02/07/18

SOUBE A POUCO

Em jogos do Mundial, sobretudo na fase eliminatória, tudo pode acontecer. Qualquer equipa pode ser eliminada a qualquer momento, ficando fora da carruagem da história por um pequeno detalhe.
Neste caso, o detalhe foi Cavani, que marcou nas duas oportunidades de golo que teve, ao passo que os jogadores portugueses não tiveram a mesma eficácia.
Falar de justiça ou injustiça é irrelevante nesta situação. Portugal podia ter chegado mais longe, e confesso que esperava, pelo menos, os quartos-de-final (onde França poderia ser, aí sim, obstáculo inultrapassável). Ficamos pelos oitavos, o que não envergonha ninguém, mas também não entusiasma.
É preciso lembrar que o Europeu foi conquistado com uma dose inusitada e certamente irrepetível de sorte. E que a selecção portuguesa tem carências óbvias, como a ausência de um grande ponta-de-lança, ou a idade avançada dos centrais.
O que é certo é que Ronaldo vai para casa, tal como Messi. Os Mundiais já não fazem heróis como antigamente, nem permitem grandes brilhantismos individuais às principais estrelas do futebol. E não se compadecem com quem não é eficaz diante das balizas.

11 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Eu discordo do último parágrafo deste artigo.

O Mundial devia ser sobre espectáculo e vermos os melhores do mundo. Foi assim até Zizou em 1998. Esse comodismo com o actual "futebol" feio, defensivo é um equívoco mortal para o futebol.

Os melhores de sempre mostram o que são nestes palcos. Ronaldo e Messi foram os únicos que falharam nesse requisito. Curioso que nem Eusébio, nem Pelé, nem Maradona, Cruyiff, Garrincha falharam mas estes actuais "Et" como se convencionou chamá-los falharam sempre.
Cristiano Ronaldo é o jogador mais sobrevalorizado da história.
Não tem passe, nem recepção, nem drible, nem visão de jogo com a mínima qualidade, quanto mais de classe mundial. É um Jardel que vive municiado num magnífico Real, que usou a sua gigantesca máquina de marketing para lhe dar 5 bolas de ouro. Elas foram um atentado ao futebol. Que eu me recorde, nem foi à muito tempo que os Balon de Or eram ganhos pelos grandes magos, por Zizou, Fenómeno, Figo, Ronaldinho.
Tudo o que Ronaldo tem feito é unicamente para ser Bota de Ouro.
Este Mundial provou a verdade sobre Cristiano Ronaldo, o Jardel português.
Eusébio é que era um fora de série, recepção, passe, drible, golos magníficos, não a treta dos chouriços de 50 golos anuais, que consistem em encostar, ressaltos e penalties.
Esse sim, junto com o Fenómeno é que foi um ponta de lança fora de série. Agora um Gerd Muller bonitinho para as mulheres, com um grande marketing? Poupem-me...
O mal não está em Ronaldo ser um Gerd Muller. Está em querem fazer dele aquilo que ele não é. A verdade começa a penetrar, e em breve, quando o poder do marketing for desfeito, as pessoas verão: um jogador tecnicamente banal, com um marketing brutal, cujos números estratosféricos se devem a jogar num Real. O Jardel também marcaria 50 no Real.
Os melhores de sempre: Eusébio, Pelé, Maradona, Fenómeno, Puskas, Di Steáfano, Cruyff.
Ronaldo, um dos melhores de sempre? Só pode ser a piada do ano. É que nem é o melhor do Real Madrid, nem o melhor português de sempre.
E podem vir cá as ronaldetes atacar-me, estou nem aí.
Depois da selecção se tornar um antro de anti-benfiquismo primário, depois de ver Cristiano Jardel Penaldo a afastar Nélson Oliveira, G. Guedes, porque não lhe passavam a bola, mesmo que estivessem isolados, porque o minino Ronaldo quer bater recordes e a selecção serve para lhe encher o ego, eu não sinto mais nada por esta selecção.
Amei a selecção até 2006. A partir daí viu-se uma feira de vaidades, com toda uma equipa que existe com o único fito de servir o ego do Jardel português. Já para não falar das convocatórias estranhas, do poder do J. Mendes, da exclusão dos jogadores do Benfica e da insistência em nulidades, apenas porque estão conotadas com os nossos rivais.
Só voltarei a sofrer pela selecção, quando esta for de nova a selecção de Portugal e não do J. Mendes.

3.7.18  
Blogger Nau said...

Como eu concordo com o comentário do anónimo!

3.7.18  
Anonymous Anónimo said...

O comentário do anónimo anterior é dos mais racionais e assertivos em relação aos tópicos que aborda. Tudo o que penso também!

3.7.18  
Blogger artnis said...

Volto, mais uma vez, a parafrasear o puto brasileiro lá pelo Parque das Nações !...

Sou BENFICA !...que s@phoda a selecção !!!

(e, já agora, acrescento eu, o filho da melhor Dolores do mundo, a mais onerosa e publicitada contrafacção futebolística...)

VIVÓ BENFICA

3.7.18  
Anonymous Benfica até morrer said...

Excelente comentário do anónimo.

