19/06/06

VEDETA DO JOGO

DECO (4) Com o “Mágico” de volta Portugal parece outro. Deco é geometria, é alegria, é dinamismo, é criatividade constante. Mesmo denotando algum cansaço, foi inegavelmente o homem do jogo, e aquele que marcou a diferença exibicional da equipa do primeiro jogo para este. Como cereja no topo do bolo, foi com uma verdadeira bomba nuclear que o médio do Barcelona acabou com as resistências iranianas, abrindo as portas do apuramento. Foi bonito vê-lo cantar o hino e beijar a camisola das quinas quando festejou o golo.