18/03/07

LEÃO RUGE BEM ALTO E RELANÇA CAMPEONATO

Contra a maioria dos vaticínios, o Sporting triunfou categoricamente no Dragão e reacendeu a esperança de poder ainda disputar o título.
Os leões dominaram praticamente todo o jogo, mostrando o habitual rigor nas transições defensivas, o que manietou todo um futebol portista demasiado dependente da inspiração de Quaresma, que nesta noite nunca chegou a emergir sobre o relvado. O Sporting escondeu a bola do F.C.Porto, sendo capaz de sair com perigo, quase sempre através de Nani – o melhor em campo talvez com uma das melhores exibições da sua carreira – a quem o F.C.Porto concedeu demasiadas e inexplicáveis liberdades. Já ao intervalo o empate era penalizador para a superioridade exibida pelos visitantes.
Na segunda parte o F.C.Porto reagiu um pouco, mas nunca foi uma equipa claramente dominadora. Pelo contrário, cada vez que subia no terreno o Sporting dava sinais de poder criar lances de perigo, que só a imperícia de Alecsandro e a verdura de Djaló impediam de transformar em golo.
Foi num livre superiormente apontado por Rodrigo Tello que a equipa de Paulo Bento chegou finalmente a uma vantagem que já justificava praticamente desde o início do jogo.
Até final o jogo manteve a sua toada, registando-se ainda duas flagrantes oportunidades de golo, uma para cada lado.
A justiça da vitória do Sporting é inatacável, e talvez até peque por escassa.
Em termos individuais há que salientar Nani, que foi o fio condutor, o mastro da força com que o leão se exibiu. O jovem internacional mostrou estar regressado à sua melhor forma, realizando uma exibição notável, soltando classe a cada lance em que intervinha, apresentando-se com um fulgor e uma exuberância como talvez nunca se vira na sua curta carreira.
Também Polga, Miguel Veloso e Ricardo estiveram bem, para além de Tello cujo golo marcou obviamente o jogo. Alecsandro foi o elemento menos inspirado da turma leonina.
Nos portistas Raul Meireles e Pepe foram os mais inconformados, mas a equipa sentiu demasiado as faltas de Bosingwa e Lisandro Lopez. Fucile, Alain, Adriano e Postiga estiveram manifestamente mal.Pedro Henriques esteve bem, como lhe é normal.

4 Comments:

Blogger cj said...

o melhor árbitro português, e a uma distância considerável.

19.3.07  
Anonymous Otragal said...

Para mim o melhor em campo não foi o Nani mas sim o Veloso. A forma como ganha os duelos e a maneira como saí a jogar sempre com a cabeça bem levantada, ora em progressão ora em passes de ruptura é um encanto. Este miúdo é um fenómeno que, ou vai render muito dinheiro ao Sporting, ou vai dar muitas alegrias desportivas. O Paulo Bento esteve metade da época a dormir, o Custodio nem se compara. Apesar da sua polivalência, permitir que jogue a central e a defesa lateral, a posição dele é esta. Quando o Tonel se lesionou temi que o Paulo Bento o pusesse a central. Como é obvio ninguém ganha jogos sozinho, também o Polga (que grande época está a fazer), o Nani, o Tello e o Ricardo estiverem em bom plano. Uns furos abaixo do esperado esteve o Moutinho.

19.3.07  
Blogger LF said...

Cj,
Concordo plenamente.

É pena que sejam as próprias instâncias da arbitragem a não o valorizar em nome de um pseudo rigor legalista que pode matar o futebol.

19.3.07  
Blogger LF said...

Otragal,

De facto o Miguel Veloso também fez uma excelente exibição (se bem que com um ou outro mau passe).
Mas continuo a achar que o Nani esteve fenomenal.
Eu não vi todos os jogos do Nani, mas dos que vi, nunca ficara tão impressionado com a sua classe como neste.
Fez o que quis do pobre do Fucile, foi um perigo constante para a defesa do Porto, foi ele que transportou a equipa para a frente e a empurrou para a exibição autoritária que colectivamente fez.

Até parecia o ...Simão :)


Mas sem dúvida que o Miguel Veloso é um excelente jogador. Tem técnica, é forte, e tacticamente está a evoluir muito depressa.
Mas falta-lhe, tal como a Nani, ganhar alguma maturidade que lhe permita uma maior conistência exibicional - recordemos que foi um erro seu que originou a eliminação do Sporting em Milão.

O Moutinho está a pagar o preço do desgaste de duas épocas inteiras sempre em alta rotação.

19.3.07  

Enviar um comentário

<< Home