É bom saber que não estou sozinho no que diz respeito à opinião sobre a seleção do nandinho das faturas e do cagãozito do manguito, e que afinal - ao contrário do que a comunicação social deste país que como todos nós sabemos é dragarta quer fazer crer - nem todos comem gelados com a testa.

3.7.18  
Anonymous Anónimo said...

Claro que está tudo a favor do senhor verborreia, que tanto falou e não disse nada de jeito. Desde que se fale mal tudo serve, haveria ele de ter sido da formação do slb e até a estátua do eusébio já estava numa valeta qualquer.

Foi dita tanta asneira que nem sei por onde começar, senão vejamos:

1º Comparar um jogador do futebol actual a um de várias décadas atrás é de não perceber nada de nada, porque TUDO é diferente. É a mesma coisa que ir ao McDonalds e pedir uma pizza 4 estações, simplesmente é estúpido. Não se trata de ser melhor ou pior, é simplesmente DIFERENTE!!!!

2º Pelos vistos segundo aqui o entendido do futebol ele não tem qualidades nenhumas, mas mesmo assim, faz o que faz, imagine se ele tivesse as tais qualidades.

3º Ai, ai, ai, as dores de cabeça que as bolas de ouro tanto fazem a algumas pessoas. Mais uma vez, não sabe do que fala. Com que então foi a máquina publicitária do real que lhe deu 5 bolas?!? Ele antes de ser do real já era bola de ouro.

4º Bla Bla Bla mais xaxada que nem vale a pena perder mais tempo com esse assunto, então incluir o eusébio na restante lista, até dá vontade de chorar de tanto rir.

5º O problema das pessoas, além de porem clubismos a frente dos racionalismos é falarem do que não sabem ou mal conhecem. Assim como no circo não existem só palhaços, no futebol não importa só quem sabe driblar bem, ou finalizar bem, ou ter boa eficácia de passe... Mas sim a importância que aquele jogador tem no clube/selecção e isso meus "amigos", tirem a palinha dos olhos e vejam as coisas com isenção.


PS: Espero que continues por muitos anos a não torcer por Portugal, a nossa nação não precisa de marroquinos de segunda circular a apoiar, já basta terem que ir cagar ao vosso estádio antes de partirem para alguma competição.




4.7.18  
Anonymous Anónimo said...

Ao anónimo das 4.7.18

Chamou-me marroquino? Mas eu sou benfiquista do Norte. Marroquino deve ser você que não tem vergonha de apoiar este insulto à selecção de todos nós. É o meu amor a Portugal que me faz detestar Eusébio, pela mesma razão que adoro Figo, Rui Costa, Ricardo Carvalho, jogadores que são o exemplo da camisola de todo nós. Agora este cancro que é o Penaldo, que só prejudica os seus colegas, que seca tudo à sua volta. Basta de ver jogadores a fazerem porcaria só porque têm de passar a bola ao minino Ronaldo, mesmo que estejam isolados. E Deus os livre de jogar muito bem, porque o pseudo-grande profissional Penaldo fica logo de trombas, como ficou quando Bale marcou aquele magnífico golo na final. Isto é um jogador de equipa? Isto admite-se? Isto é defender Portugal?
Você é que é um não-português, porque não gosta de Portugal, gosta é de ver uma vedeta que arrasa os colegas, que não permite que ninguém brilhe além dele.
Amar Portugal não é ser parolo. É chorar por uma equipa de todos nós, como eu chorei quando perdemos contra a Grécia, apesar de a equipa de 2004 e 2006 ser à base do Porto e da formação sportinguista.
Não é andar de bandeirinha feito idiota, comendo gelados pela testa de todas as alarvidades que diz um parolo, que só sabe dizer mal dos colegas e prejudica-los.

Doem-lhe as verdadinhas?

Ronaldo é sim senhor um jogador banal tecnicamente, ou quer me dizer que é algum Garrincha?
O Jardel factuarava imenso e nunca ninguém disse que devia ser Bola de Ouro. Aliás a mera sugestão de tal crivaria qualquer pessoa do ridículo.

Ronaldo é um finalizador competente e como tal deve disputar apenas a Bota de Ouro.
Bola de Ouro só disputam os Fenómenos, os Eusébio, os Maradona desta vida, não os Jardéis.
O argumento de comparar jogadores de décadas faz-me rir. Então o futebol não é universal?
Eu sei que dói olhar para um avançado dos anos 1960, com uma bola tão pesada, com uma péssima medicina e vê-lo a produzir magia que o Cristiano Penaldo nunca conseguirá com o futebol desenvolvido de hoje.

Continua

4.7.18  
Anonymous Anónimo said...

Continua

Ao anónimo das 4.7.18

Eu sei que as verdades doem, mas é a vida.
Quanto ao clubismo, eu amei a seleção de 2006, que era feita à base de jogadores do Sporting e do meio campo de Mourinho. Porque ela se batia pelo país de todos nós e era isenta de interesses.
Agora este aborto onde o que conta é Ronaldo, os outros são burros, isto não é uma selecção, é um aborto.

