31/08/06

À CONQUISTA DA EUROPA

Enquanto o Caso-Mateus continua a dominar a actualidade desportiva portuguesa, a selecção nacional, menos de dois meses depois da histórica campanha do Mundial da Alemanha, inicia o ataque à fase de qualificação para o Euro-2008.
As retiradas de Figo e Pauleta, conjugadas com as lesões de Miguel, Simão e a inactividade de Maniche e Hugo Viana, obrigaram Scolari a uma remodelação forçada, ainda que cirúrgica, no seu quadro de jogadores.
Foram convocados os médios sportinguistas Carlos Martins, Nani e João Moutinho, o benfiquista Ricardo Rocha e o ex-portista Hugo Almeida - Quaresma, também lesionado falhou mais uma vez a chamada. Dos vinte e três mundialistas mantêm-se: Ricardo, Quim, Paulo Ferreira, Ricardo Carvalho, Fernando Meira, Nuno Valente, Ricardo Costa, Marco Caneira, Costinha, Tiago, Petit, Deco, Cristiano Ronaldo, Nuno Gomes, Boa Morte e Hélder Postiga.
Olhando para esta convocatória parece-me que pouco haverá a contestar. Os elementos cuja ausência no Mundial mais tinta fizeram correr estão presentes (à excepção de Quaresma, que já depois de convocado foi dispensado por fractura de maxilar), e todos os que se podiam manter estão no grupo.
Além destes, poderemos ao longo desta campanha ainda assistir às chamadas de jogadores como Custódio, Tonel, Raul Meireles, Nelson, Abel, Miguelito, Pedro Mendes e, caso recupere, Manuel Fernandes. Estará assim, com mais uma ou outra surpresa que apareça (Manu ? Djaló ? Vaz Tê ? Vieirinha ?) completado um processo de renovação que tem condições para permitir à equipa nacional manter o elevado nível que tem apresentado ao longo da última década. Para já, em termos tácticos, e tendo como dado absolutamente seguro que o figurino se manterá inalterável, o grande problema que se coloca a Felipão é o da escolha de um ponta-de-lança à altura da difícil tarefa de fazer esquecer Pauleta. Nuno Gomes é para já a opção mais credível para finalmente se firmar como titular da equipa das quinas, mas a boa forma de Hugo Almeida (agora no Werder Bremen) ameaça o experiente benfiquista. Postiga parece não passar de uma terceira opção, apesar da simpatia que Scolari nutre por ele.
De qualquer modo, Nuno Gomes tem 30 anos e para o médio prazo há que aquilatar da real evolução da dupla formada nas escolas do Dragão. O futebol português teve ao longo da sua história fases em que a grandes jogadores de meio campo não correspondia uma eficácia goleadora à altura, limitando com isso os resultados a um nível pouco mais que medíocre. Não queremos voltar a esses tempos, mas a verdade é que, enquanto em todas as outras zonas do campo há talentos a emergir, no eixo do ataque as alternativas mais jovens são poucas e ainda de algum modo duvidosas.
Para já temos pela frente um grupo de qualificação bem duro, com várias selecções candidatas ao apuramento. Polónia, Sérvia, Bélgica e Finlândia são adversários respeitáveis, perante os quais Portugal vai ter de demonstrar a sua melhor face se quiser evitar problemas em termos de apuramento. Cazaquistão, Azerbeijão e Arménia são outsiders, mas qualquer deles poderá retirar pontos aos favoritos, sobretudo nos jogos a disputar em sua casa.
Para o primeiro jogo, na Finlândia na próxima quarta-feira, Scolari deverá apresentar uma equipa similar a esta: Ricardo, Paulo Ferreira, Ricardo Carvalho, Fernando Meira, Nuno Valente, Costinha, Petit, Deco, Cristiano Ronaldo, Nuno Gomes e Luís Boa Morte.
Resta pois entrar com o pé direito nesta competição. Uma vitória em Helsínquia pode muito bem ser a alavanca para mais uma qualificação tranquila como ultimamente a selecção nos tem habituado.
Boa sorte !

2 Comments:

Anonymous catn said...

Caro LF

Estou de acordo com a sua exposição sobre a Selecção, gostei tambem do esforço que fez para pensar á Scolari, é neste ponto, que está o bisilis da questão, as pessoas que falam da Selecção, esquecem-se deste pequeno promenor "Pensar á Scolari"

Quanto aos jogadores, que vai utilizar no jogo contra a Filandia, eu penso que vamos jogar com o plano B - 4-3-3

Ricardo

Paulo Ferreira
Ricardo Carvalho
Fernando Meira
Nuno Valente

Costinha
Petit
João Moutinho

Deco
Cristiano Ronaldo
Nuno Gomes

Se Filipe Scolari, apostar no 4-2-3-1, penso que vai jogar o Nani, pelo menos é mais agressivo e está em grande forma, talvez esta não seja a maneira de pensar de Scolari, pois tem apostado sempre no Boa Morte

1.9.06  
Anonymous LF said...

Pensando "à Scolari", não creio que seja assim :)

1.9.06  

Enviar um comentário

<< Home