07/05/07

LEÃO TRANQUILO

Um Vitória de Setúbal muito frágil, a caminhar a passos largos para a Liga de Honra, não foi um adversário capaz de incomodar um Sporting ainda esperançado na hipótese matemática de se sagrar campeão.
A equipa leonina mais uma vez fez questão de marcar bem cedo – inacreditável esta sequência de cinco ou seis jogos em que o Sporting marca invariavelmente nos primeiros cinco minutos de jogo -, desta vez através de um auto-golo dum defensor sadino, e a partir daí sentiu-se que o jogo pouca história iria ter.
Acabou por ser Liedson a brilhar, marcando os outros dois golos dos leões e assumindo a liderança isolada da lista de goleadores. O Vitória ainda marcou, mas a partida estava já decidida. O Sporting continua pois a sonhar com o título, mas a sua realidade aponta mais para a manutenção do segundo lugar e do acesso directo à milionária Champions, o que por este andar não terá dificuldade em alcançar.