Infelizmente o seu QI deve ser muito baixo para perceber isso, dado que deve ser daqueles "portugueses" que só o é porque se deslumbra que Portugal tenha uma pseudo-vedeta na equipa. Porque no fundo, o que você transmite é que só gosta de Ronaldo porque deve viver por ele alguma fantasia de reconhecimento ou de glória. Gostar de Portugal é torcer por todos.

Vim às lágrimas quando Postiga marcou o empate contra a Inglaterra em 2004, apesar de este ser portista. Porque era a selecção de Portugal, onde o o clubismo não entrava.
Agora desde que vejo todos os comentadores, em todos os canais a atacar os jogadores do Benfica na selecção ou ex-jogadores, ao mesmo tempo que ocultam as merdas que fazem outros conotados com os rivais, espera de mim o quê? Desprezo com desprezo se paga.

A Bola de Ouro que ele ganhou em 2008 no Man Utd foi outra aberração, porque já na altura ele era o Penaldo. Veja o dvd dessa época e diga-me que qualidades exibiu ele para a Bola de Ouro. Marcou muitos golos de penaltie, encostar e ressalto. Só que o marketing já fazia efeito. Começou ainda no Man Utd, que queria ter outra vedeta na era pós-Beckham e exacerbou-se ao ponto do ridículo de 4 bolas de Ouro no Real, dadas ao Gerd Muller desta era. Ou acho que Florentino foi comprá-lo porquê? Pelos belos passes que faz não? Era pelos milhões que dava o Gerd Muller sexy.

Veja um jogo de Ronaldo e diga-me além de encostar, de marcar de ressalto ou de penaltie, que faz ele? Que trechos de classe, de magia mostra?

É UMA VERGONHA um jogador assim ganhar 5 Bolas de Ouro! É o espelho do futebol actual.

Continua

4.7.18  
Anonymous Anónimo said...

Continua

Sabe o que lhe doi? É que você já viu que as pessoas acordaram para a verdade. Fora do mundo das redes sociais e das tvs lusas pagas pelo marketing ou dominadas pelo medo das ronaldetes do pseudo-patriotismo, a minha opinião é a da maioria e seremos cada vez mais. E não duvido que se o Penaldo não fosse português, nem sequer haveria discussão sobre isto. Por essa sua lógica quer ver que o Pauleta era mais jogador que o Zidane porque marcava 20 por ano? Mas estamos a brincar ou quê?

Você deve ser portista e digo-lhe que em vez de andar a lamber as botas ao Penaldo, vá exigir à FIFA que dê 3 ou 4 Bolas de Ouro a Jardel pelos golos que fez. Se o Penaldo ganha bolas de ouro assim, então Jardel deve processar a FIFA por não ter 2 ou 3 bolas de Ouro.

Eu sei que a verdade dói. Sei que deve doer admitir que se gosta de alguém que é um produto da imprensa, porque não sabemos admitir o que nos leva a gostar dela. Custa não custa?

Você é que pode ir embora. O país não precisa de portugueses como vocês, desses que dizem que amam Portugal, mas só porque um idiota ganha Melões de Ouro, porque projectam nele as suas fantasias. E estão-se a cagar para os outros jogadores. Estar-se-ão marimbar para um Portugal pequeno, que não tenha vedetas onde projectam as suas fantasias. Mas eu estarei aí de novo por uma selecção digna, como a que foi até 2006. Quer ganhe, quer perca, desde que seja digna. Você, decerto, estar-se-á a cagar para ela, porque gosta é de ter “ídolos” que lhe encham o ego. Quando Ronaldo se for, e a selecção voltar a ser uma equipa digna, não duvido que as ronaldetes se irão, porque não gostam de Portugal, gostam é de ter uma vedeta azeiteira onde projectam as suas fantasias.

E com isto me findo, que já lhe deu tempo a mais!

4.7.18  
Anonymous Anónimo said...

Errata

Quando disse " . É o meu amor a Portugal que me faz detestar Eusébio", é óbvio que queria dizer "que me faz amar Eusébio"

4.7.18  
Anonymous Anónimo said...

Você com a ânsia de falar tão mal do Ronaldo acabou de explicar o porquê de o Ronaldo ser o melhor do mundo, para a azia de muitos.

Pelos vistos o Ronaldo só marca de penalti para si, sabe quantos penaltis marcou eusébio no mundial de 66? Será que uns valem mais que outros? Os penaltis também são precisos marcar, que o diga o Messi.

Pelos vistos ser campeão europeu em 1960, em que se fazia 7/9 jogos é a mesma coisa que fazer 13 jogos, com campeonatos e competições muito mais longas e competitivas. Fazer épocas e mais épocas sempre num nível de qualidade/eficácia constante, ano após anos mesmo hoje aos 33 anos.

Em relação ao resto, educação é zero e patriotismo... bem, é melhor nem falar, mas para um marroquino do norte, não está assim tão mal.

Quanto ao resto, a azia é tão grande que a boca lhe fugiu para a verdade.

4.7.18  

Enviar um comentário

<< Home