado, os "merengues" a cerca de vinte minutos do final ainda perdiam em pleno Bernabéu diante do Maiorca.
Reyes, com dois golos, e Diarra com um, deram a reviravolta ao marcador, garantindo o título a equipa madrilena, sob o olhar e o júbilo de adeptos famosos como Rafael Nadal ou Tom Cruise.
Pode-se dizer que, sobretudo pela fantástica ponta final de temporada, o título se ajusta perfeitamente ao Real, sendo que se esperava muito mais de um Barcelona recheado de estrelas e com uma equipa formada há já alguns anos.
Glória total para o técnico italiano, que havia sido campeão em 96-97 no clube, e agora voltou para o resgatar de um período conturbado (chegando a dada altura da época a parecer mais uma das suas vítimas), e em que os aspectos desportivos pareceram ficar para segundo plano. Capello foi várias vezes campeão no Milan, seguiu para Madrid e foi campeão, viajou para Roma e campeão foi, transferiu-se para a Juventus e...venceu dois campeonatos seguidos, e agora de novo em Madrid triunfou onde já começava a parecer impossível. Para mim, quando se trata de escolher o melhor treinador do mundo, tenho poucas dúvidas: Fábio Capello !